O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


O Benfica deve vender em Janeiro?

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Avatar

O que é a Formação? Em três grandes clubes e no NGB...

 ●  + 29 comentários  ● 
Segundo o Benfica, nas palavras de Jorge Jesus é isto:
- Comprar Rodrigo por 6M€ » Empréstimo ao Bolton para aprender » Jogar na Luz » Vender por 30M€
- Comprar Markovic por 6M€ (50%) » Jogar na Luz » Vender por 12,5M€ (50%)
etc. etc. etc.

Segundo o Real Madrid é isto:
Comprar por muitos milhões, trabalhá-los em todas as dimensões e obter retorno desse investimento em campo, para influenciar as bilheteiras e o merchandizing.

Segundo o FCPorto é isto:
Não é nada... Ali não se forma, porque ninguém tem formação. Ali tudo se compra, até os resultados!

Segundo o Benfica By GB é isto: Exclusivo NGB: Ideia 6. Formação - Projecto Mística
Tem data de 13 de Novembro de 2013 e continua a ser a minha opinião sobre uma visão para a formação, obviamente e como todas as ideias, sujeita a melhoramento, aproveitamento e aperfeiçoamento por pessoas mais habilitadas.. Rezava assim:

Parece-me que com uma infra-estrutura como a do Caixa Futebol Campus e com milhões investidos em prospecção de jogadores desde os 8 anos, é impossível hoje em dia dizermos que o SLBenfica não tem jogadores com capacidade para lançar na primeira equipa.

O problema é outro: Chama-se transição para o contexto de futebol profissional

A realidade é que jogadores que marcam efectiva diferença nos juniores, ou mesmo agora na equipa B, efectivamente têm sérias dificuldades em se afirmar no plantel principal e em evidenciar uma preparação física e mental que lhes permita imporem-se num plantel muitíssimo forte e que custa milhões... e com milhões de interesses de "amigos" e empresários a gravitar em torno do Clube.

Nesse sentido, a minha ideia passa por constituir de um Projecto Bi-anual de Acompanhamento e Desenvolvimento do Atleta da Formação do escalão Sub17 em diante, com vista à sua integração, como reforço e mais-valia imediata, no plantel principal do SLBenfica.

Modelo de Funcionamento:

O Projecto arrancaria com cinco jogadores entre os 16 e os 21 anos, formados no SLBenfica e seleccionados pela equipa de projecto abaixo descrita em função do seu potencial, necessidades da equipa principal e possibilidades de confirmação do potencial de evolução.

Durante dois anos os jogadores seriam acompanhados nas dimensões físicas, de treino e psicológicas/mentais, no sentido de os preparar para um processo de integração rápida e valorativa no plantel principal do SLBenfica como reforços efectivos.

O arranque do projecto, porque há matéria prima com qualidade como Nelson Oliveira ou Ivan Cavaleiro, excepcionalmente poderia haver uma transição logo no primeiro ano, pelo que no final desse ano, dois jogadores teriam sido já preparados nas diferentes dimensões de trabalho para integrarem o plantel principal (ou sairem do projecto caso não tenham correspondido ao longo do ano).

No segundo ano (tal como nos seguintes daí em diante), dois novos jogadores integrarão o plano de dois anos de acompanhamento e no final desse ano, dois dos que transitam do primeiro ano, integrarão o plantel principal (ou sairão do projecto caso não correspondam).

Na prática estabelecer-se-ia um modelo de rotatividade dentro do modelo, em que idealmente os atletas fariam parte deste projecto durante um mínimo de uma temporada e um máximo de três, acompanhados de perto por uma estrutura profissional e científica que os ajudasse nas dimensões:

- Física
- Treino
- Mental

O objectivo passaria por reforçar o plano de transição das camadas jovens para os seniores, mesmo para aqueles jogadores que, por motivos competitivos, é mais relevante estarem emprestados do que na equipa B. Nesses casos, haveria uma comunicação permanente com o clube de destino, nessas mesmas dimensões de trabalho e uma escolha criteriosa dos clubes onde os jogadores pudessem evoluir por forma a manter os principios do plano de formação.

Um dos factores fundamentais, ao nível do treino mental, por exemplo, passaria por ter jovens mais habilitados a lidar com o processo de transição e com a "mentalidade fácil" de promoção da imprensa ou dos adeptos, evitando comportamentos desviantes como teve o Nelson Oliveira ou João Cancelo.

Por outro lado, daria ao treinador da equipa principal, que responderia ao lider deste projecto, uma visão de médio prazo a acompanhar também ele os jogadores e com isso facilitando a sua integração e selecção inicial para integração no projecto. Desta forma, os jogadores ao invés de chegarem "demasiado verdes", chegariam já com uma estrutura mental e física mais evoluida e com menor sujeição ao erro prematuro e, com isso mais rapidamente se tornariam soluções efectivas reduzindo drasticamente as necessidades de investimento do SLBenfica em reforços para o plantel principal, ao mesmo tempo que valoriza jogadores que poderão, seguramente, vir a constituir receitas extraordinárias com vendas.

Estrutura Organizativa:


Sob a Liderança directa do Director Geral da SAD (já aqui expliquei no tópico Exclusivo NGB: Ideia 1. - O Presidente a importância de rever este cargo), deveria ser criada uma equipa suportada em três segmentos:

a) Elementos do Laboratorio de Optimização de Rendimento Desportivo acompanhará com regularidade os jogadores, integrados com as equipas técnicas dos clubes de destino onde estarão emprestados, para colaborar activamente na optimização do rendimento desportivo.

b) Elementos do Dpt. de Prospecção que acompanharã com regularidade os jogos e treinos dos 5 atletas do programa, igualmente em colaboração com as equipas técnicas dos clubes de destino.

c) As equipas técnicas dos escalões de formação do SLBenfica onde actuam os jogadores e/ou os clubes de destino, no caso de estarem emprestados.

O Director Geral da SAD, teria uma relação pessoal directa e frequente com os atletas, para monitorizar todo o projecto.

Para os mais esquecidos, isto fez parte de um conjunto de 7 ideias que publiquei na altura e que podem consultar aqui:
Exclusivo NGB: Ideia 1. - O Presidente
Exclusivo NGB: Ideia 2. - A Comunicação

29 comentários via blogger

  1. Caro Benfica by GB,

    Pensar o Benfica é algo que revela um grande amor ao clube. A ideia que apresentas para a formação - sendo um modelo conceptual - não me parece nada descabida, antes uma ideia interessante, o que não vejo necessidade é de pelo meio aparecer sempre a critica velada à actual estrutura. Leia-se "A realidade é que jogadores que marcam efectiva diferença nos juniores, ou mesmo agora na equipa B, efectivamente têm sérias dificuldades em se afirmar no plantel principal e em evidenciar uma preparação física e mental que lhes permita imporem-se num plantel muitíssimo forte e que custa milhões... e com milhões de interesses de "amigos" e empresários a gravitar em torno do Clube."
    Essa abordagem é que eu acho desnecessária e considero nada dignificante.
    Dá a tua visão sobre os assuntos sem enviesamentos e deixa os outros tirarem as devidas conclusões!
    Pedro R.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Subescrevo por baixo.

      JJ

      Eliminar
  2. Este modelo até pode ser uma boa ideia mas tem alguns defeitos:

    1 - Apenas 5 atletas? E o resto da malta? Temos equipas (várias equipas) e daí só saiem 5, sendo que esses 5 podem nem ser os melhores jogadores a sair das escolas? E quem não for escolhido para fazer parte desses 5... desaparece do Benfica porque aqui não terá hipóteses?

    2 - Parece-me bastante rigído... as necessidades da equipa evoluem e nunca se tem a garantia do que será ao fim dos dois anos do projecto. Há sempre jogadores (incluíndo estes, mesmo que cheguem à equipa principal) que surpreendem quer pela positiva (tipo Markovic, ficando cá menos tempo que o esperado... visto que o normal seria o Salvio ter sido títular e o Markovic substituí-lo no futuro) quer pela negativa (uma lesão inesperada, um reforço necessário... o que seja... o que pode obrigar à compra de um reforço que elimina essa necessidade no final do período).

    3 - Gosto da personalização de acordo com o que cada jogador precisa mas as etapas de desenvolvimento não são iguais para todos. Ou seja, há jogadores que podem chegar a séniores com pouco físico e só faz sentido evoluir o físico depois de outras características... até porque a jogar contra os marrecos da linha de sintra ou os pernas de pau da costa da caparica... ou até mesmo os treinos dessa altura podem não mostrar a real necessidade de algo mais. Além disso... o Benfica, por enquanto, ganha muito com adaptações à JJ: jogadores a jogar fora de posição naquilo que é mais preciso, podendo invalidar todo o percurso (até por eliminação de uma necessidade).

    Acho que estás muito certo quanto ao diálogo com outros clubes aos quais emprestamos jogadores. Também deverá estar em contacto com os empresários e garantir que os jogadores sabem a mensagem a passar para fora.

    Quanto à estrutura... tenho de re-ler em detalhe o resto mas não me parece má ideia... só punha era um responsável do futebol na frente em vez do director geral.

    ResponderEliminar
  3. eu cá desconfio que o que propões é feito para TODOS os atletas e não apenas para 5...

    é que dás uma ideia geral sem nada de concreto... como seria o treino? como seria a avaliação? como procederia a transição?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. uma ideia geral sem nada de concreto???????????????????????? WTF????????????????????????

      Eliminar
    2. Não, meu caro, tu desconfias porque além de mentiroso - como já mostrei várias vezes que és - também te revelas desonesto e mal intencionado.

      Como seria o treino e a avaliação é o que resolves perguntar?

      Diz-me lá tu oh sabição o que percebeste da ideia lançada? Ou se tens uma melhor, já agora...

      Eliminar
    3. Concordo com o 71640. O modelo que apresentas não passa de banalidades teóricas e generalidades que se podem aplicar a muita coisa, até à manufactura de pão ou de bolos.

      Eliminar
    4. Benfica by GB

      o nível da tua resposta diz tudo sobre o teu carácter... acho que será óbvio para quem ler quem será o mal intencionado... o mentiroso também será muito fácil de comprovar... e ao contrário do que deves pensar não basta acusar alguém... como já o fizeste por diversas vezes... acusas mas não provas...

      o que apresentas em termos práticos é zero...

      neste momento TODOS os jogadores são acompanhados... TODOS são avaliados... TODOS são treinados...

      se propões um modelo diferente acho óbvio que digas em termos práticos como será diferente... senão não passa de um devaneio teórico sem qualquer aplicação

      Eliminar
  4. Desculpem lá mas isso é tudo uma treta.

    Sai mais barato ir buscar jogadores brasileiros mas jogadores de grande categoria, não cepos como o Sidnei e o Luís Filipe.

    ResponderEliminar
  5. Quantos jogadores o Benfica formou que singraram no futebol internacional ?
    Só me lembro de 2 jogadores apenas nos ultimos 20 anos : Paulo Sousa e Rui Costa.
    E o Sporting: Nani, C.Ronaldo, Figo
    O modelo em que assenta o atual é o que se adequa. Se não há matéria prima de elevada qualidade nos escalões abaixo, é mesmo comprar pra revender.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nani singrou tanto como o Nuno Gomes.
      Anda à 2 anos pelos cantos

      Eliminar
    2. qual é o modelo?

      então o modelo é gastar MILHÕES em formação por ano e depois nao aproveitar nada?

      Se não presta, quem recebe os milhões é incompetente.
      Se prestam e não são aproveitados, quem recebe os milhões na equipa principal (JJ) é que é incompetente.

      Escolhe lá quem queres que seja, já que dizes que está bem assim

      Eliminar
    3. Uma formação competente como a do Benfica não está dependente de apostas, que essas estão automaticamente garantidas, mas do talento inato dos jogadores. Se este não existe não há nada a fazer.
      E posso dar-te milhares de exemplos de formação noutros países que é perfeita mas que em termos de aproveitamento é fraca. Porquê? Porque há pouco talento inato nesses países. Não passas de um ignorante!

      Eliminar
  6. Parabéns!

    Discordando ou concordando está aqui matéria de debate.
    Belas ideias e obviamente concordo com a maioria.

    Uma queixa que ouvimos aos emprestados pelo Benfica é justamente a ausência de acompanhamento durante o período de empréstimo. Este abandono, que pode acontecer mesmo dentro do clube, ganha muito mais relevância quando falamos de jovens que passam da idade de júnior para sénior.


    Pedro ALmeida

    ResponderEliminar
  7. Enquanto alguém perde tempo a fazer um post de ideias que podem contribuir para uma discussão séria com educação outros escrevem textos de insulto fácil. Lá estão eles reunidos, 5 a 7 pessoas a elogiarem-se uns aos outros, a elogiar o grande lider e a cultivar a sua ideia de rebanho sem opinião.

    A pobreza de espírito não tem cura!

    ResponderEliminar
  8. venho dizer uma coisa que nao tem a ver com o post mas...
    acho que mereçe alguma discuçao e que se tem falado disso nao nos jornais mas comentaristas de jornais a bola etc.
    pode ser verdade sim.
    fala-se que luisao tem premios em atraso que tem a dizer sobre isso?

    ResponderEliminar
  9. Excelente post Benfica by GB! Digo isto nem é tanto pelo que foi escrito, mas sim pela forma como quiseste apresentar a tua ideia e com isso inicial um debate sobre esta temática.

    Em primeiro lugar, sobre os tais "5 jogadores", penso que acabas por ser realista. Normalmente, em cada geração/fornada/turma de jogadores consegue-se aproveitar em média uns dois ou três. Se atendermos que cada escalão comporta ateltas de pelo menos 3 idades diferentes (escalões júniores dos 15/16 aos 17/18) é bem realista que dentro desses planteis existam pelo menos 5 craques com capacidade para atingirem o futebol profissional.

    No entanto, não acho que aos 15 ou 16 anos, esses tais 5 jogadores estejam já devidamente referenciados. É que os miúdos têm momentos de maturação diferentes. Há jogadores que amadurecem rapidamente e depois estagnam e outros que amadurecem mais tarde. Tudo isto e adicionando as condicionantes que muitos miúdos passam, como lesões de vários meses, etc, pode distorcer uma medida como tu queres tentar implementar.

    Para mim, a prova dos nove é a equipa B. Aqui sim, é que os jovens jogadores têm de dar o máximo para atingir o plantel principal. E, neste caso a minha ideia seria de todas as temporadas fazer a inclusão entre 1 a 3 jogadores da formação/equipa B, no plantel da equipa principal. Em menos de uma década seria possível renovar o plantel da equipa principal todo se pretendêssemos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. PP queres um exemplo que NADA disto existe?

      Gonçalo Guedes! A equipa B é demasiado "curta" para ele. Só não vê quem nao quer...

      Mais: olha para o físico de jogadores como o Bernardo? Impossível de ter um esqueleto assim e querer dele um rendimento de 40 jogos por ano.

      Mais? João Nunes, um central que tal como o Fábio Cardoso falta trabalho de força e musculo - como já faltava ao Roderick.

      Nota que o texto refere-se aos Sub17 ou seja, a partir dos 16/17 anos - Juvenis.

      Eliminar
    2. Agora também és especialista de fisioterapia? Os treinadores e técnicos do Benfica são uns cegos pois não vêem aquilo que apenas tu vês. Se soubesses alguma coisa do que pretendes saber saberias que os miúdos de 16/17anos ainda estão em fase de crescimento e não é conveniente fazerem nessas idades grande trabalho de musculação.

      Eliminar
  10. Estas ideias no papel são muito boas. O problema é depois levá-las à prática.Porque a vida dá muitas voltas e se fosse assim tão fácil e linear não haveria escola de formação que não tivesse sucesso e estariam todos os anos a sairem só craques.
    Há que entender que a Formação é isso mesmo. Formar jogadores dando-lhes as bases técnicas e fisicas do jogo.Depois eles evoluem conforme crescem e vão atingindo as categorias superiores. Mas lá aparecerá o funil que fará com que cheguem à 1ª categoria dois ou três jogadores que marcam a diferença.
    Todos os outros irão evoluir para outros clubes e o próprio futebol melhorará na qualidade total. Ou será que hoje em dia os clubes ditos pequenos não são muito diferentes para melhor, nos ultimos 40 anos? Só quem não acompanha o futebol na área de formação é que desconhece o que se evoluiu. O tempo da "bola quadrada"acabou.
    Só mais uma achega, porque já vai longo o texto. Desde o aparecimento das SAD's que tudo mudou. Hoje o atleta é um valor activo que faz parte da Contabilidade das SAD's. O atleta da Formação está classificado de VALOR ZERO na contabilidade. Isto não influencia a aquisição de atletas exteriores?

    MARQUÊS DA PRAIA E MONFORTE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, vou só focar-me na unica coisa que foi escrita com o objectivo de acrescentar alguma coisa e nem foi ao tema, o teu ultimo paragrafo:

      Se algo está classificado com valor zero e é vendido por 20M, contabilisticamente parece-me muito melhor que um activo valorizado a 10M e que saia pelos mesmos 20M.

      Mas isso sou eu que não percebo nada de formação... nem de contabilidade.

      Eliminar
    2. Tens razão, não percebes nada de contabilidade. De formação ainda menos.
      Algo que esteja contabilizado a 10M irá reflectir-se nas contas como custos durante 5 anos através das amortizações. É melhor?

      Eliminar
  11. Que estás com uma grande bebedeira!!!!
    E os outros têm tudo pago?
    Ou fala-se?

    ResponderEliminar
  12. provavelmente por faltar isto e outras coisas, como aquelas que refere na resposta ao comentário do pp, é que emprestamos os 3 jogadores com maior potencial pode ser que noutro lado desenvolvam o que lhe falta.

    outra coisa que era necessário rever era o quadro competitivo dos escalões jovens é que andar a golear a maior parte do tempo e só nos últimos jogos existir um campeonato competitivo não ajuda muito à evolução dos jogadores.

    ResponderEliminar
  13. E para quando um post sobre o assédio do Valência ao Enzo e a direção do benfica aceita. Toda a gente fala do Enzo treinadores e jogadores do Valência e ninguém diz nada?

    ResponderEliminar
  14. Bom dia.

    Li este post e resolvi comentar apenas porque é um assunto que me é bastante "querido"...Futebol e Formação..

    Ora bem do pouco que sei, a formação do Benfica assenta em objectivos de rigor máximo, ou seja, ali nada se descura nem sequer o aspecto escolar dos jogadores, logo por aqui existem muitas teorias que caiem por terra, isto porque, fazendo das palavras de alguem ligado ao Futebol de Formação do Benfica, o Benfica quer formar não só equipas mas sim quer formar homens, um pouco daquilo que os nossos mal amados vizinhos da 2ª circular aos anos que se vangloreiam.

    Mas voltando ao futebol de formação, a formação de jogadores em Portugal está à muito estrangulada pelas leis que não impedem as inscrições de toda uma equipa made "not in Portugal", o que origina que os clubes procuraram sempre as melhores opções imediatas lá fora e nunca o chamado plano de longa duração com os recursos humanos Portugues, e porquê...simplesmente porque se uma equipa quer subir, descer, se manter ou até ganhar algo precisa de soluções imediatas, e se todos apresentarem soluções imediatas ninguem quererá mudar a linha e apostar apenas numa equipa para o futuro, porque o futuro....é algo a 1 ou 2 épocas à frente e os resultado querem-se no imediato.
    Todavia o Benfica desde à 4 épocas para cá surge um pouco em contra ciclo, não porque tem lançado muito jovens na 1ª equipa, mas porque tem tentado retirar alguns dividendos da sua formação, se bem que na minha opinião com demasiado critério.

    Todos nós vimos Roderick David Simão e Nelson Oliveira serem lançados na 1ª equipa, Roderick mostrava alguns pormenores mas era demasiado Frágil fisicamente para a posição que ocupava em campo, David Simão era um jogador estranho tinha pés de Maestro mas parecia um menino com medo de errar mesmo quando tudo se encaminhava para ter a oportunidade que milhentos miudos ansiavam na altura engasgava-se não conseguia ser mentalmente forte frente às pressões externas e internas, Nelson Oliveira aos 17 anos era já um dos melhores do mundo (segundo alguns escribas da época) e todo esse processo de endeusamento do miudo manteve-se até este chegar aos 21 anos e Nelson como tem um Ego do tamanho do mundo achava que sim ele com 21 anos tinha mais que qualidade para ser titular do Benfica, mas Nelson e os escribas que o adoravam esqueciam-se que o futebol não é só com os pés, tb é necessário ter cabeça, e como tal Nelson ainda não parece ter interiorizado de que o Benfica não precisa dele para nada mas ele precisa do Benfica como pão para a boca..

    Aqui chego facilmento que não existem apenas 4 ou 5 jovens que podem surgir em cada fornada existem muitos mais, mas todos eles precisam de ser "experimentados" em situações diferentes de pressão, Cancelo Cavaleiro e Bernardo estiveram durante uma época a treinar com a equipa A, Cavaleiro chegou mesmo a fazer alguns jogos pela mesma em todas as competições, porque foram emprestados?
    Não haveria espaço neste plantel para eles?
    Claro que havia, só que tinha de, como se costuma dizer na giria, passar o rabo pelas brasas..
    Rodrigo não foi formado pelo Benfica, mas foi o Benfica que lhe detectou as princiais lacunas, nomeadamente a falta de noções táticas, esteve uma época no Bolton emprestado, pouco aprendeu mas ganhou Fisico....algo muito importante num jogador da linha avançada, na época a seguir fez 2 época razoaveis em aprendizagem (quer a jogar a extremo como a 2º avançado) e na época passada começou a explodir todo o seu talento...Nelson Oliveira teve as mesmas oportunidades que Rodrigo, mas no entanto foram lhe detetadas lacunas a nivel da confiança e da intensidade de jogo, foi para Espanha tentar se moldar....Falha, nunca se mostrou com vontade de ser uma solução no Corunha, na época passada esteve em França, teve um fabuloso arranque de época entretanto lesiona-se 1 mês e nunca mais foi o mesmo...
    No relatório do jogador consta que o Nelson não é um jogador que consiga lidar facilmente com a adversidade, como tal terá sempre muitas dificuldades de singrar ao alto nivel.

    ResponderEliminar
  15. Cancelo é um jogador especial, a perda da sua mãe moldou lhe a personalidade, tornou-o mais adulto, mas precisa aprender o quando e como ser agressivo, segue para espanha onde pode se deparar com jogadores de melhor nivel esperando o Benfica que ele consiga segurar a titularidade agora que o JPereira está na porta de saida, se Cancelo conseguir mesmo não segurando a titularidade mostrar uma evolução de certo que ele será o lateral do Benfica para a próxima época, esta época não daria ainda, pois o Benfica precisa de jogadores que sejam uma solução "adulta" imediata e o Cancelo neste momento não conseguirá ser essa solução jogando esporadicamente fazendo as folgas do Maxi...

    Bernardo tem pés de mágico mas um fisico de apanha bolas, se o futebol tivesse uma linha orientadora como o autor do Post aqui classifica, o Bernardo a muito que teria sido afastado do futebol, mas não, o miudo tem que aprender a usar o fisico que deus lhe deu, sabendo que ser franzino não é um impedimento, e para onde seguiu o miudo.....para o Mónaco para ser parceiro de posição de outro jogador Português que teve exactamente os mesmos problemas que ele quando apareceu na alta roda do futebol Tuga...João Moutinho

    Cavaleiro, é bom jogador, tem bons pés...mas faltalhe saber ser "estrela", e no Benfica as estrelas são sempre os avançados/extremos, ou seja, o que o Nelson Oliveira a mais tem Cavaleiro de menos, segue para Espanha com intuito de ganhar estofo lutar sempre e de certo modo a ver se lhe sai aquela ingenuidade e aquela infantil forma de se vergar ao peso dos outros em campo....ele tem que assumir o jogo, tem que fintar tem que ..."soltar a franga" tem que aprender a ser "rebelde" em campo....

    Em suma a Formação dos jogadores em Portugal está formatada para apenas trabalhar os miudos em 3 padrões básicos..

    1º Qualidade
    2º Técnica
    3º Tática

    Deixando porem outros padrões demasiado importantes de fora, que é o padrão fisico e o mental, em Portugal facilmente um miudo pode ser dispensado porque apesar da qualidade da técnica e do saber tático, é demasiado franzino ou não tem mentalidade de competição..
    Noutros paises nomeadamente na Alemanha, os miudos são formatados desde sempre tendo em atenção esses aspectos, e a partir da chegada a idade de Junior são trabalhados fisicamente de forma a equilibrar todos os aspectos essenciais a um futebolista de alta competição, podendo eles singrar ou não na carreira.
    Situação essa que aos poucos tb se tem vindo a alterar no Benfica, nomeadmente com a recem chamada de João Teixeira, a quem JJ reconheceu valor imenso, mas que precisa ainda de algum treino fisico nomeadamente capacidade de choque, ou seja, a médio prazo poderá possivelmente vermos mais um miudo a surgir na equipa do Benfica.

    André Almeida foi um jogador que desde cedo mostrou todos os niveis necessários para singrar, mesmo que nunca seja mais do que um jogador ligeiramente acima da média, será um jogador completamente redesenhado pelo que diz respeito as necessidades do clube em todos os aspectos.


    Guedes....Guedes estará este ano em amadurecimento tático, porque fisicamente é um portento, técnicamente está num plano elevado, mentalmente é um jogador talhado para ser estrela, táticamente ainda precisa de perceber aonde conseguirá ser "mais" para a equipa




    Desculpem a extensão do comentário

    Pedro A.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por mim estás desculpado. Até podia ser maior.
      Gostei muito de ler um texto de alguém que sabe e percebe do que fala e não a ignorância que se lê aqui de fazer chorar as pedras da calçada, como pretensos "modelos da treta" feitos por gente pretensiosa, ignorantes mas com ambições e egos do tamanho do King Kong.

      Mas pior ainda, textos com críticas implícitas a pessoas que sabem infinitamente mais do que eles.



      Eliminar
  16. O Benfica mal trata as crianças da formação é tudo á troncada... estou deserto que acabe a época para o tirar dali para fora são uma cambada de incompetentes os treinadores novatos nem carinho têm pelas crianças...depois querem bons jogadores ...as mais tecnicistas não são aproveitadas

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.

artigos recentes