O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 20 de setembro de 2014

Quem adivinha o que teria feito Jesus?

Avatar
 ●  46 comentários  ● 
Aprecio, com sinceridade, algumas das defesas de alguns dos nossos leitores para justificar a saída de alguns jogadores, nomeadamente os três da formação.

Assim, vamos fazer aqui uma pequena sondagem para a qual peço a vossa participação massiva para depois podermos confrontar isso com A VERDADE dos factos.

Se dependesse dele apenas, que jogadores da formação Jorge Jesus teria integrado no plantel desta temporada, de desasseis combinações, escolham apenas uma:

1. Cancelo, Cavaleiro, Bernardo, Teixeira, Guedes e Nelson Oliveira

2. Cancelo, Cavaleiro, Bernardo, Teixeira e Nelson Oliveira

3. Cancelo, Cavaleiro, Bernardo e Nelson Oliveira

4. Cancelo, Cavaleiro e Bernardo.

5. Cancelo e Bernardo

6. Guedes e Bernardo

7. Cancelo, Bernardo e Nelson Oliveira

8. Guedes, Bernardo e Nelson Oliveira

9. Nelson Oliveira e João Teixeira

10. Nelson Oliveira, João Teixeira e Guedes

11. Apenas o Guedes

12. Apenas o Bernardo

13. Apenas o Nelson Oliveira

14. Apenas o Cancelo

15. Cancelo, Bernardo e Guedes

16. Nenhum dos indicados

Uma pista: o Jesus poderá não ter escolhido as melhores palavras, mas teve a coragem de dizer publicamente qual destas opções é a única que corresponde à verdade, a única verdade - mesmo que eu (ou outros) não gostemos dela...

NOTEM BEM: pede-se o que faria Jesus se dependesse só dele a decisão. NÃO SE PRETENDE A OPINIÃO DE CADA UM PARA O QUE ELE DEVERIA TER FEITO!

Essa é a gente... a gente que sente o Benfica!

Avatar
 ●  42 comentários  ● 
Lamento que haja gente que não saiba o que é "levantar o rabo da cama" para ir ao Caixa Futebol Campus ver os miúdos a jogar, não porque é um jogo que se vai vencer, mas porque são miúdos que jogam pelo Benfica no mais puro estado de entrega, dedicação e paixão.

Chamem-lhe "culto"! É isso, ver aqueles miúdos é uma espécie de "culto", uma lavagem de alma de quem ama o clube e ali vê o benfiquismo em estado puro.

É mais fácil compreender isto depois de ter usado o símbolo do Benfica ao peito e saber que não éramos nós que vencíamos, era... o Benfica. Porque sim! Eu tive essa felicidade.

É mais fácil perceber isto depois de ter acompanhado familiares nesse percurso da formação. Depois de ter visto a felicidade nos olhos de uma criança, de um adolescente que simplesmente já estava a ganhar porque tinha vestido a camisola e feito o grito.

Tenho algumas dificuldades em argumentar com quem não sabe o que isto é... simplesmente porque gostar de formação, para mim é gostar do Benfica e não de jogadores. Gostar de formação não é gostar do Nelson Oliveira ou Bernardo Silva... é gostar hoje desses, amanhã do Gonçalo Guedes, daqui a dois anos do Renato Sanches e do Guga, etc. Gostar de formação é gostar de quem sente o Benfica porque tem sonhos, ambições e porque joga com aquela camisola porque faz parte da sua pele.

Não percebo nem vou perceber essa teoria absurda que liga directamente a aposta na formação à não aposta em jovens de elevado potencial oriundos do futebol internacional. Não creio que alguma vez isso tivesse sequer sido dito.

Não percebo nem vou perceber essa teoria lunática que diz que apostar na formação é... abdicar de vencer títulos e ter resultados desportivos. Porquê? Humm... porque sim! Porque... coiso! Porque "algo diz" que se o Bernardo Silva estivesse a jogar no lugar do Talisca não tinhamos vencido em Setúbal ou empatado com o Sporting... eram duas derrotas. Porque alguem convencionou que o Nelson Oliveira não poderia ter sido opção na vez do Derley e do Jara, pois isso teria resultado em pior resultado desportivo. Porque o Ola John é que foi decisivo para encararmos este campeonato no pelotão da frente, algo que com Ivan Cavaleiro não teria sido possível.... Querem que continue?

NÃO! Lamento se não permito que vejam a formação como uma política binária em que ou se aposta na formação e são 5 ou 6 titulares ou não se aposta e então venham os Taliscas, os Derleys, os Ola John, os Benitos e todos os outros...!

NÃO! A formação complementa a estratégia não é nem pode ser a estratégia. A estratégia, como o BenficaEagle referiu e muito bem, é tem que ser: "apostar na potenciação de jovens talentos de nível mundial", Markovic, DiMaria, Ramires, Rodrigo, Oblak, Javi Garcia, Cristante, etc...

NÃO! Esses jogadores não estão a tirar lugar a ninguém da formação... esses jogadores são a estratégia do Benfica, mas o Benfica não consegue formar um plantel com 25 jogadores destes. O SLBenfica tem que ter também jogadores experientes como o Luisão e o Maxi e tem que ter pilares de classe como o Salvio, Gaitan, Aimar, Saviola ou Enzo.

E também tem que ter jogadores de potencial, que "nascem" na Luz e completam este "quadro", que avançam quando estão preparados e que são especiais para o Clube, para o treinador e para os adeptos. Especiais não porque têm que ter algo que não mereçam, mas porque o desenvolvimento destes dará mais ao clube em campo e nas finanças.

Está tudo bem até aqui... Ou seja, esta parte é aquela em que vemos depois chegarem jogadores como os 31 que chegarem nestes últimos 5/6 anos e que nada deram ao clube... e o que deram foi negativo. São esses e que estão errados! São essas ideias que não se percebem e que tapam o espaço dos jogadores da formação...

Nunca foi o Cardozo, nem o Rodrigo ou Lima que tiraram o lugar ao Nelson Oliveira. Foi o Funes Mori, o Jara, o Derley ou mesmo o Kardec quem nunca deu nada de relevante e tapou o espaço de continuidade ao Nelson. Haverá coragem para dizer que algum deles é melhor que jogador formado na Luz?

Não é o Enzo Perez ou Cristante, nem mesmo o Talisca (apesar de este ser inferior) que tiram o lugar ao Bernardo Silva... é, por exemplo o Pizzi por quem o Benfica deu 6M€ por 50%. Entre este e o Talisca estão 10M€ que não dão mais qualidade ao Benfica e tiraram o espaço a um jogador de tremenda qualidade como o Bernardo.

Não é o Gaitan, nem o Salvio que tiram o espaço ao Ivan Cavaleiro ou ao Guedes... é o Ola John ou o Bebé que duvido que com aquela camisola alguma vez façam melhor que o nosso miúdo - e logo esse que nem é nada de extraordinário. Mas se eu falar no Guedes, então parece-me inquestionável que aos 17 anos já é superior a qualquer alternativa que o Benfica tem ao Salvio ou ao Gaitan.

São apenas alguns exemplos. Não vale a pena recuar mais atrás por desonestidade, porque é a partir de 2011 que apareceram as gerações que começaram a dar frutos do investimento no Caixa Futebol Campus.

Levar as discussões para conversar esotéricas e falaciosas não leva a nada e só transformam esta discussão numa temática estúpida como se defender a formação signifique não defender uma política de aposta em jovens jogadores de potencial mundial. Como se defender a formação signifique que os jogadores mais experientes não têm lugar no clube.

Defender a formação é defender o SLBenfica...

E como há gente que até conhece bem as terras de Sua Majestade, essa gente há-de explicar-me porque o "berço do futebol" entende este novo modelo de adepto que acha que por ele até podem ser 11 chineses desde que se ganhe está então a estragar o futebol e a empobrecer/endividar os clubes - sim, até o Benfica! Porque será que Inglaterra, que está tomada por oligarcas multimilionários que fazem "rodar a economia" quer agora impor limites aos estrangeiros e obrigar as equipas a apostar, imagine-se... na formação!

É tudo parvo, só pode! Então os "pais do futebol" vão estragar a melhor Liga do Mundo? Como diria o outro, "olhe que não Sr. Dr, olhe que não".

Se eu terminasse aqui, eu diria que "há gente" que talvez quisesse finalmente perceber o papel que a formação pode ter na sustentabilidade do SLBenfica e do futebol português.

Porém, não posso terminar sem responder a algumas pessoas sobre a hipocrisia que sustentam os argumentos que defendem e fazem compreender que Jesus não aposte no Nelson Oliveira, num momento em que é óbvio que é um sector com efectivas carências.

Há gente que não percebe o que diz quando refere que "Jorge Jesus está no Benfica para defender os interesses da equipa, e não para defender os interesses do jogador A ou B".

NADA DE MAIS ERRADO! Jorge Jesus (ou qualquer outro) está no Benfica para defender os interesses... DO BENFICA, não dá equipa. A equipa é e será o que defender os interesses e objectivos não dele, não daquele grupo de jogadores, mas do Benfica e dos benfiquistas.

Não pode Jesus ficar refém da sua opinião sobre Nelson Oliveira ou qualquer outro?
NÃO SÓ PODE, COMO TEM QUE FICAR!


Não fui eu que disse isto: "Ainda tem muito para aprender, mas isso só se consegue com trabalho, mesmo sem bola, comigo" ou isto "Vai ser o futuro da selecção. Isso não tenho dúvida. Pode ser já ou não, mas não tenho dúvida que vai ser ele". Podem recordar melhor o contexto aqui: E este, Jesus? Vale Milhões... ou não te sentes capaz?

A Jorge Jesus não se lhe poderá pedir que fique refém disto, no dia em que disser... o contrário disto! No dia em que disser que quatro meses depois destas frases dispensou o Nelson Oliveira para o pior clube da primeira Liga Espanhola e depois para um clube de meio da tabela em França porque afinal o Nelson não tem qualidade para mais que isso...

No dia que Jorge Jesus tiver a coragem de dizer que o tempo de Nelson Oliveira passou, que o jogador não treina com a qualidade que deveria, que Derley, Funes Mori ou Jara são superiores ao jogador que, outrora ele classificou como acima, ou no dia que explicar o que mudou naqueles 4 meses que fizeram o Jesus descer o Nelson Oliveira do Olímpo ao... Inferno.

Nessa altura, todos seremos obrigados a calar-nos para sempre!

No dia em que se perceber como alguém passa do futuro (SEM DUVIDA) da selecção e do Benfica para um jogador dispensado em 4 meses... então seguramente que Jorge Jesus não poderá ser refém do que diz.

Bem sei que a opinião de muitos - eu não sei porque o Jesus tem medo de abrir os treinos (mas pelos vistos há muitos que sobrevoam de drone e sabem tudo - é que o Nelson Oliveira não se aplica nos treinos, que é maniento, que isto e mais aquilo... Mas eu pergunto:

O Nelson Oliveira ficou assim entre Abril a Maio de 2012? De Junho a Março/Abril foi um atleta dedicado e trabalhador, mas depois em três/quatro meses foi tão mau e tão oposto ao que Jesus dissera que... foi dispensado durante dois anos?

Algo não bate certo nesta história... e sim, a Jesus devem-lhe ser cobradas essas e muitas outras palavras, pelo menos até ao dia que o contrário do que ele dissera possa ser compreendido como mais que um capricho, teimosia ou embirração do treinador do Benfica, o mesmo que dispensara Ola John para integrar Ivan Cavaleiro e que seis meses depois faz o seu inverso sem o português tivesse estado abaixo do desejado ou o holandês feito uma boa época na Alemanha.

Já agora, para quem quiser perceber mais este exemplo de incoerência, o Jesus quando fez a primeira aposta no Ivan Cavaleiro disse: "apostei nele porque vi qualidade para apostar nele". Então? Será que depois fechou os olhos ou, tal como o Nelson, perdeu qualidades em dois meses?

Olha, eu não sou nem nunca serei treinador nem ninguém com responsabilidades no Benfica e até a mim me são cobradas as opiniões. Porque não hão-de ser ao treinador que eu (será que essa gente também?) ajudo a pagar com as minhas quotas e RedPass???



Será que Jorge Jesus não pode ficar refém do que diz? PODE E DEVE!...

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Coisas que Jorge Jesus me pediu para dizer aqui

Avatar
 ●  51 comentários  ● 
Há gente para quem, MUITO de quando em vez, aquilo que Luís Filipe Vieira sugere como politica desportiva do clube é a politica acertada, especialmente quando se fala em aposta na formação. O que faz sentido, até porque LFV tem já no seu curriculum 14 anos de sucessos desportivos inquestionáveis, que atestam do seu profundo conhecimento em matéria de futebol e que credibilizam qualquer caminho que sugira... 

Há gente que jura até já ter já ouvido LFV dizer publicamente  que ele próprio assumirá as responsabilidades de qualquer fracasso desportivo fruto da  OBRIGATORIEDADE na aposta na prata da casa, e o treinador estará sempre a salvo de qualquer despedimento se os resultados não forem o que os adeptos idealizam.

Há gente que gosta de pegar e de fazer disso lei (mas só quando dá jeito) naquilo que em certo momento Jorge Jesus disse... Coisas tipo, Jorge Jesus ter de gerir o Benfica refém de ter um dia dito que Nélson Oliveira era o futuro do Benfica... Como se algum dia JJ pudesse, mesmo que achasse o contro﷽﷽﷽﷽﷽﷽﷽﷽s tem de se tornar escravo dessa afirmaçjJesus . E quem lhe d (e nguse, ter dito que Oliveira era um engano e com ele ário, ter dito que Oliveira era um engano e que com ele só havia passado...

Há gente que pensa, que como um dia se disse que o Nélson era o futuro, Jorge Jesus tem de se tornar escravo dessa afirmação, e que então, por orgulho e casmurrice, se disponha até a prejudicar os interesses da equipa que dirige, apostando no Nélson só porque sim, só porque tem de provar ao mundo que sabe ensinar um maneta a tocar guitarra (e não estou a chamar  maneta ao Nélson), mesmo em detrimento de outros elementos que também treinam no duro, têm mais qualidade, são mais comprometidos e solidários, e fazem por merecer bem mais oportunidades.

Há gente que não percebe que cada elemento que chega ao Benfica pela mão de Jorge Jesus, chega porque em certo momento o treinador lhes viu futuro... Está implícito, não precisa de se dizer! E que o futuro do Nélson não tem prioridade em relação ao futuro de nenhum outro.

Há gente que não percebe que Jorge Jesus se engana, como até o Deus Mourinho se enganou em “artigos” bem mais dispendiosos como Shevshenko, Shaun Wright Philips, Malouda ou Quaresma!

Há gente que não questiona como é que o Deus da formação e da potenciação – o Mourinho – não conseguiu formar o Quaresma no Inter, o David Luís e Lukaku no Chelsea, ou como dispensou do Chelsea um jogador como Robben para ir buscar um Malouda! Há gente que não percebe como é que o Deus da formação – o Mourinho – fez do melhor jogador do Liverpool (Sturridge) um dispensado seu.

Há gente que não percebe que no Benfica têm de jogar os melhores, independentemente das origens. O que não invalida eu próprio reconhecer que já vi erros de casting graves, e que se calhar há na formação jogadores bem melhores do que outros que têm chegado e partido sem nos dar tempo sequer de decorar o nome.

Há gente que não percebe que o mundo se está cagando se formação é pegar em jogadores de 18 anos que vêm de dentro ou de jogadores de 18 anos que vêm de fora.

Gente que se está cagando se formar é ser capaz de ensinar um maneta com ares de vedeta a tocar guitarra, ou tornar um guitarrista mais talentoso, mais empenhado mas a precisar de um Mestre que o ajude a dar o último passo, num guitarrista de classe mundial.

Gente que se está cagando se André Gomes e André Almeida contam como formação ou se não contam, e gente que se está cagando para quem ache que formar só conta se for ir buscar à equipa B, jogadores que tenham chegado à B provenientes da equipa C ou da Z.

Há gente que não percebeu ainda que Jorge Jesus é responsável pela equipa principal do Benfica. Não é responsável pela preparação ou falta dela, com que os miúdos da formação chegam ao seu patamar de ação, talvez prontos ou talvez não, a corresponder às exigências que o futebol principal do Benfica exige.

Há gente que acha que tem muito olho para a coisa, e que sei lá, só porque sim, acha ser capaz de ver talento onde mais ninguém vê... Gente que vê talento em David Simões, Mários Ruis, Miguéis Rosas, Miguéis Vítors, Luís Martins, gente até que imagine-se, numa hora defende o Nélson Oliveira, numa outra diz que o Cardozo não presta, e numa outra ainda também exige (e tantas foram as prosas a pedi-lo) a contratação do coxo do Éder pelo Benfica! Justiça seja feita, que desde o mundial passado não houve mais coragem para a insistência e o nome Éder desapareceu miraculosamente deste blogue.

Há gente para quem há 3 anos atrás Tiago não servia para o Benfica porque estava velho, porque o Benfica não precisava (tanto não precisava que uma semana depois foi buscar Witsel, um Tiago mais refinado) e agora tem a gente de gramá-lo em grande forma, 3 anos mais velho, e ainda assim vê-lo jogar com a classe e maturidade que só escapa aos mais desatentos! Que grande contratação teria sido, numa altura em que ele quase implorava para voltar a Portugal!

Há gente que vê os jogos todos, todas as equipas do Benfica desde o berço até à terceira idade, e não tem pejo em classificar uma série de nomes, os com potencial, os com muito potencial, os de semi potencial e os potencialmente perigosos, uma pena porém que, apesar de tanto jogo visto e de tanto abrir de olhos quanto ao mexilhão que vem do viveiro da Luz, só tenham começado a classificar João Teixeira na hierarquia deste viveiro, no dia em que Jorge Jesus o levou à equipa A. Mas também é normal que tenha escapado, afinal o João Teixeira só está no Benfica desde 2005!

Há gente que não percebe que Jorge Jesus está no Benfica para defender os interesses da equipa, e não para defender os interesses do jogador A ou B, ou pela missão de fazer do Nélson Oliveira um jogador de futebol.

Há gente que não percebe que no dia em que LFV não estiver contente, só tem de “mandar” o treinador embora. Não há que inventar guerras que não existem, até porque provavelmente LFV já terá percebido, que o Benfica precisa muito mais de Jorge Jesus neste momento, do que Jorge Jesus precisa do Benfica!

Mesmo que não o fosse no plano desportivo, sê-lo-ia sempre no plano financeiro.

A eterna questão que Jesus terá de responder, mas não a Mourinho... A LFVieira!

Avatar
 ●  24 comentários  ● 

A propósito dos jovens das selecções nacionais jovens portuguesas não serem titulares e aproveitados nos clubes portugueses, o Mourinho aproveitou para disparar mais uma vez sobre o Jorge Jesus, como aqui escrevi ontem: "Aqueles que dizem que encontram jogadores no Chiado, e em Chelas, e que fazem deles os melhores do mundo, que agarrem nestes miúdos e façam deles os grandes craques."

É incompreensível que os jovens de valor portugueses não tenham oportunidades, mas é mais ainda que um Clube que tem nas suas fileiras João Cancelo, Bernardo Silva, Ivan Cavaleiro, Gonçalo Guedes e Nelson Oliveira e não tem, neste momento, nenhum deles como opção válida para a equipa principal... mas foi capaz de "entregar" ao futebol europeu jogadores que chegaram como desconhecidos e até "sem futebol" sequer para o Benfica no primeiro (ou primeiros) anos em Portugal.

Podemos discutir sobre os prismas e vectores que quisermos a qualidade de qualquer um destes atletas! Porventura, podemos até concluir que nenhum deles tem qualidade para o SLBenfica (sim, haverá obtusos firmes o suficiente para o dizer), mas há algo que é indesmentível:

- NUNCA JORGE JESUS "agarrou nestes miúdos"... e menos ainda quis incorporara a missão de "fazer deles os grandes craques."

Podemos apontar o dedo ao Mourinho, podemos justificar que estarão emprestados e que voltam para o Jesus apostar "agarrar neles", podemos fugir à questão e dizer que o Guedes ainda vai a tempo, podemos dar como exemplo muitos outros que não apostam também, podemos até dizer que quem aposta não ganha...

... Encontrem as desculpas que quiserem! Mas Jorge Jesus só poderá reclamar verdadeiramente para si o sucesso de potenciar jogadores (ou potencializar, como ele diz) quando não precisar de jogadores que lhe aparecem já catalogados com o potencial e até a rodagem necessária, precisando sim de um treinador que tenha uma brilhante capacidade táctica para todas as suas qualidades sejam exploradas com a dimensão que temos visto em jogadores que agora evoluem na Europa do futebol.

Formar jogadores é isso!
... O resto é ter, como José Mourinho diz, uma prospecção de classe mundial como tem o Benfica, capaz de descobrir os melhores (porém desconhecidos) jogadores e depois "dar-lhes um banho de táctica também de classe mundial!

Jesus nunca deslocará da sua classificação de grande treinador que faz jogar fantásticas equipas mas com jogadores de muita qualidade que lhe são entregues "já prontos" para a última etapa, aquela em que Jesus é "mestre".

NUNCA DESCOLARÁ DISSO, ENQUANTO NÃO O VIRMOS TENTAR E LUTAR PELOS NOSSOS JOGADORES NASCIDOS NO BENFICA, PELOS JOGADORES À BENFICA E DO BENFICA!

Jesus nunca lutou por estes e todos sabemos que nunca lutará por outros. O Guedes, porventura, terá um dia algumas oportunidades, mas se for capaz sozinho de chegar à tal última etapa em que aí sim o Jesus pegará nele e o fará integrar uma equipa que joga muito e onde ele poderá jogar muito... mas se lá chegar a jogar muito.

APOSTAR NA FORMAÇÃO NÃO É "FAZER CRISTIANOS RONALDOS"! Apostar na formação é "fazer" jogadores que serão titulares uns (poucos, porventura), opções outros e apenas alternativas outros ainda. Isto é apostar na formação!

Bem sei que é cómodo dizer que não se aposta na formação porque não temos ali 11 titulares ou que quem sai dali não pode ser titular do Benfica... dá jeito! É um argumento universal! Esquecem-se é das "apostas" que são feitas em jogadores que, não tendo qualidade continuam a jogar no Benfica e outros que ainda não terão essa qualidade e vão jogando para a ter... Isso é matar qualquer aposta na formação, escondidos atrás de um pseudo-argumento que a formação não tem jogadores preparados, que a exigência na equipa principal é grande (como se quem vem de fora andasse a mostrar mais que eles).

Métodos à FC Porto.

Avatar
 ●  48 comentários  ● 


"Carlos Martins já não é jogador do Benfica, tendo rescindido o vínculo contratual que o ligava às águias até 2015/16 na última terça-feira, ou seja, no dia em que a equipa da Luz recebeu e perdeu com o Zenit, a contar para a primeira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

A SAD liderada por Luís Filipe Vieira acaba de resolver um dossiê que se encontrava pendente há largos meses, dado que o médio português não fazia parte dos planos de Jorge Jesus e estava a treinar-se com o grupo de trabalho do Benfica B. O processo que culminou com a rescisão do contrato de Carlos Martins foi mediado pelo Sindicato dos Jogadores. Após diversas rondas negociais, a situação conheceu finalmente fumo branco esta semana." - Record.

A direcção chegou a acordo e fez bem. 
Lamento é que existam pessoas que continuam a ter muita admiração pelos métodos à "FCP" quando se trata de resolver casos bicudos. A vandalização da casa do Carlos Martins demonstra isso. 
Quem fez isto são benfiquistas? Não. São atrasados mentais.

Era escusado este "bate-boca" (parte II - a formação)

Avatar
 ●  51 comentários  ● 
Como se não bastasse o que é referido no tópico anterior Era escusado este "bate-boca", o Mourinho ainda foi mais longe e desferiu mais um duro golpe abaixo da cintura de Jorge Jesus com a formação.

O treinador do Benfica, pelos vistos, encontrou ali um inimigo de estimação, e vai daí sobre a selecção José Mourinho sai-se com isto:

Lembro-me de uma coisa que no outro dia discutimos durante o estágio, com os nossos jogadores brasileiros, em especial com o Oscar, que jogou a final do Mundial sub-20 contra Portugal. Eu perguntava-lhe: quantos brasileiros dessa equipa é que já foram internacionais A? Ele começou a contar e chegou aos oito, mais dois ou três, como o Neymar, que tinham idade para estar no Mundial mas já estavam na seleção principal. Portanto, estamos a falar de dez ou onze jogadores para a seleção A. Depois fiz a mesma pergunta ao Rui e ao Silvino: quantos portugueses chegaram à seleção A. E o Oscar perguntava: onde é que anda aquele rapaz muito rápido que jogava lá na frente, o Oliveira? E eu nem lhe soube responder onde é que andava o Oliveira... Só lhe soube dizer que esteve no Europeu há dois anos, e que agora não sei onde anda


Aqueles que dizem que encontram jogadores no Chiado, e em Chelas, e que fazem deles os melhores do mundo, que agarrem nestes miúdos e façam deles os grandes craques. Porque, principalmente para quem está fora, é triste ver Portugal, neste momento, a não conseguir ganhar à Albânia

Saem mais dois ferros curtos para o Jesus!

Eu discordo em absoluto deste bate boca! Não percebo, como fui o primeiro a referir, o motivo pelo qual o Mourinho lançou este ataque em direcção ao Jesus.

Agora, neste tema em concreto, não posso discordar do treinador do Chelsea! Há efectivamente muito valor no futebol de formação em Portugal, contudo, quando chegam às equipas principais não há coragem para apostar neles e o Mourinho até está à vontade para falar disso porque, como refere e bem, foi formar a equipa dele com jogadores do Setubal, Leiria, Belenenses, Salgueiros, Alverca, Boavista....

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Era escusado este "bate-boca".

Avatar
 ●  53 comentários  ● 

"José Mourinho respondeu esta quinta-feira a Jorge Jesus, que disse que o treinador do Chelsea conhecia tanto Talisca como ele próprio conhecia o d`Artagnan.

«O Benfica, vou ser mais explicito para os menos inteligentes perceberem claramente
Tem boa estrutura de observação, com gente que conheço bem, tem um presidente ´chapeau´, por ter essa capacidade de dar ao treinador bons plantéis e bons jogadores. Não gostei de um colega de profissão ter duvidado das minhas palavras. Mas fico contente por perceber que ele lê Alexander Dumas, ao contrário de mim. Limito-me a ler, quando posso, a gramática portuguesa, para um dia não me acusarem de andar aos pontapés com ela. Parece que é íntimo com o D´Artagnan, ele anda a ler Dumas. Eu limito-me à minha identidade. Não leio Dumas. Tenho uma vida diferente, um nível cultural diferente, procuro educar-me e procuro um dia não ser acusado de andar aos pontapés ou de andar a agredir a pobre da gramática», afirmou em entrevista à TVI.

Mourinho diz que o Chelsea já segue Talisca há dois anos e que o Benfica ficou bem servido com o médio brasileiro:

«O Chelsea desde 2012 que seguia dois jogadores: o Talisca e o Mario Pasalic. E como nós o Benfica e de certeza muitos outros clubes. O Benfica conseguiu contratar um excelente jogador. Ótimo para o Benfica, para o futebol português e para o rapaz, que foi para um clube gigante»." - A Bola.

Sinceramente era escusado JJ ter provocado esta troca de palavras. Aliás, JJ anda a provocar desde a entrevista ao SOL no final da temporada, quando o confrontaram com as suas palavras sobre quem era o melhor. Basta olhar para os currículos de cada um. 

Mourinho também não perdeu a oportunidade de ainda alfinetar mais JJ quando se refere aos treinadores convidados a participar nos foruns de Elite da UEFA. Uns estão lá porque têm no currículo troféus europeus e campeonatos ganhos por essa europa fora, ao mais alto nível, e outros estão porque treinam clubes de elite porque currículo...não têm.

Resumidamente, era escusado tudo isto mas a basófia de Jorge Jesus face a Mourinho algum dia teria que dar em "bate-boca". Espero que tenha servido de lição.

Contas saldadas com o Atlético de Madrid

Avatar
 ●  32 comentários  ● 

ENCAJÓ TRES DIANAS Y SU PRIMERA PARADA FUE EN EL 87 MINUTO

Oblak, amargo estreno

  • El Cholo apostó por él en lugar de Moyá, hasta ahora titular en los cinco duelos precedentes

Oblak, amargo estreno



Como escrevi há cerca de um mês neste post “Os euros podiam esperar”, no qual me referi àquilo que desconfiava ter sido um erro tremendo de Jan Oblak do ponto de vista de carreira (não de euros) ao trocar o Benfica pelo Atlético de Madrid, na estreia em jogos oficiais do Atlético, o que Oblak fez foi isto:

Nesse mesmo post escrevi, sem catalogar o valor de Oblak, que o que tinha visto dele no Benfica, onde vi vencer muitas vezes sem que o esloveno tocasse na bola, não me permitia ter certezas quanto ao seu estatuto de estrela que alguns já apregoavam. Precisava de ver mais, num outro contexto, a um nível mais alto.

É por um jogo bom ou mau que se mata um jogador de futebol? Evidentemente que não. É um jogo mau que impede um bom jogador de dar a volta por cima? Também não. Mas convenhamos, que quando se chega a um clube como o Atlético de Madrid, se é suplente de um guarda-redes veterano sem qualquer expressão no futebol mundial, e quando na primeira oportunidade que se tem num jogo a sério se faz isto, tudo se torna ainda mais difícil porque se começa desde cedo a jogar contra a desconfiança que rapidamente se instala.

Roberto, curiosamente chegado ao Benfica do Atlético de Madrid, e também ele catalogado de “barrete dos 8.5 milhões”, teve de lutar contra esse estigma, o estigma de um erro colossal na estreia. A imprensa nunca mais lhe deu descanso, e Roberto nunca mais se recompôs. Pelo menos, em matéria de barretes, até ao momento são 8.5 milhões para cá e 16 milhões para lá. Nesta, até ver, saímos a ganhar.

Felizmente para Oblak, o barrete lusitano dos 8.5 milhões já defendeu em público aquele a quem a imprensa espanhola apelida agora de barrete dos 16 milhões. Disse Roberto: Oblak é um grande guarda-redes e Terça-feira não teve responsabilidade em nenhum dos golos sofridos. Conheço-o bem, estivémos juntos no Benfica (tens a certeza Roberto?!), e o Atlético pode estar certo de que contratou um grande jogador e uma boa pessoa."

Até ver portanto, cada vez mais convicto daquilo que achava. Estavas bem na Luz Oblak, com estatuto de estrela, titularidade garantida e com os adeptos do teu lado. Era altura de cresceres futebolisticamente, e sim, os euros podiam esperar.

A "presença" gigantesca do Benfica na Champions

Avatar
 ●  12 comentários  ● 
Reparem bem no "cunho" que o Benfica tem no futebol Europeu:

Grupo A
Roberto, Oblak, Siqueira e Tiago

Grupo B
Derliz Gonzalez, Markovic, Coentrão

Grupo C
Witsel, Javi e Garay, Bernardo Silva e o próprio Benfica

Grupo F
David Luiz,

Grupo G
Matic, Ramires e Luka Zahovic

Alguém viu Franco Jara?

Avatar
 ●  14 comentários  ● 

Vídeo: Bernardo Silva "joga pra cacete"

Avatar
 ●  43 comentários  ● 
Joga tanto!!!


Desculpem mas não consegui meter o vídeo directamente no blog. Vamos tentar...

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

O meu menino já nasceu...

Avatar
 ●  32 comentários  ● 
... Dez vezes:

Eis o nosso (para quem ainda acredita) Bernardo Silva a estrear-se na Champions! Entrou aos 57 minutos para mostrar pormenores de pura classe, daquela que só tem quem tem... não se ensina, não cresce, não há treinador que "potencialize" para que se tenha.

Eu não vou colocar aqui algumas imagens de momentos do Bernardo Silva porque vou dar esse mérito todo a quem teve uma trabalheira imensa em colocar isso na blogsfera pelo MCMIV no blog Mistica Encarnada.

Espero que o Leonardo Jardim possa ficar no Mónaco até final da temporada para ir lançando o Bernardo aos poucos, pois o Ocampos já terá percebido que mais mês, menos mês... e já era!

Um regalo para a vista a classe que este menino tem com a bola... Não é possante? Não! Não tem 1,85m? Não! Não é um poço de força? Não! Mas (e perdoem-me a expressão) "joga pra car$%#o!"

Parabéns pela estreia meu menino...
Que nasças a vezes que forem precisas para que tenhas todo o sucesso no Mundo que mereces. Um dia ainda hão de dizer: "o Deco, quem era o Deco?"

Tudo vale a pena quando a alma é Benfiquista

Avatar
 ●  28 comentários  ● 
Gostei de ver e achei totalmente merecidos os aplausos com que os adeptos benfiquistas brindaram a sua equipa no jogo de ontem à noite. E gostei do agradecimento de Jorge Jesus, ficou-lhe bem e talvez só ele saiba como esses aplausos foram importantes naquela altura para o crescimento dos seus jogadores.

Eu confesso que desconfio sempre destes momentos e da ambivalência dos adeptos. Recordo por exemplo a final da Liga Europa de há dois anos com o Chelsea, e a receção calorosa que a equipa teve no regresso a Lisboa, depois de uma derrota de todo imerecida.

Mas esses foram também os adeptos que pouquíssimos dias depois incendiaram as bancadas do Jamor de revolta e ira, naquela tarde de final de taça de Portugal que Jorge Jesus classificou de um dos dias mais negros da sua vida.

Pessoalmente, prefiro jogadores frios que não liguem muito a ambientes. Prefiro jogadores capazes de em campo ser indiferentes aos aplausos, porque serão também esses os que serão imunes aos assobios. Gosto de jogadores que sob um coro de assobios não se escondem do jogo, nem que precisam de uma bancada inteira a cantar o seu nome para expressarem em campo o melhor lado de si.

Quando se fala de apostas falhadas por parte dos treinadores, especialmente num mercado como é o do Benfica e que é o mercado de jogadores de 19, 20 anos, essa é a variável que aos treinadores é impossível controlar. Porque os treinadores já perceberam  a capacidade individual do jogador, já perceberam aquilo que são capazes de fazer num ambiente favorável em clubes mais pequenos e nos quais são tratados como ídolos e principais figuras...

Mas aquilo que não viram ainda é como reagem esses jogadores quando chegam a um grande clube, quando chegam como aprendizes onde têm de subir a escada a pulso e sujeitar-se ao escrutínio de seis milhões de adeptos... Essa sim, é a etapa da evolução que mata muitas outrora promessas que nunca hão-de singrar ao mais alto nível.

E por isso me rio quando vejo criticas a contratações falhadas, quando leio argumentos do tipo: “Ah e tal, se em vez de contratarmos 10 jogadores, devíamos ter contratado só os 3 que acabaram por singrar.” Como se estes iluminados fizessem sequer a ideia da margem de erro que está associada ao mercado que no fundo é aquele em que o Benfica se abastece.

Sonho com o dia em que estes iluminados expliquem aqui, como é que se distingue aos 19 anos um Di Maria de um Olá John, ou como se distingue um Witsel de um Djuricic. Que expliquem como é que se percebe o seu processo mental antes de ter os jogadores connosco, como se deteta onde está um Di Maria que, assobiado pelos adeptos, não se esconde do jogo, pede a bola e tenta de novo, e onde está um Olá John, que aos primeiros assobios da bancada ou ao primeiro ralhete de Jorge Jesus, amua e baixa os braços e não mostra vontade nenhuma de estar ali...

Como se distingue um Sidnei de um David Luís? Um Djuricic de um Witsel ou um Di Maria de um Olá John ou um Rodrigo de um Nélson Oliveira? Arrisco-me a dizer que o que os distingue não é tanto a sua capacidade individual mas a atitude que trazem com eles.

Por isso, sim, gostei dos aplausos do final do jogo de ontem. Gostei porque tivemos vontade, tivemos atitude, e os adeptos perceberam que a equipa merecia o benefício da dúvida, e que se calhar ontem tinha mesmo de pagar pelos erros da pré-época...

Erros como chegar a esta partida com Samaris e Cristante em regime de pré-época e aos quais não se pode exigir mais de momento, erros como ter visto Rodrigo e Cardoso partirem e ter cá ficado um jogador que na frente não faz golos, e ter chegado um Jonas que não pode jogar Liga dos Campeões.

Erros também de casting, como se ter já percebido que para substituir Garay chegaram Lisandro e César e parecer que nenhum serve, e porque não, e para que não digam que Jorge Jesus da minha parte não merece nunca qualquer critica, eu já ter visto, pelo menos 4 vezes, Vilas Boas dar um banho de bola a Jorge Jesus, jogando sempre da mesma maneira, com Hulk sempre com a mesma função e no mesmo lado do campo, e nesses mesmos 4 jogos ter visto Hulk ser sempre o melhor em campo e banalizar o Benfica em muitos momentos do jogo.

Por isso sim, souberam bem e foram merecidos os aplausos de ontem, mas que não se duvide que a cobrança será maior daqui para a frente... Como o Shadows bem disse, foi uma lição de realidade, que tenha servido para aprender, para crescer e tirar ilações importantes para o futuro...

É preciso um central mais rápido que Luisão ou Jardel, é preciso que Samaris e Cristante entrem rapidamente nas rotinas de jogo, Rúben Amorim faz muita falta, Artur é bem mais problema que solução, tal como faz falta um avançado que faça golos...


Mas aqui também, talvez os aplausos do final do jogo de ontem tenham significado apenas, e sem melindre de qualquer espécie, o reconhecimento da parte dos adeptos de que o Benfica neste momento não tem nível de Liga dos Campeões.

ranking