Será o Benfica de hoje a imagem do pais? Acomodado, sem rumo e sem ideias?
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Será o Benfica de hoje a imagem do pais? Acomodado, sem rumo e sem ideias?

 ●  + 17 comentários  ● 

A pouco mais de um mês das eleições do nosso clube preocupa-me este vazio eleitoral, a ausência de um programa alternativo, a ausência de um rosto capaz de criar entusiasmo e unanimismo em seu redor. Preocupa-me ainda mais porque este fim de mais um mandato de Luís Vieira não é propriamente um fim feliz, não é o fim de um mandato que tenha acrescentado muitas taças ao nosso museu, não é um fim sem dossiers muitíssimo importantes em aberto e a merecer um construtivo debate que provavelmente nunca irá acontecer (ex. Direitos Televisivos), não é o fim de um mandato imaculado em termos de erros, é até o fim de um mandato anunciado a seu tempo como o “Mandato dos Resultados Desportivos”, e que, muito claramente ficou aquém do desejado. E quando num contexto destes não aparece ninguém com vontade de dar a cara, preocupa-me realmente esta letargia a que chegou o meu clube, e que me leva a tirar uma de duas conclusões: 

1. Ou a grande maioria desses tais potenciais candidatos está feliz com o atual estado do clube e não vê qualquer razão para debates ou mudança, opção essa na qual sinceramente não acredito; 
2. Ou então sou obrigado a acreditar naquilo que muitos dos críticos da atual gestão foram apontando ao longo do tempo: que Luís Felipe Vieira tudo tem feito para se perpetuar no poder, através do apoio das Casas do Benfica e do tão polémico golpe dos estatutos, e qualquer potencial candidato sabe desde já que qualquer programa alternativo está derrotado à partida. 

A razão deste meu texto não é propriamente condenar antecipadamente Luís Felipe Vieira e exigir outro presidente. O que eu gostava é que este fosse um tempo de debate e reflexão e que cada sócio em consciência tivesse a possibilidade de decidir entre pelo menos dois programas alternativos. Daria força a quem quer que fosse eleito. 

Pessoalmente, não quero cair no erro de achar que LFV não tenha feito nada de bom pelo clube (fez, e muito ao longo de dez anos), mas entendo que Luís Felipe Vieira tem falhado redondamente nesta segunda parte do seu “reinado” – a parte em que terminou com sucesso a reestruturação do clube e anunciou que, agora sim, estavam reunidas as condições para se alcançar o sucesso desportivo. 

A verdade é que estes últimos 4 anos de LFV, os tais em que o plantel do Benfica foi inquestionavelmente valorizado em termos de qualidade e que se iniciou com Quique Flores, campeonatos nacionais conta-se apenas um, Taças de Portugal contam-se zero, e Taças da Liga não aquecem nem arrefecem o coração de nenhum Benfiquista. O mandato do sucesso desportivo falhou claramente e, pior do que o falhanço, é não se pode poder dizer que os erros da direção não contribuíram decisivamente para esse insucesso. 

Eu não creio sinceramente, que valha muito a pena falar do passado, falar por exemplo do segundo ano de Jorge Jesus no clube, no qual LFV veio justificar o seu insucesso com o mais puro amadorismo de terem passado demasiado tempo a festejar o título conquistado um ano antes. Ou falar do ano passado, quando, com o Benfica na frente com cinco pontos de avanço, LFV decide ser oportuno dar uma entrevista televisiva, entrevista essa totalmente fora de tempo, assim ao género de celebração antecipada de um título que nunca viria, para meter mais uma vez os pés pelas mãos ao anunciar que só voltaria a falar de arbitragem quando esta fosse profissional. A partir de aí foi comer e calar até ao descalabro final. 

Falemos pois do presente e, quando se espera que, caramba, que esta gente que tem como única missão pensar o clube a tempo inteiro, seja capaz de aprender com os erros e tomar decisões que nos valorizem, chegamos então ao início de uma nova época na qual os erros grosseiros foram ainda mais grossos e chegaram ainda mais cedo do que em épocas anteriores! 

A verdade nua e crua é que só um milagre de Jesus nos pode salvar. Se Jorge Jesus for campeão esta época será a prova inequívoca das suas capacidades, porque, independentemente dos defeitos que tem e dos erros que tem cometido, não foi Jorge Jesus que vendeu Coentrão, Di Maria, Ramirez, David Luís, Javi Garcia ou Witsel. 

Não me parece que tenha sido JJ a avançar para a compra de Olá John se não tivesse sido a direção a contar já com a venda de Gaitan. E também não me parece que tenha sido JJ a chegar ao último dia do mercado de transferências e a “vender” – Sim, Sr. Rui Gomes da Silva, vender, e não OBRIGADO a libertar pelo valor das cláusulas ter sido depositado por inteiro no banco - os dois jogadores que eram o coração da equipa, sem ter hipótese de os substituir minimamente. Mais, com Airton e Rúben Amorim emprestados a outros clubes, e que resolveriam só por si metade dos nossos problemas. Foram 70 milhões em vendas? 

Foram sim senhor e inquestionavelmente excelentes negócios. Mas num clube com esta grandeza não se pode ser apanhado descalço desta maneira. Isto é o mais puro amadorismo! Atirar com milhões aos olhos dos sócios, é como o governo anunciar reduções de deficit com pompa e circunstância quando os bolsos dos portugueses estão cada vez mais vazios! Os benfiquistas não querem milhões, querem títulos! Ou pelo menos querem milhões que sirvam para financiar uma estrutura de futebol competente e capaz de nos garantir esses títulos. 

A sensação com que fico, é que apesar de erros evidentes do nosso treinador, é Jorge Jesus que tem suportado com pinças a direção do clube. Em primeiro lugar com um título nacional logo na estreia, ainda por cima com excelente futebol, e que a todos fez acreditar que o Gigante tinha finalmente acordado. E em segundo com 170 milhões em vendas de 6 jogadores, 3 deles que antes de Jorge Jesus já cá andavam e não valiam tuta e meia. Continuou a falta de títulos mas vieram os milhões, muitos milhões mesmo, que têm no fundo suportado toda a máquina desportiva do clube e que nos permitiram competir finalmente com o FCP em alguma coisa – no campeonato dos Euros. 

Chegamos então a esta época com um médio defensivo no clube, Matic, que nem por si é extraordinário jogador, nem está imune às lesões numa época que tem mais de sessenta jogos! Talvez JJ opere um milagre e, como Benfiquista tenho de ter essa esperança e acreditar ser possível. Mas, infelizmente, acredito pouco ou nada, porque até no futebol os milagres são cada vez menos. E ainda que o milagre aconteça, terá sido, mais uma vez, um título esporádico, um coelho da cartola de Jorge Jesus, e não um título sustentado pelo acerto das decisões desportivas desta direção. 

Em breve estaremos novamente a falar de arbitragens para justiçar azares, das Direções da Liga e da mania da perseguição mas, a verdade nua e crua é que falhámos mais uma vez, e ao fim de tantas vezes, no nosso trabalho de casa. E é por isso que, neste contexto, me preocupa de facto esta falta de projetos alternativos em vésperas de mais um período eleitoral. Mas, caramba, será o Benfica de hoje a imagem do pais? Acomodado, sem rumo e sem ideias? 
by REDMOON

17 comentários blogger

  1. Parece-me que o Benfica poderá ser menos apetecível que o País! No País ainda há os milhões da Troika que estão para cair e há sempre a possibilidade de arranjar um belo "tacho" quando saírem do Governo. Ora no Benfica não há isso, logo por aí poderá tornar-se pouco apetecível.

    Depois há o tal problema, vergonhoso num clube que se quer democrático, de alteração dos estatutos.
    Já uma vez comentei esta situação, mas posso voltar a expor as ideias que me fazem afirmar o "vergonhoso":
    1º - quem é o Sr. LFV e restante membros que decidiram isto para julgar o Benfiquismo de sócios com menos de "x" anos de associados? logo quem antes de chegar ao Benfica aplaudia no camarote central das Antas golos do maior adversário do clube a nível nacional.

    2º - com esta decisão não poderá estar, esta direcção, a afastar boas alternativas para liderar o Benfica. Ou será que a competência para gerir os destinos do clube só se encontra em pessoas com mais de "x" anos de associado?
    Quem se julgam eles para eliminar desta forma jovens que poderiam, em hipótese, querer candidatar-se? Será que para eles a competência se mede em anos de associado?

    A ser assim, parece-me então que esta direcção é tudo menos competente, pois acumula erros e alguns bens grosseiros.

    Com isso não digo que não tenha os seus méritos, mas penso que esta decisão não lhe fica nada bem, pois é digna de regimes totalitários ao bom estilo centro e sul-americano. E com isto não demonstra benfiquismo mas sim um qualquer receio de perder o poder.

    O Benfica é de todos os seus associados e adeptos, e não deve ser esvaziado de opções e ideias, por nada nem ninguém. A instituição é centenária, e continuará mesmo após a saída desta direcção e por isso eles não tinham, não têm, e nunca terão legitimidade para limitar a capacidade de expressão de todos, mesmo que as ideias que surjam possam não ser as melhores.

    Penso que por alguma razão existe o ditado: "da discussão nasce a luz".

    Termino, dizendo que também não me parece que seja só esta medida a causadora da falta de listas concorrentes.
    Poderão ter origem na própria situação do país, no desinteresse por parte de alguns "crónicos candidatos" também pela situação que se vive no futebol português e que alguns não querem fazer parte, ou pura e simplesmente porque não lhes apetece... porque não?

    ResponderEliminar
  2. Estou totalmente de acordo com o NGB sobre o vazio do acto eleitoral no Benfica,ninguem concorre com o LFV sera mesmo que todo o universo Benfiquista esta contentissimo da forma como este vem gerindo o clube ninguem se chega a frente,confesso que sinto saudades dos tempos que apareciam 3,4 candidados onde haviam debates se discutiam ideias onde os socios escolhiam as melhores,hoje o que vemos, o que disse o ngb LFV abrio caminho para se perpetuar a frente dos destinos do nosso clube,parabens NGB ultimamente nos tens deliciado com excelentes posts com boa visao mas parece que foge a maioria dos Benfiquistas nomeadamente aos que se podiam dar uma lutazinha ao LFV mas nao querem olhem paciencia continuemos com como estamos e com umas tacinhas da liga pelo meio e viva o Benfica.

    ResponderEliminar
  3. Concordo, mas tenho as minhas duvidas em relacao ao jesus. talvez a unica forma de podermos ser campeoes e' ficar em 4 no grupo da champions para se acabar com as competicoes europeias em Dez. se isto nao acontecer o Jesus ja provou que nao tem capacidades de gerir tantas provas ao mesmo tempo e temo que aconteca o mesmo dos ultimos 2 anos... MAS TEMOS ACREDITAR!!

    qt 'as eleicoes e' triste que digam que ha 6milhoes e nao se arranja ninguem para expressar a democracia saudavel, ou seja haver adversarios, debates, ideias diferente. e' triste!!!

    podes adicionar o nosso blog na lista maravilha

    http://slbrothers.blogspot.com/

    abc

    ResponderEliminar
  4. Amdorismo é a palavra que define LFV na gestão do futebol! Não podemos esquecer que muito e bom trabalho foi feito no SLB modalidades, com títulos nacionais e Taças. Embora não devamos esquecer que, 10 anos de presidência, já podemos exigir mais, muito mais! Estruturalmente, o SLB é um clube de referência, quer de infraestruturas, quer organizacionalmente. Agora, é um clube que falha na componente desportiva. Mesmo nas modalidades falha, e muito. No futebol então é aterrador! Como é que chegamos a Glasgow com uma defesa destas? Como chegamos sem alternativas de meio campo? Vieira, que mais uma vez caiu no ridículo em dizer que o SLB ia ter um plantel de fazer inveja à Europa, questiono se algum clube grande do continente inveja esta defesa? Se alguém inveja o meio campo defensivo?
    Alguém inveja as relações com a FPF onde somos sempre "comidos"? Ou a competência do nosso DPt Jurídico que não ganha um caso...
    É o mandato das Taças da Liga, que cada vez mais parece um título criado para suprir a nossa falta... Enfim.
    Ao não aparecer ninguém para combater Vieira, quem perde é o SLB, pois não existe debate e também títulos constantes tb não irão existir pois já vimos o que ele vale. Só falta mesmo o FCP ultrapassar a última fronteira e ultrapassar-nos em números de títulos nacionais! E nem aí as pessoas abrem os olhos, pois virão com "Papos" a dizer que somos grandes pois temos adeptos em todo lado e blá blá! A nossa grandeza vem dos títulos! Das nossas lendárias vitórias, contra todas as expectativas! É isso que inspira milhões. Um clube que, contra todas as expectativas, vingou até se tornar um lenda! É isso que me faz ser SLB: ver que contra a adversidade, prevalecemos! Hoje em dia, não prevalecemos! Não agimos, apenas reagimos... Somos sempre ultrpassados pela circunstância...

    ResponderEliminar
  5. BENFIQUISTA DO CORAÇÃO18 setembro, 2012 10:03

    1--Mais de 24 horas depois da derrota (1-2) frente ao Sporting B, o sentimento de revolta continua a pairar em Arouca. A arbitragem de João Capela (O TAL QUE EXPULSOU O CARDOSO POR BATER NA RELVA) deixou os adeptos e os dirigentes em chamas e os distúrbios no final do jogo – o árbitro teve de fugir, para não ser agredido – foram apenas a ponta do icebergue.
    Carlos Pinho, presidente do clube, não se conforma com o sucedido e aponta Manuel Fernandes (O MAIOR MERGULHADOR DO FUTEBOL PORTUGUÊS) como o epicentro dos desacatos. “Ele é o culpado de tudo o que se passou no final do encontro. Ao intervalo, acompanhou o árbitro até ao balneário, protestando e pressionando-o”, contou o dirigente.
    O líder arouquense apontou o passado do clube para se defender dos desacatos. “Respeitamos sempre todos os árbitros, como se viu na época passada. Mas nunca vi ninguém desrespeitar tanto o clube como esse senhor. Era impossível a qualquer ser humano ficar indiferente”, vincou.

    2--Ouvido por Record, Luís Duque, administrador da SAD, deu conta da indignação para com aquilo que considera “mais um erro em prejuízo do Sporting”.
    O golo de João Guilherme, crê o dirigente, nasceu de um mau juízo de Carlos Xistra.
    “O livre é um erro que influencia o resultado, mas não penso que seja mais do que isso. Porém, a culpa não pode morrer solteira. Os erros são comuns às três equipas. O árbitro errou – isso foi evidente – e é pena que tenha acontecido, uma vez mais, em prejuízo do Sporting”, lamenta.
    3—ORGANIZEM-SE. QUANDO MAMAM… CALADINHOS QUE NEM RATOS
    QUANDO LHES MARCAM UM LIVRESINHO…QUE BERRARIA
    EHEHEHEHEHEHEHEEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEEH
    4—COMO É QUE ESTÁ ESSA HISTÓRIA DO DEPÓSITO NA CONTA DO FISCAL ????

    5—O BOTAFOGO…QUER XUPETA
    CALADINHOS QUANDO O GAITAN FOI CEIFADO PELO POLGA

    EHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHE

    ResponderEliminar
  6. Estou em total desacordo com o RedMoon sobre a falta de rumo do meu clube... Basta olhar para a equipa B, para o que se tem feito em termos de formação para se perceber que existe um projecto sustentado! Não é perfeito e como tal não sujeito a criticas. Tenho dito que nesta fase do SLB não podemos deixar de vender os jogadores que conseguimos valorizar, pq o valor recebido em termos de receitas televisivas continua a ser residual. Estou em crer que ainda demorará um mandato a resolução deste problema, e nessa altura e só nessa altura, o SLB estará em condições de deixar em termos de politica desportiva de depender de receitas extraordinárias ou seja da venda de activos, leia-se jogadores de futebol... Nessa altura espero que a politica desportiva do slb seja mais parecida com a do barcelona, embora exista sempre o problema do tecto salarial e da nossa incapacidade de competir com os clubes ingleses ou espanhois... estou de acordo no entanto com o autor quando refere a importancia, porventura excessiva, de JJ no que têm sido os ultimos anos do futebol profissional do meu clube. Tal facto poderá significar que alterações ao nivel da estrutura dirigente do futebol do SLB deverão ser feitas... Saudações a todos
    Ps: não se entenda no entanto esta consideração como um critica ao treinador do Benfica. Eu não esqueço o que era o futebol do SLB antes de JJ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. JJ foi apenas mais um treinador contratado pelo desnorte de LFV! Quantos treinadores despediu LFV?? E acha que JJ ainda estaria no SLB se não fosse a cláusula milionária?? Projeto da B?? Calma veremos o que vai dar! Ainda n vi e recordo-lhe que já tivemos equipa b! E você quer o SLB como o Barça? Há muito que o digo! Mas em 6 anos de Seixal não vejo nada!

      Eliminar
    2. meu caro jedi: eu estabeleço uma clara diferença entre o momento de entrada de JJ no SLB, e os 1ºs tempos de LFV. E não é apenas pelo campeonato que ganhámos nesse ano, mas sobretudo pelo espetacular futebol praticado...Quanto ao facto de jj não ter saido devido à sua elevada clausula, nada posso dizer! Apenas digo que, se voltarmos a ser campeões este ano o JJ deve continuar! Com isto não quero dizer que JJ não cometeu erros, pq cometeu, mas apenas que faço um balaço positivo do seu trabalho quando comparado com o passado proximo! Antes de JJ só o periodo de Eriksson, o 1º sobretudo!Quanto a LFV julgo que hoje o SLB vale mais do que na altura da sua entrada no Benfica. No entanto continuo a aguardar por projecto alternativo. Sou apenas um simples socio, que na altura das eleições procurarei o melhor projecto. Essa alternativa não surge! Mas entre alguém como Bruno Carvalho e o actual presidente do SLB, eu não tenho qq dúvida...
      ps: quanto a equipa B, veremos claro, mas para já nota muito positiva, assim como ao restante trabalho do futebol de formação, bastando para isso verificar o nº de jovens benfiquistas nas equipas nacionais. Isso tb é importante, ou não? Muito positivo tb o trabalho das modalidades, particularmente do Basquetebol, e hoquei.

      Eliminar
  7. Sou Luiz Sousa,
    Bom post onde mais uma vez se põe o "dedo na ferida"...quer na situação das eleições quer nos objectivos desportivos que deviam ser acautelados, pois mesmo que existam uns milhoes de vendas, sem titulos não chega para satisfazer os socios.
    Foi esse o caminha do FCP ao longo de anos...vender e continuar a ganhar, para valorizar os que ficavam e lançar os que chegavam.
    Foi-se o Hulk? Fará falta, mas outros la estarão para cobrir o espaço, tal como aconteceu com a saida de tantos que eram "insubstituiveis".
    Quanto à direção, não haja ilusões, o LFV lá continuara com todos os interesses instalados e os que poderiam fazer frente a serem amansados com o acesso ao pote...e assim se calam as vozes discordantes...ou pleo menos quase todas.
    Cumprimentos azuis e brancos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro azul e branco/Luiz Sousa,

      O caminho trilhado pelo clube do Padre da Freguesia das Antas foram muitos.
      Sabe o meu caro e sabemos todos nós quais foram. Está lá tudo...nas escutas!!!!!

      Eliminar
    2. Águia Preocupada18 setembro, 2012 13:50

      Pois pois! Nós bem sabemos como o teu clube corrupto comprou a maioria dos campeonatos...
      Achas que esquecemos as viagens, os quinhentinhos, a fruta, os chocolatinhos, o cafézinho com leite e todas as manobras de intimidação e violência? Vocês parecem aquelas putas que gritam e berram que são muito sérias e honestas! Olhem-se ao espelho e não se comparem com quem é sério!

      Eliminar
  8. Águia Preocupada18 setembro, 2012 13:57

    Caro Geração. Concordo e há muito (já nas últimas eleições) alertei para o que viria com a reeleição de Vieira.
    Claro que o ponto 2 é o que reflecte e define fielmente o Benfica de hoje.
    Mas falta um terceiro ponto! O passivo colossal que a pandilha criou que retira a qualquer um a vontade, quiçá a capacidade para responder a tamanha responsabilidade.
    É que o Benfica é um clube do povo. E poucos terão a riqueza (muita também à custa do Benfica e deste vergonhoso passivo) que o Vieira possui.
    Esperemos apenas mais algum tempo e a história do Alverca repetir-se-á no nosso clube!

    ResponderEliminar
  9. Eu acho que a ausência de candidaturas concorrentes tem como razão principal a avaliação da presidência actual. Eventuais candidatos já reflectiram sobre os argumentos ou ideias que seriam o suporte de uma candidatura e terão concluído serem destinados à derrota, mais, mesmo utilizando a demagogia como arma, o resultado eleitoral de Bruno Carvalho foi elucidativo!
    O problema para quem não gosta de L.F.V. é que o homem de facto é muito competente e querido pela esmagadora maioria dos sócios.
    As criticas que lhe são feitas incorrem quase sempre na contradição, como por exemplo:
    -Devido a Bruno Carvalho e casos semelhantes sentimos o perigo de alguém com suporte financeiro fazer-se sócio com o unico objectivo de candidatar-se para nos aniquilar, para isso alteráram-se os estatutos.
    -Critica-se a solução, dizendo que foi um "golpe palaciano", apesar de qualquer sócio interessado poder convocar uma assembleia com o objectivo de alterar o que por sócios foi decidido.
    -Critica-se o termos muitos jogadores estrangeiros mas ao vendermos algum não se encontram alternativas nos portugueses.
    -Quem assiste aos programas de opinião da Benficatv, sabe que nunca se deixou de apontar o dedo às arbitragens ou decisões na Liga e FPF que nos prejudicaram directa ou indirectamente.
    -Criticam os sócios protagonistas por serem facciosos ou apoiantes cegos de Vieira e quando a direcção em bloco tomou a atitude de mobilisar os benfiquistas para deixarem de frequentar os estadios dos nossos adversários, foi o que vimos. Franca diminuição, mas os mesmos que criticam, Cardozo, Roberto, JJ, LFV, "a água quando chove", lá estávam a pagar para ver o nosso SLB, ignorando o quanto nesse momento o ceder egoísticamente ao mais natural dos prazeres prejudicava o nosso lema.

    São criticas apaixonadas, como eu vos compreendo! Também gostaria de vencer tudo e sempre mas tenho a consciência das dificuldades que encerra, cada uma das vitorias conquistadas no cenário de concorrência desleal que enfrentamos.
    Tenho a noção que competir com tanta qualidade, lisura, em tantas modalidades e manter a gloriosa actual estructura, representa grande dificuldade e exigência, sobretudo se tivermos em conta a crise que se instalou desde a invasão do Iraque e que em nada tem favorecido o consumo de bens não essenciais.

    Talvez seja por isso que estou eternamente grato aos grandes benfiquistas que têm ajudado o nosso clube a ser o que é actualmente e compreenda que é muito dificil fazer melhor.
    Talvez seja precisamente isso que os eventuais opositores sentem sem o admitirem com a mesma facilidade com que por vezes enxuvalham o Benfica e os seus dirigentes ou colaboradores.

    Fernando Tomás

    ResponderEliminar
  10. Não há candidatos por uma simples e preocupante razão: ser Presidente do clube implica ser Presidente do Conselho de Administração da SAD.

    Em face dos compromissos financeiros assumidos pela SAD, os Bancos e instituições financeiras exigem garantias. Garantias essas que são prestadas pelos administradores e no caso concreto (não estou a ver mais nenhum administrador com património suficiente para tanto) será LFV quem apresentou essas garantias quer financeiras, quer reais (admito que terceiros também tenham prestado garantias - pelo menos em tempos já assim foi).

    Ora, no universo de potenciais candidatos a Presidente todos sabem disto e das duas uma; ou não têm capacidade patrimonial e financeira para sucederem a Vieira nos contratos com os Bancos (ou estes não aceitarem pura e simplesmente a troca de garantias; ou tendo essa capacidade não querem arriscar ou onerar o seu património (não esquecer que Vieira directa e indirectamente é o maior accionista individual da SAD tendo investido (se a memória não me falha) cerca de 4M e tal de euros em acções (as quais estão altamente desvalorizadas).

    Por isto é que não aparecem mais candidatos: ou não podem, ou não querem. Quando era só o clube era muito mais fácil.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que refere não é verdade. À muito tempo que o SLB não necessita que o seu presidente arrisque o seu patrimonio em forma de garantia ou até de financiamento directo.
      Muito menos agora que está a terminar o contracto dos direitos televisivos.
      A unica razão financeira que poderia invocar de forma legítima seria o facto de se tratar de um cargo não remunerado e isso de facto exige que qualquer candidato possua indepedência financeira para o exercer.
      Mas não creio que alguém hesite por razões financeiras, com credibilidade mas sobretudo ideias relevantes o que não faltariam seriam patrocinadores interessados.
      O problema é que a inovação e qualidade na gestão têm impedido alternativas.

      Fernando Tomás

      Eliminar
  11. Em relação à mudança dos estatutos, foram alterados pelos sócios, foram os sócios que votaram. Também não compreendo como é que uma pessoa com 6 anos de sócios poderia se candidatar a presidente do Benfica…
    Concordo contudo, que deveria haver candidatos e tempo de debate e de reflexão, sugestões de melhoria em vez da critica constante como alguns, como é o caso do Sr. Bruno Carvalho.
    Não foi Jorge Jesus que vendeu esses jogadores, mas foi ele que os potencializou! Alguns deles referem mesmo isso, que Jorge Jesus é um excelente treinador.

    ResponderEliminar
  12. O Fernando Tomás nunca deve ter comprado uma casa (a hipoteca é uma garantia)ou realizado qualquer contrato de mútuo com Bancos.

    Meu caro, nada disto tem a ver com mecenas.

    Tem a ver com garantias exigidas pelos bancos em todas as situações de empréstimos bancários. Se o garante mutuário não tem como garantir não há dinheirinho para ninguém (a não ser que seja filho do banqueiro ou arranje fiador, ou avalizador, ou qualquer tipo de garantia real).

    No mundo empresarial é assim que as coisas funcionam. Um mecenas é quem põe o dinheirinho. Aqui o dinheiro é do Banco.

    Tá percebido?

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários.
Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.
Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.
Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares