O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Porcos 0 GLORIOSO 2 O patinho feio virou cisne.

 ●  3 comentários  ● 
Tenho que comecar esta cronica confessando que antes deste jogo nao tinha muita crenca que o Benfica conseguisse vencer o Porto no Dragao. Nao so porque e mais raro ganhar naquele campo que ser campeao mas porque este ano o Porto entra em todos os jogos com 14 em campo para jogar contra 11.
E se alguem me dissesse antes deste jogo que o Benfica ia ganhar 2-0 com o Cesar Peixoto a titular e jogando 30 minutos com menos um eu respondia e que tinha estado a fumar umas coisas engracadas!

Deu para notar que neste jogo tanto Jesus como a equipa estavam totalmente mentalizados que iam para uma guerra e nao para um jogo de futebol. Contra a Corrupcao nao se fazem jogos mas sim guerras!
O Benfica entrou no relvado com uma equipa que deve ter surpreendido tanto os adeptos benfiquistas como o fedelho ruivo. A composicao da equipa era a seguinte: Julio Cesar, Maxi, Sidnei, Luisao, Coentrao, Peixoto, Javi Garcia, Gaitan, Salvio e Saviola. Esta equipa baralhou completamente a equipa do Porto que durante os instantes iniciais deve ter estado totalmente confundida sobre quem era lateral-esquerdo, medio-esquerdo e organizador. Tenho que dar a mao a palmatoria a Jesus: quando nao esta com a cabeca nas nuvens e indiscutivelmente o melhor treinador portugues e esta cartada foi de genio.
Depois de parecer a deriva durante o inicio da temporada, desde a hecatombe no Dragao pegou nos cacos da equipa, segurou as pontas, trabalhou o aspecto psicologico, uniformizou os indices fisicos da equipa e levou-os a fazer uma incrivel serie vitoriosa que espero que nao tenha fim a vista nos tempos mais proximos - ja vao 14 jogos!

E finalmente o Benfica ganhou um jogo decisivo contra uma equipa forte esta epoca apos a desastrosa Liga dos Campeoes e contra os corruptos.

Com o apito inicial viu-se uma equipa do Porto disposta a ir para cima do Benfica mas acima de tudo evidenciou-se uma equipa que entrou unida, agressiva, pressionante, com os indices de concentracao elevadissimos e com a unica postura que para mim garante pontos no Dragao: uma postura pragmatica, cautelosa e com os jogadores com elevado sentido posicional e sempre pressionantes sobre o portador da bola. O Porto pelo contrario entrou com uma postura sobranceira e a jogar mais preocupado em sacar faltas do que com o resultado.

O marcador foi inaugurado logo aos 6 minutos da 1a parte por Coentrao apos um desentendimento de Maicon com Helton apos passe de numero 10 de Gaitan e o Caxineiro sorrateiramente a antecipar-se ao defesa e a meter a bola pelo meio das pernas do Helton. Notou-se nitidamente que os jogadores do Porto acusaram o toque e tentaram ir para cima do Benfica mas a uniao e a concentracao dos jogadores do Benfica tornou totalmente impossivel uma reaccao adequada por parte dos dragoes. O Benfica fez um jogo muito mais incisivo que o Porto que apesar de ter tido o dominio de bola e territorial jogava de forma atabalhoada. Nao surpreendeu que o Benfica tenha chegado primeiro ao golo ao minuto 26 com uum remate de longe de Javi Garcia apos um pessimo passe de Fernando e uma fifia de Helton. Apesar de achar que o Benfica tem imensas razoes de queixa da arbitragem (ja la chego) tenho que admitir que na 1a parte o arbitro esteve a um nivel aceitavel excluindo um outro lance de pormenor.
De destacar a exibicao na primeira parte de Coentrao que atacou e defendeu, de Cesar Peixoto que na minha opiniao fez um jogo admiravel (tambem com as expectativas que tinha dele...) com grande sentido tactico ajudando a fechar o flanco mas que tambem soube construir jogo e cavar faltas, de Javi Garcia que tambem fez um jogo fabuloso, de Luisao que mais parecia uma muralha pois nada passou por ele e Sidnei que fez com que nem se notasse a ausencia de David Luiz e Gaitan que fez um jogo de sacrificio, algo que me surpreendeu imenso. Salvio, Cardozo e Saviola estiveram um pouco abaixo do seu nivel o que seria de esperar num jogo contra uma equipa que dominaria o terreno.
Nota final para a boa defesa de Julio Cesar bastante perto do intervalo a um forte remate de Hulk demonstrando a sua qualidade e que posto de guardiao titular do Benfica nao sao favas contadas para Roberto.

Na segunda parte, o jogo recomecou com a mesma tonica: o Porto a tentar reagir contra um Benfica que soube manietar o jogo. Parecia tudo correr de feicao ao Benfica ate que o arbitro decidiu borrar a pintura: comecou a mostrar cartoes aos jogadores do Benfica a pedido, nao expulsou Belluschi que agrediu Coentrao escandalosamente isto apos na primeira parte ja ter agredido Javi Garcia e expulsou Coentrao pateticamente: Coentrao so fez duas faltas inconsequentes durante o jogo todo e foi expulso! Qual foi o criterio desta arbitragem???
No entanto, confesso que esta expulsao nao me enervou. Estava mais que visto que os jogadores do Porto nao tinham o estado animico para virar o resultado e a expulsao uniu ainda mais a equipa do Benfica. Tirando o remate de Hulk no final da primeira parte nao se viu UMA ocasiao de perigo flagrante por parte dos corruptos e de facto a grande oportunidade da 2a parte pertenceu ao Benfica.
Estava a ver o jogo num restaurantezito e os benfiquistas que la estavao comecaram  a perguntar: "Nem sei o que o Cardozo esta ali a fazer!". Acho que era obvio estava a espera que pingasse a oportunidade do costume para meter a bola na baliza. Pode estar alheado durante um jogo todo mas basta um lance para marcar um golo. Hoje essa oportunidade apareceu ao minuto 81 e Helton ainda nem deve perceber como e que defendeu a bola porque foi completamente enganado pela direccao que cardozo deu ao remate.

No resto do tempo mais do mesmo ou seja um Porto inofensivo e um Benfica abnegado. Com o apito final veio o premio merecido para esta equipa que nesta epoca ja passou por uma montanha russa de emocoes. Grande jogo nao a nivel estetico mas pelo resultado, entrega e uniao demonstradas.
esta equipa pode nao jogar tao vistosamente como a da epoca passada mas ja estabilizou e e tao eficaz como os resultados recentes demonstram.

Positivo: Postura de toda a equipa neste jogo - muito pressionante e concentrada. Muita entrega e garra. Boas exibicoes de Luisao, Sidnei, Coentrao, Javi Garcia, Gaitan. Homem do jogo: Garcia ou Luisao. Contudo para mim algum destaque merece ser dado a Cesar Peixoto: acho que muito adepto do Benfica deve reflectir sobre a vida negra que faz a alguns jogadores menos queridos quando jogar no Dragao gera menos pressao sobre esses jogadores que jogar na Luz sob os olhos de quem os devia apoiar (e verdade seja dita, eu tambem me incluo em quem deve fazer essa reflexao). Se Jesus o apelidou de pattinho feio, entao hoje ele foi cisne como na fabula.
Tactica preparada por Jesus, confundiu totalmente o miudo e a equipa do Porto.

Negativo: Simulacoes dos jogadores do Porto. Parecia que estavam num concurso de saltos sincronizados para a piscina e nao num jogo de futebol. Arbitragem tendenciosa de Paulo Baptista na segunda parte. Devem-lhe ter oferecido fruta no intervalo.

Este resultado nao so deixa o caminho aberto para a conquista da Taca de Portugal como da forca moral aos jogadores para uma fase do calendario que vai ser infernal e para manter a perseguicao ao Porto no Campeonato. Agora muita atencao no jogo em Setubal que vai contar com uma arbitragem de um "artista" de Braga que ja muito prejudicou o Benfica: Cosme Machado.
O Porto fica muito abalado com este resultado pois treinador do Porto que perde em casa com o Benfica fica fragilizado e treinador que fica arredado da Taca de Portugal e Taca da Liga ainda pior fica...

3 comentários blogger

  1. Nesta hora, sinto a necessidade de repetir aquilo que disse no meu blogue e peço desde já desculpa por começar desta forma grosseira, entendam isto como um desabafo depois de vivido um jogo com esta intensidade: "CONTINUEM A ASSOBIAR O CÉSAR PEIXOTO, CONTINUEM" e ainda dedico este triunfo, a todos aqueles, que numa fase menos boa, no princípio da época, pediam já a cabeça de Jorge Jesus, contestando tudo e mais alguma coisa, com uma leviandade de bradar aos céus, ESCONDAM-SE AGORA.
    Foi sem dúvida um triunfo categórico e inequívoco do Benfica, claramente a melhor equipa em campo, mesmo quando esteve 30 minutos com 10 unidades, com um banho táctico dado pelo graúdo ao miúdo e mostrando a sua alma, o querer e a ambição.

    ResponderEliminar
  2. Sem o David Luiz, a defesa mostrou-se impenetrável, com grandes exibições do Sidney e do Luisão.
    Demonstrou-se ontem, mais uma vez, que temos um plantel muito forte que nos dá garantias para o futuro.
    Jorge Jesus tem incutido rigor, disciplina e exigência nos treinos e isso acaba-se por reflectir na qualidade de jogo: ontem o Benfica teve uma organização defensiva impecável, faltando apenas um Saviola mais acertado para termos mais profundidade ofensiva.

    Foi um jogo díficil, onde a supremacia foi conquistada e por isso foi muito saboroso. São com jogos assim que tornam o Benfica temido e respeitado.
    Foi uma vitória que desarma os que pretendem cruxificar LFV e a política desportiva existente. Realmente uma lição para os de fora e para muitos de dentro do Benfica.

    Parabéns, Benfica!

    ResponderEliminar
  3. Boa Tarde, Antes de mais que congratular o blog, porque parece-me muito bem haver um sitio onde todos os benfiquistas possam pronunciar sobre o positivo/negativo de cada jogo da nossa equipa; Depois queria também como todos devem perceber dizer que o nosso benfica é o maior! Foi com uma enorme satisfação que vi o porto durante a 1ª parte do jogo assemelhar-se a um clube como um Desportivo de aves. o benfica não deixou aparecer joão moutinho, obrigou-os a jogar pelas faixas do terreno onde nós somos muito fortes obrigou-os a só terem hipótese de remates de longa distância em raras oportunidades a EQUIPA ESTÁ de PARABÉNS. Quanto a observação em relação do César Peixoto, realmente cumpriu ontem a missão que lhe foi atribuída, mas não devemos esquecer que não podemos avaliar um jogador só por um jogo! Eu este ano já vi imensas vezes no mesmo jogo ao César Peixoto a tomar a atitude como tomou na 1ªparte do dragão após um remate do Varela. O que lhe falta não é pés nem pulmão, o que lhe falta ás vezes é raça! o Fabio, Jara não desistem de nenhum lance mesmo que saibam não vá apanhar a bola a tempo. Esta é a moral que faz a diferença, isso sim é sentir o benfica! ele não sente em variados jogos.Ocupa-se demasiado tempo em determinados jogos a apertar os cordões das chuteiras e ou a recuar quando a equipa precisa a paço, isso não pode acontecer, tem de dar o litro!

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking