O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


5 de outubro de 2012

Filhos de um Deus Maior

Avatar
 ●  26 comentários  ● 

Confesso que me deliciei com algumas análises de escribas e de leitores deste blogue, à exibição do Benfica frente ao Barcelona. Deliciei-me sobretudo com os comentários daqueles que exigiam um Benfica capaz de discutir o jogo taco a taco do princípio ao fim, e deliciei-me mais ainda com a facilidade com que, aproveitando um resultado mais do que previsível, não hesitaram em desancar em jogadores, treinadores e dirigentes, como se o Benfica tivesse de facto a obrigação de ter feito bem mais.

Deliciei-me com aquelas opiniões de que Jorge Jesus se acobardou. Os leitores perguntarão: Acobardou-se como? Jogou com 3 trincos e 3 centrais? Não. Jogou com 2 trincos? Também não. Colocou centrais a jogar a laterais? Não dei por isso. Fez de Lima o Samuel Eto`o do Benfica e pô-lo a jogar a defesa esquerdo? Não, esteve sempre lá na frente. Que alterações cobardes foram essas então em relação ao 11 base da equipa? Ah, trocou Rodrigo por Bruno César! O que é de cobarde evidentemente, até porque ninguém sabia ainda que num jogo destes, de que vale ter dois avançados se, sem ganhar o meio campo (e a este Barcelona quase ninguém o ganha) a bola nunca vai chegar lá à frente?

Deliciei-me com opiniões de que JJ passou medo para os jogadores. Esta então é de morte! Aposto que os jogadores nunca tinham visto o Barcelona jogar e estavam todos convencidos de que defrontar Xavi, Messi, Iniesta e companhia eram favas contadas. Estavam todos cheios de ganas para mostrar ao mundo quem eram de facto os melhores do mundo!! E vem o JJ armado em Mestre da Táctica, troca o Rodrigo pelo Bruno César, a revolta instala-se no balneário e todos pensam em sintonia: “Dasse, um gaijo aqui mortinho para que o jogo comece para irmos logo para cima deles e encostá-los às cordas, e este  car#*ho tira-me um avançado e põe um médio ofensivo?!"

Depois também me deliciei com as estatísticas do jogo atiradas para o ar com objetivos de tentar suportar com meia dúzia de números, uma tese que tanto se aplica em relação ao Benfica como a qualquer outro clube do mundo, incluindo os bem mais poderosos. É que eu tinha a impressão de que em jogo jogado, só havia uma equipa no mundo que DE VEZ EM QUANDO era capaz de discutir um jogo com o Barcelona. E se calhar ajuda chamar-se Real Madrid, tal como ajuda jogarem na mesma Liga, encontrarem-se 3 ou 4 vezes por ano, e haver naturalmente uma curva de aprendizagem que os outros clubes não têm.

É que os mais desatentos devem ter pensado que posse de bola na ordem dos 70% para o Barcelona era coisa rara. Devem-se ter esquecido de que há apenas dois anos, num jogo de Final de Champions League, uma equipa banalíssima como o Manchester United jogando frente ao mesmo Barcelona, conseguiu apenas 31% de posse de bola e apenas 5 remates contra 19 dos espanhóis. Resultado 3-1.

Tal como se esqueceram que o Chelsea o ano passado, a tal equipazeca que alguns tentaram comparar imediatamente ao Benfica, com argumentos do tipo: “Então se o Chelsea consegue por que raio não consegue o Benfica?" ainda fez pior, teve 18% de posse de bola. E levou um baile que não lembra a ninguém. E levou 3 bolas nos postes e Messi falhou um penalty. Repito: 82% de posse de bola para o Barcelona!! E remates foram 23 contra 7! Isto foi o Chelsea, uma equipa com um orçamento de meio da tabela, que só na Luz deixou quase 50 milhões para levar Ramirez e David Luís! E mais: este segundo jogo da meia final acontece MENOS DE 72 horas depois de um Barcelona vs Real Madrid, o jogo do título Espanhol!

E o Benfica tinha obrigação de ter feito mais? Na minha opinião não tinha. Tinha sim a obrigação de tentar, de acreditar, de correr e de lutar, de ser fiel aos seus princípios de jogo, de tentar esticar o jogo o mais que podia para zonas mais adiantadas do terreno, olhar o Barcelona de frente e fazer um jogo digno que não envergonhasse ninguém. E isso fê-lo. Exigir mais que isto só de alguém que perdeu completamente o sentido da realidade. Quando um senhor como Aimar diz, em análise ao jogo: “Infelizmente só há uma bola em campo, e a bola é sempre deles!”, é preciso dizer mais alguma coisa?

Deliciei-me com as comparações do Paris Saint Germain com o Barcelona, quando nem um só jogador dos franceses jogaria nos espanhóis e quando a principal figura da equipa francesa é um dispensado do... Barcelona.

Deliciei-me também com a opinião aqui do meu companheiro de Blog Shadows, que espero não leve a peito o facto de eu ter opinião completamente contrária à sua nesta matéria e de tentar repetir aqui a coisa com alguma graça: Mas francamente, a sua opinião de que o Messi não deveria ser jogador de futebol por causa das “pílulas de crescimento”, só deve ser defendida por duas pessoas no mundo: por ele e pelo Cristiano Ronaldo! Se calhar os pais da criança, aos 11 ou 12 anos de idade, e tendo à frente deles a possibilidade de dar ao seu filho uma vida normal através da medicina, independentemente de ser no futebol ou não, deveriam ter dito ao filho: “Léo, que se lixe a tua estatura e o facto de seres anão, o melhor é ficares pelo 1.20 metros, não vá o diabo tecê-las e um dia vires a ser, quiçá, o melhor jogador de futebol que o mundo já teve, e depois alguém vir dizer que foi por causa das pílulas de crescimento.” Vá lá que o miúdo era apenas baixo e não era cego, senão ainda viria alguém dizer que o moço não devia jogar futebol porque se não fosse a operação às cataratas nunca iria ver a baliza!

E deliciei-me sobretudo com as opiniões daqueles que dão o exemplo das escolas do Barcelona como se, imagine-se, o Benfica tivesse alguma possibilidade nos dias de hoje de fazer o mesmo. O Benfica ou outro clube qualquer, que não seja um Real Madrid ou um Manchester United. Caramba, porque razão não tem o Benfica uma super-equipa com 8 ou 9 jogadores da cantera?

Iludidos, é o que são:

  •           Iludidos, porque acreditam que se o Benfica tivesse Xavi ou Iniesta, eles ficariam no Benfica mais do que um ou dois anos! E pensam que se tivéssemos um Xavi e o vendêssemos, logo a seguir desabrochava outro Xavi da Academia por geração espontânea. Era estilo pipocas, pelo menos um ou dois Xavis por ano!

  •       Iludidos, porque acreditam que se Eusébio fosse 50 anos mais novo continuaria a ter hoje uma estátua em Lisboa e não estaria ela em Madrid!

  •           Iludidos, porque acreditam que Xavis, Messis e Iniestas germinam como flores todos os anos, bastando para isso que as academias tenham bons professores e bons relvados. Xavi tem 32 anos, Iniesta tem 28. Quantos outros Xavis e Iniestas tem o Barcelona? Quantos Xavis e Iniestas há no mundo? O Barcelona tem, claro, alguns outros bons jogadores da cantera mas, serão eles Xavis ou Messis? Tiremos a este Barcelona os três magníficos e este Barcelona seria apenas uma grande equipa de futebol, muito longe de ser QUASE imbatível.

  •       Iludidos como Iludidos foram os dirigentes do Sporting, quando acharam que tinham na Academia a solução de todos os problemas. Em dois anos lançaram Ronaldo, Quaresma, Hugo Viana e Simão, e pensaram que seria assim todos os anos, que tinham em casa um filão de ouro inesgotável. Quantos craques saíram de lá desde então? E os treinadores e os relvados não continuam a ser os mesmos?

  •       Iludidos porque ignoram os resultados alcançados por três das melhores escolas europeias de futebol em países de segundo plano, Auxerre, Ajax e Sporting Clube de Portugal. Que clube é o Ajax desde que a Lei Bosman destruiu quase por completo quaisquer possibilidades de êxito dos clubes médios ao mais alto nível?

  •       Iludidos porque ignoram uma vantagem do Barcelona absolutamente decisiva em relação a qualquer outra equipa que lhes queira copiar o modelo: é que quem é do Barcelona quer ficar no Barcelona para toda a vida. Não está a pedir para sair para um clube maior, numa Liga melhor, assim que o primeiro avião carregado de euros lhes zumba ao ouvido.

Que batam no Benfica se neste fim de semana for incapaz de derrotar o Beira-Mar, ou daqui a quinze dias se sairmos derrotados no jogo da Rússia, contem comigo para o repasto! Mas bater no Benfica pelo jogo de terça-feira?!

Compreendo naturalmente a ambição e o Benfiquismo crónico das pessoas, e até a sua recusa em se renderem à fatalidade das coisas mas, saber perder é tão importante como saber ganhar e, nestas coisas do futebol, a verdade é que neste momento há o Barcelona... e depois existem os outros.

26 comentários blogger

  1. Caro REDMOON,

    Foi um verdadeiro prazer ler a sua escrita. A análise mais lúcida que li sobre o jogo (e as suas posteriores análises) de terça feira.

    Escreva mais vezes, que terá aqui um leitor ávido.

    ResponderEliminar
  2. Arrasador!

    Era só isto.

    Cumprimentos Benfiquistas

    ResponderEliminar
  3. Epá, muito gosto de ler as tuas crónicas mesmo quando bates também em mim. :)

    Fico á espera de ver aqui a resposta do Shadows. (verdade seja dita acho que as bocas ao Messi é mais para picar os leitores...)
    Agora dizeres que o CR7 preferia que o Messi não tivesse tomado hormonas de crescimento, acho que só o Shadows queria isso. O CR se não tivesse o Messi como competição se calhar não era metade do jogador que é hoje porque seria muito fácilmente considerado o melhor do mundo de á 3/4 anos para cá. Esta é uma época de ouro no futebol mundial: dois dos cinco melhores jogadores de sempre estão no relvado ao mesmo tempo e com embates constantes entre ambos.

    Comparações de Barcelona com PSG são para rir óbviamente. Embora olha que entre o Videoton e o Barcelona a coisa esteja mais equilibrada...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eh pá, a referência ao Shadows foi mais por brincadeira. Até acho piada ao facto de ele pensar tal coisa do Messi, e pelo que me vai parecendo, ele rebate as críticas de quem não concorda com o que ele escreve sempre na desportiva.

      E concordo contigo: O Messi e o CR precisam um do outro. Gosto muito do Ronaldo mas, o Messi, caramba, é de outro mundo. Seria um crime à humanidade se o moço não pudesse jogar à bola:))

      Eliminar
  4. Por principio,e até para poder apalpar o pulso a todas as correntes de opinião sobre o SLB, leio muitos blogs, mas muito raramente opino ou comento...mas vendo um post deste só posso dizer:-BRAVO, UM LUXO EST POST, que lucidez!!!!

    ResponderEliminar
  5. Boas,

    Parabéns, gostei de ler e concordo.

    VicTeixeira

    ResponderEliminar
  6. Correcta apreciação. A mim só me faz confusão a capacidade física dos jogadores do barça ... e então comparada connosco!
    Fabulosa frase: Mas francamente, a sua opinião de que o Messi não deveria ser jogador de futebol por causa das “pílulas de crescimento”, só deve ser defendida por duas pessoas no mundo: por ele e pelo Cristiano Ronaldo! Mas incorrecta, esqueceste-te da mãe e restante família do madeirense!
    Amanhã há que ganhar!

    Saudações Gloriosas

    ResponderEliminar
  7. Tal como o Messi precisou das tais pilulas de crescimento, também foi preciso que o REDMOON, fizesse um retiro sabático deste blogue, para regressar em grande.

    No que ao Farça...perdão Barça diz respeito, continuo a dizer que, se aparecerem mais Farças, o futebol espectáculo será morto e virará num bocejo.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelas palavras.

      Mas essa do Barça ser farça não concordo muito. Concordo se me disseres que às vezes ver jogos do Barça é um bocejo. Eu às vezes mudo de canal.

      Mas repara: os 50 ou 60 passes seguidos são parte da táctica e é só para quem pode. Não lhe chamo anti-jogo. Ja imaginaste uma defesa a assistir àquele carrocel 3 ou 4 minutos seguidos? É impossível manter a concentração durante tanto tempo seguido sem cometer qualquer erro. AO quadragésimo passe surge o erro de marcação, e a bola lá está passada milimetricamente para a frente e acaba no fundo na baliza.

      Simples:)))

      Eliminar
  8. clap clap clap

    até que enfim uma análise lúcida

    ResponderEliminar
  9. Subscrevo.
    Eu andei um pouco afastado aqui dos blogs e das coisas da bola. Quem é que foi o acéfalo que comparou o PSG ao Barcelona?
    - Pior do que dizer que o Benfica tinha a obrigação de massacrar o Barcelona, é mandar bitaites a comparar o Barça uma equipa do petróleo que se chama psg. Santa ignorância.

    ResponderEliminar
  10. Ora aqui está uma análise lúcida, séria e, do meu ponto de vista, totalmente correcta.
    Agora estou à espera da réplica de quem anda a chamar à equipa o Benfiquinha. Equipa que, sublinhe-se, conseguiu ter durante o jogo mais 2 remates do que o Barcelona (e aqui gostaria de ver como têm sido os números de quem joga contra os catalães).

    ResponderEliminar

  11. É atua opinião tão válida como a minha.

    Fui possivelmente e o primeiro, no pôs jogo, a acusar o JJ de medo e mantenho e convidando-te a ver novamente o jogo, com tranquilidade, como diria o outro e sem a camisola dos deuses vestida.

    Não culpo os jogadores nem é a derrota que está causa por normalissima. Normal seria usar o contraditório e rebater as razões porque eu escrevi que JJ se acovardou e essas são a conclusão da análise que fiz ao jogo e que a qui não foram contraditadas.

    Podemos escrever floreadamente sem justificar nada mas como não acredito em super homens e como acredito muito pouco num desporto limpo lembro que na epoca passada esta farsa não ganhou nada possivelmente porque estavam em ano de reciclagem e aproveito para lembra que por cá também temos almas gemeas que também, de vezes em quando, passam por deuses.

    A diferença é essa, a mágica que transforma atletas vulgares em super herois e andam por aí tanto e alguns aos poucos vão sendo desmascarados.

    Até de Carl Lewis se veio a saber, passados anos, que este recordista de medalhas teve uma carreira de mentira.




    ResponderEliminar
    Respostas
    1. @Conde

      Respeito a tua opiniao mas discordo. O Benfica foi igual a si proprio e tentou, porque era importantissimo, marcar primeiro.

      A partir do momento em que sofre um golo cedo, a sina estava tracada. Tlv JJ nao tenha arriscado tanto como em outros jogos, mas tb entendo que era importante nao perder mais do que 3 pontos neste jogo.

      Era importante nao perder por muitos e nao ser humilhado, e nao perder o "elan" para o resto da epoca. Talvez a certa altura JJ tenha querido limitar o prejuizo. Mas nao lhe chamo cobardia, acho que teve bom senso nesta ocasiao.


      Sobre o Messi, eh pa, que posso dizer? Tenho a certeza de q ja viste no mundo da bola e no outro bem mais do que eu. Mas deixa me apenas ser ingenuo por vezes, senao qualquer dia, a acreditar em tudo o que dizem, deixo de ver futebol:))

      Eliminar

    2. Reedmoon

      Vou começar pela ingenuidade que era dispensável que no fundo, floreias e interpretas ou lês mal.

      Subentendeste no meu comentário, quando abordei o doping, que me estava a refeir a Messi e só olhaste para a àrvore e eu falei de uma floresta, já que nem é Messi o que revela mais fraquezas capilares

      SObre o Messi entende-te com o Shaadows embora eu o corrobore na aboardagem que fiz quando referi que seja só treino fisico aqueles sprintes e ressaltos que ele ainda ganha aos 89 minutos mas isso ´extensivo a todos naquela equipa.

      Nunca se cansam, seu supra humanos ou talvez deuses de um olimpo tenebroso.

      Depois eu nos comenta´rios, que fiz à alatura não chamei cobarde a jj mas usei a expressão:

      Tenham medo, muito medo, referindo também a forma como estava a castrar e castrou alguns jogadores, especialmente Enzo Peres que vem na senda de Melgarejo.

      Aguardemos o futuro e vemos quem tem razão. Ah, para bom entendedor, falei também das saudades que senti do Cardoso.

      Quanto à tua opinião de que era importante ""não perder mais que três pontos"" isso só reforça os meus argumentos porque, às vezes até a sorte acompanha os medrosos, já que o viu tanta facilidade que até flahou a goleada.

      Sim escrevi que poderiamos ser goleados, ianda que tenha alguns ouvidos falar em falta de sorte e que possivelmente multiplicara por 2 ou 3 as 2 opotunidades do benfica.

      Quem quisere ver o jogo com olhos de ver concluirá que que além daqueles dois uma Farsa relaxada falhou mais 3 ou quatro flagrantes.

      Como v~es nem para isso serviu o medo do JJ pois a imagem que ficou do Benfica é que podia ter ido bem mais longe e é isso que lamento.

      A a minha opinião, também corroborada por muita gente, por aqui e pela imprensa que não engloliu todos os elogios de JJa a uma Farsa...dupla.

      Eliminar
    3. Quando referi a palavra ingenuo, nao foi piada.

      O que eu disse foi que, prefiro continuar a ser ingenuo, e a acreditar que os Messis, os Carls Lewis, os Lance Armstrongs deste mundo sao apenas extraordinarios atletas. No dia em que deixar de ser ingenuo, e tiver certezas de coisas que vou lendo e ouvindo, entao deixo de ver bola, ciclismo, etc, porque perde a magia. Foi isso que quis dizer.

      Sobre o JJ ser medroso ou nao, nao me referia a ti especificamente. Fiz um apanhado do que fui lendo escrito no blogue, sem saber quem disse o que, 'a parte do Shadows que escreveu um post especifico sobre o Barcelona e era facilmnte identificavel. Apenas isso.

      Eliminar
    4. ...Mas dito isto, obviamente nao sou ingenuo e acredito plenamente que saibas o que dizes, das amarelinhas e outras que tais.

      Mas as vezes, mesmo nao o sendo, uma pessoa tem de se fazer de ingenua para continuar a disfrutar das coisas e a aprecia-las.

      Eliminar

    5. Estas-me cá um filosofo...mas não deixas de ter razão embora tenha muita dificuldade em fazer de ingénuo perante os patos bravos deste mundo.

      Abraço

      Eliminar
  12. Parabens ao blog, hj neste post e no post sobre o xistrema ficou bem clara a qualidade do BLOG

    ResponderEliminar
  13. Redmoon, o teu regresso é saudado de todos os quadrantes! Até do meu, que é o mais sombrio. :)

    Terei todo o gosto em explicar-te com mais pormenor o 'tratamento' a que o Messi foi sujeito. A questão não é de pais que querem o melhor para o seu filho, mas sim de um clube que viu a habilidade de Messi e não olhou a meios para lhe dar capacidade para competir profissionalmente. O nome que se dá ao que lhe fizeram é só um. E outros não passariam no controlo anti isso. Simples e cristalino.

    Quanto ao resto, já escrevi tudo o que pensava sobre o jogo. Venha é mais um que muitos dias em ver o Benfica jogar não dá!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eh pa, nao te quis obviamente "picar", e ate entendo o que queres dizer mas, discordo. O Barcelona fez com Messi o que um pai faria a um filho, embora, obviamente, com interesse proprio.

      A questao aqui 'e se isso pode ser chamado doping. 'E subjectivo. Na tua opiniao, claramente a resposta 'e sim. Na minha, acho que nao.

      Abraco

      Eliminar
    2. Acredita que isto nada tem de subjectivo. Nem de legal. Mas entendo que estejas céptico. Um dia destes, em particular, mudarás a tua opinião.

      Abraço!

      Eliminar
    3. Gostava mesmo de ler algo sobre o tal tratamento e sobre as vantagens que os mesmo dá atualmente ao messi.

      Podias escrever um post sobre isso. Fica o desafio...

      (Aceitarás certamente, a não ser que andes a "enganar" a malta com uma teoria da conspiração)

      Vai sempre bem uma provocação...

      Eliminar
    4. GRANDE POST!!!

      Esta malta que tem a mania das grandezas...

      Só batem no jj ou no lfv, porque é uma questão de agenda.

      Até no facto de se perder com o barcelona serve para malhar mais um bocadito.

      Eliminar
  14. "Que batam no Benfica se neste fim de semana for incapaz de derrotar o Beira-Mar"...
    Olha que não estiveram assim tão longe! Se temos imensa dificuldade em superar o último classificado da fraquinha liga portuguesa, como nos podemos equiparar aos grandes da Europa como afirma o desbocado do LFV?

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB.

ranking