O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Uma cultura muito especial - A Vitória

 ●  5 comentários  ● 
Como benfiquista, prefiro obviamente o Real Madrid ao Barcelona. Mas como adepto do futebol é preciso reconhecer que se vive em Barcelona possivelmente uma cultura que não se vive em qualquer outro clube do Mundo. Como diz o lema do Barça: "mais que um clube...".

Abaixo, um texto publicado a 2 de março de 2007. Quatro dias depois (6 de março), o Barcelona jogou e venceu por 1-0 em Liverpool. Foi eliminado, porque precisava de mais um golo (tinha perdido no Camp Nou, a 21 de fevereiro, na primeira mão da Champions, por 1-2). Mas jogou e venceu, em Inglaterra, tal como Guardiola tinha sugerido: em 3x4x3 (Valdés; Puyol, Thuram e Oleguer; Marquéz, Xavi, Iniesta e Deco; Messi, Eto'o e Ronaldinho). O mesmo sistema que recuperou para o Barcelona na última segunda-feira, na goleada de 5-0 ao Villarreal. Em Março de 2007 Guardiola já tinha terminado a carreira de jogador, mas ainda não era treinador. Só cinco meses depois se viria a estrear, então ao comando Barcelona B.

Sentir

Na última página de ontem do La Vanguardia, a atriz Norma Aleandro dizia que muita gente ganha a lotaria e nem se apercebe disso. Creio que para os que amam o Barça (muito) e o futebol (ainda mais), há muito tempo que nos tocou a lotaria. E o melhor de tudo é que nos apercebemos disso.

Lamento, Norma.

Parece, segundo dizem, que o dream team voltou em Saragoça. Eu acho que o dream team nunca se tinha ido.

"Atrai-me a vitória e dou conta de que o caminho que mais nos aproxima dela é o protagonismo. Jamais pensaria um desafio sem jogar no meio-campo do adversário." Frase maravilhosa de Marcelo Bielsa que o Barcelona fez sua há mais de uma década. Em Barcelona entende-se que é possível ganhar de mil maneiras. Todas válidas. Todas servem. E mais houvesse. Mas em Barcelona também se entende que jamais se pode ganhar e voltar a ganhar de uma forma que não seja sentida. Pelos directores, treinadores, jogadores, amigos, imprensa, pelas pessoas que todas as semanas vão ao jogo.

Acredito que os jogadores do Barça sentem isto assim. Sentem-no mesmo, porque muitos deles viram os seus antepassados mais próximos fazê-lo. Sentem-no porque os viram fazer e ganhar (como as vitórias reforçam as convicções!) e porque sabem que como isso já foi feito, é possível voltar a fazê-lo. Se não o sentissem assim, ganhariam na mesma. Mas apenas um dia. Não o fariam durante tanto tempo. Não se pode passar de jogar com uma linha defensiva de quatro para três - e digo três, não cinco - e fazê-lo com toda a normalidade. E fazê-lo bem. E ganhar. E estar nas meias-finais da Taça.

Posso estar enganado, mas é isto que vejo: eles gostam de se organizar através da bola. A atacar e a defender desta forma não entendem que a bola não pode estar aqui e nós ali. Que a bola não pode estar em cima e nós em baixo. Sentem que em vez de correrem muito até onde está a bola, acabará por ser ela a chegar onde eles estão. Sentem que os atacantes para triunfarem e saírem nas capas dos jornais precisam de bons passes dos médios e estes, para poderem fazê-lo, precisam de uma boa bola dos seus defesas. Eu passo-a a ti e tu passas a eles. Ronaldinho sabe que é melhor com Eto'o e Eto'o sabe que é melhor com Ronaldinho. Têm as suas coisas, mas juntos são melhores do que sozinhos. Insistem em saber onde está o homem livre a cada momento do jogo. E sabem que é melhor esse homem livre ser Iniesta do que um lateral. Sabem que Xavi e Iniesta são compatíveis. E, já agora, porque raio não haveriam de ser? Entendem, como todo o bom jogo colectivo, que quando se começa pela direita, o melhor é acabar pela esquerda. E que um passe para trás não significa medo, mas antes o início de outra jogada melhor. Sentem que a oportunidade acabará por chegar e que a posse de bola em si mesma não é nada, a não ser algo para chegar ao golo. Que aos extremos é melhor que a bola chegue desde o centro do que desde as laterais. E que se jogam os três pequenos (Deco-Xavi-Iniesta), como em Saragoça, os canteranos devem ocupar-se da criação e da elaboração do jogo, e Deco da finalização. Sentem que se tivermos de jogar com apenas três atrás, assim será. Mas esses três terão de ter as pernas de Puyol e Oleguer. E também sabem que têm o melhor jogador do Mundo, ou quase, e o melhor goleador do Mundo, ou quase, e que se falamos de saber jogar futebol, não de resolver partidas, repito, de saber jogar futebol, temos os melhores médios-centro do Mundo. Mas todos estes melhor ou quase, noutro enquadramento só representariam o "quase". Não teriam hipótese de ser o "melhor". E eles sabem-nos. Ou pelo menos sentem-no.

É isso que penso.

E mesmo assim, às vezes, também perdem. Perdem por falta de vontade. Por não terem suado a camisola ou por serem "peseteros". Ou porque ultimamente têm comido muito e bem. E já não têm tanta fome. Sim, também perdem por estas razões. Como todas as equipas do Mundo. Mas também perdem porque, às vezes, Xavi ou Deco ou Iniesta vão roubar a bola aos centrais quando era melhor que não fossem. Ou porque a bola que começa pela direita acaba por voltar à direita. Ou porque o terceiro homem da defesa é pouco utilizado. Ou porque Ronaldinho tem que receber mais bolas de Márquez e menos de Sylvinho. Ou porque a transição ataque-defesa se faz de forma cada vez mais lenta. Ou porque falta Eto'o. Ou seja lá porque razão for. Mas perdem. E perdem ainda por outras coisas que só eles sabem e têm que saber. Uns porque nasceram aqui e assim foram educados. Outros porque não lhes resta outro remédio que não seja aprender.

Amanhã o Barça irá perder. Ou depois de amanhã. Acontece a todos. Mas ninguém pode negar que há muito tempo que o Barça é uma equipa reconhecível, com identidade. Ninguém pode negar isso. Nem uma única pessoa.

E sabem como isso me agrada.

Algumas horas antes do jogo com o Saragoça, Iniesta mandou uma mensagem ao meu irmão. O meu irmão renviou-a para mim. Dizia: "O dream team está de volta. Vou jogar." Dá para sentir ou não como eles adoram esta maravilhosa profissão que é ser jogador de futebol?

Têm alguma dúvida sobre a forma mais indicada para derrotar os Beatles?

Passam? São eliminados? Não duvidem das palavras de Bielsa

5 comentários blogger

  1. JÁ TINHAMOS OUVIDO FALAR
    MAS ACABÁMOS POR VER HOJE
    NUMA TV
    A VERGONHOSA ARBITRAGEM PROTAGONIZADA
    POR UM BANDALHO APITADOR DE APITO NA BOCA
    NO JOGO DE JUNIORES
    BENFICA-SPORTING

    ALTO E PÁRA O BAILE
    É PRECISO DAR UM MURRO NA MESA

    AQUILO NÃO FOI UMA ARBITRAGEM
    AQUILO FOI UMA SACANAGEM

    PEDIMOS A TODOS QUE PROCUREM EM VÁRIOS BLOGUES
    VER UMA ARBITRAGEM DO MAIS VERGONHOSO QUE SE PODE IMAGINAR
    E O RESULTADO PERANTE TAMANHO DESASTRE SÓ PODE SER

    IRRADIAÇÃO DE TÃO INCOMPETENTE GENTE

    ESTE INCOMPETENTE
    E É UM ELOGIO
    PORQUE SENÃO TERIAMOS QUE LHE CHAMAR
    IRMÃO DOS METRALHAS
    SÓ PODE TER UM DESTINO

    RUA

    A BEM DA DECÊNCIA
    A BEM DO RIGOR
    A BEM DA COMPETÊNCIA
    A BEM DA ISENÇÃO
    NÃO É POSSÍVEL DEIXAR CRESCER
    E AVANÇAR PARA OUTROS PATAMARES
    A INCOMPETÊNCIA NA SUA MÁXIMA EXPRESSÃO

    É URGENTE APEAR ESTE APINTADOR
    DO SECTOR DA APINTAGEM
    É URGENTE EXPURGAR ESTE FURUNCULO ARBITRAL
    ATÉ PORQUE ALEM DE INCOMPETENTE
    ATÉ VÊ MUITO MAL AO PERTO

    OLHAR PARA PENALTIS E NÃO MARCAR
    É A PROVA EVIDENTE DE QUE SOFRE DAQUELE MAL
    QUE AFECTA COLEGAS MAIS VELHOS
    QUE POR MAIS QUE SE ESFORCEM
    TAMBEM NÃO VÊEM AS FAMOSAS MANITAS DO ROLANDO

    SRS QUE MANDAM NA ARBITRAGEM
    JÁ E EM FORÇA

    FORA COM ELE
    CORRAM COM A INCOMPETÊNCIA

    VAMOS VER SE QUEM MANDA TEM COGONES
    PARA VARRER DOS CAMPOS TÃO INCOMPETENTE APINTADOR

    MAS O PROBLEMA É MAIS VASTO
    O PROBLEMA TAMBEM ESTÁ EM QUEM
    O MANDOU PARA LÁ. QUEM O NOMEOU

    A SER VERDADE
    REPETIMOS A SER VERDADE
    O QUE SE OUVIU HOJE NUMA TV
    QUEM O NOMEOU TAMBEM NÃO DEVIA ANDAR POR ESSAS TAREFAS

    É URGENTE QUE SAIAM DO FUTEBOL PORTUGUÊS
    TODOS AQUELES CUJO PASSADO TENHA NÓDOAS ETERNAS

    PARA JÁ DEVIAM SAIR PELOS PRÓPRIOS SAPATOS
    DAR CORDINHA AOS SAPATOS E ANDAR
    ISSO ANDAR, TOCA A ANDAR

    SE NÃO TÊM ESSA CORAGEM
    QUE A TENHA QUEM ESTEJA MAIS ACIMA

    SOB PENA DO FUTEBOL PORTUGUÊS SER UMA
    BANDALHEIRA, SEM LIMTES
    FEITA DE BANDALHOS SEM VERGONHA

    POR FAVOR ALGUEM ARRUME A CASA E LIMPE ESTE POBRE FUTEBOL

    ResponderEliminar
  2. pois eu prefiro o barça ao real madrid, sempre assim foi.

    ResponderEliminar
  3. Este post fala da mistica e da cultura do Barcelona!
    De certeza que no Benfica também as há, mas em Portugal perde-se mais tempo a promover as quezilias e polemicas do costume!

    Mesmo os blogues que por vezes deviam de falar mais da mistica, contar estorias do glorioso e promover o bom benfiquismo, perdem muito tempo a criticar polemicas de Jorge Jesus, Capdevila e coisas assim!

    Temos de falar do Benfica, promover o Benfica e os nossos, espalhar a mistica e dar a conhecer a mistica!

    Hoje abri o meu coração e partilhei no meu blogue a minha estória em redor do Benfica.
    Se quiseres dar uma olhadela deixo aqui o link:

    http://sentirbenficavencer.blogspot.com/2011/09/um-dia-fui-ao-estadio-da-luz.html

    Saudações Benfiquistas
    Rederx

    ResponderEliminar
  4. Como benfiquista, prefiro obviamente o Real Madrid ao Barcelona!
    Mas que raio tem a ver uma coisa com a outra?

    ResponderEliminar
  5. O Barcelona - apesar de praticar o bom futebol que lhes é reconhecido - é constantemente favorecido pelas arbitragens (assim como um certo clube regionalista cá do burgo).
    Convém não esquecer.

    E quanto a essa "cultura da vitória"... isso são terrenos que já são muito neblados.
    Muitos putos hoje em dia são adeptos dos corruptos precisamente porque esses ganham e ganham e ganham. A "cultura da vitória" muito facilmente se torna no "vencer a todo o custo e por todos os meios".

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking