Blog Chamagloriosa: "Os silêncios de Jesus"
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Blog Chamagloriosa: "Os silêncios de Jesus"

 ●  + 9 comentários  ● 
Parabéns ao autor, Trainmaniac do blog Chamagloriosa e que também é autor da crónica no Serbenfiquista O ridículo não ganha jogos:

"Muitos se interrogam do porquê de Jesus não assumir minimamente os seus erros esta época, que têm sido bastantes, de facto. Podemos ser simplistas e pensar que a personalidade arrogante do treinador justifica tudo. Perde na Liga dos Campeões, no palco onde mais se queria mostrar, e não fala de erros de preparação ou de falta de competitividade do plantel à disposição para os desafios europeus. É goleado no Dragão e não assume o erro de ter posto o Benfica preocupado essencialmente com um jogador.

Afinal, Jesus será assim tão arrogante e burro, a ponto de não ver problemas no seu próprio trabalho? Meus amigos, esqueçam completamente essa ideia. Jesus não é parvo, e para atingir os fins escolhe por vezes meios pouco compreensíveis.

Jesus é apenas mais um nome na longa lista de grandes amizades de Vieira que rapidamente caem por terra. Dos jantares luxuosos com Pinto da Costa, aos empreendimentos com António Salvador, passando pela associação a Vítor Santos, à relação umbilical com José Veiga, passando pelas férias que passava com José Antonio Camacho e à estima que tinha por Fernando Santos, também os telefonemas às três da manhã com Jorge Jesus acabaram. Os motivos são os mesmos de sempre. Vieira é pouco confiável, é prepotente, não respeita o espaço de acção e decisão de outros, e os seus famosos golpes de asa normalmente atingem quem está mais próximo de si.

Depois da pré-época desastrosa que tivemos, com uma acção no mercado que de tão trágica nem consigo dizer que foi incompetência, Jesus e Vieira entraram numa guerra fria. Dos jogadores que saíram e que não foram substituídos, aos empréstimos autorizados com condições que acabaram por não ser cumpridas, à falta de pagamento de prémios aos jogadores do seu balneário, passando por renovações prometidas a elementos chave do plantel que ainda hoje estão por efectivar, acrescentando ainda falsas notícias postas a correr pela direcção no balneário em relação a remunerações de recém-chegados e que tanto celeuma provocaram a dada altura. Tudo isto ao mesmo tempo que Vieira papagueava em público que este é o plantel mais caro de sempre, que deve alcançar grandes objectivos, gastando quase 10 milhões de Euros em jogadores que nem nunca haviam jogado nos séniores enquanto dizia à boca cheia que não havia dinheiro para jogadores do Santos.

Jesus percebeu perfeitamente o que se passou. A incompetência ou vontade de Vieira em garantir que o Benfica não caminha para o sucesso durável retiraram a Jesus muitas possibilidades de se afirmar em definitivo na cena internacional. E este, que não gosta destas brincadeiras, observa com atenção e preocupa-se em salvar a pele.

Os silêncios de Jesus mais não são do que a resposta a um presidente desbocado, autoritário e incompetente. E com o seu mau feitio, ainda piora a situação, escolhendo conscientemente o trilho da arrogância, tanto no discurso como em campo, montando uma equipa que não tem o nível que tinha no ano passado de uma forma ainda mais ambiciosa que no ano passado. Basta lembrar a forma aberta e suicidária como jogámos em Lyon, por exemplo. Ao fim e ao cabo, Jesus sabe que tem mais dois anos de contrato, pagos a peso de ouro, e que se Vieira o quiser despedir, não será propriamente o fim do mundo. Pelo contrário, será o Benfica a perder um técnico que já deu mostras do seu valor e garantidamente capaz de ter êxito mesmo em estruturas frágeis como a do Benfica, não ficando muito beliscada a imagem do técnico por causa desta época, visto que o crédito obtido em épocas anteriores assegurar-lhe-á certamente um bom desafio no período pós-Benfica.

Por isso não se espantem se continuar o discurso continuar igual. Culpas de maus resultados não serão assumidas por Jesus, uma vez que quem primeiro as devia assumir, está calado que nem um rato, escondido entre bacocas frases de bajulação a um regime sanguinário como o que existe em Angola. As culpas não serão assumidas por Jesus, pois pediu experiência, pediu Quaresma, pediu Guardado, pediu Wesley e Elias, e no final apenas apareceram Alípio e Rodrigo. Porque foi informado da deslocação indesejada a Angola já com tudo marcado e acertado com o governo angolano, sem hipótese de propor outra data ou de dar o seu aval. Porque um balneário pacífico que havia, foi posto a ferro e fogo pelo mercado carnavalesco que Vieira patrocinou, enquanto andava a caminho de empreendimentos seus no Brasil e em Angola, algumas dessas vezes pago com dinheiro do Benfica. E porque, em abono da verdade, já percebeu que a prioridade agora deve ser o de salvar a sua pele. Porque a máquina propagandista de Vieira está bem oleada... vejam-se as minuciosas e convenientes fugas de informação que têm surgido nos jornais, vejam-se as crónicas das habituais canetas de aluguer do senhor presidente.

Numa época em que foi pedido aos adeptos que deixassem de apoiar o Benfica fora de casa, numa época em que o futebol do Benfica sofreu um blackout quase total, do treinador continuaremos a ter uma postura alinhada com o seu contexto: o silêncio."

9 comentários blogger

  1. sem mais conhecimentos aprofundados das relações direcção treinador também foi sempre isso que me cheirou, um treinador não passa de bestial a besta em 6 meses, nem desaprende tudo o que acumulou durante 20 anos de carreira.

    Tudo começou logo mal na pré-época logo com a política de contratações, e quendo Jesus diz em entrevista o que quer, e o que aparece não tem nada a ver...está tudo dito...ele não teve as condições que pediu, e iam exigir-lhe vitórias? agora vieira como sempre irá conseguir virar os adeptos contra o treinador até estes lhe pedirem a sua cabeça. tudo muito previsível...

    Jesus, aguenta-te...

    ResponderEliminar
  2. Houve dedo externo, e foi comigo que Mourinho falou primeiro, numa segunda-feira, em Dezembro, logo a seguir à vitória sobre o Sporting. Apesar de ele sempre o ter desmentido, encontrou-se com Luís Duque, que era o homem forte do futebol, e iria para Alvalade não fosse a recusa do ex-presidente Dias da Cunha e de outras figuras do Sporting.

    O porque de não trazeres estes texto para a discussão ! tens medo dos viscondes ou tens medo do...

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. "Jesus percebeu perfeitamente o que se passou. A incompetência ou vontade de Vieira em garantir que o Benfica não caminha para o sucesso durável retiraram a Jesus muitas possibilidades de se afirmar em definitivo na cena internacional. E este, que não gosta destas brincadeiras, observa com atenção e preocupa-se em salvar a pele."

    A ser assim JJ devia ser corrido de imediato. O que é isso de salvar a pele?!!!. Tem um grande ordenado, treina um grande clube, e está preocupado em salvar a pele? Queria de seguida ir treinar o Real Madrid?

    Não sei como vai salvar a pele? A ser assim. começo a pensar que Rui Costa tinha razão ao não ver nada de especial em JJ. Se calhar Fernando Santos e outros, com a equipa do ano passado, teriam feito mais!

    Quanto às amizades de LFV, JJ não lhe fica atrás e eu sou dos que não me esqueço das suas afirmações após jogos contra o Benfica. Da forma como ele se referia ao clube parece que nós é que éramos o clube corrupto que andava a distribuir fruta! Talvez, já aí, ele quisesse salvar a pele e abrir caminho até ao antro corrupto...

    Estou à vontade para falar de treinadores pois só um me encheu as medidas, nas duas passagens por cá, separadas por dez anos, e com direcções diferentes, foi campeão e atingiu duas finais europeias!

    Não chega para me convencer o que JJ fez o ano passado e se calhar o erro de LFV vieira, foi não o ter deixado ir para os corruptos...

    Eu não quero contribuir para queimar JJ, mas ver outros servirem-se dele para queimar o Benfica, também me custa aceitar!

    A coisa mais fácil no futebol é os treinadores, principalmente em Portugal, passarem de bestiais a bestas em pouco tempo!

    ResponderEliminar
  5. O Jesus só não assumiu as culpas porque faz parte da sua educação não o fazer. Ele é um fanfarrão. Não ponho em causa as qualidades dele enquanto treinador, mas como homem e psicólogo de balneário é muito débil.

    Quando o Benfica foi campeão toda a gente disse que era o Jesus e mais dez, e o próprio deu-se bem com isso, nunca atribuindo mérito aos jogadores nem a quem lhos deu, ficando com as responsabilidades quase totais do sucesso.

    Hoje, responsabilidade é tudo o que ele não quer.

    Toda a gente viu a porcaria que ele fez no Dragão, e toda a gente vê como ele não sabe motivar a equipa para jogar fora do estádio da Luz. Cada vez que temos um jogo exigente fora de casa os nosso jogadores parecem meninos.

    Um treinador que recolhe o louros de um campeonato não pode ficar a chorar o tempo todo por dois jogadores. Ele devia ter admitido que sem uma equipa tão forte jamais seria campeão, como não o fez agora que se aguente.

    Ele pensou mesmo que fazia milagres e mesmo já sabendo com que plantel contava não teve dúvidas em afirmar que "sabia que íamos ser bicampeões".

    Isto não significa que ele não é o melhor treinador que o Benfica pode ter neste momento. É, não tenho dúvidas disso, mas não o aprecio por ser convencido e desonesto!

    Podem ler com mais detalhe a minha opinião em:
    http://espaco1904.blogspot.com

    Cumprimentos,
    JFS

    ResponderEliminar
  6. Eles citam-se todos uns aos outros para parecerem muitos. Como a 'toca' está com falta de publico, eles saltitam de blog em blog tentando criar uma vaga mas apenas conseguem uma leve ondulação.

    ResponderEliminar
  7. Carlos Alberto, estou a perder a paciência com os seus comentários. Conhece aquela expressão da "democracia onde quem manda sou eu"??

    Aqui quem manda são os administradores do blog (DarthVader e Vermelhusco), se não gosta ponha-se a andar... e de preferencia não volte

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares