O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


Qual vai ser o resultado do Derby?

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Avatar

Que as Vitórias não nos tolham o raciocínio

 ●  + 30 comentários  ● 
Aqui já disse, mais do que uma vez, que quando se escrever a história deste campeonato (para mais se tiver o final feliz para as nossas cores que todos desejamos), um dos seus grandes momentos (quiçá, o maior) terá sido uma célebre conferência de imprensa pós jogo de Jorge Jesus, na qual arrasou Rui Vitória recusando-se a apelidá-lo de treinador.

Já sei que ah e tal, e o Jesus foi enganado pela pergunta do jornalista mas, a verdade é que, enganado ou não, disse aquilo que acreditava, aliás, como diz sempre, para o bem ou para o mal, honra lhe seja feita neste sentido.

E aqui o erro foi brutal da parte do ex-treinador, porque continua a haver muita gente (na qual me incluo) que continua a admirar as suas capacidades enquanto treinador mas, quando se mexe com a honra dos “nossos” de uma forma tão baixa, aí, como se costuma dizer, p$ta que pa*iu, e Diabo com ele!

O Benfica, habituado desde sempre a lutar contra essa força extra no seu maior adversário a norte do Douro, encontrou-a desde esse momento dentro de si, o tão famoso Inimigo Externo, que ajudou (e muito) a unir as tropas, até mesmo as de muitos que desde cedo se haviam manifestado contra o nosso treinador, E Pluribus Unum, de todos um.

E essa união é evidente nesta altura, nos adeptos sim mas principalmente dentro do campo, onde se percebe o foco dos jogadores, tal como se percebe a total sintonia entre treinador e atletas, aliás, registei com agrado o gesto de Eliseu após o golo aos 92 minutos no Bessa, no qual, antes de correr eufórico para a linha de fundo para abraçar Jonas, não deixou de passar pelo banco de suplentes para dar um abraço a Rui Vitória, sinal evidente da vontade inequívoca que há no plantel em oferecer a Rui Vitória este título...

Mas dito isto, e embora reconheça o poder dessa força, confesso aqui que não me revejo muito em inimigos externos (pelo menos não acredito nos seus resultados a longo prazo), para mais quando percebo que há imensa gente a tentar usar esta série muitíssimo positiva de vitórias da nossa equipa para criar inimigos internos, para dividir os Benfiquistas entre bons e maus, como se as vitórias da nossa equipa tenham deixado de valer pelas vitórias em si, para passarem a ser sempre vitórias contra alguém...

E é aqui que me desmarco dessa onda em que muitos embarcam... As vitórias do Benfica de hoje continuam a ser tão saborosas como foram no passado e como serão sempre no futuro, independentemente do nome dos intérpretes... As vitórias do Benfica nunca serão para mim as vitórias contra os Inácio, contra os Pinas, contra os Rui Santos e, muito menos, contra o ex-treinador que daqui saiu deixando a nossa vitrina carregada de títulos... Esse nunca será o meu campeonato...

Mas esse é o campeonato que muitos têm jogado este ano, o campeonato dos Prolongamentos, dos Dias Seguintes, dos Tempos Extra, dos Pedros Guerras e afins, como se, e passados 9 meses de um comportamento absolutamente vergonhoso de diversas vozes que vêm até de dentro dos próprios clubes, ainda haja a lata de querer separar Benfiquistas e Sportinguistas entre os bons e os maus da fita, como se o “cancro” não tenha estado dos dois lados, de forma quase repartida.

Poupem-me por isso e por favor ao discurso dos Génios da Lamparina, porque este sucesso (sucesso ainda não consumado com nenhum título, é importante frisar), não foi na realidade previsto por ninguém... Quantos adeptos bateram palmas a esta contratação Rui Vitória? Muitíssimo poucos, e os que bateram, bateram por fezada, aquele tipo de aplauso desprovido de qualquer conhecimento e opinião formada, sustentado apenas pela fé e pelo otimismo, assim para Rui Vitória como seria para qualquer Inácio.

E mesmo aqueles que apoiaram na hora, estavam a desapoiar poucas semanas depois com o ah e tal que se calhar enganei-me, até porque na verdade a 99% dos adeptos, a análise das competências de cada um baseia-se exclusivamente em resultados e à oitava jornada o Benfica já tinha perdido 11 pontos!

Não foram por isso só os Benfiquistas que desconfiaram. Foram os Benfiquistas, a imprensa, os opinadores profissionais, os adversários, e até os dirigentes do próprio Benfica, já que como se disse, Rui Vitória foi escolha do Presidente Vieira contra a opinião da grande maioria dos membros da Direção.

Mas a ironia maior não é essa: A ironia é a falta de coerência... Este discurso que sai de dentro do clube no fim desta novela toda e em que muitos embarcam, como se, até mesmo Luís Filipe Vieira – O Salvador e o Visionário – tenha visto aquilo que mais ninguém viu, e tenha libertado o Benfica de outro “cancro”, o segundo maior “cancro” a seguir a Vale e Azevedo...

É que a verdade – para os inteligentes pelo menos – atesta-se por si:

Se de facto não houvesse da parte de quem decide no Benfica, o reconhecimento inequívoco dos méritos e das imensas capacidades do treinador que cá estava, porque razão levámos tantos anos a aturar-lhe a teimosia, a não aposta na formação como exigíamos, a falta de educação, os caprichos do homem e o quero, posso e mando, em vez de tomar a decisão mais banal em qualquer clube de futebol: Simplesmente trocar de treinador em vez de tentar transformar o que cá estava numa coisa que não era?

É que pelos vistos a incompetência era tal que seis anos foram pouco, daí o azedume notório dos últimos meses e as mentiras dos SMS, e a versão oficial que sai de dentro do próprio clube, que a proposta de renovação foi apresentada ao “cancro”, e o “cancro” só não ficou porque não quis.

Para aqueles que querem dividir hoje o Benfica entre Vitorianos e Jesuianos, lembrar apenas que a razão ou falta dela daqueles que sempre defenderam Jorge Jesus enquanto cá esteve, atesta-se por aquilo que ganhou no Benfica (e ganhou muito), e não por aquilo que não for capaz de ganhar ao serviço de outro clube qualquer como alguns pretendem que seja agora. Será assim com Jesus, como foi com Arthur John, Fernando Riera, Mirolad Pavic ou Jimi Hagan, gente que também foi campeã na Luz e chegou a Alvalade e nada ganhou...

Porque se quisesse agora usar o tipo de argumentos que outros usaram em tempos não muito distantes, aqueles do tipo de que Jorge Jesus só ganhava por demérito de Flopoteguis e benesses alheias (mesmo quando o Benfica batia records de pontos), ainda não os ouvi este ano dizer que se Rui Vitória for capaz de ser campeão terá tido pela frente o Porto mais fraco de que há memória, e que o Sporting, tendo em conta que gasta menos de metade de nós, que perdeu os seus dois melhores jogadores e que da catrefada de reforços que chegaram em fim de carreira nem um seria titular do Benfica, a nossa obrigação é mesmo ficar à sua frente independentemente do nome dos treinadores. Se o Tri está difícil, é mesmo por causa do treinador que mora em Alvalade.

Mas que isto não sirva, claro, para desvalorizar Rui Vitória... Aqui não há Vitorianos nem Jesuítas, há Benfiquistas, que desejarão sempre a melhor sorte do mundo ao treinador que estiver entre nós... e má sorte aos treinadores dos rivais... Se Jorge Jesus treinasse neste momento um Valência por exemplo, de certezinha absoluta que seriam mais seis milhões a torcer por ele!

Estou finalmente convencido quanto ao valor de Rui Vitória? Confesso que não, embora esteja mais próximo... O contexto atípico da corrente época torna difícil adivinhar onde começam e acabam os méritos de cada um...

Mas...

A Rui Vitória tem de ser atribuído total mérito neste bom momento encarnado. Não só pela desconfiança que enfrentou desde o início, como pelas criticas que não lhe deram tréguas, como pela pesada herança que herdou, como pela guerra suja que teve de travar e que não era sua, como pelas imensas lesões que o plantel tem tido, como pelas soluções que encontrou, como pelo crescimento óbvio que este Benfica tem manifestado nos últimos meses. E o mérito é dele sim, porque durante meses foi Rui Vitória sozinho contra o mundo... Sem tanta gente nas fotografias, de gente “nova” que começa a querer aparecer nesta altura!


30 comentários via blogger

  1. Tu és um dos que vai ter de meter a viola no saco se o Rui Vitória for feliz. Jorge Jesus é passado, e é ridículo andares sempre a bater na mesma tecla. O JJ tomou a sua opção de ir de cavalo para burro, problema dele. Em questões de personalidade e classe ficámos a ganhar de longe. Em termos de competência, o tempo tem-se encarregado de mostrar que nada se perdeu.

    Já era altura de deixares de ser advogado de defesa do nosso ex-treinador. As coisas têm corrido tão bem com esta enorme sequência de bons resultados, que a tua actividade no blog reduziu-se bastante, por falta de argumentos.

    Se possível publica o comentário...

    JorgeGN

    ResponderEliminar
  2. Lamentável post... Então tu sabes de fonte segura que os sms nunca existiram e que o judas nunca recebeu proposta de renovação?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema é que os SMS existiram mesmo. Se JJ teve ou não proposta é o que menos interessa agora. Sabemos que LFV queria mudar de treinador e o mérito é todo dele ao ter escolhido RV que é melhor do que JJ. Os elogios contínuos de Guardiola à equipa do Benfica é a melhor prova disso. Ou também não existiram?

      Eliminar
    2. Zé do Arrebimba07/04/16, 12:25

      Há uma coisa que não me faz o mínimo sentido... O LFV queria trocar de treinador e fez questão dele estar presente na apresentação da Emirates, patrocinador para a época seguinte? Ou será que estava a querer alterar a forma como as coisas eram feitas dentro do Benfica e o tipo não aceitou (baixar ordenado, jogar com os putos da formação, ou outro motivo qualquer).

      O tipo sempre se achou superior ao Benfica, aliás ele até desistia da Champions, porque no excelso cérebro dele achava que era impossível ganhá-la, então ia para a Liga Europa. Sabendo-se que para o clube é mil vezes melhor chegar a uns quartos de uma Champions, que ganhar uma Liga Europa, quer em termos de prestígio, ranking é igual, e dinheiro nem se fala.

      Enfim, o Benfica ganhou e muito com a troca, mais não seja, em ambição, honestidade e valores pessoais.

      Eliminar
    3. Exactamente! Finalmente alguém diz isto. O judas e o mini pereira foram os rostos escolhidos para a apresentação do patrocínio da fly. Os dois que foram"empurrados" para fora do Benfica.

      Eliminar
  3. Já agora, tentar desvalorizar o que está a ser feito, dizendo que se gasta mais dinheiro do que no sporting de lisboa, é intelectualmente desonesto, porque embora possam gastar menos, o sporting de lisboa gasta muito mais que as outras equipas exluindo fcporto e Benfica. Por isso tem tanta obrigação de ganhar os outros jogos como nós.

    JorgeGN

    ResponderEliminar
  4. Zé do Arrebimba07/04/16, 11:28

    Antes da conferência de imprensa do "não treinador", já o Benfica estava nos oitavos da Champions, algo só conseguido pelo treinador anterior uma vez em 6 anos. E não preciso de dizer mais nada...

    ResponderEliminar
  5. Resumindo - Continuas a amar o merdas e a chorar por ele todas as noites antes de adormeceres.
    99,9% dos BENFIQUISTAS já ultrapassaram essa fase, ou seja, já têm os olhos bem abertos e já não se deixam enganar por espertezas saloias. O actual treinador do GLORIOSO destruiu o "mito" nos relvados, com os numeros e exibições que todos conhecemos e não nas conferências de imprensa onde o "merdas" continua a auto-elogiar-se como o melhor do mundo e arredores. Só não vê quem não quer ou qem continua apaixonado pelos "merdas" desta vida.
    João Oliveira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente. Este Redmoon escreve lençóis (nem tive paciência para ler tudo). Nem sei a que propósito vem este post. Anda com saudades do labrego, com certeza.

      Eliminar
  6. post vergonhoso. Redmoon faz um post sobre aquela chapada do JJ ao jonas no final do jogo da Supertaça ou os ataques feitos ao nosso Benfica.

    ResponderEliminar
  7. "Se Jorge Jesus treinasse neste momento um Valência por exemplo, de certezinha absoluta que seriam mais seis milhões a torcer por ele!"

    Aqui caíu-te a máscara. Revelas uma de duas coisas: total desconhecimento de causa, ou uma desonestidade gritante. Escolhe tu uma, que eu não sei qual é pior.

    ResponderEliminar
  8. Defender o mérito de um treinador que ganhou 3 campeonatos, um contra o Braga, outro contra o Sporting de Leonardo Jardim que, relembro, nem tem comparação com o Sporting atual, e outro contra o Lopetegui, e argumentar que Rui Vitória se ganhar vence contra o pior Porto e um Sporting que gasta metade do Benfica é ridículo ou desonesto, depende se percebes de futebol ou tens a tua opinião influenciada por uma paixão "Jesuíta".
    Não basta escrever algures no post que Rui Vitória tem mérito, que todos nos devemos unir ou que não se deve tirar o mérito a Rui Vitória quando se passa todo um post a diminui-lo, a enaltecer Jesus e desvalorizar a estrutura do SLB. Não reparas que te contradizes ou é mais forte que tu diminuir o Rui Vitória e enaltecer o outro parvalhão?
    Comparar os recursos de JJ e Rui Vitória é absolutamente ridículo. Quem acreditaria há 3 anos que o Benfica podia ser campeão com os seguintes titulares: Pizzi (emprestado e sem lugar no plantel), Renato Sanches (18 aninhos), André Almeida (eterno suplente de JJ), Lindelof (equipa B), Jardel (só foi titular no ano passado), Ederson, Fejsa (suplente de Matic)? Do onze atual do Benfica, jogador a jogador, os únicos com lugar nos onzes de JJ de há 2/3 anos, seriam Jonas e Gaitan. Ou alguém acha que, tirando os referidos jogadores, algum dos titulares destes SLB é melhor do que Lima, Maxi, Siqueira, Garay, Luisão, Matic, Enzo, Salvio, Oblak e Rodrigo? Esta equipa não passou a fase de grupos contra o Olympiakos!
    Fico pasmado como é que se continua a defender um tipo que ano após ano prova que só serve para consumo interno (um modelo de jogo que arrasa as equipas fracas por motivos fáceis de perceber) e falha sempre nos momentos decisivos em Portugal ou na UEFA. Não entendo como benfiquistas podem defender um tipo que apesar das conquistas, teve tantas derrotas, tanto nos envergonhou e nunca demonstrou grandeza suficiente para ser treinador do Benfica nem respeito pela nossa história. No final do último jogo, frente ao Bayern, Rui Vitória disse "nada temi porque conheço os meus atletas". Alguém imagina JJ a dizer o mesmo? Eu imagino mais qualquer coisa como "o nosso trabalho durante a semana é que permitiu atenuar a diferença de orçamentos entre as duas equipas" que é como quem diz "os meus não jogam nada mas eu faço a diferença".
    Para terminar, as vitórias do Benfica deixar-me-ão sempre muito feliz, mas há títulos que nos dão mais gozo do que outros. Este ano, a concretizar-se (e ainda falta muito), será um título muito saboroso porque me apetece aplaudir todos os que lutaram para o conquistar. Não me custa olhar para o líder da equipa e ver um tipo sem caráter. Se nem quando perdi 3-0 na Luz tive saudades dele, imaginem agora que olho para ele de cá de cima.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais nem menos está no sitio.

      Eliminar
  9. Gosto muito deste blog, sendo dos que mais aprecio da blogosfera benfiquista, mas de vez em quando tem uns posts que "não lembra ao menino Jesus" e este é um deles, com todo o respeito pelo RedMoon com quem não raramente estou de acordo. Cometeram-se muitos erros no Benfica? Sim. Mas é inequivocamente (e de longe) o clube mais bem gerido em Portugal a nível desportivo e "empresarial". E da mesma forma que um líder recolhe os deméritos de erros e falhas também tem de recolher os méritos dos sucessos. E este nosso Benfica tem somado sucessos atrás de sucessos nos últimos anos.
    Saudações gloriosas!
    Tiago

    ResponderEliminar
  10. Para que o raciocínio de alguém possa ser tolhido, é preciso que esse alguém tenha um para começar.
    Neste sentido acho que estamos todos descansados. A ti ninguém vai tolher nada.

    E neste seguimento não vou comentar nada do que para aqui opinas, seria a mesma coisa que responder ao sportêm.
    Queria só apontar um erro factual.
    Nas contas do último semestre ficou-se a saber que a massa salarial do Benfica teria sido até à data de 26 milhões, contra 23 milhões do sportêm e 37 milhões do Porto.
    E isto antes da renovação do William e do Adrian, da contratação do Barcos e do empréstimo do Coates.
    Ou seja, o Sporting tem neste momento uma massa salarial idêntica à do Benfica, para não dizer superior.

    ResponderEliminar
  11. Bom dia.

    Nunca houve um post aqui que eu discordasse tanto..
    Eu como qualquer benfiquista, fui apanhado de surpresa com a saída do JJ e principalmente com a ida dele para Alvalade.
    Não só pela parte mental disso, ou seja com o SCP a demostrar um poder q eu já n acreditava q eles tinham como também pela ideia q nós n tínhamos capacidade de contratar um treinador q nos mantivesse no nível dos últimos 6 anos. Q na minha ideia não são apenas os títulos mas estar sempre a lutar por eles, o que na década e meia anterior não acontecia.
    Só q depois do susto, eu e mais uns tantos, nos lembramos que não somos Adeptos de um clube chamado Sport Lisboa e Jesus mas sim do Sport Lisboa e Benfica, e q se o JJ quis ir para o outro lado, q vá e q seja mt infeliz por lá. Não infeliz por algum ódio mas sim pq a infelicidade dele (por n ganhar títulos) seria na minha leitura a minha felicidade por os ganhar.
    O motivo dele n ter renovado é tão obscuro e tão secreto q duvido q alguém como eu venha a saber cm a mais absoluta certeza o motivo e para falar a verdade nem importa saber. O q importa é que ele saiu e tinha de vir outro. Ponto Final paragrafo.
    Relativamente aos títulos, não se pode negar os mesmos, assim como não se pode negar que lhe foram dadas as condições para o fazer, numa relação de win-win, e não acho q isso seja algo a não considerar. E nem vou bater na tecla das derrotas por PURA TEIMOSIA DELE, já que também tivemos vitórias por PURA TEIMOSIA DELE.

    Só q depois de alcançar uma certa “tranquilidade”, onde voltasse a que chama uma “rotina de vitórias”, o Benfica tinha de dar o próximo passo. Passo esse q seria a valorização do Seixal, que como sabemos não deve ter um gasto anual tão baixo como isso para que apenas produzamos jogadores sem os aproveitar , sendo que esses jovens são sp melhor enquadrados em cima de vitorias que em cima de derrotas (vide caso dos nossos jogadores formados com alguma qualidade naquela década e meia das trevas: Hugo Leal, Manuel Fernandes ou outros)
    Agora podem voltar as teorias de conspiração q o JJ não os queria e q queria só homens de barba rija, voltando outra vez a ficarmos sem saber se isso é verdade ou não.
    E ai entra o RV. Face ao ano difícil q qq treinador iria ter após a saída do JJ, não era a 1ª escolha de 9 em cada 10 benfiquistas. Mas foi a escolha feita dentro do conhecimento q o mesmo já tinha do Seixal, do conhecimento q o mm tem do campeonato português e claro do salario q o mesmo ia ganhar q pelo q se lê por ai é de ¼ q ganhava JJ e q como disse antes ia ser complicado independentemente de quem fosse (excetuando o Mourinho e o Guardiola.lol).
    O RV entra na equipa numa fase complicada, pelos motivos indicados, e além de tudo apanha uma pré época toda mal direcionada, onde ele n tem a possibilidade de fazer uma semana de treinos completos, de tantas viagens e jogos que teve no tal torneio.
    E o q tinha de correr mal, começa logo a correr mal no inicio da época, e nós os adeptos(eu inclusive), ainda frustrados pela saída do JJ, começamos logo a garantir q o homem não prestava e q devia sair e q o JJ q era e não sei mais o quê.
    Até q chegamos na única parte q concordo contigo, q foi quando o JJ nos lembrou a todos q somos benfiquistas. E q como benfiquistas defendemos os nossos, para o bem e para o mal.
    E é nessa fase q o Benfica começa realmente a jogar a RV e deixa finalmente de jogar a JJ. Nesta fase começa a ser criada uma simbiose entre adeptos e clube, que como sabemos quando se inicia, dificilmente é travada.
    Só para finalizar, eu não acredito no RV, eu não acredito no LFV, eu não acredito em nenhum deles. Mas não é porque sou contra eles. É apenas pq sei q eles não são eternos. É porque eu apenas acredito e tenho fé no Benfica. E é nessa fé q sigo benfiquista, não importando com os homens q estão lá já q não são eternos. O único eterno do Benfica chama-se Eusébio e esse já não mora entre nós.

    ResponderEliminar
  12. Este post, de uma viuva do Jesus, é rídiculo.

    Quer se goste de Rui Vitória ou não, de Vieira ou não, a verdade é que a aposta num, feita pelo outro, aconteceu. E a verdade também, depois de inúmeras vitórias consecutivas, de uma postura que não envergonha o passado do Benfica, em Munique, o modelo defendido por Vieira provou que resulta - um modelo que assenta em menos contratações dispendiosas, e com maior aproveitamento da formação, conjugado com jogadores experientes e com valor insuspeito.

    Jesus ganhou 3 títulos, mas perdeu outros tantos. Alguns desses perdeu-os duma forma triste, fruto de incompetência da sua parte. De facto, tivemos tudo para ganhar 5 dos últimos 6 títulos, tendo o Porto ganho claramente o campeonato quando treinado por Villas Boas - cujo valor, aliás, se pode aferir pelo imenso sucesso que teve no Chelsea, Tottenham e agora no Zénite.

    Jesus tem competências técnicas, sem dúvida. Tem também inúmeras limitações, que até estão a tornar-se mais claras com Rui Vitória. Feita a troca, que pressupôs - e ainda pressupõe - riscos, eu não tenho dúvida daquilo que serve melhor o Benfica e não é a opção por Jesus.

    Começo, igualmente, a questionar o suposto momento do Big Bang - o insulto soez de Jesus a Vitória. Olha-se para a equipa, para o estilo de liderança de Rui Vitória, e tem de se fazer a pergunta - não será esse tipo de liderança, quer técnica, quer relativa a aspectos não técnicos, uma das mais fortes razões para a época do Benfica? Seguramente o ataque soez teve influência, mas quere-me parecer que o estilo de liderança mais inteligente, mais afectuoso, menos conflituoso, mais respeitador do mérito e das competências de todos, de Rui Vitória tem uma responsabilidade bem maior neste sucesso.

    Rui Ribeiro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que a conferência de imprensa de JJ não teve o impacto que lhe querem dar. Teve nos adeptos, isso sim. Principalmente naqueles que, como eu, sempre acharam Jesus um grande treinador e que iria deixar saudades quando saísse do Benfica. Jesus, honra lhe seja feita, fez-nos um grande favor. Com as suas tiradas anti-Benfica e anti-Vitória ofereceu-nos a possibilidade de nos livrarmos dele psicologicamente (se é que já não o tínhamos feito com a sua «traição» de ir para o sporting) e mandá-lo, definitivamente, à merda.


      O trabalho de Rui Vitória começou no primeiro dia da sua chegada ao Benfica e era uma questão de tempo até começar a dar frutos. O aparente Big Bang acontece porque nessa altura, JJ começa a perceber precisamente que Rui Vitória está a fazer um excelente trabalho e decide passar ao ataque a fim de minimizar perdas.

      Eliminar
  13. Nem sei como há comparação entre jesus e vitória possível.
    Vitória este ano provou ser capaz de usar JOVENS, rentabiliza-los, motivar-los, ao contrário de outro de 5 milhões que em 6 anos os espézinhou, recambiou, e acabou com carreiras doutros sem numca dar uma explicação lógica...
    Com o senhor 5 milhões, quando entrava um jovem, numca estava motivado e mesmo quando sim, e produzia muito para a equipa(Rodrigo mora, capdevilla,nolito, ivan cavaleiro...), esse senhor o metia no banco para ser trocado por um emerson e numca mais ser chamado. Outro ponto que queria realçar era, este ano o vitória teve que improvisar muitas vezes, e com muitos da B, e outros do banco, como o andré almeida que melhorou e evoluio muito mais este ano que em todos os outros com esse senhor, e eu queria deixar aqui uma pergunta, como estariamos nós no campeonato com tantos lesionados e com o jesus a treinar?

    Outro ponto fulcra, é ele receber 5 milhões e só consegue jogar uma vez por semana? Não consegue fazer melhor com equipas de média e alta categoria? Não consegue passar a fase de grupos da champions? Mesmo com um plantel de 50 milhões em que o próprio Trapatoni avaliou como capaz de ir muito longe na champions league? Não consegue chegar ao fim da época com uma equipa fresca? Não consegue apostar em jovens?

    Tudo isto são coisas que não se vê em mais nenhum dito clube grande da europa, e eu pergunto mas então estavamos a pagar 5 milhões porquê?

    Vitória não é perfeito nem entrou bem, todavia fez um enorme jogo contra o braga(casa e fora), porto(casa e podiamos ter goleado), bayern(aonde podiamos ter ao menos empatado) chegámos ao quartos de final, e ainda por cima quebrou muitos recordes que perduravam há decadas no benfica! Tais como recorde de jogos consecutivos a ganhar fora de portas, recorde de golos da equipa neste formato da champions, estamos na frente do campeonatp e ainda a disputar a taça da liga. Ou seja, aquele ripo que ão é treinador, já fez o mesmo que o sengpr 5 milhões em todas as putras épocas mas ainda melhor!

    Sinceramente por isto e muito mais acho Vitória muito melhor.

    Rui Oliveira

    ResponderEliminar
  14. Jj com esta equipa, já estava de férias!
    Sempre teve grandes 11 e grandes bancos, excepto na última temporada!
    Ganhou 3 em 6! Isso é apenas regular! Com os ferraris que sempre teve á disposição!
    Fazer muito com pouco, isso é que é de treinador!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na última época o Benficaa perde no Rio Ave e o Porto estava a ganhar 1-0 no Nacional, e acaba por perder por 2-1. Se o Porto têm ganho este jogo passava para a frente e o Jesus borrava-se todo até ao fim do campeonato. É o que está a acontecer este ano. Qual é a diferença, Rui Vitória em vez de Lopotego.
      Paguei um balbúrdia por 4 bilhetes para ver
      SLB x FCP no fim da época e fiquei envergonhado com aquele MEDO que Jesus injecta para a equipa.
      Este ano não vi nada disto com Vitória. Mesmo nos jogos piores que realizamos, notava-se que a equipa queria mas não estava entrosada. E não esquecer que Renato Sanches trouxe a alegria e União que os adeptos precisavam.

      Isto dito por um Amigo próximo de Renato Sanches e cito:
      Perguntou o Amigo para o Bulo:
      - Quando é que jogas na proncipal Bulo ?
      Responde Bulo ao Amigo:
      - Quando me estrear a titular do Benfica, nunca mais saio da equipa.
      Facto, nunca mais de lá saiu e é a pura da verdade.

      Agora vejam bem a mentalidade deste miúdo.

      Os zbortings deviam ter vergonha na cara a tentar enterrar um puto destes. Eles não sabem é que quanto mais o tentarem foder mais ele joga. E mais ele detesta o zborting.

      Eu acredito nesta EQUIPA.

      CARREGA BENFICA


      Eliminar
  15. Dizes que é o Porto mais fraco de sempre e depois dizes que o Sporting gastou metade de nós! Então o Porto não gastou mais que nós?
    Ok, o dinheiro não faz equipas mas devia ajudar e muito.

    Relativamente a uma das fraquezas que sempre lhe apontei, Galvanizar o Adversário, desta vez funcionou a nosso favor. mas não acredito que todos os resultados e records obtidos sejam só por causa disso. O treinador tem que saber o que anda a fazer, porque senão o que mais andaria por aí seriam treinadores campeões com equipas de segunda linha.

    ResponderEliminar
  16. Redmoon, todos temos dias maus.
    Mas este post, Aimar nos acuda!
    Revê lá isto.
    Tens aqui com cada cavadela, minha nossa!

    ResponderEliminar
  17. Palavra de honra... se tivesses escrito em chinês eu entenderia o mesmo que entendi, ou seja ... nada! Isto vem a propósito do quê? Para quê? Interessa o quê? Foste atingido por alguém?

    Poucas vezes pude afirmar que se perdeu uma boa oportunidade de se estar calado e de ires apanhar sol que o dia está esplendoroso.
    Deste a tua opinião(??)um direito que te assiste, esta é a minha. Lamento.

    ResponderEliminar
  18. Este blog está cada vez pior.
    É só pancadas e pancadinhas.

    ResponderEliminar
  19. Red,
    Respeitando a tua opinião, mas eu não consigo compreender.
    O Benfica do Vitória é o nosso benfica, todos achamos, ou quase, que até nós conseguíamos treinar este benfica, eu não quero um treinador a discutir o título, quero um campeão!
    O antigo treinador está ao nível do Vítor Pereira, vilas Boas, Leonardo jardim. Nada mais!
    Este está ao nosso, exigente, sonhador, e estúpido ao ponto de ir para uma liga dos campeões com Miúdos! Uma coisa eu sei, o antigo treinador não é nem nunca foi grande treinador, é um invejoso que apenas quer um lugar ao sol.
    Insisto o antigo treinador é amador nunca irá treinar um clube de top, fraquinho, ......

    ResponderEliminar
  20. Relembro apenas que ao Rui Vitória foram prometidas as mesmas condições que foram dadas ao mestre. Primeiro, nunca as teve. Teve uma pré-época preparada calamitosamente. Os jogadores mais experientes foram-se lesionando. E só para não ir muito atrás foi ao Alianz Arena jogar olhos nos olhos com o Bayern (não era o Skarabendeu)com Ederson na baliza e uma defesa constituida por AAlmeida, Lindelof, Jardel e Eliseu. Tendo a equipa como pilar defesa/ataque um puto de 18 anos.
    Ou seja 3 patinhos feios e 3 miudos que há 4 meses só na playstation é que tinham jogado na 1ª divisão e na liga dos campeões

    Gostava de ver o que faria o Rui Vitória se treinasse a equipa de 2010 ou a de 2014.
    Para quem não se lembra
    2010: Quim, Maxi, Luisão, David Luiz, Fábio Coentrão, Xavi GArcia, Ramires, Aimar, Saviola, Di Maria, Cardozo. E mais Ruben Amorim, etc
    2014: Oblak, Maxi, Luisão, Garay, Siqueira, Matic, Enzo, Gaitan, Salvio, Lima, Cardozo. E com suplentes como o Markovic e Suleiman.

    Pessoal, antes do Bayern há uma final mais importante. Há que manter o foco.
    Sábado vou a Coimbra dar o meu contributo.

    ResponderEliminar
  21. Metes-te a jeito para ser arrasado no final da época. Jorge Jesus é um grande treinador, mas o Benfica nunca pode ser submisso de ninguém. Vitória, verdade, nunca será o tal de sufocar, de entusiasmar os adeptos com jogadas do seu foro técnico, ou com ideias á lá Guardiola, mas é um mestre na arte de saber defender e interpretar os diferentes momentos de jogo. O Benfica sabe o que fazer, a cada situação, a cada minuto de jogo. É um verdadeiro mestre. E para jogos Champions, em que não é favorito, a sua habilidade vem ao de cima. Espero que fique uns bons anos, dando assim oportunidade a Marco Silva amadurecer-esperando que não amadureça demasiado rápido...- já que este também é muito bom.

    ResponderEliminar
  22. Jorge Jesus está naquela idade em que pensa que sabe mais que o mundo, colocando-se mesmo acima do sábio, génio Sócrates. Uma pena.

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.

Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.

artigos recentes