Benfica Stars Fund
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


domingo, 5 de setembro de 2010

Benfica Stars Fund

 ●  + 18 comentários  ● 
Na sexta-feira, eu conversava vários temas com alguém que me merece todo o respeito e credibilidade pela capacidade que tem de ver as questões relacionadas com o com inteligência. Obviamente que também falámos do SLBenfica, enquanto dois benfiquistas que somos.

Falávamos sobre o que considero ser um frágil momento financeiro do SLBenfica que, apesar de todas das mascaras que se pretendem dar à situação desde 2000, efectivamente não se vê grandes melhorias efectivas. Mas isso é conversa para outro tópico a chamar-se "Salvador do Benfica: Mito Urbano ou Realidade indismentível".

Voltando ao Benfica Stars Fund e à conversa que estava a ter na sexta-feira, perguntavam-me "mas se achas mal a venda do DiMaria e do Ramires, o que advogavas em contrário?". Eu respondi prontamente, o mesmo que já aqui tenho dito muitas vezes: "Usava 30% do que gastámos este ano em aquisições desnecessárias, aumentava o ordenado a DiMaria, Javi Garcia e Coentrão, deixando sair Ramires e Cardozo por valores na ordem dos 50M€ os dois."

A pronta resposta surpreendeu-me: "Então mas tu estás a espera que o BES fique mais um ano a espera de receber alguma coisa, com os testes de stress e outras obrigações à perna? Achas mesmo que eles aceitaram investir em empréstimos de 38M, empréstimos obrigacionistas de 40M e no Benfica Stars Fund com mais quase 40M... para ficar a espera do que podes fazer na Champions?"

De repente... "caiu-me a moeda"! Ando eu aqui a olhar para a política de contratações e vendas da direcção actual do SLBenfica... e ao fim de contas parte disso não é definido pelo SLBenfica, mas sim pela necessidade de entrar ou não dinheiro junto dos nossos parceiros financeiros.

É muitíssimo mais interessante para a entidade financeira que todos os anos haja vendas de dois ou três dos melhores jogadores da equipa, ao invés de se procurar ter um política de retenção desses jogadores para um projecto desportivo a 3 anos que inclua a tentativa de chegar longe na Champions. Este é o risco de termos um Clube gerido em cima de dependências financeiras, porque insistimos em gastar mais do que temos... em ser populistas e não profissionais.

Se por um lado recebem milhões pela entrada de receitas provenientes do Benfica Stars Fund no momento da venda dos jogadores, por outro lado, sabem que avançam mais uns potenciais processos de endividamento para reforçar a equipa. Sim, por se olharem para os últimos anos, o défice ou equilíbrio entre os valores de vendas e aquisições é bem demonstrado, pelo que o dinheiro tem que vir de algum lado - os produtos financeiros.

Ora, se gastamos (no mínimo) o mesmo que recebemos e se o clube não gera dinheiro que sustente estas acções... a solução está necessariamente no endividamento ou no reforço do endividamento. Então para que serve o Benfica Stars Fund?

» Antecipação de receitas? Mas... a situação financeira do SLBenfica não é agora mais sólida?

» Garantia de Receitas ao Parceiro Financeiro? Mas afinal... quem decide a política desportiva?

O que ganha então o SLBenfica em ter o fundo de jogadores? Porque está evidente à partida uma subvalorização dos jogadores? Não seria mais lógico para o SLBenfica serem valorizados ao valor actual e o dito fundo ter interesse numa "ainda maior" valorização?

Olhemos para o exemplo de David Luiz avaliado pelo BSF em 18M€ há cerca de um ano. Mas todos não sabem que o jogador vale e já valia nessa altura mais? Porque não avaliá-lo em 24 ou 25M€ e ser um impulsionador da permanência do jogador mais dois anos para se valorizar até aos 40 ou 50M€? Desta forma pagaram 4,5M por 25% e receberão cerca de 10M€... com mais 8M€ para Bertolucci pelos seus 20% e ao Benfica caberão apenas... 22M€ no momento da venda (26,5 se incluirmos a verba recebida há um ano).

E se olharmos para Ruben Amorim que, segundo notícias recentes, passou para Jorge Mendes, ou seja, deixa bem evidente que quer seguir as pisadas do amigo David Luiz no final do ano e... sair. Este jogador está no BSF por 1,5M por... 50% do passe! Uma venda por 6 ou 8M€ dará ao Benfica 4M€ e ao BSF outros 4M€.

Em resumo, eu diria que o Benfica Stars Fund não passa de "mais um" empréstimo bancário... mas no formato como está feito, tem um "juro altíssimo" a julgar pelas mais valias que entregamos à ESAF do Espirito Santo e a julgar também pelas obrigações que temos de olhar na definição da política desportiva.

E voltando ao início, fica bem evidente a minha ingenuidade quando acreditei que a política desportiva e de contratações (especialmente das vendas) do SLBenfica era da única responsabilidade do Clube (ou melhor SAD), relativizando as obrigações com os parceiros financeiros que nos fizeram (ou deixámos que fizessem) reféns.

18 comentários blogger

  1. é muto raro comentar estes teus textos extra-futebol, gb. e já li várias vezes da tua resignação quanto ao facto de haver poucos comentários, ao contrário daquilo que acontece quando falas em reforços, etc. agora só vim explicar que isso, quanto a mim, acontece simplesmente por não me sentir comfortável nessa matéria, ao contrário de certas questões desportivas. sei que muitos são como eu, portanto a falta de reacções não é de maneira nenhuma um sinal de falta de interesse, mas sim de falta de conhecimento. mas não pares, porque ler leio e nem todos (eu incluo-me também a mim próprio) têm a capacidade necessária para pensarem em certos assuntos, aqui discutidos.

    ResponderEliminar
  2. Isso dito agora, com valorização dos jogadores depois de um época impar é facil!
    A questão é que é preciso ver qual era o valor de mercado dos nossos jogadores há duas epocas atrás e qual a liquidez nos cofres do Benfica...na altura pareceram grandes negócios até criticados pelo "cotonete" se bem se lembram! a questão é essa.

    ResponderEliminar
  3. Caro GB:
    Esse "amigo" com quem comentava, tenho quase a certeza ser o seu alter-ego.
    Digo isto porque estando você mais embrenhado que eu no dia-a-dia do Glorioso teria forçosamente que saber ou já ter percebido que face ao passivo do Benfica, todas as movimentações financeiras são feitas por ordem ou com o aval dos bancos.
    E já agora, porque não fazer um "estudo" baseado no presuposto que até os campeonatos não podem ser ganhos só porque sim mas também porque se não forem irmãmente distribuidos há clubes que abrem falência e lá se vai o guito dos bancos?
    Ah pois!

    ResponderEliminar
  4. Olhos de Aguia,

    Pressuposto interessante, o teu.

    Contudo, apresentas uma visão da qual não concordo e passo a explicar porquê:

    Se o SLBenfica tiver uma estrutura apontada e organizada às vitórias - penso que és capaz de concordar como que (ainda?) nao temos - a realidade é que a valorização se torna um factor natural.

    Olhar para trás e dizer ah e tal nao estavam valorizados... claro, também nao tinham vitórias!

    Porém, aquando da formação do Fundo, não podes dizer que os jogadores foram sobre avaliados pelo Fundo. Isso seria hipocrisia que sei que não era esse o teu objectivo no interessante comentário.

    E quanto à questão da valorização, qual é o risco do Fundo, alguém me explica?

    Achas que o Benfica aceitaria uma transferencia em que o fundo tivesse menos-valias? Nao me parece.

    ResponderEliminar
  5. GB,

    Faço minhas as palavras do Captain Kid, há assuntos que não domino, leio o que se escreve mas não ouso opinar sobre o que não sei. São temas interessantes seguramente, simplesmente não domino os contornos das questões.

    No entanto há duas perguntas que queria fazer, admitindo no entanto a minha ignorância, como já disse.

    A primeira é, não será justo também dizer que foi o fundo que permitiu ao Benfica condições para formar uma equipa ganhadora? Não é melhor o benfica ter uma percentagem menor de algo que vale muito, do que uma percentagem maior de algo que não vale nada? É que sem activos não há vitórias, e sem vitórias não há valorização de planteis.

    A segunda é, dizes que o BES valorizou há um ano David Luis em 18 milhões de euros e que ele já valia 24 ou 25? Estás a falar do David Luis há um ano atrás, que fez uma época com Quique Flores em que passou 3 meses aleijado e quando regressou foi para jogar a defesa esquerdo? Esse David Luis já valia 25 milhões de euros?

    Se o tivessem avaliado agora, concordo que estava a ser sub avaliado mas, há um ano atrás? O David Luis defesa esquerdo que acabou a época em quarto lugar?

    Aliás, vendo agora um outro site, está aqui a avaliação feita pelo fundo ao valor dos jogadores do Benfica:

    “BENFICA STARS FUND”:

    David Luiz 25% 4.500.000 €
    David Simão 25% 375.000 €
    Di Maria 20% 4.400.000 €
    Javi Garcia 20% 3.400.000 €
    Lenadro Pimenta 25% 375.000 €
    Miguel Vítor 25% 500.000 €
    Nélson Oliveira 25% 2.000.000 €
    Roderick Miranda25% 2.000.000 €
    Ruben Amorim 50% 1.500.000 €
    Shaffer 40% 1.400.000 €
    Urretaviscaya 20% 1.200.000 €
    Yartey 25% 375.000 €

    Sinceramente, parecem-me valores bem razoáveis, especialmente tendo em conta que são valores do ano passado.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  6. acho que o que irrita mais nesta merda toda é:
    FALTA DE EXPLICAÇÕES...
    para mim, já não há pachorra vêr o SLB dirigido tipo coreia do norte. há um mínimo que deve ser explicado...e entendido...ooooodasssse!!

    ResponderEliminar
  7. Esse STARS FUND,de que nada entendo - sou mais um daqueles Benfiquistas que está na 1ª. fila para aplaudir o nosso ENORME, dizia eu que esse FUNDO está para o Benfica, como a Ajuda militar Inglesa ESTAVA com Portugal, aquando das invasões Francesas, EM QUE NOS VIMOS À RASCA PARA DEPOIS OS MANDARMOS EMBORA....

    Quer dizer que, sem esse dinheiro do fundo, não levantamos a cabeça, mas uma vez levantada a cabeça...ficamos refém do fundo.

    Estou como o Vasco Santana....CRUEL DILEMA!!!!

    ResponderEliminar
  8. @GeraçãoBenfica,
    A questão que ponho (embora entenda e nalguns casos até concorde com as criticas) é; como se pode viver num mundo destes?
    Não se pode ter o "sol na eira" e a "chuva no nabal" ao mesmo tempo!
    Não se pode criticar Vieira por contratar Ramires (por desnecessário) e depois criticá-lo por vender!
    Criticar o rendimento de Di Maria, (como sabes muitos dos que agora opinam ter sido mal vendido, foram os seus principais criticos, querendo vê-lo pelas costas a qualquer preço) e depois acharem que saiu barato! e por aí fora...será facil nomear mais uns quantos casos...quanto ao fundo, ao que julgo saber o Benfica tambem tem parte directa nos lucros!
    Nessa coisa dos dinheiros (muito dinheiro) tenho para mim que; quem o tem, não o empresta ao desbarato!
    Se o empresta é no pressuposto ter lucros, quanto mais chorudos melhor!
    Quem recorre a créditos, chamemos-lhe fundo ou outra coisa qualquer, ficará sempre em desvantagem se no futuro, o produto oferecido na obtenção do emprestimo (necessáriamente bom e apelativo) for lucrativo...
    mas isso não é o objectivo de quem empresta e quem aplica o dinheiro emprestado?
    Por mim, ficarei satisfeito se no futuro o Benfica conseguir mais compras/vendas ao nivel das que enumerei!
    cumptos

    ResponderEliminar
  9. Caro GB,

    para mim o SF é apenas e só uma forma de não correr riscos!explico: Compramos um gajo por 5 M de euros, passado uma época vendemos metade por 5M ao fundo!

    se é verdade que estamos a perder receita potencial, não deixa de ser verdade que deixamos de ter prejuízo efectivo!! ( potencial-efectivo) independentemente do valor que o kardec vier a ter no futuro, o Benfica não vai ter prejuízo. Quem me dera que o eder luis e o mantorras tb tivessem neste fundo!

    ResponderEliminar
  10. corroboro os comentarios do captain kid e do redmoon.

    ResponderEliminar
  11. Como adepto deste grande clube acho simplesmente vergonhoso aquilo que se está a passar entre associados do mesmo clube , aquilo que uns e outros escrevem nos diferentes blogues já não é no interesse do Benfica , mas sim no interesse privados tanto de uns como dos outros.
    Sempre pensei que os blogues serviriam para atacar as arbitragens , o corrupto mor do norte , a nossa imprensa etc,etc,etc mas estou a ver que me enganei, do fundo do meu coração digo sois a vergonha dos Benfiquistas.
    Viva o Benfica

    ResponderEliminar
  12. "Achas que o Benfica aceitaria uma transferência em que o fundo tivesse menos-valias? Não me parece."

    Esta frase do GB, numa resposta a um comentário, mostra bem os erros que se podem cometer quando analisamos as coisas partindo de um ponto de vista e não de forma despretensiosa!

    O entendimento que daí resulta (bem real aliás e ao contrário do que o GB defende) é o do Fundo ir, com certeza, perder dinheiro com alguns jogadores, senão vejamos: Se o jogador se desvalorizar em relação à avaliação do fundo, o Benfica não o pode vender (é o que dá a entender o GB), logo o fundo nada ganhará com ele e perderá mesmo todo o dinheiro investido no jogador, pois o Benfica pode ter o jogador durante a duração integral do contrato.

    Há até um bom exemplo de isso poder acontecer com Cardozo, cujo fundo pagou ao Benfica 4 milhões por 20% do passe em Fevereiro deste ano. É fácil fazer as contas e perceber que se o Benfica não o vender acima dos 20 milhões o fundo nada ganhará e se o vender abaixo desse valor já terá prejuízo, e essa possibilidade é bem real, tendo em conta que após uma grande época "apenas" uma proposta de 25 milhões chegou ao clube!

    E no caso dos 30% por 1,5 milhões de Filipe Meneses ou dos 1,35 milhões por 30% de Maxi, que o Benfica vendeu ao fundo também em Fevereiro, alguém poderá dizer que o fundo vai ganhar dinheiro com eles. Também não acredito que por essa razão possa impedir o Benfica de os vender. Já sei que no caso de Fábio Coentrão os 3 milhões por 20% do passe podem render muitas mais valias. Mas já podia ter valido este ano e o Benfica não o vendeu!

    Nada percebo de finanças mas parece-me que o Fundo terá grandes lucros com alguns jogadores e terá prejuízo com outros?

    Com o Benfica passar-se-à o mesmo, sendo que a principal vantagem é poder amortizar passes dos jogadores e assim ter maior disponibilidade financeira. Para mim é um mal necessário face à realidade do futebol europeu e à necessidade de se ter equipas competitivas para se poder lutar contra a máfia instalada no futebol português!

    Depois e muito importante o Fundo tem a CMVM como supervisor o que, apesar de sabermos no país que vivemos, lhe dá grande credibilidade, ainda para mais quando tal não era preciso!

    ResponderEliminar
  13. RedMoon,

    Lá está... eu não consigo pensar assim porque entendo que se formos um clube orientado à organização e direccionado para as vitórias sem desperdiçar recursos (financeiros, principalmente), seremos possivelmente sempre GANHADORES.

    Com isso se perde a tal ideia da "totalidade de quase nada".

    O que o BSF permitiu foi que HIPOTECASSEMOS uma parte dos passes dos jogadores a troco de dinheiro. SIMPLES!

    ResponderEliminar
  14. Continuo a desafiar todos os que apoiam a ideia do fundo a demonstrar-me (porque eu ainda não percebi), o que o Fundo nos trás senão:

    ANTECIPAÇÃO DE RECEITAS, sendo o preço a pagar por isso a "erosão" dessas ditas receitas.

    Ora... e mais uma vez pergunto: se o clube é bem gerido, porque raio precisa de antecipar receitas?

    ResponderEliminar
  15. GB,

    Imagina que o Benfica tem a hipótese de contratar o Torres (apenas um exemplo, claro) por 20 milhões, mas o Benfica só tem 10 para gastar. O que é que o Benfica faz? Ou diz que não pode comprar e não compra, abdicando de um jogador que pode valer campeonatos; ou individa-se na banca em mais dez milhões e compra o jogador, ficando então com a totalidade do passe mas ficando a dever à banca metade desse passe mais juros. Ou seja, na prática, o passe é todo nosso mas não é.

    A terceira opção:
    O fundo diz assim ao Benfica: nós entramos com 10 milhões permitindo-vos contratar um jogador que de outra forma não poderiam contratar, mas ficamos com 50% do passe, partilhando no futuro o lucro ou o prejuizo de uma posterior venda.

    Resultados práticos:
    Imaginemos que o benfica vende o Torres por 30 milhões.

    1 - Usufruimos do jogador um ano e se calhar vale-nos um campeonato;
    2 - Encaixamos 5 milhões de lucro. 10 milhões não encaixariamos nunca porque de outra forma nem sequer tinhamos comprado o jogador.
    3 - Se o jogador desse prejuizo, esse prejuizo seria repartido.

    Se calhar sou eu que não entendo nada disto mas, onde é que está o problema?

    Ou será que é só o Benfica que corre riscos? O Fundo também não corre riscos quando compra 20% do passe do nélson Oliveira por 2.000.000 euros? Será garantido que algum dia o miudo venha a valer os 10.000.000 com que foi avaliado?

    A não ser que vivamos todos no mundo da lua e achemos que há por essa europa clubes de futebol muito bem geridos, com 20 milhões em conta corrente de activos próprios, prontos a ser gastos na primeira pérola que aparecer.

    ResponderEliminar
  16. Só acho, para não me aongar muito que, o BSF acaba por ser uma moeda com duas faces...

    Se por um lado, o Benfica pode,eventualmente,perder dinheiro nos jogadores que se valorizarem durante o ano, por outro, o Benfica ganha dinheiro nos jogadores que sairem barretes (ex: Shaffer, L. Pimenta, F Menezes, etc)...

    Além disso, infelizmente, a historia recente do Glorioso (tirando o ultimo ano) é feita de jogadores que se desvalorizam ao serviço do Benfica pelo que, concluo, salvo ,melhores opiniões, que o BSF é uma excelente ideia e um excelente negocio para o Benfica...

    Abraço

    ResponderEliminar
  17. partilha de risco...parece-me evidente! e com a qualidade que temos para fazer aquisições bem que precisamos de partilhar riscos!!

    ResponderEliminar
  18. Sinceramente acho que este fundo é um excelente negócio para o Benfica.
    Há jogadores onde iremos perder dinheiro (D.Luiz, Coentrão, R.Amorim), mas na maior parte deles, vamos só obter lucros.
    Já sei que vendemos metade dos passes de Kardec e Airton por 3M€ cada. Ou seja, a sua transferencia para a Luz ficou paga.
    Se eles vão valorizar ou não no futuro? Não sei... se renderem, é bom para o Benfica, que ganha desportivamente, e futuramente irá ganhar também financeiramente (embora valores inferiores ao expectável).
    O risco associado ás contratações passam a ser zero.

    Sinceramente se me apresentam um negócio nos moldes "olha, fazemos assim, se isto der para o certo, ganhas 50% dos lucros, se der errado, não te preocupes que não perdes nada"
    Isso era genial.

    As vendas de Di Maria e Ramires aconteceram para mostrar aos investidores do fundo, que eles podem ir buscar dinheiro com este negócio.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares