O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 15 de setembro de 2012

A perda de Luisão

 ●  7 comentários  ● 
Eu só quero dizer que não concordo com o pânico que por aí anda em relação ao castigo de Luisão!!

Temos Miguel Vitor, Jardel e Sidnei para a posição de Luisão, portanto, não estou mesmo nada preocupado. Até acho que esta seria uma boa oportunidade para Miguel Vitor finalmente se assumir como um grande central, caso JJ esteja para aí virado, o que duvido muito.

JJ irá apostar em Jardel, na minha opinião erradamente. Considero Miguel Vitor superior a Jardel, assim como considero Sidnei um grande central que só precisa de ser recuperado e apoiado. Se Sidnei recuperar a sua forma em 100%, teremos uma forte concorrência para a posição de central!!! Eu apostaria em Miguel Vitor sem qualquer dúvida ou hesitação!!

Queremos apostar na prata da casa e nos portugueses, e quando isso pode acontecer nem os consideramos opções em que a maioria diz que não foi acautelada a suspensão de Luisão. Não concordo!!! Porque terá ficado Sidnei? E Jardel e Miguel Vitor não são opções válidas? Então o que andam a fazer no Benfica?

O que Joaquim Oliveira fará sobre o negócio Hulk

 ●  10 comentários  ● 
A capa de hoje do jornal O Jogo é um simpático "serviço publico" feito pelo nosso amigo Joaquim Oliveira (sim, amigo do meu Presidente, meu amigo é) em resposta ao repto lançado pelo seu outro amigo em Comunicado lançando "o repto ao Benfica para tornar público o contrato de transferência de Witsel, para se saber se foi paga comissão de intermediação, quem paga o mecanismo de solidariedade e quanto pertencia a uma terceira parte, a título de mais-valias". Vejamos:


Portanto, em nome da nossa grande amizade recíproca que tanto bem nos tem feito ao Clube e aos benfiquistas, nós pedimos então agora que haja capacidade e competência para repetir já na próxima edição  o mesmo trabalho sobre a transferência do Hulk.

Eu ajudo:

Hulk terá custado ao FCPorto perto de 20M€ (por 85%) aos quais se juntaram salários na ordem dos 400.000€/mês - mais de 5M€ brutos ao ano durante 3 temporadas.

O Zenit diz que só pagou 40M€ pelo negócio total e fará esse pagamento em três anos, ou seja, à razão de pouco mais de 13M€/ano... o que na prática quer dizer que o valor de custo do passe do jogador (os tais cerca de 20M€) demorarão 2 anos a ser pagos pelo comprador russo.

Acresce a isto os salários de três anos, que para efeitos de análise vamos estimar em 10M€ brutos - assumindo que no primeiro ano o salário era bem inferior ao desta última temporada. Portanto, para rever a totalidade do investimento (passe + salários) são precisos 30M€ que só chegarão passados 3 anos da venda.

Pelo caminho, fica ainda o valor DEDUZIDO (segundo o Zenit que foi quem pagou) para comissões, pagamento dos 15% remanescentes ao investidor e ainda fundo de solidariedade.

Feitas as contas, se o SLBenfica com Witsel apenas terá lucrado 40M - 5M de custo do passe (se diz o Jogo que pagamos 20% a uma terceira parte, então também só teremos pago 80% dos 6,5M de custo do passe) - 2,5M de salários tecto salarial na Luz, o que não era o caso) - 4M de comissões - 6,5M do investidor - 2M do fundo solidariedade = 24M€ de lucro líquido!!!!!

Mesmo pactuando com a teoria do FCPorto de que foi o Benfica a suportar todos os encargos da operação, a operação de venda do Witsel em 2 anos paga todos os custos e gera uma mais valia ao clube de 24M€... e a do Hulk demora 3 anos a pagar unicamente os custos e a não representar qualquer mais valia líquida para o clube (o que já não será verdade quanto aos vários comissionados)

Portanto, há duvidas sobre a qualidade dos negócios???

Vá, senhores jornalistas do Jogo e respectivamente funcionarios de Joaquim Oliveira... vão lá tratar de detalhar também esta falácia da venda do Hulk, sff.

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

EXCLUSIVO NGB: Proposta Direitos Televisivos

 ●  53 comentários  ● 
Passamos a transcrever sem qualquer alteração ou edição, uma proposta para os Direitos Televisivos do SLBenfica a partir de 2013, que nos foi enviada por um sócio do SLBenfica que resolveu recorrer ao blog e depois de já ter proposto a ideia ao SLBenfica:


Benfiquistas,


O meu nome é Daniel Reis e de momento trabalho em Business Development em Londres. Sou licenciado em Economia pela NOVA SBE e achei adequado usar este Blog, para partilhar convosco a minha ideia para os nossos direitos televisivos.
(A ideia que aqui vos vou deixar para os direitos televisivos do nosso Sport Lisboa e Benfica foi apresentada no estádio da Luz no dia 29 de Abril de 2011. Há cerca de 16 meses)

A ideia/projecto que tive surgiu na altura quando me meti a pensar numa forma de nos vermos livres de um monopólio, mais um que temos no nosso país. O projecto/ideia consiste numa combinação de duas estratégias de marketing e de vendas:

As economias de escala, são possíveis para assegurar preços mais acessíveis uma vez que a venda em quantidade permite dissolver os custos fixos. Para além disso é uma estratégia que serve para incentivar vendas em massa aos clientes.
As vendas colectivas, são uma nova estratégia que já podemos ver em vários países com grandes mercados, como por exemplo Estados Unidos e Brasil e especialmente tem tido bastante adesão nos produtos tecnológicos. Consiste numa diminuição do preço do produto à venda, à medida que o número de clientes aumenta.

A minha ideia tem por base não se negociarem os direitos, passando estes a ser detidos pela Benfica SAD. Esta cederia os conteúdos à Benfica TV ou a outro canal Premium que o Benfica crie para o efeito. Claro que neste caso a Benfica TV/Canal Premium passariam a ser pagos. (A ideia dos escalões é apenas uma ideia fácil de apresentar. Pode ser optimizada por uma fórmula e o preço actualizado a cada 1000 assinantes por exemplo)

Este seria o esquema que idealizei para a cobrança de uma mensalidade:




O preço actual que se paga pela Sport TV é de 26,29€.

Daí que acho mais que justo começar a pagar um valor pouco mais de metade deste (14.99€):
- Desde o início começava-se a cobrar o escalão 1 mas só passaria a compensar quando o número de assinantes fosse de 200.000. Como só passaria a compensar na entrada no primeiro escalão teríamos de garantir que chegaríamos a este valor (Embora a Benfica TV tenha menos conteúdos que a Sport TV terá os que nos interessam e não teremos de andar a subsidiar adversários)



Estimativa: (Esta estimativa é feita tendo em conta meios e pesquisas feitas por mim. Teria sempre de ser complementada com um estudo de mercado)

- Tendo em conta que a Sport Tv tem cerca de 700.000 assinantes podemos dizer que quase metade são adeptos do Benfica, se tivermos em conta a população portuguesa!

- Se 45% destes assinantes assinar a Benfica TV serão cerca de 315.000 assinantes da SportTV que irão assinar a Benfica TV a pagar!

- Os assinantes Zon/outros operadores que mudariam para a Meo para ter a Benfica TV com transmissão de jogos.

- E ainda temos os clientes que já têm a Benfica TV e estão dispostos a continuar com a Benfica TV mesmo paga e se recusam a pagar a Sport TV (Aqui até acho que serão muitos mais).






Ao contrário do que já muito ouvi não estamos aqui a falar apenas na transmissão de 15 jogos:







Teremos uns 28 jogos garantidos por época e poderemos sempre negociar alguns dos outros jogos com a Liga, Oliverdesportos, clubes adversários ou Uefa. Teremos muito mais poder negocial do que a concorrência pois temos mais mercado que a concorrência toda!



Para chegar a estes valores não considerei algumas despesas e receitas. É um valor em Bruto.

Falta contabilizar as receitas obtidas nos intervalos com os spots publicitários (não encontrei valores credíveis/actuais)
No caso de termos os direitos podemos vender os nossos jogos para outros mercados estratégicos (Ex. Argentina, Brasil e outros mercados emergentes, como a Rússia, China ou Estados Unidos-em termos de futebol).

Uns poderão ser estratégicos outros onde de certeza obteremos receitas extra consideráveis (Neste caso até poderíamos depois dividir o valor obtido e contabilizar como número de clientes).
No caso do terceiro ponto, não sei se temos algum contrato de exclusividade com a Meo mas se tivermos poderemos renegociar e obter um valor quase total do valor a receber da meo.

Poderemos ainda vender imagens dos jogos após estes ocorrerem a programas televisivos.

Os gastos para a transmissão de cada jogo de futebol deverão ser cerca de 50.000€/jogo.

Depois temos de ter sempre em conta os impostos.
Nota: Estaremos sempre abertos à negociação e entrada em novas plataformas pois neste sector há sempre novos concorrentes a aparecerem para outros mercados ou para mercados globais (Ex: Pay Per View ou Youtube- existem rumores da entrada neste mercado)


Angariação de Assinantes:


Neste aspecto teríamos de ter uma estratégia de acção muito bem definida e abrangente para crescermos rápido e exponencialmente:

Não será difícil explicar a ideia à generalidade dos benfiquistas, no entanto, para um rápido crescimento o Benfica precisa de apresentar a ideia mais próxima dos Benfiquistas.


Considero importante mostrar a ideia aos Benfiquistas em apresentações junto das casas. Estas podem assim usar aniversários ou outras ocasiões para mostrar a ideia através de alguém do Benfica.
O Benfica poderá ter uma promoção nas mensalidades para os clientes que angariarem novos clientes. (ex: quem angariar 3 clientes tem 3 meses grátis)
As pré adesões serão importantes para garantirem logo na primeira época um valor considerável das receitas.

Os outdoors serão a maneira de fazer uma publicidade mais agressiva na altura em que se espera obter mais clientes.

Durante os jogos do Benfica poderemos sempre fazer publicidade de diversas maneiras no estádio.

A Benfica tv será também uma grande forma de passar a palavra.

As casas o Benfica pode oferecer o canal aberto e ao mesmo tempo distribuir publicidade.

Criação de vídeos virais pois vivemos na geração das redes sociais.

Promoções para sócios do clube (Ex: -2€ por mensalidade)!
ETC ETC…

Planeamento Estratégico do Projecto


Análise SWOT




Nos pontos fortes temos:

-Vantagem comparativa – Ambos os adversários directos já têm contractos fechados com a Oliverdesportos até 2017/2018, pelo menos. Só vão poder copiar a ideia depois de terem um canal e só quando conseguirem ter os direitos em sua posse.
- Marcação dos horários dos jogos – Podemos marcar alguns jogos que se prevêem ter casas mais fracas para horários compatíveis com Benfiquistas de todo o país, pois o Benfica é um clube de todo o país.
- Valor dos direitos oculto nas empresas do grupo – O valor dos direitos pode estar dissolvido nas várias empresas do Benfica evitando assim que a concorrência saiba o valor que têm os nossos direitos televisivos.
- Não sofrer mais manipulações de imagens – Não estou com este ponto a dizer que podemos manipular nós as imagens, mas sim que podemos passar a ver jogos com imagens isentas.
Valor a condizer com o resto das receitas – Finalmente poderemos olhar para as nossas contas e comparar com quase todos os clubes grandes, pelo menos em termos de percentagens. Os direitos de Tv passarão assim a ter um peso significativo na facturação total do clube (Mínimo 30%)

Nos pontos fracos:
- Valor incerto para o Orçamento – Actualmente temos um valor contratual que se pode logo inserir no orçamento anual e com isto não saberiamos bem quanto iria-mos ter ao ano. Após os 2 primeiros anos podia-mos estabelecer um contrato com a Benfica TV onde a Benfica Tv se via obrigada a pagar um valor mínimo.
- Retirar a Benfica TV a alguns Benfiquistas – É talvez o maior defeito desta ideia mas se for demasiado má para o Benfica, pode-se criar novo canal para transmitir todos os conteúdos em directo do Benfica.

No caso das oportunidades:

- Novos mercados – Muitos são os mercados para explorar quando tivermos os jogos do nosso clube para vender. Podem-se explorar mercados como o Argentino e o Brasileiro, ou então mercados europeus ou ainda quem sabe o mercado asiático.

- Abertura a novas estratégias de marketing – Há sempre novidades a aparecerem pois as tecnologias desenvolvem-se muito rapidamente. O Youtube, por exemplo, tenciona começar a transmitir jogos a pagar dentro de 2 ou 3 anos. Não quer dizer que será vantajoso mas estaremos sempre dispostos a aproveitar um bom negócio.

No caso das ameaças a esta ideia apenas a assinalar a pirataria que embora seja um factor exterior actualmente já há ferramentas que dão para conter ou tornar esta ameaça mínima.


Cheguei à conclusão que devia partilhar esta ideia com toda a família Benfiquista. O Benfica está e estará sempre acima de qualquer interesse, que possa surgir em algumas pessoas que passam pelo Benfica ou que têm negócios com o Benfica. Trabalhar melhor esta ideia poderá significar uma mudança estratégica colossal no futuro do Benfica e teremos todas as condições para lutar por títulos não só a nível interno como também títulos internacionais! Estou ainda totalmente disponível para aprofundar e optimizar este projecto crucial para o futuro do Benfica!


Esta ideia ainda pode ser mais aperfeiçoada e conto com as vossas opiniões para isso. Gostava de saber a vossa opinião Benfiquistas!?!


Saudações Benfiquistas!

Daniel Reis


Luisão suspenso 2 meses - armadilha perfeita

 ●  4 comentários  ● 

E pronto, a armadilha fechou os dentes, a nossa Direcção ajudou com a burrice de vender Javi e Witsel sem assegurar substitutos e agora a equipa do Benfica está totalmente amputada da sua espinha dorsal, do seu garante de solidez. E agora como é que vai estar montada a equipa nos próximos tempos?

Como "pilar" da defesa lá vamos ter o Jardel que do alto do seu 1,92m é comido por jogadores mais baixos como quando no lance que eliminou o Benfica da final da Liga Europa. Como "pilar" do meio-campo o Matic que nem sequer é trinco e em vez de Witsel dois jogadores que têm imensas limitações físicas.
Genial!

Mas ao menos temos estabilidade directiva. Todos sabem que estabilidade directiva é que conquista campeonatos em vez de estabilidade nos relvados. Os inúmeros títulos conquistados nos 12 anos que Vieira leva no Benfica são demonstração disso.

E chegamos a 14 de Setembro e segundo os benfiquistas com capacidade para mudar alguma coisa o que é preciso é união atrás de um incompetente que tal como todos os competentes que deitaram o País ao chão, está a usar o Benfica para benefício próprio, deitando-o ao chão. A "união" a que RGS apelou de forma tão pungente apenas serve um propósito: proteger quem não defende o Benfica e prolongar este circo até a dimensão dos erros e tiros nos pés ser tão grande ou maior que a dimensão do clube. E ao contrário de Portugal, o Benfica não vai poder recorrer ao FMI.


Luisão castigado - o sistema e os incompetentes dirigentes do Benfica

Avatar
 ●  45 comentários  ● 
2 meses de castigo para Luisão.

Sinceramente, esperavam qualquer coisa diferente? Que o sistema deixasse passar esta oportunidade de retirar de campo o capitão e grande pilar da defesa do Benfica? Se esperavam, são no mínimo ingénuos.

Mas do sistema corrupto realmente não esperava nada.

Já dos dirigentes do futebol do Benfica esperava bem mais. Por exemplo, antecipação.

Assim como já não eram de agora o interesse e as negociações por Javi e Witsel, também este cenário era por demais esperado.
Que providências tomou a direcção do Benfica para colmatar estas importantes lacunas na estrutura da nossa equipa? Zero.
Contratou o Lima. Para esse houve dinheiro.

Que central de nível internacional teremos agora para jogar ao lado de Garay? Para jogar a Champions? 
Nenhum.

É desesperante verificar que nada é pensado com antecedência para defender os interesses do Benfica. Neste caso, defender acima de tudo a necessidade de não comprometer as aspirações do clube logo em Outubro.

Como já escrevi anteriormente, o Luisão nunca devia ter encostado nada ao árbitro. Mas aconteceu. Felizmente, o Luisão tem um historial de correcção que defende o seu nome.

Desta forma, havia que dar a melhor defesa ao Luisão quer em público, quer em privado(bastidores do futebol) e isso não foi feito.
Havia que defender os interesses desportivos do Benfica e dotar a equipa de atletas que pudessem substituir os que saíram e Luisão.

Infelizmente, os incompetentes que gerem o futebol do Benfica nada fizeram.

Milagres só aconteceram nos tempos bíblicos.

A esperança nesta época? Neste momento nenhuma.



 

Última hora: João Vieira Pinto ainda com um processo pendente!

Avatar
 ●  5 comentários  ● 
O antigo jogador do Sporting, Vujacic, não desiste do processo em tribunal contra João Vieira Pinto.

Reclama o ex-defesa lagarto uma indemnização pelas lesões nos rins em resultado do nó que JVP lhe deu aquando do 2ºgolo do Benfica.

A prova do crime:



É sempre um prazer rever estas imagens... :D

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Rui Gomes da Silva lança apelo aos Benfiquistas

 ●  29 comentários  ● 
Em resposta a um desafio lançado pelo NGB para comentar alguns temas da actualidade, o Dr. Rui Gomes da Silva fez-nos chegar o seguinte apelo que citamos:


Depois de um período em que o que mais interessava a alguns era atirar areia para os olhos de todos, importa, agora, concentrar-mo-nos no essencial.

Deixando de lado as arenas da conflitualidade, os campos da mentira, os títulos das inverdades, onde os outros – que não nós e o Presidente Luís Filipe Vieira – se sentem como peixe na água, julgando ser isso o que alguns chamam “ouro sobre azul”.

Como alguém diz, “… há poucos vencedores porque são raros os que julgam merecê-lo”.

Sejamos dignos da nossa História, dos que no passado imaginaram e construíram um Benfica com a dimensão que hoje tem, dos anseios, dos sonhos das ambições de todos os que fazem parte do maior Clube do Mundo – sócios, adeptos, simpatizantes, sem qualquer distinção, independentemente do que pensem e do que julguem ser melhor para o Benfica.

Com o limite de diversidade não querer dizer antagonismo, de liberdade não poder querer significar insulto, de discordância não ser igual a acusação gratuita e infundada.

Vamos, todos, dar valor e conteúdo “à alma imensa”, para que a mística – conhecida e reconhecida como a nossa melhor “arma” – nos volte a dar os títulos que ambicionamos e merecemos.

Todos a puxar para o mesmo lado.

Viva o Benfica!!!



Rui Gomes da Silva

Witsel - a razão da mudança.

 ●  26 comentários  ● 
Depois de ter considerado que o negócio de Witsel foi um catastrófico bom negócio eis que o belga através de declarações á imprensa veio suportar um dos meus pontos de vista.

Alex Witsel continua a encher algumas páginas de jornais belgas. O jornal Nieuwsblad publicou hoje algumas palavras do antigo jogador do Benfica, que se transferiu para o Zenit. O internacional belga diz-se ansioso pela estreia, sublinhando que a ida para a Rússia se tratou de uma escolha desportiva.
«O Zenit foi, em primeiro lugar e sobretudo, uma escolha do ponto de vista desportivo. Depois, se é um clube maior que o Benfica, é normal que um jogador vá ganhar mais para lá», apontou o médio, deixando muitos elogios ao Zenit:
«Estou ansioso por começar. O Zenit não foi apenas a Portugal para comprar Hulk, eles também insistiram muito para me ter. Quero começar o mais cedo possível e talvez já este fim-de-semana frente ao Terek. Futebol duro na Rússia? Sou um jogador técnico mas firme nas pernas. Terei de me adaptar».  

Ou seja, o jogador acreditou mais no projecto desportivo do Zénit que no do Benfica. Acredita que no Zénit há maior competência e maior capacidade para conquistar títulos e crescer desportivamente.
Há mais dinheiro na Rússia? Sem dúvida, mas não duvidem que a incompetência de quem dirige o Benfica é um factor que pesou. Do ponto de vista profissional também atingiria rápidamente o ponto de saturação se jogasse num clube cuja estrutura não defende os jogadores de ataques externos por interesses ocultos através da arbitragem e que estão mais interessados em especulação e transferências em jogadores em vez de planificar rigorosamente o plantel para conquistar títulos.

Estas declarações doem, mas Witsel já não joga no Benfica nem deve nada ao clube.

O mostrengo

 ●  24 comentários  ● 

Passadas três jornadas, um dos principais braços do “mostrengo”, continua a fazer, com notável zelo, o seu trabalho. Com efeito, depois de assistirmos, com indignação, ao duplo prémio com que Pedro Proença foi agraciado pela UEFA, apesar de mais um erro grosseiro cometido pela sua equipa, mais uma vez decisivo para a definição do campeão nacional - por sinal o do costume -, legitimando-nos a concluir que foi mesmo essa a razão da distinção e que um dos braços do maldito mostrengo já se estendeu àquele organismo.

Depois de assistirmos à arrogância daquele árbitro internacional ao recomendar cinicamente, aos Dirigentes dos clubes, a título de resposta às severas críticas de que foi alvo e confiante da sua condição de imunidade, maior competência na gestão dos mesmos, sabendo de antemão que não há competência que resista quer à aselhice quer à má-fé dos membros das equipas de arbitragem.

Caiu-nos agora “em cima” - salvo seja - metronomicamente, o despropositado castigo ao Treinador da nossa equipa, a pretexto de ter ofendido a honra do árbitro auxiliar que não assinalou o fora de jogo donde resultou o tento que veio a decidir o campeão. O conceito de honra é subjetivo e eu não considero honrada uma pessoa incompetente ao ponto de lesar gravemente as legítimas espetativas de terceiros. Muitos menos considero honrado alguém que, de má-fé, simula uma dificuldade para sustentar um erro grosseiro.
A verdade é que, esse erro capital, voluntário ou involuntário lesou gravemente o Treinador da equipa ofendida, os seus colaboradores, os seus atletas e a sua entidade patronal; a tal entidade que “tem obrigação” de gerir com parcimónia e inteligência os recursos de que dispõe, que, com seus pares, faz funcionar a indústria do futebol, que vê gorado o seu trabalho e de toda a organização…por um erro grosseiro de terceiros…paradoxalmente, suscetível de agraciamento. Um só erro; vital, decisivo, imoral!

Segundo Ricardo Costa - no jornal “O I” de 8 de Setembro de 2012 -“…o órgão da federação está a violar a lei ao não publicar um acórdão com a descrição de cada etapa do processo e a discriminação das datas correspondentes, ou pelo menos um resumo dos principais momentos.” Sendo assim, porque não requer o Benfica a nulidade da sentença e suscita o levantamento de um processo disciplinar interno aos responsáveis por mais este alegado erro grosseiro?

Quem repara os danos materiais e imateriais provocados ao Treinador duplamente “condenado” e a toda a organização de que faz parte? Quem responsabilizar por eventuais desacatos que a sucessão de “erros grosseiros” poderá desencadear? Quem escrutina o desempenho da FPF e dos seus órgãos? Supostamente, a Assembleia Geral, efetivamente, ninguém! A FPF e seus órgãos funcionam em roda livre. O futebol, em Portugal, é um Estado aparte, governado na sombra pelo hediondo mostrengo.

Na Indústria do Futebol, os erros grosseiros das equipas de arbitragem previnem-se punindo exemplarmente quem os pratica, sobretudo quando repetidos. Não é assim, Sr. Presidente da FPF? Não é assim, Sr. Presidente da UEFA? Não é assim, Sr. Presidente da FIFA? Não é assim, Sr. Secretário de Estado da Juventude e Desporto? É sim!

Em curso está “o caso Luisão”, claro que vem aí “chumbo grosso”…no momento oportuno, virá. O braço mediático do mostrengo já está a fazer o seu trabalho nas “tabancas” da comunicação social, derramando toda a sua indignação pela “ineficácia” efetiva da punição aplicada ao nosso Treinador.

Não sei se o árbitro em causa - Christian Fisher - estava devidamente habilitado para dirigir a partida, não sei quem o indicou, não sei quem o nomeou, mas sei que, segundo o Correio da Manhã de 2012.09.01, pág. 28, o “relatório elaborado por Carla Hulslep, médico-chefe do St. Elisabeth Hospital Iserlohn, enviado pela Federação alemã à congénere portuguesa, para os membros do CD restam poucas dúvidas de que o árbitro agiu de má-fé “. Afirma ainda o articulista do CM - António Pereira -, na mesma crónica; “ao contrário das expetativas dos dirigentes que esperam ver Luisão absolvido, o central vai mesmo ser punido pela forma intempestiva como avançou para o juiz, não conseguindo, depois, evitar o contacto físico entre os dois”. Que tal? Lembram-se daquela adivinha: “qual é a coisa qual é ela que antes de o ser já o era?” Não, não é a pescada…é o Luisão!

Quanto a mim, os juristas do Benfica e o Luisão devem avaliar a viabilidade de avançar com um processo-civil por danos patrimoniais e não patrimoniais contra o senhor Fisher, uma vez que, segundo o mesmo Correio da Manhã de 19 de Agosto de 2012, numa crónica de João Querido Manha refere que “ O árbitro Christian Fisher diz que lhe foi diagnosticado um traumatismo craniano, a seguir ao jogo particular que Fortuna Dusseldorf e Benfica disputaram no dia 11 de Agosto. No relatório, ao qual o CM teve acesso, o juiz alemão não utiliza a palavra ‘agressão’ em nenhum momento, mas diz ter levado um empurrão que o fez cair”.

Por outro lado, parece claro nas imagens que, o Sr. Fisher foi agressivo com o Máxi, merecendo, no mínimo, uma reprensão formal após processo disciplinar. Ademais, os Dirigentes do Benfica, num gesto de invulgar nobreza, assumiram as consequências da interrupção da partida por iniciativa, alegadamente irregular do mesmo árbitro.

Com que moralidade se pede a punição de Luisão? Como é que o articulista do CM diz saber que Luisão vai ser castigado? Quem escrutina o funcionamento dos órgãos da FPF? Quanto a mim, o departamento jurídico do Benfica deveria exigir esclarecimentos ao Chefe de Redação do CM, ao respetivo articulista e à FPF. Temos que lhes cair em cima sempre que a razão nos assista, caso contrário…

Tudo isto depois de mais um erro grosseiro desta vez da equipa de Artur Soares Dias nos ter custado os primeiros dois pontos, que proporcionariam à nossa equipa o primeiro lugar destacado e a força anímica subjacente?

A procissão ainda não saiu da igreja e já estraleja no ar, abundante foguetório!

Chamo a isto, "o futebol da piolheira".

AB

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Curto e grosso - ADENDA

 ●  18 comentários  ● 
Em relação ao jogo jogado, foi uma trampa, tipico de amigável com alguns bons lances aqui e acolá mas na generalidade foi fraquinho, valendo pelos dois excelentes golos.

Se eu fosse treinador, tinha vergonha de uma equipa minha defender da forma que o Benfica defende!!! Que ridículo, a sério!!

A minha curiosidade para este joga seria ver Cancelo em acção na equipa principal mas afinal a alternativa natural de Máxi, segundo JJ, nem sequer convocado foi para se apostar em mais uma adaptação.

Fica aqui a minha avaliação em termos individuais:

Artur- Ficou mal na fotografia do golo do Bétis mas isso talvez porque estamos habituados a que o homem defenda tudo.
Miguel Vitor- Não gostei do jogo dele. Não é a posição dele e notou muitas dificuldades em para Agra, além de não dar profundidade ofenssiva. Acho que Cancelo faria muito melhor.
Melga- Continuo a achar que ele não deveria ser titular, continuo a achar que se está a perder, possivelmente, um excelente extremo para termos um mediano defesa esquerdo. Acho que Carole faria melhor que ele.
Luisão- O patrão!!!
Jardel- Inconstante!!
Matic- Fez um bom jogo!
Aimar- Por vezes demorou demasiado tempo a largar a bola mas é sem dúvida o melhor jogador a actuar em Portugal!!!
Gaitan- Fez um bom jogo mas é capaz de muito mais, muito mais!!!
Salvio- Um pouco fora do jogo em parte pela falta de apoio do seu colega de corredor Miguel Vitor
Rodrigo- Esteve muito activo no jogo mas continuo a achar que deve soltar mais rapidamente a bola e tem de começar a aprender a segurar a bola de costas para a baliza.
Lima- Um corpo estranho nesta equipa. É notório que ainda procura perceber como a equipa joga.
Luisinho- Muito melhor que Melga em todos os aspectos do jogo.
André Almeida- Metam o miúdo no meio campo!!! A lateral desenrasca como o Miguel Vitor desenrasca.
André Gomes- Gosto deste miúdo!! É notorio que lhe falta andamento, por isso os B vão fazer-lhe muito bem!!
B. César- Pareceu-me algo preso, necessita de mais minutos talvez!!
Ola John- Desilusão completa!! Nota-se em alguns lances que a qualidade está lá mas parece que joga a medo!!! Penso que jogar pelos B poderia ser bom para ele.
Nolito- É aquela coisa!! A sua entrega ao jogo é total mas não gosto nada de o ver em cenas como aquela que lhe valeu o amarelo.

Para terminar fica aqui uma declaração de Witsel que lhe fica mesmo muito mal: "O Zenit St. Petersburg é melhor que o Benfica"

ADENDA: Quero pedir desculpas ao JJ em relação ao Cancelo, o jogador está ao serviço da selecção de sub-19, portanto, não poderia jogar hoje. Contra o Celtic lá o esperamos na ala direita da defesa.



Falta de transparência - quem é a Doyen Sports, nova dona de Ola John?

 ●  25 comentários  ● 

Depois da chamada de atenção do JNF no Eterno Benfica existe uma questão que fica no ar: quais são os verdadeiros motivos que definem a política de transferências do Benfica?
Neste caso o negócio Ola John, que pecou pela falta de transparência com o Benfica a comunicar a compra do jogador á CMVM sem comunicar o valor da venda.

No entanto, como ficou bem transparente no tópico do JNF no dia 28/08/2012, o Benfica cedeu 80% do passe de Ola John á Doyen Sports. 


A Doyen Sports é um fundo de investimento sediado em Malta - curiosamente um paraíso fiscal - que também está envolvida em negócios mais ou menos claros que envolvem o Sporting e o Porto. Nomeadamente, a compra de 35% do passe de Labyad e 75% do passe de Marcos Rojo do Sporting e de 33,3% do passe de Mangala e 33,3% do passe de Defour por 5 milhões de euros.


Como tal exigem-se esclarecimentos imediatos á Direcção quanto ao negócio Ola John:
- Quanto foi gasto na compra do passe do jogador? Sempre foram os 9 milhões de que se falaram?
- Quanto recebeu o Benfica pela alienação de 80% do passe do jogador?
- Porque não se vendeu essa percentagem ao fundo de investimento de jogadores com o BES e registado em Portugal (Benfica Stars Fund)?
- Qual o interesse em potenciar um jogador de quem o clube apenas tem 20% do passe?
Para além disso convém saber quem é o Doyen group, porque raio está sediado em Malta e que aliciantes é que oferece aos dirigentes dos três grandes portugueses para venderem percentagens significativas dos passes de jogadores sem que estas transacções sejam comunicadas á CMVM. Se este negócios fossem tão vantajosos para os clubes (leia-se dinheiro a entrar) então os clubes teriam que comunicar esse volume de negócio á CMVM. Se o valor é baixo o suficiente para não ter que ser comunicado então o que é que o clube sai a ganhar com esta venda?

EXIGEM-SE ESCLARECIMENTOS. Deixem de brincar com o clube e com os sócios e expliquem bem esta brincadeira.
Mas ainda bem que esta Direcção não é o Vale e Azevedo. Ainda bem que agora temos uma Direcção transparente e que não se mete em negócios pouco claros... 

Man City - Novo pagador de comissões

Avatar
 ●  22 comentários  ● 
 
"O Benfica já tem nos seus quadros um novo Mantorras. Carlos Sequeira, conhecido no futebol angolano pela alcunha de Joãozinho, prestou provas no centro de estágio do Seixal, foi aprovado, e assinou um contrato válido para três temporadas.

Aos 18 anos, Joãozinho já é apontado como a nova grande esperança dos palancas. Formado na Escola de Futebol Adão Costa, o extremo começou a chamar a atenção aos olheiros dos principais clubes europeus. Antes de prestar provas no Benfica, o jovem foi observado pelo Manchester City e chegou a estar vinculado aos citizens, mas problemas burocráticos relativos à legislação inglesa acabaram por fazer abortar o negócio." in Record 

É a festa das comissões...! Ainda bem que o Joãozinho veio porque quase não tínhamos jogadores para a Equipa B.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

UEFA retém pagamento de prémios dos leões - 'Platinizada'

Avatar
 ●  4 comentários  ● 
"O Sporting está entre os 23 clubes presentes nas competições europeias de 2012/13 que viram o pagamento dos prémios monetários ser retido temporariamente por ordem do Comité de Controlo Financeiro de Clubes da UEFA (CFCB).

Na lista de clubes que têm até 30 de setembro para prestar esclarecimentos sobre questões relacionadas com "pagamentos devidos a outros clubes, funcionários e autoridades tributárias", estão ainda os espanhóis Atlético Madrid e Málaga e os turcos do Fenerbahçe.

"Como parte da primeira medida de requisitos de fair play financeiro incluída nos Regulamentos de Licenciamento dos Clubes e Fair Play Financeiro da UEFA para 2012, os clubes participantes nas provas de clubes da UEFA em 2012/13 estão obrigados a fornecer informações referentes ao estado de quaisquer pagamentos devidos até 30 de junho de 2012. Na sequência da sua última reunião, em agosto de 2012, a câmara investigatória do CFCB identificou a existência de dívidas relevantes para com outros clubes e/ou para com funcionários e/ou referentes a impostos e taxas sociais em 23 casos", lê-se numa informação que foi colocada no site da UEFA esta terça-feira.

No texto, a UEFA explica que "a câmara investigatória do CFCB vai prosseguir as suas investigações e pedir a estes clubes que forneçam uma atualização da sua situação até 30 de setembro de 2012 no que toca aos pagamentos devidos para com outros clubes, funcionários e autoridades tributárias".

"Esta medida conservadora vai manter-se até que todas as questões identificadas sejam esclarecidas por completo ou até à tomada de uma decisão final por parte da câmara adjudicatória da CFCB", encerra a informação." - in Record

Olhando para a lista disponível no link da notícia, o Sr.Platini demonstra mais uma vez como a sua UEFA continua a branquear o comportamento de certos clubes europeus, e utiliza outros como bodes expiatórios.

Lembro-me assim de repente de um clube regional que tem tido um pouco de tudo isto nos últimos meses...onde está essa investigação, Sr.Platini??

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Mas havia dúvidas da nossa dimensão?

 ●  16 comentários  ● 
"Um estudo da agência Gerardo Molina-Euromericas, Sport Marketing revela que o Benfica é o segundo clube do Mundo com maior percentagem de adeptos em relação à população do país.

Segundo o referido estudo, divulgado esta segunda-feira pelo jornal argentino Cronista, o Benfica aparece como segundo clube do Mundo com maior percentagem de adeptos em relação à população do país, com 38,8 por cento de seguidores só em Portugal, sendo apenas superado pelo Boca Juniors, que tem 46,8 por cento de simpatizantes na Argentina.

O Flamengo é o clube com mais adeptos em todo o Mundo, 39,1 milhões de pessoas, o que representa 25 por cento da população brasileira. Depois surgem o Chivas (33,8 milhões) e o América (29,4), ambos do México, e o Corinthians (28), do Brasil. A Juventus, de Itália, é o primeiro clube europeu do ranking, com um total de 26,3 milhões de adeptos.

O estudo teve como base pesquisas realizadas no Brasil, Argentina, México, Espanha, Alemanha, Itália, Inglaterra, Portugal, França, Holanda e Japão, em parceria com consultoras próprias em cada país para diminuir a margem de erro."


Fonte: A Bola 

É isto que lhes dói!!! por muito que ganhem jamais terão a dimensão e a mística do ENORME SPORT LISBOA E BENFICA!!!

 

domingo, 9 de setembro de 2012

O Novo Benfica

 ●  39 comentários  ● 

Javi Garcia era um dos atletas emblemáticos do Benfica; pela postura, pala garra, pela competência, pela eficácia, pela coragem, pelo amor ao clube que deixava transparecer, víamos nele um dos pilares da reconstrução da velha “mística” Benfiquista, tão necessária ao sucesso desportivo do nosso clube. Não o esqueceremos tão cedo, desejamos-lhe o maior sucesso, mas sabemos que deixa uma lacuna na equipa difícil de colmatar e, sobretudo, ficámos afetivamente “amputados” e por isso, tristes.

Axel Witsel é um atleta de eleição, fortíssimo; fisicamente, tecnicamente e taticamente. Corajoso e cordial também. Mais um atleta à Benfica que daria contributo decisivo na conquista das vitórias porque ansiamos e de quem começávamos a gostar. A sua saída abriu novo “buraco” na equipa e no nosso afeto.
Lembro os casos de David Luís, Ramirez, Di Maria, Coentrão, muito semelhantes e que prosseguem as suas carreiras noutras paragens com relativo sucesso.
Além dos prejuízos desportivos óbvios para o nosso clube, as inevitáveis consequências afetivas dos adeptos para com o clube, poderão ser severamente afetadas no futuro com a sucessão destes casos. A ligação afetiva dos sócios, adeptos e simpatizantes ao seu clube “do coração”, sendo decisiva para a subsistência e desenvolvimento do mesmo, materializa-se nos atletas mais emblemáticos, que seriam recordados com alegria e saudade por muitas décadas, constituindo o património imaterial, porventura o mais relevante de todos, enquanto gerador de sonhos e motivação de novas façanhas.
O ser humano é um mecanismo extremamente complexo e, muitas vezes, incontrolável. A expetativa de “amputação afetiva” sucessiva, inevitavelmente, conduzirá, compulsivamente, silenciosamente, o adepto, a relativizar, aligeirar, essa relação com o seu clube o qual, progressivamente, perderá a identidade tradicional, podendo, eventualmente, cair nesse vazio afetivo, sem o qual, julgo eu, a magia da arte futebolística desaparecerá. Emergirá uma nova identidade igualmente poderosa, substituta da atual? Qual? De momento, não tenho resposta para esta pergunta, só sei que já não existem os pressupostos do passado que fizeram do Benfica aquilo que é hoje e que é melhor olharmos em a frente, procurando os caminhos do futuro num contexto completamente diferente dos do passado.
O grande capital e a globalização, associados à insaciedade da FIFA, da UEFA, das federações, ligas nacionais e dos clubes mais poderosos da europa, estão a conduzir o futebol a um estado de total descontrolo, perante a passividade “criminosa” da UE, que a tudo assiste com olímpica indiferença. Sucedem-se as competições desportivas, atropelando-se umas às outras, apenas pela necessidade de gerar receitas para sustentar toda esta loucura incontrolável. Hipocritamente, regulamenta-se e impõe-se o fair-play financeiro aos clubes, implementando em simultâneo calendários desportivos inviabilizantes de qualquer racionalidade na gestão clubística. Perante “o cheiro do graveto” nada nem ninguém resiste! De nada valem contratos, nem cláusulas de rescisão, nem “sinceras”juras de amor pretéritas.
Noutros tempos, quando os clubes eram “donos” da carteira desportiva dos atletas, era comum ouvir estes indignarem-se com a mercantilização de que eram vítimas por parte daqueles, hoje, não só não se indignam, como a desejam! Afinal, salvo honrosas exceções, o clube que todos amam é o “faz-me rir”.
O campeonato nacional já vai na terceira jornada, com dois atletas estruturais a menos, de que serviu o planeamento desportivo efetuado? E que justiça desportiva, e, portanto, idoneidade, tem a competição? Porque é que a UEFA e a FIFA não proíbem a transação de jogadores de clubes cujos campeonatos já estejam em curso? Vale tudo? E que poderá fazer o Benfica para evitar estas situações?
A não ser que a UE aprove regulamentação apropriada, o Benfica deve ter acesso aos mercados de todos os seus pares; Espanhóis, Ingleses, Franceses, Alemães, Italianos, etc. Tal só é possível participando em competições europeias transnacionais onde tenha acesso às receitas correspondentes. Não falo da atual Liga dos Campeões, mas de campeonatos europeus de dois ou três níveis. Simultaneamente, pôr-se-ia fim a provas inúteis, como a Taça de Portugal, a Taça da Liga e a Supertaça. Em cada país organizar-se-iam campeonatos com os restantes clubes em contexto a estudar; profissionais, semiamadores e amadores.
Sei que temos bons atletas no plantel que poderão minimizar as perdas; sei que se abriu espaço para as jovens promessas  da formação, oxalá os nossos Técnicos os possam otimizar. Recomendo à Direção que use os 40 ME da venda do Witsel para amortizar o passivo e que mantenha a todo o custo um núcleo de atletas icónicos portadores da temível mística Benfiquista. Refiro-me ao Luisão, ao Máxi, ao Aimar e ao Cardozo, a que se poderão juntar muito em breve, o Artur, o Garay, o Carlos Martins, o Rodrigo, o Sálvio e o Melgarejo. Teremos que ser capazes de o fazer, cultivando sempre o estilo “perfumado” do nosso futebol.
AB

ranking