O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


11 de outubro de 2013

Caos e contraste ...

 ●  6 comentários  ● 


Portugal, 11 de Outubro de 2013

Nos últimos dias finalmente deixamos de ver o Benfica nos títulos garrafais das 1ªs páginas, mas há adeptos que ainda não entenderam como foi possível ganhar ao Estoril a jogar “daquela maneira”, que não “inspira confiança”, “defendendo contra 10”, etc., etc. Vai daí entram numa espécie de “carrossel” de argumentação, dando voltas e mais voltas, defendendo a demissão do Presidente, do treinador, a contratação de novos jogadores, enfim, um caos total de hierarquização de argumentos...
Seguramente muitos destes adeptos intelectualmente caóticos, serão dos tais que elogiam o FCP, porque tem um Presidente forte e que é aí que começa a força da equipa de futebol (aquela velha história do balneário)...
Mas também já deu para ver que muitos desses adeptos, quando confrontados com os sucessivos erros de arbitragem direccionada, são os que também pediam a Jesus, na época passada, que rodasse mais o plantel para não "rebentar" com os jogadores. Este ano que Jesus roda o plantel, são os primeiros a acusarem Jesus de não ter ideias sobre qual o seu melhor 11 base.
Isto é o Benfica: a coerência dos adeptos é um “carrossel” de argumentos...
Como sei que ganhamos bem no Estoril (e já agora, contra o Guimarães e Paços de Ferreira também fizemos exibições e resultados melhores do que o líder destacado do campeonato) dei por mim a procurar notícias do FCP para tentar perceber o que se passa naquelas bandas. E verifiquei que há muito contraste entre o que se diz do sportinguista Jesus, e se diz do benfiquista Fonseca.
Vejamos (em itálico, o texto dos jornais)...
Título principal: Gestão chumbada. Sub título: entradas fortes carecem de suporte estratégico. RECORD quinta-feira, 3 outubro de 2013 | 03:21, Autor: Rui Sousa e Nuno Barbosa
Desde há cinco jogos para cá que se tem assistido a um dragão de duas faces, invariavelmente repartido entre as partes dos encontros. Entradas fortes têm dado lugar a segundas partes sofríveis ou vice-versa, como aconteceu em Viena. A derrota com o Atlético Madrid deixou uma vez mais a descoberto um FC Porto bipolar e Record procurou saber as razões que estarão por trás deste fenómeno.
Daqui se pode concluir que os “especialistas” consideram que a gestão do plantel do FCP pelo Fonseca, foi chumbada pelos resultados e exibições europeias, daqui se pode concluir que o FCP é bipolar e não mantém o rendimento igual nas duas partes, daqui se pode concluir que eles estão preocupados. Qualquer semelhança com Jesus não será mera coincidência já que isto é o mundo do futebol e suas especificidades. O problema de Jesus é haver mais gajos (jornalistas) aos berros nas rádios sobre não ter um 11 base e não saber fazer a gestão do plantel, e haver títulos de 1ª página sobre tudo que podem fazer de mal, para aquilo que no FCP afinal também existe e lhes merece preocupação. Sem 1ªs páginas e sem berros.
Título principal: Varela: «Temos equipa nova...». Sub título: extremo explicou a oscilação nas exibições. RECORD online, sexta-feira, 4 outubro de 2013 | 06:37.
Que título tão cândido e sereno…  A oscilação nas exibições do FCP (que eu desconhecia mas afinal existem) devem-se ao facto do FCP ter jogadores novos. Mas as oscilações do Benfica, caso tenham existido (a mim não me pareceu), não se devem a termos jogadores novos, mas sim, dizem os gajos da comunicação social e alguns entendidos nos blogues, a existir cansaço dos jogadores em relação a Jesus, divisão no balneário, opções discutíveis e incompetência a mais. E mais. No caso do FCP é o Varela que explica. No caso do Benfica são os analistas que explicam… curioso ou mais um exemplo de diferença de respeito entre Benfica e FCP?
“O 4x3x3 continua no quadro tático do FC Porto, resistindo praticamente a todos os treinadores que têm passado pelo clube nas últimas duas décadas. Paulo Fonseca não mexeu na distribuição por sectores, mas promoveu uma alteração no meio-campo que muita tinta tem feito correr.” – RECORD online, sábado, 5 outubro de 2013 | 03:22, Autor: Rui Sousa
Se bem percebo, o treinador do FCP “inventou” (perdão "promoveu") alguma coisa que a malta lá do clube não está a gostar. Mas isso é escondido dos adeptos. Os comentadores não falam, os blogues e os representantes do Benfica nos Programas dos Trios, também não. As noticias saem em letra pequena. Não há titulos nem gritaria nas radios sobre as “invenções” do Paulo Fonseca.
Título principal: Os dois lados do campeão (e eu a pensar que só tinham um). Sub título: DRAGÃO COM DÚVIDAS OU EQUIPA AUTORITÁRIA? (mas as dúvidas não são só no Benfica de Jesus?) domingo, 6 outubro de 2013 | 03:24, Autor: JORGE BARBOSA
A pergunta que se coloca ao FC Porto para o jogo com o Arouca é esta: como é que a sua equipa irá reagir a seguir à primeira derrota da época? (o Benfica tem duas derrotas e as sondagens já despediram Jesus há muito) Se preferirem: vamos ter um FC Porto autoritário e decidido, a ganhar sem favores de espécie alguma (eles reconhecem que são ajudados por factores arbitrais, no Benfica fala-se de erros próprios), a dominar o jogo e o adversário, como se viu com o Marítimo ou P. Ferreira, ou um FC Porto com dúvidas na elaboração do seu jogo e sem sentido prático, como aconteceu com V. Setúbal ou V. Guimarães?
Várias semanas depois dos jogos em questão, eis que surge a critica ao futebol do FCP de Fonseca. “Dúvidas na elaboração do seu jogo”? “Futebol sem sentido prático”? Com o Benfica de Jesus, como é pacifico reconhecer, as criticas começam antes do jogo! Só critérios do jornalista ou estratégia de jornalismo?
Uma coisa é certa: são muitos os contrastes entre Benfica e FCP, na comunicação social e que deveriam fazer pensar quem manda, e é suposto ter cabeça para pensar nos interesses desportivos do Benfica...

6 comentários blogger

  1. A culpa é dos adeptos... E da imprensa claro... Foi por causa dos adeptos e da imprensa que não ganhámos o campeonato nos últimos 2 anos (já nem falo de há 3 anos...), que não ganhámos a Liga Europa no ano passado e que perdemos a Taça contra o Guimarães... Os adeptos são terríveis...

    ResponderEliminar
  2. São 30 anos de culpa sempre de Presidentes e treinadores... ou espera lá!
    Quem sabe talvez exista alguma coisa para a qual ninguém teve antídoto até hoje... e que se sobrepõe a conversas de Presidentes, treinadores, jogadores, adeptos, etc...
    Háaaaa já sei é a classe da estrutura do porto e a bela gestão desportiva... ou talvez aquela desculpa « esfarrapada », aquilo que os Benfiquistas não podem falar, porque... é tudo limpinho, limpinho e convém estender a passadeira aos meninos e se possível lavar - lhes a roupa com
    « presto »... afinal está tudo bem... a nossa estrutura é que não funciona!!!
    Viva o branqueamento da corrupção... vivam as vitórias podres, a culpa é primeiro e principalmente da forma como somos geridos.


    ResponderEliminar
  3. O Benfica tem adeptos a mais, e este é um facto indesmentível. Quem me dera que fossemos só 2 milhões mas que todos remassem para o mesmo lado, que todos respeitassem os resultados das eleições, que todos percebessem que qualquer que fosse o presidente e o treinador a corrupção dita leis neste país, etc.

    ResponderEliminar
  4. Por falar em argumentos estapafúrdios: "são os que também pediam a Jesus, na época passada, que rodasse mais o plantel para não "rebentar" com os jogadores. Este ano que Jesus roda o plantel, são os primeiros a acusarem Jesus de não ter ideias sobre qual o seu melhor 11 base."

    Mas lembra a alguém com dois dedos de testa começar a rodar a equipa logo nos 1ºs jogos da época? O início da época é para estabilizar, só faz sentido começar a rodar a sério a equipa quando houver jogos consistentemente à 4ª e ao Domingo.

    Ah, já sei qual é o problema.....é que eu disse "alguém com dois dedos de testa". Got it.

    ResponderEliminar
  5. "que todos respeitassem os resultados das eleições" - é como o Passos Coelho. Estejamos todos caladinhos, porque o homem foi eleito democraticamente. EPAH, RESPEITEM OS RESULTADOS DAS ELEIÇÕES, PAH!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em primeiro lugar o Coelho não ganhou com 83% dos votos. Depois não adianta berrar e gritar já que o desgraçado é obrigado a fazer o que os credores lhe exigem fazer. É como árbitros, depois do apito não adianta protestar.
      Quem quer que lá estivesse era obrigado a fazer o mesmo sob pena de consequências catastróficas para o país.
      Se tiveres dívidas da casa ao banco ou fazes o que este te exige ou ele tira-te a casa. Very easy to understand.

      Ricardo do Espírito Santo

      Eliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB.

ranking