O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


Qual vai ser o resultado do Derby?

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Avatar

Um de dois textos de leitores do NGB, agora no feminino

 ●  + 45 comentários  ● 
DO BENFICA DO CORAÇÃO AO BENFICA DO CIFRÃO!

Aproveitando a disponibilidade do Benfica By GB decidi aceitar o repto e trazer um exercício de análise que espero mereça a atenção dos leitores e suas opiniões. 
Não sem antes me apresentar como uma mulher benfiquista, assídua no estádio e apaixonada pelo Sport Lisboa e Benfica. Espero que tal confissão não condicione de qualquer forma o vosso interesse pelo tema            que escolhi.

O  início de época apocalíptico, derivado de uma ausente ou catastrófica gestão que poucas esperanças nos transmite e de perspectivas nulas, levou-me a tempos passados, de outros Benficas,  de outras formas de pensarmos o  Benfica, de maneiras diferentes de vivermos o Benfica, de outras forças como amávamos o Benfica!

Embrenhei-me na causa benfiquista, nos anos 60 em que o desporto se pautava por futebol e também bastante o hóquei em patins. Ambos eram presenciados nos estádios e nos pavilhões porque a televisão era só para dias de festa… e muito poucos.

Pouco se sabia. Jornais existiam um ou dois e eram semanais. Os programas desportivos não se detinham com debates nem com lances duvidosos. As tácticas não eram alvo de discussão.  Noticiava-se o acontecimento, informavam-se os resultados e os marcadores dos golos e por aí se ficavam.

Por esses tempos, não importava - pelo menos ao nível do adepto – quem era o presidente do clube A ou B e até o treinador não tinha a importância que hoje tem ou se lhe dá.

Não admira pois, que eu, menina de aldeia, onde a electricidade chegou apenas em 1961 e com ela as chamadas tefefonias que apenas alguns possuíam e a televisão ainda menina e moça tal como eu, era coisa só de cafés, desconhecesse por completo quem eram o presidente e o treinador do meu clube, o Sport Lisboa e Benfica. No meu desconhecimento, penso mesmo que ignorava que tal existia e era preciso.

Comecei pois a inteirar-me destas questões no princípio dos anos 80 quando presidia o nosso clube o já falecido Fernando Martins e era treinador Lajos Baroti.
Era uma época de pouco furor futebolístico – o 25 da Abril veio revolucionar  as mentes e  outras preocupações e ideais preenchiam e substituíram o nosso pensamento - .
Mas como tudo na vida, a revolução esmorecia e o rumo começava a desencantar  e alguma desilusão abria brechas para outros caminhos e interesses. Foi então que me tornei sócia e a viver o clube na sua plenitude. A vivê-lo! Porque o amor, há muito o havia descoberto.

E na minha vivência, percebi, pensava eu, que para se ser presidente do meu clube, eram precisas algumas premissas indispensáveis e obrigatórias como por exemplo:

1 – Ser-se Benfiquista 
2 – Ser-se sócio(a)
3 – Ser-se da casa (ser assíduo/a no estádio)

Assim se cumpriram os primeiros anos da minha experiência benfiquista. Fernando Martins possuía tudo o que descrevi.
Depois veio João Santos, que também conhecia como “praticante” destas práticas benfiquistas.
Seguiu-se Jorge de Brito, que era um homem da casa. Tinha tido alguns cargos relevantes e como alguém disse na fila para as eleições em que foi eleito: “vou votar em quem sabe onde é a casa de banho”!
E foi aqui que tudo começou a alterar-se e direi memo a descambar.
Vale e Azevedo foi quem se seguiu. Nunca antes se ouvira falar dele, nem fora visto alguma vez no estádio ou no pavilhão! Apareceu sabe-se lá de onde…

Manuel Damásio seria conhecido(?) talvez  do “jetset” que o  casamento lhe conferiu, mas  como benfiquista era completamente desconhecido.

Manuel Vilarinho era um indiscutível benfiquista praticante e como ele um dia declarou: “Benfiquista, sou só eu e mais 10!”

Luís Filipe Vieira era conhecido mas não por motivos desportivos no Benfica e pouco ou nada positivos. Não pertencia à família benfiquista. Não era “visita da casa”!

E foi nestes sete presidentes que detive a minha análise e concluí que os grandes empreendimentos só serão bem sucedidos se forem realizados com ambição, com competência mas também com muito AMOR à causa.

Fernando Martins, homem de negócios, foi talvez o primeiro a perceber e a experimentar a força e o poder do nome Benfica. Não adulterou a génese do clube, mas não resistiu a algumas alterações e situações que muito pouco favoreceram o clube. Obras quiçá desnecessárias e amizades que mais tarde se haveriam de revelar nefastas para o Benfica, para o futebol e para Portugal. Foi contudo um presidente que geriu o Benfica com uma boa dose de AMOR!

João Santos respirou e viveu o  Benfica. Não recordo nada dele que directa ou indirectamente prejudicasse o clube. Lutou como pôde contra as forças do mal que já se perfilavam para uma “guerra” corrupta que passados mais de 30 anos, ainda corrói e maltrata o futebol.
Levou a cabo uma obra com saber, com diplomacia e com muito AMOR!

Jorge de Brito, um grande benfiquista! Chegou tarde, fora de tempo, à presidência. A sua saúde e vida pessoal e familiar difíceis à época, foram impeditivos de fazer dele o presidente do AMOR à causa. Mas ninguém o poderá acusar de denegrir, usurpar ou usar de alguma maneira em seu proveito o nome BENFICA!

Manuel Damásio, chegou, acredito que cheio de boas intenções. Mas como disso está o inferno cheio, depressa se apercebeu que o Benfica poderia ser o trampolim que o projectaria para a alta roda do jetset onde já se iniciara, mas cujas portas só se escancaravam para dois tipos de gente: Os que tinham poder financeiro e/ou que tinham cargos mais ou menos colunáveis. Damásio, depressa percebeu que o Benfica poderia dar-lhe ambos e não enjeitou a fama e notoriedade que o seu cargo no Benfica lhe conferiram e que lhe escancariam as portas que até então estavam apenas entreabertas. E ele e a esposa, queriam-nas bem escancaradas!
Não vou descrever o quanto de mal fez ao Sport Lisboa e Benfica - isso todos sabemos – mas não foi uma obra feita de AMOR!

João Vale e Azevedo, que muitos consideram o grande “malandro”, foi a meu ver, um presidente ingénuo, imprudente e um peixe fora de água. Cometeu erros que prejudicaram o clube mais pelo seu desconhecimento total das caves onde já se moviam os poderes corruptos do que por pura “malandrice”. Não enriqueceu  à custa do clube e teve o fim que todos conhecemos. Apareceu do nada e não viveu o Benfica desde criança ou jovem como muitos de nós. Não tinha, como nós, AMOR ao clube!

Manuel Vilarinho, benfiquista de alma e coração, chegou à presidência, com o clube doente, moribundo, descredibilizado e pobre.
Com o seu grande AMOR ao clube, soube iniciar o seu ressurgimento e criar em todos nós novas esperanças e perspectivas de um futuro de sucesso. Foi pois um presidente cuja luta se baseou num grande AMOR ao clube!

E eis que chega Luís Filipe Vieira. Trazido para o clube pelo anterior presidente que certamente viu nele qualidades e competência para continuar o trabalho encetado.
Tinha antecedentes pouco abonatórios como gestor desportivo – o Alverca FC sucumbiu à sua gestão - . Não era conhecido como visita da casa benfiquista. Antes era visita assídua de outras casas. Veio a conhecer-se as suas tendências clubísticas e os seus festejos a resultados de adversários de idoneidade desaconselhável quando em confrontos com o nosso clube.
Vilarinho terá sido pouco prudente com a escolha, pois as premissas de que falei acima não faziam parte da vida do empresário Vieira.
A História será feita pelos benfiquistas daqui a alguns anos e não pretendo antecipá-la!
Para uns, fez muito pelo Benfica e é até considerado como o salvador do clube. Para outros não passa de um embuste e de um oportunista.
Não é preciso dizer nos quais me incluo, mas por tudo o que se tem passado nestes 13 anos, Vieira não é para mim um presidente que sinta, viva e ame o clube como eu. Não tem sido, de todo, um presidente com AMOR ao clube.

Já vai longa esta dissertação. Sem pretender ter a razão do meu lado e sem querer antecipar a História, concluo que urge encontrarmos alguém verdadeiramente benfiquista, com provas dadas de inequívoco benfiquismo e AMOR para gerir e presidir ao nosso clube. Porque o Sport Lisboa e Benfica só teve VIDA e ALMA e GLÓRIA, quando foi gerido com capacidade, com competência, com ambição, mas sobretudo quando:

O CORAÇÃO SE SOBREPÔS AO CIFRÃO!

Maria C. Rosa
Sócia do Sport Lisboa e Benfica

45 comentários via blogger

  1. Caro GB, nem me apetece escrever o resto.

    É esta a gaja que arranjaste?!

    Abraço
    Pedro B.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "gaja" pah?! Mais respeito. Não estás a falar das tuas amigas, parvalhão.

      Eliminar
    2. Vai-te encher de moscas pa! se não gostas põe na beira do prato.

      Estava à espera de mais alguma tolerância para um primeiro artigo de opinião carregado de emoção,

      Eliminar
    3. Se não gostas escreve tu, agora daí a responder com essa educação de carroceiro...

      Eliminar
    4. O João não era coiso... o resto pois... é isso tudo.

      Eliminar
  2. Parabens Maria C Rosa pela historia bonita sobre os presidentes que presidiram ate agora ,se tivesse recuado um pouco mais atraz teria chegado ai sim um dos melhores presidentes do nosso clube que tanto amamos falo do saudoso Dr Borges Coutinho para mim um dos melhores presidentes do historial do Benfica nao esquecendo tambem Fezas Vital,esses sim abundava amor o que agora falta no presidente LFV e o nosso presidente e respeito-o enquanto la istiver mas quando me recordo que festejou golos dos corruptos contra nos a minha alma desfaz-se pois por muito que ele diga que ama o Benfica eu desconfio sempre que nao tanto como nos parabens pelo seu texto se o GB permitir escreva sempre gostei esta de parabens.
    Frank

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria C. Rosa13/08/14, 10:51

      Obrigada caro Frank.
      Com certeza que a grandiosa história do Benfica foi escrita com grandes jogadores, mas também com grandes Presidentes e dirigentes. E gente Grande, o Benfica teve muita, felizmente!
      Mas como digo no texto, falei das minhas memórias e falei de memória cingindo-me ao que presenciei e vivi.
      Não pretendi fazer a História do Benfica. Essa é para os historiadores e terá que ter muito mais rigor que aquele que a minha emoção e benfiquismo ditam!

      Eliminar
  3. É uma boa opinião, mas o grande problema continua a ser a falta de alternativas ao presidente. O LFV apareceu quando era de cifrão que o clube precisava, e antes da saga BES dizia-se que ele tinha estado bem. Mas mau presidente ele não tem sido.

    Aliás, depois do Garay ter saído o Sporting parece estar à beira da implosão de meio plantel. O Benfica pode não ter ganho grande coisa financeiramente com isso, mas a inveja que gerou nos jogadores dos clubes adversários é que parece ser uma jogada e pêras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. LOLOLO...

      Ou seja, não tem importância que o plantel do Benfica esteja mais fraco, que provavelmente ainda veremos sair Gaitán e Enzo, desde que consigamos meter inveja/veneno nos jogadores adversários.

      Alguns adeptos do Benfica fazem lembrar um bêbado que leva para casa uma gaja feia, no dia seguinte acorda sóbrio e percebe o erro, numa tentativa vã de se convencer a si próprio começa a pensar..."ela nem era assim tão feia, tinha isto ou tinha aquilo bonito", mas a verdade é que o má decisão já tinha sido tomada.
      ALGUNS adeptos do Benfica, ou da causa Vieirense, agora até acham que o Benfica "deixou" sair o Garay e isso foi uma grande jogada, digna de um estratega de eleição, agora o Rojo e o Slimani também querem sair.

      Bendita seja a humanidade e a complexa mente humana, nunca me para de surpreender.

      Pedro Almeida

      Eliminar
    2. Maria C. Rosa13/08/14, 11:17

      Não gosto de responder a anónimos, como já abri uma excepção, vou responder.
      Realmente o Benfica precisava de cifrão. Não precisava era de quem o colocasse a precisar de muitos mais milhões de cifrões.
      Acha que Vieira não tem sido mau presidente. É a sua opinião que respeito, mas não é de todo, a minha!
      Fez muitas obras? Fez! Mas pagou-as? NÃO! E quem irá pagar?
      As alternativas, são poucas e de pouca monta. Mas numa resposta a outro nosso amigo, dou a resposta a esta questão!
      Quanto a essa do Garay, só pode fazer parte da lavagem cerebral que alguns por aqui tanto tentam... Valha-me Deus! Há cada argumentação! Cada desculpa mais esfarrapada!
      Abraço

      Eliminar
    3. Diácono Remédios13/08/14, 13:45

      Cara Maria Rosa, não devia mentir que é uma coisa muita feia. Especialmente quando são mentiras feitas sobre o Benfica. As obras de que fala têm vindo a ser pagas a pouco e pouco, ano após ano, como provam os R&C que o Benfica publica de vez em quando.

      As pessoas que fazem afirmações falsas e mentem sobre o Benfica, seja por ignorância ou má fé, não são benfiquistas pois que eu saiba não foi isso que os fundadores do Benfica ensinaram às gerações futuras.




      Eliminar
    4. Maria C. Rosa13/08/14, 14:17

      Realmente um Diácono tem que espalhar e ensinar o bem! Mas tem também que ser verdadeiro, imparcial e justo... Ou não? Ah! Já sei! Aqui nesta história só um pode mentir: VIEIRA! Esse pode passar a vida a mentir depois com certeza que vai ao seu confessionário e é perdoado!
      Temos que ler cada argumentação!
      Abraço

      Eliminar
    5. Maria Rosa, depois de ler o escreveu em relação á santa ingenuidade do anjinho do Vale e Azevedo, sinceramente consigo compreender tudo aquilo que defende, pois só uma pessoa muito ingénua é que poderia pensar assim; já quanto a dívidas etc, da forma como põe a questão; aí o seu erro de análise já não é derivado da sua santa ingenuidade, é mesmo, e sem ofensa, da sua demonstrativa falta de conhecimentos do que é gerir uma empresa, num mercado onde todos os players vivem muito acima das suas possibilidades; mas também não sei se sabe as grandes empresas por muito dinheiro que possam ter, recorrem recorrentemente ao endividamento para se auto-financiar, vide casos da EDP, PT, Banca, Sonae etc.. R. Madrid igualmente. O problema não é a dívida em si, mas sim a capacidade de gerar cashflow para a pagar. Felizmente o SL Benfica actualmente demonstra que o consegue fazer, mesmo quando tem que fazer frente a encargos na ordem dos 200 milhões de um dia para o outro. Olhe que são muitas poucas empresas que conseguem estar preparadas para tal. Bj

      Natercia Nascimento

      Eliminar
  4. excelente retrato do que foram os últimos presidentes e concordando em quase todos só discordo de um jva,
    porque utilizar na mesma frase jva e ingénuo não bate a bota com a perdigota porque ingénuo é aquilo que jva nunca foi na vida, depois não sei se enriqueceu à custa do clube mas que usou o clube em proveito próprio usou, se viveu o clube ou não na infância e juventude não sei mas sempre o tomei por benfiquista agora estamos de acordo nunca demonstrou AMOR pelo clube.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria C. Rosa13/08/14, 10:54

      Obrigada João Carlos.
      Talvez tenha razão. JVA foi, sinceramente o que mais dificuldade me deu em qualificar.
      De qualquer das formas, conseguimos vermo-nos livres dele... Enquanto que agora está a ser muito difícil!

      Eliminar
    2. Maria Rosa, a resposta a essa dificuldade que fala advém da grandíssima maioria dos sócios estarem na generalidade de acordo com o trabalho desenvolvido por LFV, que eleição após eleição o tem demonstrado nas urnas. É assim a democracia, a maioria deve respeitar a opinião das minorias e estás a da maioria. Bjinhos

      Natercia Nascimento

      Eliminar
  5. O que vocês querem é o Peter Lin ou melhor o Pilim

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria C. Rosa13/08/14, 10:55

      Exactamente! Estou desejosa de sacar ao Benfica o que ainda lá ficar depois do Rei Sol abandonar... Ganhe juízo e pense com o cérebro!

      Eliminar
    2. Diácono Remédios13/08/14, 13:41

      Cara Maria Rosa, não é apenas você que quer "sacar" muito coisa do Benfica depois do Vieira deixar. Há uma fila muito grande de pessoas á espera.
      Quando se vem a este blogue ficamoss informados sobre alguns dos seus nomes, ou melhor, dos seus nicks. Fazem parte da campanha, "Vencer, Vencer" e outras parecidas e ainda sem nome mas que se darão a conhece no seu divido tempo. Andam ansiosos, apesar das eleilões ainda estarem 2 anos away.

      O problema é que o Benfica não precisa de pessoas que queiram "sacar" do Benfica, o Benfica precisa de pessoas que queiram "dar, "oferecer" sem condições ao Benfica. Mas isso já é mais difícil de conseguir pois pressupõe sentimentos de altruísmo que os que escrevem neste blogue e outros parecidos não possuem.

      Mas a grande maioria dos benfiquistas percebem tudo isso e mais uma vez não se irão deixar enganar. Por isso, os que querem "sacar" alguma coisa do Benfica vão ter de continuar à espera. Preparem-se para uma longa espera...

      Eliminar
    3. Maria C. Rosa13/08/14, 14:14

      "Dar, oferecer, altruismo" é tudo o que Vieira tem... Certo? Olhe, desculpe, mas nunca me apercebi de qualidades tão abonatórias e importantes de Vieira!
      "Pior cego é o que não quer ver"

      Eliminar
  6. Parabéns cara consócia.
    Juntos havemos de ganhar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria C. Rosa13/08/14, 10:58

      Caro Poc!
      Acredito que juntos venceremos! Mas este sofrimento, esta angústia, esta solidão (sim, o Benfica é neste momento um clube solitário em que os sócios não podem participar livremente na vida do clube) estão a matar a nossa força, a nossa esperança!
      Não era preciso tanto sofrimento!!!
      Abraço

      Eliminar
    2. Foi revigorante lê-la. E refrescante. Que continue.
      E vamos ganhar. Um dia vamos.

      Eliminar
    3. Mari Rosa olhe que isso não corresponde á verdade, eu como sócia há mais de 60 anos, não tenho tido nenhum problema em participar activamente na vida do clube; agora o que não me passa pela cabeça é tentar governar o clube e em consequência a SAD de fora para dentro; não; por isso contribuo sempre com o meu voto nas eleições do Benfica; depois deixo as respectivas direcções governar, pois é para isso é que são eleitas, tenham tido ou não o meu voto. Olhe eu por exemplo votei eng. Tadeu lembra-se dele, e no dia seguinte até ao final do mandato, estive apoiar o presidente eleito; depois esperei pelo acto eleitoral seguinte.

      Natercia Nascimento

      Eliminar
  7. Excelente texto, caríssima Maria C.Rosa !
    Comente cá mais vezes ! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria C. Rosa13/08/14, 10:59

      Obrigada caro RG!
      Se me deixarem e tiver oportunidade, prometo que o farei.
      Abraço

      Eliminar
    2. Igualmente para a senhora :)

      Eliminar
    3. Esteja descansada mulher pelas ideias que defende e como as defende, nunca será aqui censurada, mas sim muito bem-vinda. Quem têm problemas por aqui em publicar algo e normalmente são enxovalhados, é a denominada carneirada por alguns dos comentadores deste blogue.

      Natercia Nascimento

      Eliminar
  8. Muitos e muitos parabéns Maria Rosa. Exceptuando o Vilarinho concordo com tudo o que escreve. Do Vilarinho recordo sobretudo as muitas promessas eleitorais (a do Jardel foi apenas uma delas), nenhuma cumprida.
    Alternativas a Vieira? Não conheço nenhuma infelizmente. Dos chamados "notáveis" nenhum me inspira confiança. Mas quem sabe numa manhã de nevoeiro surja alguém que tome conta desta nau. Porque o que mais temo é que Vieira faça no Benfica o mesmo que fez no Alverca. E não me esqueço do tempo em que festejava as derrotas do Benfica junto ao seu amigo Costa. Para mim esta venda (encapotada) do Bernardo Silva é apenas mais uma prova que este senhor não sente o Benfica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria C. Rosa13/08/14, 11:06

      Obrigada caro F.L.!
      É verdade o que diz sobre o Vilarinho. Mas a perfeição não existe e todos temos os nossos pecadilhos, não é verdade? "Quem nunca pecou, que atire a primeira pedra!"
      Quanto a alternativas, concordo que está difícil de aparecerem. Parece impossível que em 30 ou 40 mil sócios elegíveis não apareçam três ou quatro. Mas a situação do clube, cujo passivo é alarmante, não é convidativa e quem tem perfil não quererá meter-se no buraco em que Vieira meteu o Benfica! A máquina está muito bem montada e oleada! O Benfica, com muita pena e desgosto meus, vai atravessar outra crise como a de 95 se não estou em erro... Isto, se ainda sobrevir a esta hecatombe!
      Abraço

      Eliminar
    2. Maria Rosa que falta de fé no que é ser Benfica; nos piores momentos do Benfica, mesmo quando estava completamente falido após os mandatos ruinosos de Damasio e do ingénuo Vale e Azevedo; sempre apareceu alguém para o salvar; como escreveu e bem em relação ao Manuel Vilarinho.

      Natercia Nascimento

      Eliminar
  9. Mais uma exposição da falta de Benfica em lfv.
    Huey

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria C. Rosa13/08/14, 11:09

      Não são precisas exposições! Basta analisar a sua actuação para quem quiser pensar com o cérebro perceber que nele não existe benfiquismo!
      Abraço

      Eliminar
  10. Rui Soares13/08/14, 10:27

    Conhecer a localização da casa de banho não é o indício mais relevante para julgar o amor que cada um de nós sente pelo Benfica. O amor é uma emoção que se esconde no coração. E é difícil escutar a pulsação do coração dos outros. Vemos a ação. E, no subjetivismo redutor com o qual olhamos os outros, podemos interpretar emoções. Mas, não existe uma medida objetiva do amor dos outros. Muitas vezes, nem sabemos do nosso. Quanto mais dos outros...

    Não confio na sua análise. Não se trata de não acreditar no seu amor pelo Benfica. Eu acredito que você ama o Benfica. Não se trata de julgar o seu carácter. Eu não a conheço. Mas, duvido da sua capacidade. Apenas isso. É inato. Não é certamente por falta de mérito seu.

    E tenho uma razão consensual e suficiente para duvidar dessa capacidade:

    Tudo o que escreveu sobre o Vale e Azevedo. O Vale e Azevedo não cometeu apenas erros. Foi julgado e condenado como autor material de ilícitos de natureza criminal. Está preso. O Benfica foi vítima do Vale e Azevedo.

    E uma razão subjetiva e pessoal para ignorar tudo o que escreve. A certeza dos seus julgamentos sumários sobre o amor que os outros sentem ou não sentem pelo Benfica: "Não tinha, como nós, AMOR ao clube!"

    A competência e até a honestidade não são efeitos do amor ou da falta dele. O Benfica já teve gestores incompetentes que amavam o clube. E já teve gestores menos sérios que também amavam o clube. No primeiro caso, o amor não torna as pessoas mais ou menos capazes de gerir um orçamento familiar, uma empresa ou um Estado. No segundo caso, pode ser um amor diferente do seu. Mas, talvez seja amor.

    Você não é apenas você. É uma comunidade. E até existem mais células de bactérias em si do que células humanas. Para além desse facto do qual terá que retirar consequências, existe um conflito de ideias, emoções e valores, maior ou menor, em cada ser humano. Posso discordar do Luís Filipe Vieira. Mas, não vou afirmar que não ama o Benfica. Ou que ama menos o Benfica do que eu. Ou qualquer disparate similar.

    Eu gosto da crítica e do debate de ideias. E, aceito a crítica dos outros. É uma consequência do direito que exerço de criticar os outros. Ao assumir esse direito também reconheço aos outros o mesmo direito. Por isso, exerca livremente a réplica.

    Obviamente que tudo o que escrevo está limitado ao você que existe neste texto. Estou certo que você é muito mais do que o texto que hoje li. E essa complexidade é fascinante.

    O Luís Filipe Vieira é imperfeito. Quem não é? Mas, nunca se esqueça de quem o elegeu. Eu. Você. Nós. Somos todos responsáveis. Eu sou responsável.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria C. Rosa13/08/14, 13:40

      Caro Rui Soares!
      Li com atenção o seu texto e acredite que o apreciei. Permita-me contudo que lhe lembre que escrevi sobre algo que muito prezo - o nosso Benfica - e não sobre uma sociedade em geral!
      Escrever sobre algo ou alguém que amamos, não é o mesmo que escrevermos sobre política ou o tempo que faz.
      Certamente que não escreve sobre os seus filhos, os seus pais ou os seus amores o que escreve e sente na generalidade.
      Pelo que escreveu, como muita sabedoria e assertividade, lamento que não tenha sido capaz de captar a emoção que coloquei no texto.
      Sou mulher! O senhor será homem! Está entendido!
      Abraço

      Eliminar
    2. Eu como mulher bem casada, mãe de três filhos e avó de seis netos; sei o que é sentir amor incondicional por alguém, tal como o sinto pelo Benfica. E quem ama, ama pelo todo; goste-se ou não o LFV, faz parte do todo que é o Benfica. Quanto a emoções, o meu muito obrigado ao Rui Soares da forma simples e bonita como me emocionou ao falar do que realmente é o amor.

      Natercia Nascimento.

      Eliminar
  11. Clap clap clap

    Adorei ler , bem haja pelo seu AMOR ao nosso clube

    ResponderEliminar
  12. "O CORAÇÃO SE SOBREPÔS AO CIFRÃO!"

    Eis o GRANDE SPORTING desde há pouco mais de um ano.

    ResponderEliminar
  13. Cara consócia eu até poderia compartilhar a 100% da sua opinião, mas não sou tão ingénuo como a senhora, ou se sou, é tal e qual a ingenuidade que a senhora viu no trafulha do Vale e Azevedo; mais espertalhão que sei lá o quê. Também não sou distraído e muito menos dissimulado em relação aquilo que verdadeiramente penso; desta forma partilho da sua opinião em relação ao amor do Vilarinho em relação ao Benfica, o mesmo Vilarinho que levou pela mão LFV até á presidência do Benfica e que ainda hoje o apoia incondicionalmente. Em que ficamos; para si a atitude de Vilarinho em relação a LFV é um acto de amor ao Benfica, ou é mais um que sofre da ingenuidade de Vale e Azevedo.

    João Santos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria C. Rosa13/08/14, 13:35

      Na minha reflexão, tive a plena noção de que o ponto que mais geraria controvérsia, seria sem dúvida, a questão do JVA. Foi ou é tudo o que diz. Mas continuo a acreditar que o que o levou à presidência não foi tão intencional quanto o acusam.
      Respeito a sua opinião, mas deixe-me que mantenha a minha!
      Quanto ao Vilarinho, como já disse noutra resposta. ninguém é perfeito. O facto de ainda hoje manter o apoio a Vieira, é realmente uma pergunta que faço. Mas encontro a resposta
      nos muitos milhares que depois destes colapsos ainda acreditam que o homem é o salvador!
      Abraço

      Eliminar
    2. Maria Rosa vai-me desculpar se estiver errada, mas algo no seu raciocínio não bate certo; então a senhora é de tal modo ingénua que escreveu o que escreveu, e pensa em relação ao Vale e Azevedo; mas depois não consegue compreender o porquê da grande maioria dos Benfiquistas continuarem sistematicamente apoiar LFV... Então no alto de toda a sua ingenuidade, não lhe passou pela cabeça uma única vez, que também eles podem ser todos muito ingênuos! Ou a senhora é a única que tem direito a tal?

      Natercia Nascimento

      Eliminar
  14. O típico dos homens é serem machista, considerando que só eles sabem de futebol, só eles sentem o amor ao clube!

    Muito boa 'reflexão'.

    DH

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo o Benfica não é só futebol.... se bem me entende.

      Natercia Nascimento

      Eliminar
  15. BENFIQUISTA DE GAIA13/08/14, 11:43

    SOBRE este exe: texto so espero que RUI COSTA avance .........sem duvidas ......VAMOS apoiar o RUI ele sim um puro benfiquista com experiencia.........HA mas atencao nao vai ser facil ao RUI entrar para apresidencia......o vieira vai dificultar ao maximo.......QUANTO ao j.v.a........a 2 coisas que tenho a certeza ....ERA BENFIQUISTA.....e foi ingeno-o kuando começou sozinho a luta contra os corruptos ........(que estava no seu auge).......mesmo hoje ainda e perseguido pelo vieira.........

    ResponderEliminar
  16. Simplesmente Maria.

    Benfica Todos Tempos

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.

artigos recentes