O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Clube do regime

 ●  4 comentários  ● 
A Justiça portuguesa continua efectivamente a prestar um excelente contributo à sociedade portuguesa. Desta feita o Tribunal da Relação do Porto confirmou a condenação a 25 meses de prisão, com pena suspensa, de um adepto do Benfica que lançou um petardo no Estádio do Dragão em maio de 2010.

Sensivelmente 1 ano e meio volvido após o célebre Clássico que fruto das demagogias de Pinto da Costa contou com de tudo um pouco, e no qual a PSP do Porto, por intermédio de um seu emissário, reiterou que «nada se passou» e tudo foi fruto da imaginação encarnada, finalmente começamos a ver «justiça».

A novidade que os últimos meses trouxeram até aos portugueses é que a Juve Leo – segundo parece - também não está acima da lei. Isto já depois de em maio de 2010 a sentença relativo ao processo dos No Name Boys ter por sinal resultado em penas efectivas de 12 anos. O douto presidente do colectivo de juízes - o magistrado Renato Barroso, sócio do FCPorto e ex-presidente da MAG da Casa do FCP em Lisboa – decidiu assim por bem ter mão pesada sobre os «energúmenos» encarnados.

Quanto à recente decisão do Tribunal da Relação do Porto, tem como pano de fundo o arremesso de um petardo por parte do benfiquista para "para junto da bancada dos adeptos" portistas (que por acaso não feriu nenhum) e agrediu um polícia com dois pontapés, um na perna esquerda e outro no abdómen (não tendo, no entanto, provocado qualquer ferimento).

Subscrevo que a violência deve ser banida do futebol, e partindo do princípio que as penas pesadas podem contribuir para que tal aconteça, basta que sejam aplicadas de um modo transversal. Penso que importa não esquecer como o Tribunal de Penafiel “condenou” António Oliveira, conhecido como "Tony do Seco", a uma multa mixuruca de 900 euros por ter agredido um GNR antes de um FC Penafiel–FC Porto, e por acréscimo ilibou Hélder Mota, que foi acusado de agredir guardas e de vender bilhetes antes do desafio.

Se na questão do benfiquista foi a questão do petardo, convém também recordar que no Clássico de Hóquei em Patins FC Porto-Benfica de 2005, num lance de ataque da equipa benfiquista, um petardo foi lançado por um elemento dos Super Dragões e ao rebentar feriu inclusivé um jogador Benfiquista.

Agora perguntem-se o porquê de dois pesos e duas medidas.

4 comentários blogger

  1. A justiça em PALERMO protege os seus - os bons é claro - e castiga os maus, os tais Benfiquistas.

    Mas em Palermo há justiça? Se nem há no País, quanto mais em Palermo!!!

    ResponderEliminar
  2. off-topic: porque e que ninguém fala nisto :

    http://relvado.aeiou.pt/porto/carolina-revela-fotos-jogadores-fc-porto-sexo-com-prostitutas-282891

    http://relvado.aeiou.pt/off-side/carolina-salgado-revela-plano-para-matar-aguia-benfica-285741

    ResponderEliminar
  3. patriarca disse:


    Mas o pior disso tudo é que não se viu, não se ouviu nenhum responsável do Benfica e em especial o seu presidente a falar disso, a expor isso na opinião publica, e que se saiba nem nos orgãos que deveriam julgar isso, sabendo-se á partida que não ia dar em nada, mas tinhamos de falar, mas não opta-se SEMPRE pelo Silêncio e esse mesmo Silêncio é a razão dos Mafiosos e tiranos toda a legitimidade para podermos dizer ou fazer algo. Mas como já várias vezes o referi aqui, algo se passa porque o NOSSO Presidente tem MEDO, tem receio de falar, ele lá sabe porquê, mas o que não existem duvidas é que mais tarde ou mais cedo as coisas sabem-se e depois vamos ver a RAZÃO DO SILÊNCIO dos dirigentes do Nosso Clube. Será a razão Preta !!!???

    ResponderEliminar
  4. Defendo já há bastante tempo e não tenho encontrado muitos que também concordem, que existe uma espécie de "pacto de regime" para não permitir que o Benfica cresça de forma a sufocar os outros clubes.
    Pacto esse interiorizado e aceite até pelos "nossos".
    E toda a gente vai assobiando para o lado enquanto estas porkalhices vão acontecendo.
    Houve o cuidado de elevar o número de sócios para um patamar que permite ter uma boa média de espectadores e uma boa base para o merchandising e ficámos por aí porque ir mais longe é mexer com muita porcaria instalada, com muita gente a comer desta indústria.
    Agora até se dão ao "luxo" de mudar à força da coacção e da pedrada as simpatias clubísticas de toda uma região (Braga)para permitir a sobrevivência de mais um clube.
    É o que penso até "provas" em contrário!

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking