O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


Qual vai ser o resultado do Derby?

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Avatar

Se não é ele o símbolo, quem o é, destes últimos 12 anos?

 ●  + 29 comentários  ● 
Talvez esta seja uma frase perigosa, mas arrisco-me a dizer que em Portugal a maior parte dos adeptos não gosta verdadeiramente de futebol e dos seus artistas...

Não, em Portugal, o que existe é clubismo! Gosta-se, ama-se o seu clube acima de tudo, muitos se dispõe mesmo a morrer em nome dele, a perder a razão só para o defender, e mesmo dos ídolos, só são ídolos enquanto nos servem!

Talvez seja por cá morar e ser o exemplo oposto que tenho mais próximo mas, gostar de desporto e amar os seus ídolos, aquele amor incondicional “no matter what”, é mesmo em Inglaterra...

Inglaterra é o país, onde hoje ainda se canta o nome Gerrard em todos os jogos do Liverpool...

Em Portugal, Gerrard seria hoje apenas mais um ídolo do passado, um pesetero que um dia forçou a saída para o Chelsea e só não foi porque não o deixaram, um coxo que teria feito o seu clube perder a oportunidade de ouro de chegar ao primeiro campeonato em 18 anos depois de perder uma bola infantil a meio campo que deu golo ao adversário, o zarolho que falhou um penalty importantíssimo na FA Cup na sua última época com a camisola do Liverpool ao peito!

Também em Inglaterra poderiam lembrar Gerrard por tudo isto, pelas fatalidades, pelos penosos e azarados últimos tempos ao serviço do Liverpool!

Mas não! Para os adeptos do Liverpool, Gerrard há-de ser sempre lembrado pelos bons momentos (e foram tantos), isto sim, é amor incondicional, um amor único e difícil de explicar.

E isto leva-me para Luisão, um dos grandes capitães da história do Benfica, cuja história ao serviço do clube se aproxima perigosamente do fim, enquanto jogador pelo menos...

Nos dias de hoje, num Benfica mais fragilizado, num Benfica que não ganha tantas vezes, com um Luisão a cometer mais erros do que costume, imediatamente se esquece tudo o resto, toda uma carreira de águia ao peito, a entrega, a dedicação, os momentos de glória, o profissionalismo acima de tudo (sim, vou repetir, profissionalismo acima de tudo), e se põe tudo em causa... com faltas de respeito até!

Eu sei que há adeptos para quem hoje Luisão não é mais do que aquele jogador que só foi ficando porque pediu aumentos de ordenado uma série de vezes! Nunca há-de ser um dos nossos, dirão!

Mas esses mesmos adeptos, que só sabem ver assim as coisas (com sacas de notas no meio), também não dizem então, quem são esses, os “nossos”! É que se os “nossos” não são esses, os que ficaram 12 anos e sempre a jogar na primeira equipa, então de facto, não sei quem são os “nossos”, ou se existem sequer!

O erro é pois haver ainda adeptos que continuam de facto a viver no mundo da lua e a acreditar que isto de ficar 12 anos ao serviço de um clube acontece à conta apenas de amor à camisola!

Há gente, que sei lá, acredita que a chegada de Luisão à Luz foi um caso de amor de berço... Que da mesma forma que chegou à Luz não poderia ter chegado ao Porto ou a Sevilha... Que Luisão saiu do Brasil ainda novo, deixando família e amigos e vida para trás para vir para Portugal à procura do sonho de... fazer carreira no Benfica... Jogar se calhar no clube onde Eusébio jogara!

É essa a ilusão! Acreditar-se, exigir-se a jogadores profissionais, a jogadores talvez hoje Benfiquistas para sempre mas não Benfiquistas de sempre, esse tipo de dedicação, esse tipo de ilusão, essa fantasia de acreditarem sequer que na cabeça de um miúdo que sai do Brasil aos 20 anos em busca do sonho de ser um profissional de futebol de sucesso, o objetivo não é regressar a casa 14 anos depois com a vida feita, sem necessidade de mais preocupações quaisquer a nível financeiro, olhar a família nos olhos e dizer que valeu a pena, “Consegui”!

E isto é assim até com os putos que hoje crescem no Seixal, os tais Benfiquistas de gema para alguns, até para os Édgares, e os Hugos Leais, e os Maniches, os Jorge Ribeiros e os Paulos Sousas, aqueles Benfiquistas de coração que nunca na vida nos dariam um pontapé no cu à primeira oportunidade! Mas se é assim com os Benfiquistas de gema, imaginemos pois como é para aqueles que não são, nunca o foram nem tinham de ser!

E de facto, misturar 12 anos ao serviço  de um clube com dinheiro, minar a história metendo euros no meio, é um crime e um erro de julgamento de todo o tamanho!

Claro que Luisão sempre quis ser bem pago! Claro que Luisão sempre mereceu ser dos mais bem pagos! Claro que Luisão sempre teve propostas do exterior e que para ficar na Luz sempre exigiu ganhar pelo menos parecido.

Isto é o que faria Luisão, mas também eu ou qualquer um de nós! “Queres que eu fique? Eu fico sim, eu quero ficar, eu gosto de aqui estar e dou prioridade a estar aqui mas, valoriza-me! Porque se não me valorizares eu vou para onde me valorizem! Eu sou um profissional de futebol, acima de tudo!

Mas alguns adeptos, os tais que exigem respeito, e agradecimento eterno, e que não se cuspa na mão de quem lhes deu de comer (é assim que costumam dizer), são aqueles que depois, por causa de uma má exibição, se esquecem também de ser agradecidos a quem sempre nos defendeu com o melhor que tem!

Nunca me esqueci da final da Taça da Liga daquela fatídica época em que perdemos tudo nas últimas duas semanas. Ganhámos a Taça, Luisão vai à bancada atirar a sua camisola para o público, e o prémio que teve foi a camisola devolvida para o relvado! Triste! Muito triste! Aconteceria algo parecido com Gerrard em Inglaterra? Impossível meus caros! Porque a mentalidade é outra!

Por isso pois, para mim esse deve ter sido o dia em que Luisão percebeu o que é isso do reconhecimento que fica em Portugal a um jogador depois de 12 épocas ao serviço de um clube! Terá sido esse o dia em que viu a realidade nua e crua em frente aos seus olhos, e também o dia em que todos perceberam que de facto a prioridade para um profissional de futebol deve ser sempre resolver a sua vidinha o quanto antes, em termos de euros pois claro! O resto não conta para nada, na grande escala das coisas!

Luisão pediu respeito há uma semana atrás... E merece-o... São 12 anos meus amigos, não são 12 dias nem 12 meses...

E o que fica pois é o exemplo, a classe, o ter ajudado tantos parceiros da defesa a ser  melhores jogadores e a sair para grandes clubes quando se calhar quem merecia sair era ele, mas o profissionalismo exemplar acima de tudo (já tinha dito isto?)

Por tudo isso, obrigado Luisão! Há quem viva de facto de assobio na boca e à espera de ver os heróis cair mas, se não és tu o grande símbolo encarnado dos últimos 12 anos, quem o é, que de repente não me ocorre nenhum?


29 comentários via blogger

  1. Fantástico texto! Parabéns! Luisão é claramente o jogador da última década! Merece todo o respeito e consideração, não só dos benfiquistas, mas de todos os amantes do futebol. Saiba ele (e permita-lhe o clube...) sair com o respeito que merece e ficará na história como um dos grandes.

    ResponderEliminar
  2. Deixa lá isso, já sabes que o shadows vai-te responder que o símbolo é o Benfica. Vais-te sempre meter nestas conversas de surdos, e não é porque ele seja burro mas sim porque é demasiado convencido dos seus próprios argumentos ((agora está na moda chamar-se a isso fundamentalismo).

    É evidente que o Luisão é o grande símbolo do Benfica do última década dentro de campo, embora não o mais vistoso mas os centrais raramente o são. Aumentos de ordenado todos pedem, é perfeitamente normal se têm hipótese de ganhar mais noutro lado. O Benfica não tem dinheiro para manter "símbolos", termos um jogador destes durante 12 anos é uma raridade absoluta nos dias de hoje.

    ResponderEliminar
  3. Não é dos últimos 12 anos. Luisão é um dos mais importantes jogadores da história do Benfica e um dos seus grandes capitães.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Completamente. Mais jogos internacionais. Mais vezes capitão não português. Luisão é um símbolo da história do Benfica.

      Eliminar
  4. Vamos fazer um favor a todos nós e elevar a discussão para outro nível. Vamos todos ler o artigo sobre o Benfica do Rui Vitória no Blog Lateral Esquerdo. Vamos ler aquilo e mastigar o que está lá escrito. A linguagem é simples e qualquer leigo percebe a mensagem. Não vamos fazer do saldo de vitórias e derrotas desta época bem como da nossa classificação algo de esotérico. O futebol jogado dentro do campo tem uma explicação e o post do blog desvenda uma boa parte dela. Sugiro ao Blog que coloque aqui o link e que faça um post sobre o mesmo para ser discutido entre todos.
    Quem não conhece o blog é só escrever no google " lateral-esquerdo.blogspot.com"
    Aquilo é serviço publico e é de facto futebol.

    Carlos Mendes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Peço desculpa pela linguagem, mas o blog Lateral Esquerdo é uma valente trampa.

      Eliminar
  5. Excelente post Redmoon,

    Ser benfiquista para mim é de facto muito mais do que apludir a equipa quando ela ganha.
    - é admirar os idolos por todas as alegrias que nos deram e nos dão
    - é assitir aos jogos e aplaudir e incentivar a equipa quando as coisas correm menos bem
    - é sofrer com as derrotas com se de um grande golpe se tratasse
    - é saborear as vitórias com o ar que se respira, respeitando nesta altura os adversários

    Para o grande capitão Luisão a minha enorme admiração.

    ResponderEliminar
  6. Subscrevo totalmente. É utópico pensar, nos dias de hoje, que um jogador não olhe à vertente financeira e troque a estabilidade pelo "amor à camisola". Mas um símbolo (e, não haja dúvidas, o Luisão é um símbolo do BENFICA), para mim, é aquele jogador que defende a camisola que veste e que dá tudo pelo clube que lhe paga. E, se calhar, é por isso que não consigo ter raiva do Maxi Pereira, só tristeza pela opção que tomou...

    ResponderEliminar
  7. Gostei caro Redmoon destes seus raios de luz a iluminar o já de si LUMINOSO E GRANDE CAPITÃO que é o LUISÃO; não será uma pequeníssima e insignificante sombra que alguma vez conseguirá extinguir esse imenso brilho.

    LUZ SOLAR

    ResponderEliminar
  8. Águia Preocupada09/11/15, 23:39

    Não sei com quem convives, com quem conversas nem a idade que tens. Talvez um misto da convivência e da idade talvez demasiado jovem ainda, te levem a ser bastante injusto na apreciação que fazes.
    Ainda no domingo no estádio, conversava com o meu colega do lado sobre as nossas glórias que ainda hoje perduram e são lembradas como ídolos. Não estou a referir-me ao Rei Eusébio porque esse é imortal, transcendente. Falámos dos grandes capitães - Toni, Humberto Coelho, Ricardo Gomes e Mozer - Foram estes essencialmente que prenderam a nossa memória e foram elevados à categoria de heróis imortais. E de todos, só Toni não saiu para outros clubes e segundo o meu interlocutor, foi sempre prejudicado por nunca ter "despido" a camisola do Benfica! Opinião que eu corroboro.
    É claro que todos terão cometido erros... Mas olha, só me lembro dos grandes cortes, das grandes jogadas, do posicionamento em campo e na vida!
    Luisão não goza da mesma simpatia? Duvido. Mas reconheço que hoje é mais difícil o sentimento de gratidão e de reconhecimento eterno... Há muito dinheiro em jogo. O futebol hoje é um negócio que cria autênticas fortunas! E ao pequeno aceno, lá vão eles para as terras dos dólares...
    Vê a diferença por exemplo entre Néné e Lima; entre Witsel e Shéu; entre Bento e Oblac! Heróis? Sim! Mas só quando o dinheiro não foi tudo na vida.
    Disse o nosso maior poeta: "Mudam-se os tempos... Mudam-se as vontades"! E eu acrescento: Mudam-se os hábitos! Mas nunca os hábitos de recordarmos os que respeitaram o Manto Sagrado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. João Vilela10/11/15, 02:06

      Subscrevo o comentário. O futebol indústria/negócio acabou com a imagem de herói e amor à camisola de outros tempos. Olha o Messi por exemplo. Jogador fantástico e ídolo no Barcelona... mas bastou ter uma "birrinha" com Luis Enrique e começou logo a vir à imprensa piscar o olho ao Chelsea, no espaço de minutos começou a seguir o Chelsea e vários jogadores deles nas redes sociais... como quem diz, ou me dão o que eu quero ou vou para ali. Qual amor qual quê.

      Eliminar
    2. Subscrevo, Águia Preocupada.

      A.Martins

      Eliminar
  9. Águia Preocupada09/11/15, 23:41

    Por lapso, considerei Toni como Central! É claro que não é correcto. Pela incorrecção peço desculpa.

    ResponderEliminar
  10. Luisão é o símbolo do Benfica actual! (O único… após a saída de Maxi) Quem diria, não é? Maxi deixou de ser um simbolo do Benfica de um ano para o outro!
    E posso te dizer que Maxi Pereira, para mim, era UM SÍMBOLO DO BENFICA!!!!
    Mas hoje todos nós o odiamos! Porquê???

    Luisão será o ultimo dos Moicanos! mesmo com muitas "ganas" de sair ou ser aumentado, sempre foi um ícone do Benfica!

    Depois dele (sim, está em modo decrescente) não resta ninguém!
    Sinais dos tempos!

    Já não existem Velosos, Paneiras, Sheus, Diamantinos; Bentos e muitos outros!

    Cada vez mais é dificil um jogador ficar no mesmo clube apenas por amor á camisola!
    Raul? Totti? Gerrard? São poucos os exemplos…\

    Que Luisão faça uma enorme época, como fez na última, e conquiste o TRI, que de resto será o corolario natural para uma enorme carreira!

    Parabéns Capitao

    ResponderEliminar
  11. "Mas esses mesmos adeptos, que só sabem ver assim as coisas (com sacas de notas no meio), também não dizem então, quem são esses, os “nossos”! É que se os “nossos” não são esses, os que ficaram 12 anos e sempre a jogar na primeira equipa, então de facto, não sei quem são os “nossos”, ou se existem sequer!"

    Os "nossos" são os adeptos. Os jogadores são profissionais, e, sim, peseteros. Há sempre os Tottis desta vida, mas contam-se com os dedos das mãos, e são cada vez menos.
    Por isso, acho que estás errado quando elogias essa postura (de idolização) em Inglaterra. Estão-se a enganar a eles próprios.

    ResponderEliminar
  12. luisão é um simbolo do benfica e merece todo o respeito mas atenção não esta acima do clube como tambem alguns que por ai andam querem fazer.

    mas acho que não percebeste que os ataque ao luisão não foram internos foram externos e foi a esses que luisão se referiu.

    eu nunca percebi essa da claque ter devolvido a camisola nem porque mas teras de lhe perguntar a erles, agora uma coisa é certa fazes uma confusão do caraças é que na epoca que referes nem sequer fomos à final da taça, alias se perdemos tudo não ganhamos nada.

    ResponderEliminar
  13. Excelente texto, com otimo timing, concordo praticamente com tudo, desde os euros ao profissionalismo, aos adeptos que só valorizam o momento. Mas pra última pergunta eu tenho resposta. O Simao Sabrosa claro, quantos anos esteve no benfica!? Não 12 claro, saiu pelos tais euros que não só faziam falta para ele como também para o clube, já depois de estar algumas vezes dentro de aviões preparado para embarcar para Inglaterra acaba onde sabemos.Porque não ficou 12 anos ? Porque o clube não tinha mais quem vender....

    ResponderEliminar
  14. Estamos a esquecer um ponto importante. É que em Inglaterra muitos dos clubes já não são dos sócios. No limite, se os donos assim o quisessem, iam para outra cidade por exemplo.

    Penso que Luisão deveria ficar na estrutura do Benfica no fim da carreira.

    Capitão Vermelho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E qual é a diferença? O Benfica também já não é dos sócios, mas sim de lfv e do Mendes.

      A.Martins

      Eliminar
  15. O Luisão nunca me encheu as medidas, pese embora aquela alegria inesquecível que me (nos) deu em 2005. Já o tinha visto e continuei a vê-lo a ser muito mal comido em alguns golos que sofremos, nomeadamente naquele jogo em Janeiro de 2006 contra os lagartos. Além do mais aquelas lesões crónicas que lhe apareciam e ainda hoje aparecem antes dos jogos com os lagartos também nunca me concenceram. Mas temos que admitir, gostando muito, gostando pouco, ou mesmo não gostanto nada, o homem esteve em todos, (mesmo todos), os triunfos importantes do Benfica depois da seca que iniciou em 96 e só terminou em 2004, e mesmo após a mini-seca de 2005 a 2009. 12 anos não são 12 meses. O Luisão é mesmo um jogador que ficará para a História do Benfica.

    ResponderEliminar
  16. "Luisão pediu respeito há uma semana atrás... E merece-o..."

    Nunca mais me esqueço que o Luisão já mandou os próprios adeptos para o carvalho. Nós, Benfiquistas, estamos gratos pelos 12 anos do capitão, mas no Benfica devem jogar os melhores, quem está em melhor forma. Não é o caso dele. Quem te ler, redmoon, pensa que Luisão é um pobre coitado. Tem é de estar grato pelos adeptos que tem e por quem lhe encheu os bolsos estes anos todos. Não merece nenhuma estátua. Merece um obrigado, só. Eventualmente, colocá-lo a interagir com a formação.

    A.Martins

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Nós benfiquistas"? Outro a afirmar-se que "adoro o Benfica"! Não enganas ninguém, já te dissemos!

      Eliminar
    2. Eu sei, Anónimo. A ladainha dos avençados é sempre a mesma. Convinha acrescentarem um pouco de criatividade à mesma, afinal é para isso que vos pagam.

      A.Martins

      Eliminar
    3. Por falar em criativade, estimado A.Martins, a história doas avençados também é sempre a mesma.
      Não sei se é para isso que lhe pagam...
      Zé dos nenucos

      Eliminar
  17. Eu só gostava que certos comentadores fizessem um esforçozinho de memória, e andassem com o relógio do tempo para trás ... são só 6 anitos. Vão até lá e leiam alguns posts escritos e os comentários feitos durante o mês de Dezembro de 2009, e vejam as enormidades que se escreviam naquela altura acerca do Luisão ,do Maxi, do Javi do Nolito e até do Saviola, e comparem-nas com o que fazem actualmente mudando sómente os nomes aos jogadores... tudo igual, nada mudou !
    E depois venham para aqui intitular-se os melhores adeptos do mundo, os mais conhecedores ...
    Bullshit ! ! !

    ResponderEliminar
  18. Clap Clap Clap!

    Muito bem, Red Moon.

    O bom gigante não tem culpa nenhuma que o Rui Derrota tenha vindo destruir um processo defensivo que era quase perfeito...

    ResponderEliminar
  19. Desrespeito comparar Luisão com um monstro Sagrado como o Gerrard! Mais de 20 anos de carreira-formação e profissional-, onde teve N de situações para abandonar o clube, mas pelo amor, decidiu ficar. Não gosto que se escrevam artigos e se inventem histórias só para dar um lado mais dramático à coisa.
    Por favor, respeita um dos melhores médios de sempre. Sou Benfica, mas Luisão comparado com o Gerrard é um Pesetero do nível do Figo.
    Este sim, sente a camisola como poucos!

    ResponderEliminar
  20. Nós Benfiquistas somos muito ingratos...
    Ainda tenho esperança que seja feita a homenagem merecida ao João Vieira Pinto... ele e o Preud'Homme carregaram o Benfica naquela era negra e o João Pinto teve de engolir muitos sapos até ter sido dispensado... e como os adeptos são cegos.. só porque decidiu seguir carreira no Sporting... queriam o que?? que acabasse a carreira aos 28 anos??

    Por isso concordo que o Luisão seja um simbolo da primeira década do século XXI tal como o João Vieira Pinto foi o simbolo da década de 90... e este saiu porque o mandaram embora...

    saudações Benfiquistas :)

    Pablito :)

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.

Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.

artigos recentes