O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


quarta-feira, 7 de novembro de 2012

A noite de Ola John e Enzo Perez, com amargo no fim.

Avatar
 ●  19 comentários  ● 
Com mais um árbitro muito mau e com algumas adaptações forçadas, o Benfica venceu hoje o Spartak e fez o que lhe competia nesta noite de Champions.

O Benfica, no global, fez uma exibição agradável em especial na segunda parte, com 2 jogadores em grande destaque: Ola John e Enzo Perez.

É caso para perguntar: o que andou Ola John até agora? A resposta esperem sentados.

Gostei da exibição de André Almeida, que mostrou que merece mais chances para poder amadurecer.
Oscar Cardozo entrou muito bem no jogo, não se percebendo porque é que JJ insiste em desperdiçar penalties colocando Cardozo a marcá-los. Sempre para o meio e em força. Nem todos caem nisso.

Mas esta noite fica marcada pelo amargo de boca que foi a vitória do Celtic frente ao Barcelona.
Era um resultado que em nada interessa ao Benfica e que coloca o clube numa situação complicada no que diz respeito à qualificação para os oitavos de final.

Qual foi a diferença? A postura. Quem esteve a vencer no Nou Camp e agora torna a fazer um bom jogo e vencer o Barcelona mostra que há coisas que não vêm por acaso.

Disse JJ no fim do jogo com o Barcelona: "Não adianta tentar controlar, eles não deixam".
Quando foi questionado sobre se os encontros com o Spartak tinham carácter decisivo, Jesus fechou o rosto: “Os outros também jogam com o Barcelona e também perderam.” 
Nem todos, Jorge Jesus.

Disse Neil Lennon hoje no fim da vitória frente ao Barça: "Os meus jogadores são uns heróis. Se queres ganhar ao Barcelona tens que ter um grande guarda redes, estar muito concentrados e ter um pouco de sorte, e hoje seria muito injusto não vencer o Barcelona. Eles na segunda parte meteram o Villa, e eu meti um puto de 18 anos que custou 50.000 libras."

Quando questionado no fim do jogo de hoje sobre as perspectivas do Benfica, JJ responde que os outros também vão jogar com o Spartak. Pois é JJ, mas os outros foram ganhar a Moscovo. E ganharam ao Barcelona.

Tem o Celtic um plantel mais forte e melhor que o Benfica? Claramente que não.

Resumindo, a falta de ambição quer no jogo em Glasgow quer no jogo com o Barça colocam o Benfica mais na Europa League que nos oitavos.

19 comentários blogger

  1. Pois já tinha focado o aspecto a que te referes aqui no teu post anterior, a conversa do treinador com os jogadores, é das coisas mais importantes quando se joga contra grandes equipas, ou a equipa entra cheia de ambição em campo ou entra amedrontada, como entrou o Benfica contra o Barcelona, o mestre da tactica se quiser ser um pouco humilde, coisa que duvido que vá fazer, rebobine a historia do Benfica até 1982 e veja o que Eriksson fez à equipa do Benfica, transformou-a de uma boa equipa numa grande equipa, que jogou naqueles 2 anos em qualquer lado, em Portugal e na Europa, desde o inicio para ganhar, foi Eriksson o treinador que mudou a mentalidade do jogador português, era um puto de 38 anos quando chegou a Portugal, mas foi uma pedrada no charco, se ouvirem declarações dos jogadores das epocas, ouvem eles a dizerem, vamos às Antas para ganhar, lembram-se da final da Taça? pois Eriksson, disse é lá que vamos jogar, ok vamos lá para ganhar não se preocupem, vamos a Roma, a Bruxelas, a Liverpool, ok vamos lá para ganhar, e os jogadores começaram a acreditar que era possivel jogar de igual para igual contra qualquer equipa fora ou dentro, dos treinadores que vi, Eriksson, principalmente o das epocas dos anos 80, foi de longe, a leguas de distancia de todos os outros o melhor treinador do Benfica, quando veio de Italia continuava um grande treinador, mas vinha diferente, implicações do futbol italiano, mais calculista, cerebral, a idade tambem era outra, mas mesmo assim um grande treinador

    ResponderEliminar
  2. ..." Obrigado a correr atrás do prejuízo, assumiu o Barcelona as rédeas do jogo, construindo lances de perigo sucessivos. Messi, aos 29 minutos, e Aléxis Sanchez, aos 37, atiraram aos postes da baliza à guarda de Forster."...

    A mentalidade pode ser importante, mas o fator "sorte" é de longe o mais importante. Os jogadores podem ser mentalmente fortes como é o caso dos catalães do Barça, mas quando a sorte do jogo lhes vira as costas, não há nada a fazer.
    Hoje o fator sorte foi decisivo no jogo de Glasgow, por muito meritória que tenha sido a atitude dos jogadores do Celtic, que foram sobretudo realistas mas que mais uma vez defraudaram as expetativas dos apreciadores de bom futebol.

    E contrariando a tese de que foi Eriksson quem mudou a mentalidade do jogador portugués, arrisco sem receio de falhar, que essa mudança deve-se sobretudo ao treinador Otto Glória.
    Retirar o mérito ao homem que transformou completamente o futebol portugués é uma injustiça de todo o tamanho.

    ResponderEliminar
  3. Vamos ter calma... Se ficarmos em segundo lugar, óptimo para os nossos cofres (mas não vencemos a Champions, é a realidade). Se formos para a Liga Europa, menos bom para os nossos cofres, mas a nível desportivo, podemos chegar à final da prova...

    PS: Cá para os meus botões, o Gaitán está vendido para o Anzhi e daí a aposta em Ola John...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E se não entramos na alta roda do dinheiro da champions, esses 20/25 milhões do Gaitan, servem de almofada ao prejuízo.

      Eliminar
  4. ola john, andou desaparecido uns tempos e ainda bem, pois esta ausencia deu-lhe espaço para perceber o que é o Benfica. Não é qq treinador que tem estofo para poder deixar de fora uma contratação de 8.5M cerca de 10 jogos. Mas os grandes sabichões de futebol, preferem apenas criticar as opções de JJ. se tivesse sido ao contrario, obviamente que JJ não tinha tido sensibilidade e não tinha protegido o jogador...
    Já em relação á falta de ambição em Glasgow, não podia estar mais uma vez em desacordo. Não tenho duvidas que temos um plantel bem melhor que o do Celtic e espero o comprovar aqui na Luz, com uma vitoria contundente, mas relembro os mais esquecidos que o jogo em Glasgow acontece logo a seguir a uma das semanas mais delicadas para a zona central do nosso 11, de uma assentada ficamos sem Javi, Witsel e Luisão. Será assim tão mau no 1º jogo pós estas 3 saidas somarmos 1pt fora na Champions??? Parem de dizer mal e apoiem mas é o nosso clube.

    ResponderEliminar
  5. Grande exibição do Benfica, Celtic demonstra o mérito do nosso empate em Glasgow, JJ mais uma vez e com todas as baixas no plantel reduziu a "equipa fraca", um Spartak que também esteve a vencer quase todo o jogo em casa do Barcelona(a tal impossibilidade para os ambiciosos), hoje foi evidente a vantagem que teriamos no jogo com o Barça caso a arbitragem já não digo nos beneficiásse como ao Celtic mas pelo menos fosse isenta e como chegou a ser uma possibilidade, marcássemos primeiro.
    Felizmente o Benfica tem as "costas largas" para aguentar todas as dificuldades e má lingua, seja dos adversários, seja das "sombras" que jamais ofuscarão o brio dos que tudo dão pelo Glorioso(e que é bastante).
    Mais um jogo em que Melgarejo demonstra a parvoíce dos experts em laterais esquerdos, o Ola John ameaça baralhar as contas aos experts em contratações falhadas e o Enzo Perez cada vez que joga é como se mandásse muitos praticar mais no FM antes de falarem de planeamento e constituições de planteis.
    Mesmo que JJ vença varios troféus, espero no fim da temporada ouvir e ler de muitos que este esteve bem mas que nos anos anteriores e tal...ou que apesar das conquistas o discurso é insuficiente...ou em ultima análise serão certamente suas madeixas a merecer as maiores preocupações dos eternamente sabichões.
    Mas o Clube avança cada vez mais pujante com o apoio de muitos, mesmo que sem o de alguns!

    ResponderEliminar
  6. Cheguei agora da Catedral e devo dizer que no fim da primeira parte o que sentia era desilusão. Não se aproveitou nada, não havia construção de jogo, não houve bola no pé, nada.

    Na segunda parte tudo mudou (para melhor) e o resultado acabou por pecar por escasso.

    Gostei muito da exibição do André Almeida, bem nos cortes e muito bem nas dobras aos defesas. Enzo é um senhor jogador, hoje voltou a provar isso. Bom jogo do Ola John, se esteve resguardado por alguma coisa foi, nota-se muitas deficiências a defender, devido ao estilo de jogo do campeonato holandês. Mas a atacar esteve muito bem, nota-se que é craque. Cardozo é golos, não vale a pena voltar a bater na mesma tecla. É titular e ponto final. Pena não saber marcar penáltis. Artur voltou a mostrar a diferença entre um bom e um excelente guarda-redes.

    Muito pouca gente na Luz, hoje. Notei que não apareceu nem metade do pessoal do norte que costuma ir. Autoestrada vazia e estações de serviço às moscas. É a crise, o dinheiro não estica. Contra o celtic o cenário certamente será o mesmo, ou pior.

    ResponderEliminar
  7. Barcelona 2 Celtic 1

    74% de posse de bola para o barcelona
    26 remates contra 4
    13 remates à baliza contra 2
    Barcelona enviou 1 bola ao poste
    15 cantos contra 1

    Celtic 2 Barcelona 1

    72% de posse de bola para o Barcelona
    24 remates contra 5
    14 remates à baliza contra 4
    Barcelona enviou 2 bolas ao poste
    7 cantos contra 2


    Muita sorte teve o Celtic que foi massacrado em 2 jogos e conseguiu vencer 1. Também ajuda o ambiente em Glasgow onde o estádio está cheio e todo o estádio canta,

    O que vale é que se criticou por o Benfica não ter vencido em Glasgow, mas o super Barcelona nem empatar conseguiu.

    O Celtic teve sorte em 2 jogos, porque o normal era ser goleado nos 2 jogos. Agora há que vencer o Celtic e garantir desse modo a Liga Europa.

    ResponderEliminar
  8. "a falta de ambição quer no jogo em Glasgow quer no jogo com o Barça "

    São coisas diferentes. Não podemos pegar na vitória do Celtic para analisar os nossos jogos com eles e com o Barça. Tivemos muita falta de ambição na Escócia em q tivemos o Celtic à nossa mercê e onde os três pontos estavam perfeitamente ao nosso alcance. Contra o Barça não tivemos hipóteses. Eles foram muito mais fortes. Terem perdido não anula o jogo da Luz não anula a nossa superioridade em Glasgow.

    ResponderEliminar
  9. "É caso para perguntar: o que andou Ola John até agora? A resposta esperem sentados."

    Esta pergunta teve resposta de JJ, mas parece que não a quiseste ouvir!! O puto tem 20 anos, precisou do seu tempo para se adaptar á equipa, á forma como a equipa joga. Tu por acaso defendias que ele deveria ter jogado quando se via que o "puto" andava perdido em campo?

    ResponderEliminar
  10. Não compreendo como é que há gente que acha mal o empate em Celtic quando o Barcelona foi lá perder. E depois criticam o que o Benfica fez frente ao Barcelona e passam a vida a dizer que o ano passado se deu prioridade à liga dos campeões em detrimento do campeonato... Ou vocês pensam que poderiamos estafar os jogadores todos frente ao Barça (sem meio campo alternativo na altura... o André Gomes e o André Almeida tiveram de jogar primeiro contra equipas mais fracas e em jogos onde poderiam falhar um pouco, como é obvio) e depois iriamos estar na maior para o campeonato?

    Se faz uma coisa é criticado... se faz a outra, também é... há coisas que não se compreendem.

    O Celtic ganhou com uma sorte dos diabos... ora, o Celtic não tem um campeonato em que o rival tem 3 ou 4 jogos sérios por volta e os arbitros do lado deles... para além de que ficaram sem o rival de sempre para competir...

    ResponderEliminar
  11. O Celtic já tem sido criticado (media estrangeiros) porque joga exatamente no mesmo modelo de jogo que o Chelsea tinha no ano transato. Não sei se é sorte mas o catenacio ainda dá os seus frutos.

    ResponderEliminar
  12. Boas,

    percebi pela bela crónica de SHADOWS, que temos TREINADOR DE CONSOLA DE JOGOS.

    que tenhas um futuro brilhante, acredito já teres ganhos vários campeonatos e quiçá a própria da liga dos campeões.

    Victeixeira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sou um gajo à antiga...prefiro o pc! E o FM. Com o Benfica já fui até campeão do universo pah!

      Eliminar
  13. A maioria dos adeptos gostou da atitude perante o Barça. Foi o que se viu, jogar com medo e assumir que praticamente não valia jogar. Foi essa a mensagem que passou aos jogadores. Em vez de dar confiança e esperar um mau jogo do Barça, acovardou-se e ficamos a ver o Barça a trocar a bola. No ultimo depor 4 Barça 5 o Depor obrigou o Barça a correr atrás da bola e não ficou na expectativa. Perdeu mas disputou o resultado. O Celtic fez o mesmo e ganhou.Para o ano há mais.

    ResponderEliminar
  14. Tendo em conta o resultado que o celtic conseguiu em Barcelona e a vitória em casa contra esse mesmo adversário, se poderá querer dizer que o empate do Benfica em Glasgow até nem foi um mau resultado... mas é uma questão de perspectiva, cada um vê como quer ou como lhe dá mais jeito!

    ResponderEliminar
  15. O celtic é fraco etc e tal e nós é que somos fortes, mas a historia diz que o Benfica nunca os eliminou e quando calhamos juntos em fases de grupos dos campeões eles passaram sempre e nós não, pelos visto a coisa este ano está mais para isso novamente do que para o contrario, mas espero que o Benfica ganhe ao Celtic primeiro e depois que vá discutir a passagem a Barcelona, que não tenha medo porque perdido já está, portanto não temos nada a perder, pode ser que eles assegurem a passagem antes desse jogo e rodem a equipa.
    Sinceramente onde e quando o Benfica deu prioridade aos campeões o ano passado? não vi a equipa ser gerida no campeonato em função dos campeões, depois o Benfica não tem equipa para ganhar a Liga dos Campeões, logo essa afirmação não me parece sensata, isso é mais para Barça, Real, Manchester, Chelsea e fizeram isso o ano passado, JJ nem quando podia ter ganho a Liga Europa logo no seu primeiro ano conseguiu fazer uma boa gestão perdendo o Benfica uma boa oportunidade e outra perdeu-a contra o Braga, e agora tinham apostado na Liga dos Campeões, acredita quem quer

    ResponderEliminar
  16. Mas viram os jogos do Celtic contra o Barcelona? Os dois? Se o Benfica jogasse assim não iam criticar por falta de ambição? Defender com 11 e ter uma sorte terrível? Realmente, viva o Chelsea e a Grécia, já que criticar é só quando convém... Se o Celtic teve ambição contra o Barcelona... E digam o que quiserem, mas o empate no Celtic e a derrota com o Barcelona não foi o pior. Mau foi a derrota em Moscovo onde já sabiamos que o Celtic tinha ganho.

    Ola John: ainda há que esperar para ver... O que andou a fazer escondido? E os que o criticaram pelos dois primeiros jogos menos conseguidos? O miúdo precisa de tempo para aprender a jogar nesta equipa, e os frutos começam agora a aparecer. Mas esperem mais uns mesitos e cheira-me que vai explodir, como dizia o holandês, vão ser precisos dois para o segurar.

    ResponderEliminar
  17. Um pequeno apontamento sobre o Celtic-Barcelona: segundo a UEFA, a posse de bola do Celtic na 2ª parte foi de 3%, ou seja, de 47 segundos.
    Mas, para muitos, jogou de igual para igual.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking