O blog Novo Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com

30 de novembro de 2012

Não temos que pagar as contas do FC Porto!

Avatar
| 8 comentários



«O Sócrates de Gaia, Luís Filipe Menezes, mergulhou a Câmara de Vila Nova de Gaia num mar de dívidas que outros terão de pagar, porque agora o senhor quer ir endividar a Câmara do Porto. 
Como é que Menezes legou à posteridade esse mar de dívidas? Através do seu magnífico olho para a coisa pública, bem visível no seguinte negócio: por apenas 500 euros por mês, o FC Porto garantiu (e garante) o direito de usar um centro desportivo completamente novo, o Centro de Estágio do Olival. 
A construção deste complexo desportivo foi financiada pela Fundação PortoGaia, uma daquelas fundações fundamentalíssimas para o bem-estar da pátria. Em 1999, a PortoGaia foi constituída pela Câmara de Gaia, pelo FC Porto e, repare-se, pela empresa municipal Águas de Gaia. Para que serve uma empresa pública de águas? Para fazer relvados e balizas, pois claro. 
Segundo a revista Sábado, esta fundação recebeu 4,2 milhões de euros de apoios públicos entre 2008 e 2010, e Pinto da Costa era o seu presidente, apesar de o FC Porto deter apenas 0,8% da instituição. Moral da história? Através do sistema de financiamento das fundações e/ou através da Câmara de Gaia, nós, os contribuintes, oferecemos um complexo desportivo ao FC Porto.

Só espero que o Benfica não tenha beneficiado de semelhantes negócios no Seixal. Se quer dinheiro, o meu clube não deve andar a bater à porta dos fundos do contribuinte, só tem de falar com os sócios e apoiantes.» Retirado daqui.

O nome que se dá a este tipo de gente, que se financia e orienta com dinheiros dos contribuintes, é:
PARASITAS.

Até quando o FC Porto usufruirá de um Centro de Estágios à nossa custa?

Nota: Parece que a 'sorte' hoje não chegou. O Olarápio hoje não vai beber café e comer fruta a seguir ao jogo.

O Sócrates de Gaia, Luís Filipe Menezes, mergulhou a Câmara de Vila Nova de Gaia num mar de dívidas que outros terão de pagar, porque agora o senhor quer ir endividar a Câmara do Porto. Como é que Menezes legou à posteridade esse mar de dívidas? Através do seu magnífico olho para a coisa pública, bem visível no seguinte negócio: por apenas 500 euros por mês, o FC Porto garantiu (e garante) o direito de usar um centro desportivo completamente novo, o Centro de Estágio do Olival. A construção deste complexo desportivo foi financiada pela Fundação PortoGaia, uma daquelas fundações fundamentalíssimas para o bem-estar da pátria. Em 1999, a PortoGaia foi constituída pela Câmara de Gaia, pelo FC Porto e, repare-se, pela empresa municipal Águas de Gaia. Para que serve uma empresa pública de águas? Para fazer relvados e balizas, pois claro. Segundo a revista Sábado, esta fundação recebeu 4,2 milhões de euros de apoios públicos entre 2008 e 2010, e Pinto da Costa era o seu presidente, apesar de o FC Porto deter apenas 0,8% da instituição. Moral da história? Através do sistema de financiamento das fundações e/ou através da Câmara de Gaia, nós, os contribuintes, oferecemos um complexo desportivo ao FC Porto.
Só espero que o Benfica não tenha beneficiado de semelhantes negócios no Seixal. Se quer dinheiro, o meu clube não deve andar a bater à porta dos fundos do contribuinte, só tem de falar com os sócios e apoiantes.


Ler mais: http://expresso.sapo.pt/nao-temos-de-pagar-as-contas-do-fc-porto=f767894#ixzz2DkKi9OQp
O Sócrates de Gaia, Luís Filipe Menezes, mergulhou a Câmara de Vila Nova de Gaia num mar de dívidas que outros terão de pagar, porque agora o senhor quer ir endividar a Câmara do Porto. Como é que Menezes legou à posteridade esse mar de dívidas? Através do seu magnífico olho para a coisa pública, bem visível no seguinte negócio: por apenas 500 euros por mês, o FC Porto garantiu (e garante) o direito de usar um centro desportivo completamente novo, o Centro de Estágio do Olival. A construção deste complexo desportivo foi financiada pela Fundação PortoGaia, uma daquelas fundações fundamentalíssimas para o bem-estar da pátria. Em 1999, a PortoGaia foi constituída pela Câmara de Gaia, pelo FC Porto e, repare-se, pela empresa municipal Águas de Gaia. Para que serve uma empresa pública de águas? Para fazer relvados e balizas, pois claro. Segundo a revista Sábado, esta fundação recebeu 4,2 milhões de euros de apoios públicos entre 2008 e 2010, e Pinto da Costa era o seu presidente, apesar de o FC Porto deter apenas 0,8% da instituição. Moral da história? Através do sistema de financiamento das fundações e/ou através da Câmara de Gaia, nós, os contribuintes, oferecemos um complexo desportivo ao FC Porto.
Só espero que o Benfica não tenha beneficiado de semelhantes negócios no Seixal. Se quer dinheiro, o meu clube não deve andar a bater à porta dos fundos do contribuinte, só tem de falar com os sócios e apoiantes.


Ler mais: http://expresso.sapo.pt/nao-temos-de-pagar-as-contas-do-fc-porto=f767894#ixzz2DkKi9OQp
Se comentar anonimamente, não use o nickname Anónimo. Deverá inserir um nick seu (em Comentar como: opção Nome/URL).

8 comentários

  1. O Olarápio não vai beber café e comer fruta a seguir ao jogo, mas bem tentou. MAIS UM PENALTI NÃO ASSINALADO CONTRA O CLUBE CORRUPTO.

    ResponderEliminar
  2. Vai apanhar um raspanete dos grandes dado pelo sogro. E fica a pão e água também em casa de certeza absoluta.

    ResponderEliminar
  3. Pois eu moro em Gaia e pago (sou assaltado) para o FêQuêPê! Há ANOS que venho falando nos 500 (mais uns quinhentinhos) mas os meus amigos e conhecidos portistas (andrades) não se acreditavam .....

    ResponderEliminar
  4. Não dês tempo de antena ao Henrique Raposo, é asqueroso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Asqueroso porquê, por dizer a verdade???

      Eliminar
    2. Neste caso não digo, mas nas crónicas políticas é muito demagogo e parvo. ;)

      Eliminar
  5. Monte Carlo1/12/12 04:54

    Essa gente não se chama de parasitas, mas sim de ladrões.

    ResponderEliminar
  6. O negocio da Quinta da Trindade foi entre o Benfica e a Euroarea.

    A CM do Seixal apenas facilitou na volumetria e ocupação do espaço para os dois negociadores. Pois há tambem uma parte urbana da quinta pertença da euroarea, para alem da desportiva do Benfica.

    Tudo limpinho para contribuintes, apesar do presidente Alfredo Monteiro, ser benfiquista asumido.

    xico caçador

    ResponderEliminar

O NGB mantém registo dos comentários. Se comentar anonimamente, não use o nickname Anónimo. Deverá inserir um nick seu (em Comentar como: opção Nome/URL). Seja moderado na linguagem, senão será rejeitado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no contexto do blog.

ranking