A importância da escolha do treinador
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


segunda-feira, 4 de março de 2013

A importância da escolha do treinador

 ●  + 8 comentários  ● 
Há equipas que fazem um treinador? Depende de um factor fundamental: A estrutura que sustenta e suporta o futebol profissional (mas também a formação), que vai desde o conhecimento do futebol do país, a comunicação, o conhecimento dos "meandros", a capacidade de antecipação, a prospecção, etc.

... Mas há seguramente treinadores que fazem uma equipa. Olhemos para os exemplos do Chelsea ou Inter de Milão durante e após Mourinho; para o Barcelona de Guardiola e agora as diferenças com Vilanova e mais ainda com o adjunto temporariamente principal; para o Tottenham de Vilas Boas (sim o homem é bom...), etc e só para falar de alguns exemplos conhecidos...

Dito isto, fica claro porque o FCPorto aposta mais na qualidade da estrutura do que na do treinador. Dessa forma impõe a sua cultura (a qual é, também, composta por corrupção) seja qual for o treinador, não ficando dependente da sua competência e capacidade de adaptação, focando-se apenas no treino da equipa, pois o resto funciona sem a sua intervenção/decisão.

Tendo uma estrutura capaz, é possível inclusivamente ser bom a fazer as coisas boas... E ser bom a fazer as coisas erradas/ilegais. Esse é o segredo do sucesso do FCPorto no que diz respeito á conquista dos títulos.

Portanto, se o SLBenfica não está neste patamar, está no segundo, ou seja, onde o treinador tem imensa influencia sobre o sucesso da equipa, na valorização dos jogadores, na conquista de títulos, na minimização das insuficiências das estrutura, etc.

Dito isto, sobre o futuro de Jorge Jesus colocam-se três questões fundamentais:

1. Queremos apostar num estrutura forte para o futebol e revolucionar esta área do Clube, podendo não ficar já na próxima época dependentes de um treinador e dos seus conhecimentos e fraquezas?

2. Queremos ter um treinador português?

3. Queremos evitar que Jorge Jesus vá para o FCPorto?

Respostas:

1) uma estrutura forte e competente demora anos a construir. Infelizmente o nosso Presidente já desperdiçou mais de 10 anos. É pouco credível que vamos agora encontrar o "champion" capaz de liderar a estrutura, ser alguém que goste a serio do Benfica, que afaste Vieira de algumas decisões que não tem competência para tomar e que reduza o treinador às suas tarefas mas sem se impor, antes pelo contrario com o treinador a reconhecer a mais valia da estrutura. Ou seja, não creio que por aqui nos safemos no que diz respeito ao futuro de curto prazo.

2) se queremos um português, só podemos mesmo renovar com Jesus... Ou contratar Mourinho. O Vilas Boas também é opção, mas a forma como falou do Benfica (e idolatra o FCPorto) torna-o incapaz para o SLBenfica.

3) queremos evitar que JJ vá para o FCPorto? Desculpem mas isso não é aceitável! Um treinador que está no Benfica e queira ir ganhar com batota é alguém que está a mais. Como diz Lúis Filipe Vieira, ninguém está acima do SLBenfica, pelo que se o JJ acha que a sua competência faz dele alguém que se possa colocar acima do Benfica... Está enganado, por muito que isso venha a custar ao Benfica.

Dito isto, só há uma questão que me faz dizer que Jesus deverá sair do Clube: se ele sequer tiver coragem de mencionar seja que interesse for, seja de quem for, para negociar a sua permanência ou não no clube. José Mourinho um dia ousou fazer isso a Vilarinho e foi posto na rua - ainda hoje o Mourinho se arrepende e ainda hoje Vilarinho reitera que faria o mesmo.

Se tal acontecer - a saída de Jesus - o SLBenfica tem um desafio muito maior que a substituição do treinador: a criação de uma estrutura de apoio a futuro treinador, alguém que "segure", prepare e proteja o futuro treinador, á semelhança do que José Veiga faria com Trapattoni, vencendo numa temporada com uma equipa fraquíssima e comprada em saldos e custo zero.

Precisamos de um desafiador de Antero Henriques, alguém ao estilo passado de Gaspar Ramos ou Cunha Leal, alguém com a paixão de Rui Costa, alguém com a sabedoria do José Veiga, alguém benfiquista de sempre e para sempre. Alguem capaz de montar e estruturar uma equipa impenetrável e competente. Existe esse alguém? Não sei... Mas não acredito que não haja.

Depois coloca-se a escolha: português ou estrangeiro?

A minha resposta é: Estrangeiro e jovem (menos de 45 anos), preferencialmente com uma cultura de passado (holandês, italiano, argentino...) se formos capazes de criar a estrutura de apoio ao treinador e que o proteja e prepare para um futebol que lhe seja potencialmente desconhecido. Lembro-me do nome de Frank de Boer, mas é só um nome...

Se o SLBenfica quiser continuar a insistir numa estrutura claramente incapaz, claramente abaixo das necessidade das dimensão do clube e do futebol onde estamos inseridos (sem menosprezo pelas capacidades das pessoas e menos ainda pelas capacidades humanas de Carraça, João Gabriel, etc.), a opção deveria ser um treinador português e nesse caso deveria ser a escolha natural Leonardo Jardim.

Seja como for, a melhor opção para o SLBenfica, caso Jesus não cometa o ERRO acima descrito, seria claramente a renovação de Jesus e a reestruturação da gestão do futebol do SLBenfica.

8 comentários blogger

  1. Mourinho ousou o q?
    Mourinho apenas pediu a Vilarinho que renovasse contrato para acabar com a conversa do então Presidente que o seu treinador era Toni. O Vilas não quis e a história é por demais conhecida. Rapidamente se arrependeram do que fizeram tanto que o quiseram ir buscar ainda estava ele no Leiria e que só não veio pq quiseram impor Jesualdo como adjunto.

    Só há um tuga capaz...e esse tuga é Jorge Jesus? Capaz de q concrectamente? Concerteza que a ganhar 4 milhões de euros para ficar em segundo muitos tugas são capazes desse trabalho...

    Quem era Jesus antes de vir para o SLB? Quantos tugas não estarão nessa posição actualmente?

    Jesus renova se vencer. Senão, adeus.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Mourinho assinou um acordo com o scp e fez chantagem com o Benfica, isto sim, foi o que se passou! De resto, concordo com o que escreveste.

      Saudações

      Eliminar
  2. A estrutura dos corruptos é um mito!!! Um treinador é importantíssimo em qualquer equipa do Mundo, excepto nos corruptos, onde uma vassoura seria campeã!!! Para isso, o próximo treinador do Barça pode ser um merdas qualquer porque a estrutura é boa.

    Nunca compares a estrutura dos corruptos com a estrutura do Benfica porque não há comparação possível, até é um insulto para nós!!!

    ResponderEliminar
  3. Pinto da Costa insultado na tribuna presidencial
    ArtigoBronca na tribuna de Alvalade quase passou a confronto físico.Pinto da Costa insultado por Paulo de Abreu.

    O clássico de Alvalade da 21.ª jornada ainda está a dar que falar. O jogo terminou 0-0 e abriu as portas à liderança do Benfica. O FC Porto não conseguiu materializar o seu domínio frente a um Sporting que podia, em duas ocasiões distintas, passar para a frente do marcador.

    Mas o que está a dar que falar na imprensa desportiva não são os golos que Wolfswinkel falhou ou o "apagão" de Jackson Martínez frente à baliza de Rui Patrício mas sim os incidentes ocorridos durante o jogo na tribunal presidencial de Alvalade, onde assistiram ao jogo vários dirigentes dos dois clubes.

    De acordo com várias testemunhas, uma troca de insultos entre Paulo de Abreu, antigo dirigente do Sporting, e Jorge Nuno Pinto da Costa, presidente do FC Porto, quase chegou à esfera do confronto físico. Tudo terá começado quando Paulo de Abreu contestou a expulsão de Rojo, aos 78' minutos de jogo, e a poucos metros de Pinto da Costa afirmou: «Com este sistema e estas arbitragens não vamos a lado nenhum», ao que dirigente portista terá respondido: «Você está a dizer isto aqui, mas se fosse lá no Porto não dizia nada. A si já o conheço de ginjeira». O antigo dirigente do Sporting reagiu mal às afirmações de Pinto da Costa e terá dito que «se quiser, lá fora digo-lhe tudo. É natural que me conheça, já uma vez lhe chamei palhaço».

    E com esta acusação, instalou-se uma grande confusão na tribuna presidencial do Sporting com Reinaldo Teles a reagir às palavras de Paulo de Abreu e Godinho Lopes a ter te intervir para segurar o dirigente portista. Os ânimos acalmaram com a saída dos dirigentes portistas e Paulo de Abreu já admitiu que se terá excedido nas palavras na tribuna de honra.



    Conteúdo publicado por SportInforma

    ResponderEliminar
  4. Águia Preocupada04 março, 2013 14:40

    Parece-me que no texto há uma série de equívocos. Exaltam-se e ao mesmo tempo humilham-se qualidades nos mesmos personagens.
    O Benfica não tem qualquer estrutura desportiva. E essa é a única realidade que nos tem atirado para esta falta de títulos. Vieira e companhia, apenas vêem negócios e transformaram o clube num estreposto desses mesmos negócios. Já repararam que ele só pensa em crescer mas em áreas que nada tem de desportivo de interesse para o crescimento e engrandecimento do clube? Seria bom persarmos mais a sério nisto!!!
    Quanto a JJ, já deu mostras que é um treinador razoável e que com a tal estrutura profissional e BENFIQUISTA! poderia estar ao nível dos mencionados no texto. Assim, nunca será um treinador de topo. Creio mesmo que nem nos corruptos o conseguirá ser.
    Para enfrentar Antero Henriques!? Mas enfrentar porquê? Isso seria dar-lhe importância que ele não merece. Temos que ter sim, alguém com classe, com categoria, que se imponha pelo respeito intimidativo natural. Dos nomes que mencionas, não há nenhum. Talvez o Veiga, mas não com os atributos que preconizo. Mas, do mal o menos... Pelo menos sabe dos podres da corrupção e isso cala muita gente que usou e usa a corrupção como modus operandi!
    Da forma como está (des)organizado o Benfica, não vejo outro treinador a não ser o actual. Leonardo Jardim, precisa, a meu ver, da tal estrutura de suporte. E isso, nós não temos! Talvez só daqui a quatro anos!
    Portanto mexer muito na trampa só pode deitar mais mau cheiro! Infelizmente para nós benfiquistas!

    ResponderEliminar
  5. A materia do post é mais problematica para a CS anti, que para LFV e JJ.

    Claro que há benfiquistas que gostariam de saber (até eu)o futuro, mas esses que aguentem,
    pois, o que está em jogo não é para andar nas bocas do mundo.


    xico caçador

    ResponderEliminar
  6. Daniel Oliveira04 março, 2013 15:20

    Reconheço qualidades a JJ mas também reconheço defeitos. De uma coisa não duvido: é um bom treinador, percebe de bola e é um trabalhador incansável.
    Nesta época entres os vários erros de formação do plantel e de gestão do plantel reconheço-lhe o mérito do lançamento de 4 jogadores: André Gomes, André Almeida, Matic enquanto trinco e Enzo enquanto Médio. Reconheço-lhe este mérito.

    Mas JJ é um treinador que não me enche as medidas. Não se identifica com o meu ideal de treinador. Não gosto do estilo, não gosto da postura. Mas isto sou eu.

    Perante isto eu já o queria demitido à muito tempo. Para esta época digo: Se não for campeão sai e pouco me importa se vai ou não para o Porto. Se for campeão aceito que se renove, apesar de isso não mudar a minha opinião que ele não é o treinador indicado.

    Muitos dizem que temos de estar gratos ao que o JJ deu ao Benfica, que o Benfica deve gratidão ao treinador (o próprio presidente já o disse várias vezes). Sempre que oiço tal coisa fico com a sensação que JJ tá a fazer um favor ao Benfica, que JJ é superior ao Benfica e que lhe está a dar uma esmola.

    Quando se fala na troca de treinador muitos perguntam: E que vai para o lugar? Sabes de alguém melhor?
    A isto respondo que eu não trabalho no Benfica, que a minha profissão não está ligada ao futebol. Cabe à direcção do clube, com todos os seus recursos, ter conhecimento dos treinadores que existem e do seu trabalho e qualidade.
    Mas depois também pergunto se antes de vir para o Benfica se JJ tinha feito mais do que já fez o Leonardo Jardim, o Rui Vitória, o Domingos entre outros. E sem contar com os estrangeiros.
    JJ é tão única e indispensável mas é batido pelo puto Vilas-Boas? E pelo adjunto Vítor Pereira? Porque tem o Benfica tanto medo de perder um treinador com os resultados do JJ? Somos assim tão pequenos?

    Muitos me atiram: Que treinador conseguiu melhor que o JJ no Benfica?
    E eu pergunto: no tempo de Vale e Azevedo? Nos anos de reestruturação de Vilarinho? Nos temos de Manuel Damásio? É que antes disto podemos falar de Eriksson.
    E também pergunto: Quantos treinadores completaram 4 épocas seguidas nos comandos do Benfica? Quantos treinadores continuaram no clube apesar de não serem campeões? Quantos treinadores receberam o que o JJ recebe? Quantos treinadores tiveram os orçamentos que o JJ tem?

    Mas afinal que tamanho sucesso tem construído JJ no Benfica?
    Campeão na primeira época e baixa de rendimento e qualidade e competitividade da equipa ano após ano? Não é suposto que quanto mais tempo um treinador fica melhor a equipa vai ficando? É que a mim parece-me que vai piorando.
    Quantas supertaças ganhou? Quantas taças de Portugal?
    Dois anos seguidos a ver o Porto ser campeão com toda a facilidade.
    Tornou a Luz no salão de festas do Porto.
    Conseguiu o 0-5 no Dragão.
    No primeiro ano conseguiu ir a Liverpool inventar, colocar-se ao ataque e a ser goleado.
    No segundo ano conseguiu uma prestação vergonhosa na Champions e depois ser eliminado nas meias da Liga Europa pelo Braga.
    No terceiro tudo o que conseguiu foi eliminar um Zenit e depois perder os dois jogos com o Chelsea. Como se fala com tanto orgulho dessa campanha europeia?
    No quarto ano conseguiu voltar a falhar na Champions.

    A campanha de JJ no Benfica está repleta de erros, invenções, desperdícios, incompetências e falhanços.
    Mas os Benfiquistas têm de ficar gratos pelo campeonato na sua primeira época?

    Ele que seja campeão este ano, que ganhe a Taça de Portugal e que para já elimine o Bordéus. Depois disso falamos.

    Mas deixo um aviso. Estamos isolados na liderança mas o FCP continua a depender só de si pois vamos ao Dragão. E que o baixar de rendimento nos últimos 6 jogos é preciso estarmos muito atentos ao que a equipa vai conseguir jogar nos próximos jogos.

    ResponderEliminar
  7. Por falar em treinadores, relativamente ao nosso, não o conheço tão bem como alguns de vós, mas acho que devemos dar-lhe o mérito pelo desempenho da equipa até agora.

    Hoje a conversa com uns amigos, fui informado de uma noticia sobre a gestão do plantel, ou seja, a enorme redução de carga de jogo dos principais jogadores da equipa, e pelo que me disseram é uma diferença enorme em relação ao ano transacto.

    Os resultados continuam positivos, e apenas perdemos com o Braga para a Taça, nos penaltis.

    Acho que o treinador tem um enorme defeito e é por isso que nunca vejo as entrevista dele, o discurso dele é a portista, com superioridade, como benfiquista não me revejo na maneira dele falar.

    Mas isso é um aparte o que interessa são os resultados e o desempenho da equipa.

    Que venha o PRÓXIMO.

    http://imagensquevalem1000palavras.blogspot.pt/

    http://academiaeuemforma.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares