O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


segunda-feira, 1 de fevereiro de 2021

Hoje há derby! O jogo "especial" que o FCPorto nunca irá entender... VAMOOOS!

Avatar
 ●  33 comentários  ● 

 


33 comentários blogger

  1. Quem me conhece já sabe que nao sou de prognosticos depois dos jogos, pelo que iria a jogo com:

    Ody (se recuperar hoje)
    Gilberto, Otamendi, Verthongen, Grimaldo
    Weigl e Pizzi
    Rafa Luca e Cervi
    Darwin

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porra, vocês e o Weigl... Se o alemão joga o Benfica não ganha!

      Eliminar
    2. Punha o Gabriel a frente do weigl. Não sei é quem tirava.

      Eliminar
    3. Tirava o Weigl e metia o Gabriel...

      Eliminar
    4. Benfiquista a sério01 fevereiro, 2021 20:27

      Oh Mesquita, quando voltas a fazer o rescaldo dos jogos do Benfica?
      Estão a fazer falta as tuas análises ao jogo dentro das 4 linhas.

      Tb concordo weigl e Pizzi no meio campo é abrir auto estradas. A minha dupla seria Samaris e Gabriel

      Eliminar
  2. Por o Porto não entender é que andamos há anos a encher a marmita com eles, será mais tu e todos aqueles que pensam como tu e são muitos no Benfica que não entendem o que implica jogar contra eles.

    Vê os programas em que falam gajos que jogaram lá e alguns até jogaram no Benfica e percebes a diferença de atitude, se calhar é por isso que eles vingam na Europa e nós vamos figuras triste e somos os bombos da festa

    Mas tu não entendes e o problema não é tu não entenderes é muitos não entenderem que o maior adversario do Benfica é o Porto e não o Sporting que já foi mas já o deixou de ser há 40 anos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ia comentar , mas acho que não há nada a acrescentar ao teu comentário! E graças a pensamentos como do autor do post , ou outros comentários mais abaixo como se le "parolos do norte", que o Benfica muito raramente ganha ao porto. Esta sobranceria tonta , que alastra a muito mais do que futebol, faz com que uns ganhem na europa e outros como nos andemos aqui a discutir coisas sem interesse!
      Guilherme

      Eliminar
    2. Vejam bem o comportamento dos centrais do rio ave nos 2 golos do porto, vejam a forma como ficam parados, vejam bem!

      Eliminar
    3. A gente que se preocupar é com os nossos, mais um jogo enterrado pelo Odisseias

      Eliminar
  3. Concordo com este onze, mudando apenas: Gabriel em vez do Luca.

    ResponderEliminar
  4. Ou ganhamos ou ganhamos... Todos os outros resultados não nos servem... Se perdemos dizemos adeus ao título se empatar os só adiamos o que me parece óbvio.... Vamos lá caralho, dar tudo pelo Benfica...

    ResponderEliminar
  5. Afinal a conversa de os jornais, mais a máfia do futebol português corrupto, Fontelas e árbitros malandros incluídos, terem conduzido à despenalização do Palhinha não se confirmou.
    Foi o polvo do Benfica que se mexeu?
    Nem uma coisa nem outra, certamente.
    Disfunções da justiça desportiva, mais provavelmente.
    Toca mas é a jogar o triplo e arrasar!

    ResponderEliminar
  6. Vamos lá a dar-nos uma alegria das grandes, que já merecemos. Mostrem o que valem e que sabem o que é ser jogador do Benfica. Deem tudo em campo. Rematem à baliza.
    O árbitro é o portista da pastelaria onde o macaco e a macacada vai tomar o pequeno-almoço e o lanche, e é um artista que já nos sonegou muitos pontos; o VAR, o senhor Macron, é outro artista (este lagartão) que também já nos tirou pontos. Portanto, se querem ganhar, têm de jogar mais, muito mais do que o adversário.

    ResponderEliminar
  7. O Grande Derby de Lisboa!

    Aqui não há parolos do Norte!

    Carrega Benfica!

    Viva Lisboa!

    #anti-parolos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh grande ignorante, não imaginas o que é ser do Norte e amar o Benfica. Não és mais benfiquista que eu, não confundas os portistas com toda a gente do norte, pareces eles com a história do norte contra sul, otario

      Eliminar
  8. Svilar (Ody 1ª preferência), Gilberto, Otamendi, Verthogen, Grimaldo (dêem-lhe 2 bifes alto em sangue sff),
    Weigl e gabriel, Rafa, Luca, Cervi
    Darwin (Sef se o D. não estiver a 100%).

    ResponderEliminar
  9. Pizzi é sempre menos um!! Um verdadeiro cancro!!!!

    ResponderEliminar
  10. se o trabat e o veigl forem titulares o slb na ganha

    ResponderEliminar
  11. Com a devida vénia se dão a conhecer excertos da crónica do escritor Bruno Vieira do Amaral, indefectível benfiquista, na Tribuna de hoje:
    […] O Benfica começou a época com 100 milhões de avanço e dez anos à frente e arrisca-se a terminar esta jornada a nove pontos do líder e com a sensação de estar atascado na pré-história. E, a acontecer, será num estádio que nos últimos anos tem sido de grande hospitalidade e contra uma equipa que, no início da época, de acordo com os melhores prognósticos, estaria a estas horas uns dois ou três pontinhos acima da linha de água. […] O que aconteceu ao Benfica? «O que passou-se?», citando as imortais palavras de Luís Filipe Vieira. Como é que um clube onde impera o rigor e a planificação, com um scouting que scouta da Guiné à Polinésia, da milionária Bundesliga às mais recônditas divisões do futebol brasileiro, gerido por um conselho de sábios financeiros, envolto em plástico de tecnologia de ponta, se vê subitamente em palpos de aranha no campeonato português e a comer com os fumos do tubo de escape de um Sporting em que as grandes decisões parecem ter saído de um brainstorming de esquimós que nunca viram um jogo de futebol?
    Há duas explicações. A primeira é que, afinal, o verdadeiro arquitecto da dita hegemonia benfiquista era Paulo Gonçalves. O povo estava distraído a olhar para o rolo compressor de Jesus, a inteligência elástica de Jonas, o atrevimento de João Félix e, na sombra dos gabinetes, trabalhando noite e dia, contactando obscuros funcionários judiciais do tribunal da comarca de Gondarém ou de Mafamude, revendo contratos, aconselhando discretamente o presidente, Paulo Gonçalves construía o Sacro Império Benfiquista que, com a sua expulsão sacrificial, veio por aí abaixo.
    Confesso que gosto muito desta explicação e acredito que a maioria dos benquistas também. Quer dizer, é provável que desconfiem da bondade da mesma e se perguntem «será que o gajo está a dizer que o Benfica ganhou por causa de jogadas manhosas?» Mas, ao mesmo tempo, sorriem porque sabem que há aqui um fundo de verdade, é uma explicação que não explica tudo mas tem a sua graça e sempre explica alguma coisa.
    Sejamos sinceros: durante anos, os benfiquistas queixavam-se da falta deste know-how (chamemos-lhe assim), de o clube não ter peixes de águas profundas. Reparem que não falo de corrupção e outras actividades puníveis por lei, mas de adaptação ao meio envolvente, a inteligência de não mandar o Corpo Nacional de Escutas combater no Vietname. Paulo Gonçalves era esse peixe de águas profundas, o braço-direito do líder. Não se pode esperar que a eficácia seja a mesma quando se perde o braço direito.
    A outra explicação é o excesso de planeamento. No futebol, como em qualquer outra actividade humana, o planeamento é fundamental: saber o que se quer, quais os meios necessários para o alcançar, quais os recursos indispensáveis e os que são facilmente substituíveis, etc. […] De repente, o Domingos Soares Oliveira era um génio, no Benfica Lab eram tantos os génios que andavam aos encontrões no Seixal, na formação eram fornadas atrás de fornadas cientificamente programadas de génios e génios e génios. Só faltava o génio Jorge Jesus. E ele veio. Tanto génio por metro quadrado nem nas paredes do Museu de Arte Moderna de Nova Iorque.
    E isso põe alguns problemas: com tanto planeamento, onde é que se vai buscar a capacidade de improviso? «Cadê» o espaço para dar um jeitinho? Quem é que nos vai desenrascar? Se tudo o que temos são génios para inventar a electricidade onde é que vamos desencantar um estúpido que esteja lá só para ligar o interruptor? […]
    Em vez de astrofísicos que põem o clube dez anos à frente, onde o futuro é maravilhoso, o Benfica devia investir no recrutamento de pessoas de inteligência mediana que o trouxessem de volta a 2021, aquele lugar onde as coisas não estão a correr lá muito bem.»

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que belo retrato do actual Benfica!
      Obrigatório ler.

      Eliminar
    2. Excelente.
      Escritas assim poem tudo claro.
      Sim, apesar de tantos genios por metro quadrado, corremos o risco de acabar a noite atascados na pre-historia.

      Eliminar
    3. "Se tudo o que temos são génios para inventar a electricidade onde é que vamos desencantar um estúpido que esteja lá só para ligar o interruptor?"
      Acho que foi a melhor metáfora para definir as últimas épocas que encontrei até hoje.

      Fina ironia, parecia o pintinho...

      Eliminar
  12. O fcp e o principal para que o sporting nao ganhe hoje e tudo ira fazer para se condicionar o sporting e no final.... colocar as culpas no Benfica....

    ResponderEliminar
  13. De muitos, um! É essa a correta traduçao. Nao sei pq nao publicam, nao estou a ofender ninguem

    ResponderEliminar
  14. Vamos com tudo para ganhar, temos de acreditar

    ResponderEliminar
  15. 11s conhecidos e as médias de idade são estas:
    Sporting - 24,45
    Benfica - 27,90

    ResponderEliminar
  16. Vamos Benfica! JJ a surpreender, ver se foi "caganço ou arrojanço". No final é fácil dizer,mas para mim mais que tácticas vai ser a mentalidade a ditar o jogo. Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
  17. Como correu? Não entendi muito bem. Adepto Do campeão nacional

    ResponderEliminar
  18. Boas GB ainda bem que o Porto não percebe como se perde, Lisboa a sinal de salão de festas na capital, dá mais luta o Sporting do que o SLV...

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking