O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


quarta-feira, 1 de junho de 2011

Obesidade mental

 ●  18 comentários  ● 
Portugal, 1 de Junho de 2011

Há anos que escrevo sobre assuntos que directa ou indirectamente estão relacionados com o Benfica, desde as primeiras cartas que enviei para o RECORD e JOGO, na década de 90 do século passado, cartas que eram publicadas com regularidade na secção do “correio” ou “tribuna” dos leitores, até aos comentários que vou conseguindo registar nas edições de BOLA e o RECORD online.

Desde sempre que tenho como principal preocupação defender a verdade desportiva e o Benfica, mas cedo descobri que esta “luta” não pode ficar completa sem identificarmos (e combatermos) um “inimigo” subtil e aparentemente “invisível” que se chama “comunicação social”.

Há muito que nas minhas cogitações de leigo, percebi que as mensagens da comunicação social não são iguais nem agressivas e geradoras de instabilidade para todos os clubes. E percebi que há uma modulação de conteúdos das mensagens em função dos poderes económicos que hoje tomaram conta dos órgãos de comunicação social (ocs), sejam jornais, rádios e televisões. E que condicionam a orientação editorial dos seus próprios ocs. O caso da Olivedesportos, da TSF, DN e JN serão os mais evidentes. Mas há outros.

Ao longo dos anos, tenho assistido a campanhas mediáticas lançadas por estes jornalistas do bulling, contra elementos do Benfica e por tabela, contra o próprio Benfica. O caso mais antigo que recordo foi a critica sobre o brasileiro Lima que marcou o golo em Marselha, na meia-final da Taça dos Campeões, e que nunca teve vida fácil porque havia demasiadas referências negativas sobre ele nos jornais (assim eu entendia). Depois tivemos os “problemáticos” russos, a seguir a táctica do “pirilau” de Paulo Autuori, mais tarde foi a história da “armada inglesa” e do “casmurro” Souness, no 2º ano de contrato descobriram que Heynckes não percebia o futebol português, depois Vale e Azevedo que queria “vender” o Benfica (fora as trapalhadas), mais tarde foi o Trapatoni “defensivo”, a seguir Koeman que deixou de perceber o futebol português quando apostou em Moretto em detrimento de Quim, Fernando Santos que não tinha “carisma”, Camacho que já estava “fora de época” e Jesus que de um ano para o outro, deixou de ser um bom treinador para ser um despedido em fila de espera. Ah, e Roberto que virou “frangueiro”.

Todas estas ideias e muitas mais que não cabem aqui (outras já nem recordo), são “vendidas” pela comunicação social aos adeptos do Benfica com determinados propósitos. Deformar em vez de formar, condicionar em vez de ensinar.

Vem a propósito disto um “powerpoint” que circula na net há alguns anos, sobre um alegado livro escrito por um alegado Prof. Andrew Oitke de Harvard. O livro intitulado “Obesidade Mental” contém referências que se encaixam bem nesta problemática. Aqui vão algumas:

As pessoas viciaram-se em estereótipos, em juízos apressados, em ensinamentos tacanhos e em condenações precipitadas. Todos têm opinião sobre tudo, mas não conhecem nada”.

Os ‘cozinheiros’ desta magna “fast food” intelectual são os jornalistas, os articulistas, os editorialistas, os romancistas, os falsos filósofos, os autores de telenovelas e mais uma infinidade de outros chamados ‘profissionais da informação”.

Os telejornais e telenovelas estão a transformar-se nos hamburgers do espírito. As revistas de variedades e os livros de venda fácil são os “donuts” da imaginação.”

O jornalista alimenta-se, hoje, quase que exclusivamente de cadáveres de reputações, de detritos de escândalos, e de restos mortais das realizações humanas. A imprensa deixou há muito de informar, para apenas seduzir, agredir e manipular.”

Jornalistas e comunicadores em geral desinteressam-se da realidade fervilhante, para se centrarem apenas no lado polémico e chocante.”

Estas opiniões agradam à minha sensibilidade. Também penso que é assim e que todo este envolvimento mediático e mediatizado, desde que bem “orquestrado” resulta em prejuízos monstruosos para pessoas e instituições. Para algumas, não para todas.

“Hoje” foi Jesus e as alegadas “luvas” no contrato de Júlio César, “ontem” foi Vale e Azevedo e o alegado aproveitamento de 5 milhões de euros nos negócios com a Euroárea, “anteontem” foi o contrato de benefício que Monteiro Lemos, administrador da RTP, teria assinado com o Benfica de Jorge de Brito, quando nos comprou os direitos televisivos. Tudo falso ...

Condenações feitas na praça pública por meliantes de papel e caneta. Condenações que não têm reparação possível. Até quando?

18 comentários blogger

  1. Sobre o alegado professor Oitke, fiz uma consulta no nosso motor de busca WWW.SLBOOGLE.COM e após "navegar" em alguns blogues concluí que esse professor não existe. Terá sido um estratagema utilizado por outro professor, português por sinal, que entendeu divulgar essas ideias como se fosse um seu "heterónimo". Para não ter "problemas" com a comunicação social.

    A principal mensagem dessas frases estão no facto de nem sempre sabermos o que se está a passar, mas sim sabermos o que eles querem que nós saibamos. É dessa forma que condicionam as pessoas e têm o "poder" que têm.

    A parte que me preocupa mais é a que se relaciona com o Benfica. Há muita gente que tem servido o Benfica e que é arrasada por essa "tralha" da comunicação social, há outros pelo contrário, que são protegidos.

    Os critérios de protecção/agressão não estão relacionados com a qualidade/méritos, mas mais com as áreas de influência em que se situam ou como podem ser utilizados para desestabilizar o Benfica. Através dos benfiquistas.

    Precisamos ser mais adultos e maduros quando lemos um jornal, ouvimos um programa na rádio ou na televisão. E perceber que quem está lá ou escreve assim ou assado, a esmagadora maior parte das vezes tem os seus interesses a defender. Que também, regra geral, não são os do Benfica.

    ResponderEliminar
  2. Bom post sem dúvida. Tem-se assistido a inúmeras barbaridades da comunicação social contra o glorioso. E o problema é que simples boatos e artigos desses causam enorme agitação, e prejuízo quando se trata do benfica. Anda-se dias e dias a ver e ler as mesmas coisas nos jornais. Por outro lado quando surgem boatos acerca dos corruptos, morrem logo na praia, e no dia seguinte já não se fala nada e toda a gente esqueceu. Ou os jornalistas são ameaçados ou então não sei...

    ResponderEliminar
  3. Bem, mas se mais e melhor não é possível fazer, dadas as grandes condicionantes que qualquer leitor enfrenta, como bem o demonstra o post, podemos todos fazer o mesmo que tu e nos blogues e nos comentários que formos fazendo alertar sempre para isso.

    Parabéns pelo o post, que é oportuníssimo e toca num dos aspectos mais importantes do mundo de hoje. Além disso, contribui, mesmo que infinitamente..., para o alertar de consciências.

    Infelizmente, a maior parte dos benfiquistas, como os portugueses em geral, sofre de muita "obesidade mental" e com isso contribui imenso para o clima de instabilidade que o nosso clube sempre vive quando não ganha.

    ResponderEliminar
  4. Até quando? Pois é uma boa discussão.

    Até todos deixarmos de comprar jornais e de ver a Sporttv? Não.

    Até todos deixarmos ir aos estádios? Não.

    Até começaarem a aparecer a "boiar" por um rio ou ribeira qualquer? Não.

    Eu penso que só temos uma hipotese. Infelizmente. É termos no nosso Benfica, um Presidente/Direcção mais mafiosa, mais corrupta, mais influente, com menos escrupulos (será possivel) que os corruptos.

    Mas será que nós estamos preparados para isso? Eu acho que não. Se por algumas "luvas" malhamos forte e feio, como podemos suportar/dar apoio a um Presidente assim?

    Não sei. Mas não auguro grande futuro a continuarmos desta forma.

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Assim sim, temos alguém a pensar, com alma Benfiquista.
    Isto é um enorme grito de alerta.

    Esperto sinceramente que essas queridas Éguas, apenas estejam engasgadas
    Para deixarem de usar essa máscara de pessoas sérias, honestas, é acima de tudo e todos.


    kiki

    ResponderEliminar
  6. Focaste num bom ponto. Enquanto este tentáculo do sistema existir, não vai existir uma boa política de comunicação do Benfica, porque o jogo sujo das mentiras e calunias derruba por terra qualquer luta justa.

    Falaste dos privados. Mas não me esqueço que o sistema começou por usar os meios públicos e que depois foi espalhando tentáculos em todo o lado.

    O maior exemplo como certos meios de comunicação operam foi o caso JVP-Paulinho Santos. Este caso sucedeu no inicio das televisões privadas. A RTP enquanto transmissora de mais um FCP-SLB tinha no estádio umas 20 câmaras. A SIC e a TVI só tinham uma cada. No decorrer do jogo o JVP é expulso por agressão. A transmissão da RTP mostra a cena da agressão do JVP, mas nunca mostra os momentos anteriores. JVP tinha sido barbaramente agredido, e o Paulinho Santos tinha-lhe partido a cana do nariz. Imagens da agressão do Paulinho Santos só aparecem na SIC e TVI, apesar das imagens terem pouca qualidade já que só tinham uma câmara para gravar algumas cenas. Todos ficaram estupefactos como é que a RTP não tinha imagens para mostrar se tinha inúmeras câmaras. Claro que depois se veio a saber que as cassetes com as gravações integrais da cena tinham desaparecido. E foi assim que a RTP não prestou serviço público, mas sim um serviço a favor do FCP! Este caso é um dos mais evidentes mas nem sequer é a ponta do iceberg!

    Muitos foram os jornalistas nos últimos 30 anos que foram silenciados quer por despedimentos quer por agressões físicas e não só. Enquanto isso, foi ver jornalistas sem qualidade a treparem até aos mais altos cargos, só porque defendiam o FCP, nem que para isso atuassem como autênticas prostitutas!

    ResponderEliminar
  7. Até que comecem a levar uns calduços a sério na rua ou quando vão á Catedral por andarem a dizer merda do Benfica. Tão simples quanto isso.

    E o clube só tem que responder de uma maneira a todas as difamações: pondo os indivíduos em tribunal.

    ResponderEliminar
  8. O poder da comunicação social é brutal. E se a dita for orquestrada em torno de um objectivo comum os resultados são brutais e assustadores. Por exemplo, se eu tivesse o controlo da imprensa desportiva e dos canais/comentadores q transmitem/comentam os jogos era facílimo transformar, por exemplo, César Peixot (uso este exemplo por ser um jogador dos nossos, q conhecemos) num dos melhores jogadores portugueses e fundamental na nossa Selecção.

    Isso já foi feito com um luso-brasileiro q hoje, devido ao tal poder dos ocs, todos consideram um "mágico" apesar de nunca ter feito nada de especial.

    ResponderEliminar
  9. Águia Preocupada01 junho, 2011 20:56

    A resolução deste estado de desinformação social só se resolve duma maneira: NÃO COMPRAR JORNAIS!
    Eu já não compro desde a final de Estugarda. Lembram-se quando foi? Apenas fiz um interregno de um mês e picos, para ajudar a minorar a permanência no hospital de um grande amigo meu! Aí sim, comprei jornais para lhe levar.
    Façam como eu e vejam se se resolve ou não!

    ResponderEliminar
  10. "O jornalista alimenta-se, hoje, quase que exclusivamente de cadáveres de reputações, de detritos de escândalos, e de restos mortais das realizações humanas. A imprensa deixou há muito de informar, para apenas seduzir, agredir e manipular."

    ResponderEliminar
  11. Extraordinário post, mais uma vez.

    É importante alertarmos e denunciarmos esta medíocre CS que mais não faz do que ataques camuflados ao Benfica, sob o manto da necessidade de informação.

    Um povo inculto e pouco crítico, como são na generalidade os benfiquistas, engole tudo o que lhe enfiam pelas goelas abaixo.

    É um dos meus cavalos de batalha. Por isso, considero que tudo o que vem na CS desportiva portuguesa sobre o Benfica é mentira, até prova em contrário. Ao não dar-lhes o benefício da dúvida, ao duvidar de tudo o que escrevem sobre o Benfica, não me deixo enredar nas suas histórias, fico imune às suas tentativas de manipulação e consigo assim manter o meu espírito crítico intacto.

    ResponderEliminar
  12. e o Correio da Manhã de hoje:
    "Benfica foi o clube que perdeu mais adeptos"
    A noticia é referente às assistências doa jogos da liga e o titulo "esquece-se" dum pormenor: na melhor época de sempre dos corruptos o Benfica teve mais espectatores no estádio.
    Até quando continurão estes abusos?

    ResponderEliminar
  13. Meu caro eagle01

    Valeu a pena a insistencia do GB para que aceitasses juntar-te ao blogue.

    E pertinente o teu poste e tu sabes que como tu acompanhei durante largos periodos esses ataques selectivos ao nosso Benfica.

    Eu penso que, apos um apito dourado, muito mal gerido por esta direcçao, apesar da estabilidade directiva que tem havido, esta provado que ainda nao apredemos a lidar com esta situaçao, por fraqueza e tibiez.

    So ha uma soluçao, sendo verdade que foi a utilisada pelo corrupto com sentido inverso e que e individualisar e aponatr o dedo constantemente a certos escribas e pes de microfone.

    Mas, estou certo, Vieira nao e capaz de levar a nau a bom porto.

    ResponderEliminar
  14. Parabéns pela qualidade do post.

    Aumentar o nível da reflexão significa melhorar a clarividência e lucidez dos benfiquistas.

    O Eagle01 subiu bastante a fasquia para a restante equipa deste blog. Que faça escola!

    ResponderEliminar
  15. Isto tudo é porque o Benfica não é grande, é enorme!
    A única resposta que se pode dar na minha opinião é dentro das 4 linhas, porque quando o Benfica ganha tudo está bem e quando perde...

    Desculpem lá, mas quem está num cargo de presidente ou noutro em que só se pede responsbilidade, LIDERANÇA, querer e PAIXÃO, não pode sequer pensar em guerrinhas destas! Por muito que queiram "destruir" ou confundir adeptos/sócios e a instituição Benfica, tem de haver alguém que dê um "murro na mesa" e convocar toda a comunicação social para desmentir tudo e jurar revolta dentro das 4 linhas!
    Somos grandes e quem dirige o Benfica tem de demonstrar isso mesmo, acho que está na altura de descermos á terra e mostrar quem somos! O Benfica não pode ser uma empresa...

    ResponderEliminar
  16. Acerca da Obesidade Mental:
    neste link,
    http://www.dn.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=1867713&success=1
    um tal de António Silva faz um comentário absolutamente despropositado e estúpido sobre o Benfica. Eu já lhe dei a minha achega. Mas o facto de um link associado a um jornal supostamente sério permitir-se publicar este lixo...
    FDX!

    ResponderEliminar
  17. Caros amigos, agradeço as palavras simpáticas e tentarei que os textos sejam sempre assim reconhecidos. Vai ser dificil porque nem sempre a inspiração existe.

    Por outro lado estive aqui a escrever vários parágrafos em resposta aos vossos comentários, e como não o fiz primeiro no "word", fiz directamente no blogue, acontece que quando dei o "enter", apareceu um erro e foi tudo para o "galheiro" ...

    Muito chato ...

    Tudo que disseram nos vossos comentários é correcto, apenas sublinho a ideia que o Benfica (Direcção) precisa de ter uma posição mais inteligente e actuante na relação com esta comunicação social. Saber fiscalizar o seu trabalho, nem que seja diáriamente, é um primeiro passo para sermos respeitados. Fazer lobbing para que a comunicação social seja correcta, respeite o seu código deontológico, seja equilibrada nas criticas e destaques, é outro passo. E claro, nós não comprarmos os jornais e apenas lermos no café, é outra hipótese.

    Não fazer nada é que não é solução.

    Devemos manter os olhos bem abertos como adeptos e perceber que esta problemática é tão importante como a táctica do mister ou o desempenho dos jogadores.

    ResponderEliminar
  18. Parece que o GB, fez a contratação da época...sem desprimor dos restantes escribas...
    Este EAGLE01 tem asas e usa-as !!!

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking