O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sexta-feira, 22 de março de 2019

Fernando Santos o inventor

Avatar
 ●  105 comentários  ● 

João Mário, João Moutinho, André Silva...

Correu bem não?

Não metas os melhores. Mete os amigos.

Já agora, o Wolverhampton agradece a tua preferência.

Gala Sport Lisboa e Benfica - como Vieira estragou uma noite quase perfeita

Avatar
 ●  84 comentários  ● 

O último ano tem sido particularmente difícil para o nosso clube.

Perdemos o tão ambicionado Penta por culpa exclusiva de quem manda no clube. Vimos agravarem-se as suspeitas de o nosso clube poder ter sido arrastado para uma série de procedimentos típicos de outros clubes.

Temos o antigo responsável jurídico do SL Benfica, agora agente de futebol e com presença no camarote da Gestifute no Estádio da Luz, acusado de corrupção activa.

Assistimos à divulgação de uma gravação do presidente do SL Benfica que, em pleno ataque ao Penta, tentava dispensar o treinador a meio da temporada quando publicamente dizia apostar no Penta.

Vimos virem a público evidências confirmadas de que a SLB SAD pagou despesas pessoais de um administrador da SAD sem nunca os orgãos de controlo da SAD terem esclarecido os accionistas sobre como isso se processou.

Em Novembro, todos pensavamos ter a época perdida em nome de uma luz qualquer que via o que ninguém conseguia vislumbrar. Mas Bruno Lage operou o milagre.

E portanto, ontem a Gala do Sport Lisboa e Benfica era uma oportunidade de um "toca a reunir" para atacarmos a fase decisiva do campeonato.

A Gala teve momentos bonitos:


O prémio Carreira a Minervino Pietra. Um atleta e técnico que personifica muito bem o espírito histórico do SL Benfica: humildade, discrição e uma dedicação enorme ao clube. Um pilar do balneário e do que devem ser os atletas que têm a honra de vestir a nossa camisola.


A homenagem a Mário Dias. Os mais novos provavelmente não saberão quem é este senhor. Um grande benfiquista a quem se deve o novo Estádio da Luz ter sido construído. Sem ele a obra não tinha sido bem sucedida. 


O prémio de futebolista do ano a Jonas. É importante lembrar antes de mais considerações que tenho sido crítico de Jonas.

Crítico pela sua postura no balneário em vários episódios, pelo fraco rendimento na Champions ou nos jogos com os grandes em Portugal em oposição a um vedetismo inaceitável.

Crítico de Jonas porque me lembro bem do que Jonas resolveu frisar no seu discurso e que era a sua reputação quando o Valencia o dispensou. Não era craque ou vedeta. Era um atleta de 30 anos e sem mercado.

E por isso é que me impressionou o seu discurso. Mostrou que os últimos meses e as dificuldades por que tem passado provavelmente mudaram a sua forma de pensar. E ainda bem.

Destaco o discurso do atleta e do homem. A gratidão ao Sport Lisboa e Benfica pela oportunidade dada de brilhar e de ter consigo a maior massa adepta do mundo.

Por isso, digo sem qualquer hesitação, obrigado Jonas pelo excelente serviço que ontem prestou ao Sport Lisboa e Benfica.


Uma excelente oportunidade para compartilhar o que é ser benfiquista com pessoas como o grande Toni, que nunca sacrificou o seu benfiquismo em troca de nada.


Ou ver Chalana entre os seus, recebendo o carinho e afecto que merece. (Onde estavam sentados os que defendiam que Chalana não precisava de homenagens?)

Estes e outros foram momentos que dignificaram o Sport Lisboa e Benfica e a noite de ontem.

Mas, como tem sido seu apanágio, o presidente do Sport Lisboa e Benfica tem sempre outras lealdades mais importantes e preferiu gozar com a cara dos benfiquistas.

Por isso, resolveu convidar para estarem na primeira fila de um momento de "família benfiquista": Fernando Gomes e Pedro Proença.



Vamos recapitular?

Nos últimos meses, a FPF e a LPFP têm tentado interditar o Estádio da Luz tentando aplicar uma lei iníqua, ferida de inconstitucionalidade, e que não é aplicada na sua total extensão aos outros clubes. 

O Sport Lisboa e Benfica tem sido alvo de procedimentos e coimas do Conselho de Disciplina, da Liga de Clubes por tudo e mais alguma coisa. 

Curiosamente, o mesmo orgão que considera que Brahimi não deu uma estalada em Ruben Dias no último FCP - SLB, entre tantos outros casos de diferentes decisões consoante o clube envolvido.

Nunca como no último ano se viram tantos erros de arbitragem sempre para o mesmo lado, como até Rui Santos(que não tem nada de benfiquista) no Tempo Extra tem destacado na sua Liga Real.

Assistimos a decisões do VAR inacreditáveis em que nos jogos do SL Benfica tem um critério diferente do aplicado em jogos do FC Porto.

E com todos estes ataques ao nosso clube...os principais responsáveis destas instituições são convidados de honra!

Sem esquecer que Fernando Gomes era o director financeiro do FC Porto durante o período do Apito Dourado.

Ou que Pedro Proença "decidiu" vários campeonatos para o lado do FC Porto enquanto árbitro.

Perguntavam os benfiquistas porque a direcção do SL Benfica anda calada com o "colinho" ao FC Porto? Tiveram ontem a resposta.

Que bela mensagem se passou ao plantel do nosso futebol. Eles que em campo sentem as injustiças ou os "erros" da arbitragem.

Três notas finais:

1 - A obsessão de Vieira em construir não conhece limites, pelo visto. Se não há dinheiro para reforçar o plantel, onde é que se vai buscar dinheiro para comprar mais terrenos no Seixal ou gastar quase 40 milhões de euros em Oeiras? Como se vai manter financeiramente todas essas estruturas? Qualquer dia só falta destruir o campo relvado em frente ao Media Markt para construir mais um prédio...

2 - Os rankings europeus que interessam, caro Vieira, são os dos resultados desportivos. Zero pontos na Champions do ano passado e nova eliminação esta temporada. Ranking europeu em termos de resultados desportivos ao nível do que estavamos em...2009.

3 - Para benfiquistas com memória, Fernando Martins não foi um presidente que tenha deixado saudades. Deixou um calote enorme à direcção seguinte pois o fecho do Terceiro Anel afinal não estava pago. Um milhão e duzentos e cinquenta mil euros que à data era uma fortuna.

Foi Fernando Martins que abriu as portas dos bastidores do futebol português a Pinto da Costa, com as consequências que ainda hoje todo o futebol português sofre.

Não foi com surpresa que Fernando Martins foi derrotado por João Santos nas eleições de 1987. Os benfiquistas tinham olhos na cara.

quinta-feira, 21 de março de 2019

Canal do FC Porto beneficia de milhares de euros de dinheiros públicos

Avatar
 ●  36 comentários  ● 

Continuam as adjudicações milionárias ao Porto Canal, o meio de comunicação do FC Porto, e a diversas entidades do universo empresarial do FC Porto. 

Ora vejamos(com datas de publicação): 

- Município do Porto à Porto Comercial: 10.000€ a 03/10/2018 

- Município da Póvoa do Varzim à FCP Media: 7.000€ a 04/01/2019 

- Turismo do Porto e Norte de Portugal à FCP Media: 12.195€ a 26/12/2018 

- Município de Vila do Conde à FCP Media: 9.360€ a 04/09/2018 

- Município do Porto à FCP Media: 39.000€ a 16/07/2018 

- Município da Póvoa do Varzim à FCP Media: 7.000€ a 18/06/2018 

- Turismo do Porto e Norte de Portugal à FCP Media: 12.195€ a 18/06/2018 

- Município de Matosinhos à FCP Media: 47.840€ a 23/04/2018 

- Município de Viseu à Avenida dos Aliados: 9.360€ a 18/10/2018 

- C.C.D.R. do Norte à Avenida dos Aliados: 69.680€ a 29/10/2018

Só aqui nestes contratos mais recentes estão quase 225.000€. 

Em alguns destes contratos está, por exemplo, a contratação do Porto Canal por parte do Turismo do Porto e Norte de Portugal para cobrir um evento, o Rally de Portugal 2018, cuja cobertura estava assegurada pela RTP, o canal público.

Que gestão é esta dos dinheiros públicos? 

Porque não contratar ao canal público, que existe para isto, tem ao seu dispor várias plataformas e está presente na TDT com 2 canais? 

Como justificam estas entidades todo este dinheiro gasto num canal privado e cujas audiências são miseráveis?

Como justifica a CCDR Norte o investimento de quase 70.000€ num canal sem audiências, privado, e que nem sequer está em sinal aberto? 

Além disso, convém lembrar os benfiquistas que o Porto Canal é propriedade do FC Porto, e que tem sido o meio preferencial utilizado para atacar todo o "edifício" Sport Lisboa e Benfica.

Estão à vontade para o fazer, mas não financiados por dinheiros públicos.

O que se diria se a BTV ou o canal do Sporting tivessem este investimento de dinheiros públicos?

Curtas: Almoços, Claques e cadeiras, Atlético Madrid e Ruben Dias

Avatar
 ●  38 comentários  ● 


Almoços:

Nunca se viu Pinto da Costa dar um passo sem ser com um objectivo específico. Também fica de parte a hipótese de Pinto da Costa e Salvador serem o famoso 'Casal Mistério' que divulga a sua opinião sobre os restaurantes que visita. 

Acrescentando à equação Luis Gonçalves, certamente que não estavam a discutir política internacional.

A realidade é que isto foi apenas uma de constantes movimentações do FC Porto junto da maioria dos clubes adversários na Liga. Nada que não seja comum.

Por isso é que o FCP se move tão confortavelmente na FPF e em muitos campos do país. 

António Salvador tem sido sempre um presidente hostil aos benfiquistas. Nunca antes da sua entrada no Braga se viram as agressões a adeptos do SL Benfica que hoje são normais. Por isso não é de estranhar esta proximidade a Pinto da Costa, que nem é de agora.

"Se eles quisessem conspirar não se reuniam num local público", é a teoria de alguns.
Pois Pinto da Costa não se importa que estes momentos sejam tornados públicos. Faz parte da sua demonstração de influência e poder.

Seja como for, este almoço é uma prova de que não é com newsletters de laboratório que se combate estes tipos. É com presença no terreno, com exigência de isenção junto das autoridades do desporto e com a direcção eleita para servir o SL Benfica a dar a cara publicamente em defesa da verdade desportiva.

Claques e cadeiras:

O Record avança que SL Benfica e FC Porto estão de acordo em ter as zonas de claques sem cadeiras:

"A identificação obrigatória na zona das claques é uma medida sobre a qual Benfica e FC Porto apresentaram reservas na operacionalidade, mas num ponto alinharam-se: a zona das claques sem cadeiras. O tema foi discutido na Assembleia da República.

"Muitas vezes são armas de arremesso e diminuem os custos de reparação", sublinharam os encarnados. "Os adeptos não se querem sentar", garantiram os portistas."

Em primeiro lugar, não percebo porque o SL Benfica tem que se pronunciar sobre o tema "claques". Não temos claques.

Não temos adeptos de primeira e adeptos de segunda. Dito de outra forma, não temos adeptos com direito a cadeira e outros sem direito a cadeira.

Temos grupos maiores e mais pequenos de adeptos e sócios que vão aos jogos juntos. Se têm mais ou menos organização, se resolvem apelidar-se de alguma coisa, é algo que não diz respeito ao Estado.

Se eu e os meus 23 primos resolvermos ir sempre em grupo para o estádio teremos de nos registar PORQUÊ? Se para ir ao futebol for obrigatório um registo, então porque não passa a ser obrigatório existir o cartão de frequentadores de festivais de verão ou de frequentadores de manifestações por exemplo? Não há fenómenos de violência e tráfico nesses eventos também? 

Além disso, forçar alguém a registar-se, à luz da atual Constituição, não pode ser feito.

Recuso qualquer tentativa de envolver o SL Benfica na realização de qualquer regulamentação para claques. 

O que a AR tem que produzir é legislação que combata com eficação a violência no desporto. Essa violência está muito longe de se restringir a grupos organizados.

Comecem a meter na cadeia os responsáveis por desacatos, por incitação à violência e também a quem os financia, e verão os resultados práticos.

O Estado devia é perguntar-se porque a atual legislação não funciona.

Atlético Madrid e Ruben Dias:

O jornal A Bola avança hoje que o Atlético de Madrid prepara ataque a Ruben Dias.

É que nem pensar qualquer negócio com o Atlético Madrid sem o batimento integral e a pronto da clausula de rescisão.

E sem qualquer troca de atletas.

quarta-feira, 20 de março de 2019

A tratar de que temas, Pintinho e Salvador?

Avatar
 ●  71 comentários  ● 



Fontelas Gomes ouvido na Polícia Judiciária

Avatar
 ●  30 comentários  ● 

Avança o Record que o presidente do Conselho de Arbitragem da FPF pediu para prestar declarações.

O Observador também acrescenta:

"José Fontelas Gomes, presidente do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) foi recebido hoje pela Polícia Judiciária. O pedido de reunião foi feito pelo próprio Fontelas Gomes. O organismo que tutela a arbitragem nacional confirmou o encontro, mas recusou comentar o motivo do mesmo. 

O Observador sabe contudo que em causa estará o facto de César Boaventura, empresário ligado ao Benfica, ter anunciado na passada sexta-feira, através de um post no Facebook, que seria João Capela o árbitro do jogo entre o FC Porto e o Marítimo, que aconteceu no sábado. A nomeação do árbitro da Associação de Futebol de Lisboa acabou por ser confirmada pela Liga na manhã de sábado.

“Só um aviso. João Capela arbitra o jogo do Porto amanhã. Depois do roubo na Luz vem mais um escândalo. Por isso andam a marrar no meu manto mas levam é tourada!”, escreveu César Boaventura na publicação acompanhada pela fotografia do árbitro lisboeta.

A reunião de Fontelas Gomes com a Polícia Judiciária surge depois de o jornal Expresso revelar um alegado esquema de corrupção desportiva com apostas desportivas, envolvendo o aliciamento de jogadores do Rio Ave, antes de um jogo com o Benfica.

Segundo o jornal deste sábado, César Boaventura terá oferecido 250 mil euros a Cássio, ex-guarda-redes do Rio Ave, dizendo-se “mandatado por Luís Filipe Vieira”. O guarda-redes terá informado os responsáveis do clube, que não avançaram com o processo. Cássio jogou, o Benfica ganhou (1-0), mas o jogador estará disposto a dizer à PJ que pode testemunhar em tribunal contra o empresário por quem diz ter sido aliciado.

Antes o Expresso já tinha revelado uma situação idêntica denunciada por Lionn, defesa que se encontra hoje no Desp. Chaves depois de seis anos ao serviço do Rio Ave. O brasileiro disse em tribunal, no âmbito de um processo colocado pelo guarda-redes Cássio ao empresário ligado ao Benfica, que o agente também tentou comprá-lo, bem como a mais dois companheiros de equipa, antes do encontro entre os vila-condenses e o clube da Luz.

“César Boaventura tentou comprar-me antes do jogo contra o Benfica. A mim, ao Cássio e ao Marcelo também”, terá dito o brasileiro no Tribunal de Esposende, de acordo com o Expresso. “Vai ter de provar em tribunal o que disse”, respondeu César Boaventura ao mesmo jornal, falando ainda num esquema “montado por alguns jogadores com algumas pessoas do FC Porto e com Bruno de Carvalho [ex-presidente do Sporting]. “Esses jogadores acabaram por ser contratados por clubes com ligações a FC Porto e Sporting”, concluiu Boaventura."

No dia em que o futebol português limpar metade da escumalha...já será bem bom.

Meias finais da Taça de Portugal - Futebol Feminino: domingo às 15h

Avatar
 ●  27 comentários  ● 

Domingo, 24 de Março de 2019, no Estádio da Tapadinha em Alcântara o  SL Benfica recebe o Sporting de Braga para jogo relativo às meias finais da Taça de Portugal.

A "News Benfica" entre a costumeira propaganda "à Sócrates" apela (de forma envergonhada mas apela) à presença dos benfiquistas no apoio a este momento importante da temporada do futebol feminino.

Estou certo de que os benfiquistas estarão em peso a encher um campo mítico do futebol português e que precisava de um investimento grande em remodelação e modernização.

Não entendo porque o futebol feminino, num jogo destes, não joga na Luz. 

Seria bom para ambas as equipas poder ter nas bancadas uma multidão a vê-las.

Seja como for, juntamo-nos a este apelo do SL Benfica no apoio a uma modalidade com futuro.

Quando a equipa ascender ao escalão principal, não fará sentido que não joguem no Estádio da Luz.


O estranho e pequeno mundo que é o futebol português

Avatar
 ●  28 comentários  ● 


Desde manhã que anda a circular pelas redes sociais uma imagem colocada no site oficial do SL Benfica relativa à candidatura do Caixa Futebol Campus a Entidade Formadora 5 Estrelas.

Nessa imagem vemos Luis Filipe Vieira, Hermínio Loureiro, José Couceiro e Pedro Mil Homens, entre outros que só aparecem para a fotografia.

Hermínio Loureiro é vice presidente da FPF.

José Couceiro é Director Técnico Nacional, também ao serviço da FPF.

Pedro Mil Homens é o Director Geral do Futebol de Formação do SL Benfica.

Mas a maior curiosidade é a presença de Diogo Matos à direita de Mil Homens.

Diogo Matos, sportinguista, ex-atleta e funcionário do Sporting, fez parte da lista de José Peyroteo Couceiro na sua candidatura à presidência do Sporting.

Diogo Matos foi também um dos "braços" de Pedro Mil Homens enquanto director da Academia do Sporting.

Diogo Matos foi também atleta do Alverca no consulado de Luis Filipe Vieira.

Tem aparecido em vários eventos da FPF como consultor externo da Federação.


Por outro lado, José Couceiro também trabalhou ao lado de Luis Filipe Vieira no Alverca.

Hermínio Loureiro foi o presidente da Liga de Clubes que se demitiu por falta de apoio e desgaste, sendo substituído por Fernando Gomes com o apoio inequívoco de Luis Filipe Vieira.

É muito pequenino este mundo do futebol português não é? 

O "descanso" de Bruno Fernandes e a "justiça poética" aplicada a Miguel Albuquerque

Avatar
 ●  38 comentários  ● 


Bruno Fernandes foi dispensado da dupla jornada da Selecção Portuguesa de Futebol por lesão.

O abono de família do Sporting é desta maneira poupado a esforços durante vários dias para estar descansado para o jogo do ano do Sporting: a segunda mão da meia final da Taça de Portugal a 03/04.

O jogador que correu 94 minutos no jogo com o Santa Clara, e até fez a assistência para o golo, de forma conveniente fica de fora.


Curioso não é? Mas mesmo assim vamos ganhar em Alvalade e lá teremos mais uma depressão profunda entre aqueles que preferem ganhar um jogo qualquer ao SL Benfica que vencer campeonatos. 


Este foi o estado em que ficou a esposa de Miguel Albuquerque, Director Geral das modalidades do Sporting, após agressões sofridas no Dragão Caixa. Também Miguel Albuquerque foi alvo de agressões.

É lamentável que a impunidade do FC Porto até nisto seja evidente. Igual incidente na Luz seria escandaloso. Acontecendo no Porto, passa ao lado da atualidade. É um assunto abafado.

Mas este incidente tem 2 situações igualmente curiosas.

A primeira envolve a pouca ou quase nenhuma indignação da "nação" sportinguista com o sucedido.
Como hipócritas e anti-benfiquistas que os lagartos são(não confundir com sportinguistas), serem enxovalhados em campo ou fora dele pelo FC Porto não os abala.

Tivesse isto sucedido na Luz e o assunto dos próximos 15 dias seria este.

Por isso é que falo em "justiça poética", não para a senhora em causa, mas para o "cavalheiro".

Lembro que foi este mesmo Miguel Albuquerque que foi suspenso por 16 meses em 2016 por agredir "à cabeçada" o atleta do SL Benfica Bruno Coelho.

Como são desprezíveis todos os fanáticos que só se indignam quando é para o seu lado...

terça-feira, 19 de março de 2019

Exclusivo: A Vã Glória de vender, o sonho adiado e uma projecção do que pode ser o Benfica, por Francisco Scaramanga

 ●  123 comentários  ● 

A principal razão pela qual não me revejo na atual liderança do Benfica e da SAD e no respetivo modelo de gestão prende-se com a ausência de paixão e com a indiferença que revela pelos valores básicos em que se alicerça o Benfica. São precisamente estes aspetos – paixão e os valores do Benfica – as razões da minha filiação visceral ao Benfica. Por outras palavras, são os agentes patogénicos desta doença incurável que é o meu Benfiquismo. 

Quando falamos do Benfica, falamos de desporto e, para muitos, essencialmente de futebol. 
Mas o que é o desporto e, em particular, o futebol sem a paixão? Sem a paixão, o futebol resume-se a um negócio que, visto desta forma, apenas interessa a alguns (muito poucos). 

A paixão é o condimento do desporto e do futebol em particular. É o que move os adeptos, é o que os leva a sonhar, o que os leva a exultar com os sucessos e também o que os conduz a profundas angústias. Sem esta componente o futebol transforma-se num espetáculo (às vezes nem isso) a que se assiste com desprendimento. Ou seja, transforma-se na expressão comercial de um negócio onde alguns (muito poucos) lucram. 

É precisamente nesta versão de futebol, descolorida e desprovida de paixão, que a atual liderança está a transformar o futebol do Benfica. O Seixal, uma das principais bandeiras da atual liderança, funciona como uma “fábrica” de atletas para venda e não como uma “fábrica” de talentos para reforço da capacidade competitiva da equipa principal. 

A equipa B funciona como uma secção de “acabamento” para os jovens que ainda não estão em condições para serem colocados no mercado e não como uma antecâmara da equipa principal. A equipa sub-23 funciona como … bem, não se percebe na verdade para que serve esta equipa. 

Quando os sócios e adeptos do Benfica começam, legitimamente, a sonhar com a construção de uma grande equipa, composta por talentos “made in Seixal” e consolidada com a qualidade e a experiência de outros atletas contratados, surge o mercado de transferências. 

Com os argumentos de que o Benfica não pode competir com os salários pagos pelos “tubarões” do futebol mundial, de que não é justo “cortar as pernas” aos miúdos e de que os montantes recebidos são indispensáveis para o reforço competitivo da equipa, os atletas mais promissores e com mais qualidade são imediatamente vendidos… e neste momento, o tal legítimo sonho dos Benfiquistas, que, inevitavelmente, desemboca na almejada conquista da Liga dos Campeões da UEFA, sofre mais um rude golpe. 

É assim que a atual liderança gere o futebol do Benfica: sem paixão, sem consideração pelas aspirações dos Benfiquistas e como um negócio que beneficia alguns poucos e prejudica o sonho de muitos… e o pior é que a justificação para este modelo de gestão assenta num conjunto de falácias! 

Falácia 1:
Não é verdade que o Benfica não seja capaz de pagar a miúdos de 19 ou 20 anos o que eles vão receber nos Manchesters, nos Bayerns e nos Barcelonas desta vida. 

Se a SAD pode renovar contratos com atletas em final de carreira ou que passam metade da época com lesões que os impedem de competir com salários de 6 ou 7 milhões de euros anuais… 

se a SAD pode pagar salários desta magnitude a atletas contratados que praticamente não competem pela equipa principal… 

se a SAD pode gastar dezenas de milhões de euros por ano com a contratação de serviços cuja natureza e utilidade ninguém consegue perceber… 

Então haverá certamente margem para pagar salários consentâneos com o que a elite do futebol mundial paga a atletas com a qualidade e o potencial dos talentos “made in Seixal”.  

Falácia 2:
Não é verdade que não vender atletas com 19 ou 20 anos para um “tubarão” do futebol mundial seja cortar as pernas aos mesmos. 

Há vários exemplos de atletas promissores cuja evolução estagnou quando integraram os plantéis destes “tubarões”. 

Por outro lado, um clube como o Benfica tem, obrigatoriamente, que competir consistentemente ao mais alto nível na Liga dos Campeões da UEFA. Ou seja, tem de ser capaz de proporcionar a tais atletas condições competitivas e projetos desportivos aliciantes que lhes permitam continuar a sua evolução… a não ser que o Benfica Europeu apregoado pela atual liderança seja um slogan apenas para enganar os Benfiquistas. 

Falácia 3:
Não é verdade que o reforço da capacidade competitiva do futebol do Benfica e que a sustentabilidade do modelo dependam da venda dos principais talentos. 

Esta é a principal falácia da argumentação utilizada pela atual direção e aquela à qual irei dar mais atenção no presente texto. 

Em primeiro lugar, é uma ilusão assumir que o Benfica ou a SAD vão receber a totalidade do preço de venda dos atletas. Entre comissões generosas e partes dos passes que pertencem a terceiros, quanto verdadeiramente sobra para a SAD? 

Neste particular, recordo que no relatório e contas semestral mais recente da SAD é referido, nas notas 6 e 22.2 do anexo, que existem partes de passes dos atletas detidas por terceiros e que, para além disso, foram assumidos compromissos com terceiros com vista à partilha de receitas resultantes da venda futura de passes dos atletas. 

Para além de sabermos que o passe de Cervi apenas é detido em 90%, nenhuma informação adicional sobre este tema sensível e potencialmente muito relevante é dada. 

Vamos hipoteticamente (porque não sabemos) assumir que existem compromissos desta natureza associados aos passes de alguns dos jovens talentos “made in Seixal”. 

Se tal se verificar, não será relevante divulgar esta informação? Para além de tal omissão contrariar o disposto numa norma de relato financeiro (IAS 1:122c)), a qual obriga à divulgação de toda a informação relevante para o entendimento da situação financeira da entidade e do seu desempenho, ainda constitui uma evidência clara da desconsideração com que a atual liderança do Benfica e da SAD trata o direito legítimo dos acionistas da SAD, dos sócios do Benfica e dos adeptos em geral a serem adequadamente informados. Todos nos lembramos do que aconteceu com o Ederson… 

Adicionalmente, de acordo com os relatórios e contas da SAD, no período compreendido entre julho de 2008 e dezembro de 2018, as transações de passes de atletas e afins geraram receitas de, aproximadamente, 725 milhões de euros (influxos de caixa). 

Com tanto dinheiro a entrar, seria perfeitamente expectável que a SAD tivesse conseguido construir um plantel de luxo e tivesse, pelo menos a partir de certa altura, conseguido reter talentos. Isso nunca aconteceu! 

Desde logo porque 88% destas receitas evaporaram-se em contratações de camiões de atletas, muitos deles sem quaisquer condições para integrar o plantel principal. Ou seja, o que verdadeiramente interessava era colocar o capital a circular no contexto de uma estratégia pura de trading que, sendo muito lucrativa para os que beneficiam das chorudas comissões do costume, em nada contribui para o reforço da capacidade competitiva do plantel do Benfica. 

Também não aconteceu porque havia que investir no campeonato do betão. Construir mais infraestruturas no Seixal para aumentar a “linha de produção” de atletas para venda (e para gerar mais umas comissões). 

Também não aconteceu porque foram esbanjadas umas dezenas de milhões de euros na aquisição de serviços cujo benefício não é de todo visível e na contratação de dezenas de atletas e colaboradores cujo contributo para o sucesso desportivo do futebol do Benfica é, na melhor das hipóteses, nulo. 

Tivesse a atual liderança seguido uma política de contratações orientada para o sucesso desportivo, refreado o seu ímpeto na área da construção civil e sido mais comedida na contratação de serviços e de colaboradores e neste momento estaríamos certamente a ver a Liga dos Campeões no estádio e não pela TV. 

Vamos agora fazer um exercício simples de tentar projetar o resultado líquido da SAD no exercício de 2019/2020 a partir das contas semestrais de dezembro de 2018, sem a venda dos principais talentos do plantel (ou dos atletas mais talentosos). 

Para o efeito consideremos apenas as seguintes modificações face aos valores atuais (ignorando a alienação da Benfica Estádio e da Benfica TV para a Benfica SGPS): 

1- Benfica faz 12 pontos na fase de grupos da Liga dos Campeões e é eliminado nos oitavos de final, obtendo um total de receitas com TV e com prémios desportivos no exercício de 110,7 milhões de euros. 

2- As receitas comerciais e de bilheteira registam um aumento perfeitamente razoável de 2,8% face ao exercício de 2018 e ascendem a 61,9 milhões de euros. 

3- Os fornecimentos e serviços externos registam um aumento de 3% face ao exercício de 2018 (deixamos de fora apenas o crescimento acentuado verificado no primeiro semestre de 2018/19) e ascendem a 38,1 milhões de euros. 

4- Poupanças de 18 milhões de euros com a alienação de salários de atletas que não são estratégicos (por exemplo, Ferreyra, Sálvio e outro de entre várias alternativas existentes). 

5- Poupanças de 3 milhões de euros com a renegociação salarial de atletas na curva descendente das suas carreiras que ficarem no plantel. 

6- Aumento de 18 milhões de euros com os salários dos atletas estratégicos que interessa reter. 

7- Diminuição dos prémios atribuídos aos atletas pela presença na fase de grupos da Liga dos Campeões e aumento dos prémios atribuídos pela passagem aos oitavos de final da mesma competição, cujo efeito líquido deverá ser neutro. 

8- Poupança de 3 milhões de euros nos gastos com juros suportados em função da redução do passivo remunerado em curso. 

9- Mais-valias de 20 milhões de euros com a alienação de atletas não estratégicos (na curva descendente da carreira e ainda com mercado, atletas emprestados e atletas da formação sem espaço no plantel principal). 






O detalhe dos cálculos efetuados pode ser consultado nas figuras. 

Com este exercício conseguimos chegar a um resultado líquido nulo que não viola o requisito do break-even do financial fair-play da UEFA e ainda conseguimos libertar fundos de 39,2 milhões de euros que permitem o reforço cirúrgico do plantel. 

Demonstra-se, com este exercício, que a retenção de talentos e o reforço da capacidade competitiva do plantel são perfeitamente compatíveis com um cenário de sustentabilidade económica da SAD, desmontando por completo a falácia 3 atrás referida. 

É, pois, precisamente a retenção de talentos a chave para o salto competitivo que o Benfica necessita para entrar no ciclo virtuoso que o irá colocar na elite do futebol mundial e no caminho certo para ser tornar no MAIOR E MELHOR CLUBE DO MUNDO

É precisamente desta solução que a atual liderança do Benfica nos priva quando, alicerçada nas falácias atrás referidas, envereda pela venda frenética de tudo o que mexe.

Dia...dos pais do Sport Lisboa e Benfica!

Avatar
 ●  18 comentários  ● 






Obrigado aos pais do Sport Lisboa e Benfica!

Todos nós somos filhos dessa vossa visão. 

Viva o Sport Lisboa e Benfica!

(Fichas e outras informações dos fundadores em "Em Defesa do Benfica")

segunda-feira, 18 de março de 2019

Finanças: O Benfica nos clubes mais valiosos da Europa

Avatar
 ●  56 comentários  ● 
Neste momento existem 11 planteis com uma valorização a rondar os 800M€ e os 1.200M€. Desse lote, 7 desses clubes continuam em prova nas competições europeias (6 na Champions e 1 na Liga Europa). Real Madrid, Atlético Madrid, PSG e Bayern Munique foram eliminadas nos 1/8 de final da Champions League.

O Porto vale cerca de 320M€ e neste momento é a equipa com menos valor da Champions, e até foi tendo alguma sorte com os sorteios na fase de grupos e nos 1/8 de final. A partir de agora, podem calhar Liverpool, quiça Barcelona e quiça Manchester City numa hipotética final! 

O Ajax vale cerca de 420M€, e apesar de o PSV ter sido o campeão na época passada e liderar o actual campeonato holandês só está avaliado por 200M€. O Ajax duplicou o seu valor no espaço de um 1 ano (de 210M€ para 420M€) o que demonstra que para clubes de países menores (como é o caso de Portugal e da Holanda) mais do que realizar boas provas nacionais o fundamental para a valorização dos planteis é a boa performance nas competições europeias.


UEFA Champions League:
Fonte: Transfermarkt.pt

Quanto à Liga Europa, estão presentes 2 dos melhores planteis da europa (Chelsea 7º e Arsenal 12º) que ficaram qualificados via campeonato (5º e 6º classificados da Liga Inglesa).

O Benfica é neste momento o 5º plantel mais valioso da Liga Europa a rondar os 320M€, segundo a mais recente actualização do transfermarkt (no entanto o Benfica tem imensos jovens talentos que estão a ser lançados e o valor real deverá rondar neste momento os 400M€). Depois da eliminatória com o Frankfurt (ao alcance do Benfica) pode calhar nas meias-finais o Chelsea e na final pode calhar o Arsenal, Nápoles, Valência ou Villarreal, por exemplo.


UEFA Europa League:
Fonte:Transfermarkt

Se o Benfica conseguir reter os seus melhores talentos na próxima época, tal como foi prometido por Domingos Soares de Oliveira (link), vendendo apenas emprestados (Jimenez, Carrillo e Jovic) e alguns suplentes experientes (Conti, Salvio, Cervi, etc) dentro de 1 ano o Benfica poderá ter um plantel a valer mais de 500M€ e a discutir a conquista das provas europeias (Champions ou Liga Europa). 

O Ajax é um bom exemplo de como a aposta e a retenção de jovens talentos pode dar frutos a nível europeu, ao ter eliminado de forma inequívoca o Real Madrid nos 1/8 de final da UEFA Champions League, apresentando a mais baixa média de idade (24,0 anos), sendo o Benfica o 2º plantel mais jovem com uma média de 25,0 anos de idade. 

O Porto apresenta um plantel mais envelhecido (média de 27,0 anos), o que vai implicar a saída de Herrera, Brahimi e muito provavelmente Danilo, Marega e quiça Alex Telles, além de Éder Militão.

Para tais objectivos serem alcançados (plantel a valer mais de 500M€ e competitividade europeia/subida no Ranking da UEFA) é fundamental a qualificação para a próxima UEFA Champions League, de preferência alcançando a qualificação directa devido à conquista do Campeonato Nacional da I Liga Portuguesa, e a manutenção e a aposta nos melhores jogadores:
-  17 jovens talentos, onde se incluem 11 da formação e da equipa B (Vlachodimos, Zlobin, Ebuhei, Ruben Dias, Ferro, Pedro Álvaro, Grimaldo, Nuno Tavares, Florentino, Gedson, Tiago Dantas, Krovinovic, Zivkovic, Caio Lucas, Willock, João Félix, Jota), 
-  7 jogadores experientes e de créditos firmados (Fejsa, Samaris, Gabriel, Pizzi, Rafa, Seferovic e Jonas).

Além dos 8 jogadores para GR e Defesa (faltam 3 jogadores) e dos 16 jogadores de meio-campo e ataque já elencados (que preenchem todas essas posições), o Benfica continua a necessitar de reforçar o plantel com 3 jogadores para os sectores mais recuados: 
- um GR experiente para ser alternativa ao Vlachodimos (enquanto Svilar seja emprestado para ganhar maturidade e experiência), 
- um DD Internacional de TOPO europeu, para ser titular (permitindo a André Almeida jogar num campeonato europeu de topo e realizar o último grande contrato da sua carreira) 
-  um DC experiente para ser uma boa alternativa a Ruben Dias e a Ferro (caso Jardel pretenda um novo desafio profissional e o último grande contrato da sua carreira).

Caso saia também um dos jogadores contratados para o meio-campo, como são o caso de Fejsa, Krovinovic ou Zivkovic (devido à perda da titularidade), então Jota pode ser considerado como extremo e abre-se uma vaga para um Avançado de TOPO que concorra com João Félix, Seferovic e Jonas.

Não é preciso inventar muito para daqui a 1 ano o Benfica ser de longe o melhor plantel em Portugal e uma das melhores equipas da europa, com um valorização superior a 500M€.

Exclusivo: "Notas soltas num campeonato que querem inclinar...contra nós!", por Rui Gomes da Silva

Avatar
 ●  69 comentários  ● 


MOREIRA DE CÓNEGOS


Se dúvidas houvesse sobre a justiça existente na nossa liderança, elas ter-se-iam todas dissipado, ontem, em Moreira de Cónegos!

Com um VAR a fazer o seu papel - validando o que havia sido conseguido de forma legal e invalidando o que tinha sido precedido de situações à margem das regras - o Benfica deu um passo de gigante neste ... rumo ao 37!

O Moreirense era um desses “cabo da Boa Esperança” para nós ... mas que os nossos adversários esperavam ser um verdadeiro “cabo das Tormentas”!

As grandes exibições da equipa de Ivo Vieira alimentavam tanto um possível medo por parte de alguns de nós como fundamentava a esperança de quase todos os dos outros!

Seria assim se ... mas não foi!

Categoricamente, tanto em termos de exibição como de resultado, o Benfica ganhou um jogo decisivo!

Não querendo entrar em euforias antecipadas, este era ... o jogo!

O jogo da confirmação ... tanto mais vindos de uma semana europeia .... com prolongamento!

E foi!

O da confirmação de que aqui estamos para sermos campeões!

Sem ajudas ... de árbitros, de VARES, de tudo!

E, com esta vitória, valendo o que vale ... acho que vamos ser campeões!

SAMARIS

E, nessa vitoria, nessa conquista decisiva, neste regresso à liderança do campeonato, muito tem contribuído ... Samaris!

Não querendo repetir-me ... mesmo que seja uma das razões entre tantas ... muita da diferença entre o Benfica de 2018 e o Benfica de 2019, dentro de campo, tem um nome: Samaris!

Pelo que joga, pelo que deixa que, ao seu lado, joguem, pela atitude, pelo discurso e, agora, ... até pelo que marca!

A prova que o carácter e a personalidade podem fazer a diferença!

Na atitude hoje, a jogar, como quando não jogava e não deixava de ser um exemplo de jogador ... à Benfica!

E - já agora - a falar um português quase perfeito, e com conteúdo sem se limitar às habituais banalidades ...

Grande Samaris!!!

O que falta para renovar com Samaris?

RUMO AO 37

Com toda esta atitude ... com a liderança de Bruno Lage ... só mesmo “coisas de outro mundo” (para não dizer ... “do tempo da outra senhora”) nos poderão tirar o título!

Como diria o próprio Samaris, aqui há umas semanas ... “voltámos a estar bem ... mas ... temos de ficar neste lugar ... quando isto acabar”!

E só isso que queremos!

Sem nos desiludirmos com dias menos conseguidos ... antes acreditando que estaremos no lugar onde estamos ... quando isto acabar!!!

O Braga, que perdeu em Alvalade e em casa, com o Belenenses, vai entrar na guerra do título, na próxima jornada!

Talvez não como gostasse ... por culpa própria ... mas vai!

Mas que isso não nos faça menos determinados ... nem menos focados na conquista do título de campeão nacional!!!

Por isso, mas também por uma questão de justiça ... rumo ao 37!

JOÃO CAPELA

Rumo ao 37 ... contra os que não querem que esse seja o nosso rumo e, muito menos, o nosso “destino”!!!

Ou será que alguém consegue explicar - senão ... “por razões que razão desconhece” - porque é que um árbitro, num jogo, andou a poupar expulsões por anti-jogo, até aos 90 e tal minutos e, o mesmo árbitro, passada uma semana, consegue expulsar, logo aos 7 minutos, um jogador, numa jogada tão duvidosa??

Como é possível apitar com tão grande diferença de critérios, com, apenas. 5 dias de diferença em 5 dias ...

BEM AVENTURADOS ... OS POBRES DE ESPÍRITO 

Sao estes critérios, ... são estas sensações ... que nos podem tirar de onde estamos, não nos deixando chegar onde queremos ... no lugar onde merecemos!

Estes e os ... Boaventuras deste mundo!

Há sempre - em todos os processos de poder - figuras menores que se prestam a tudo para agradar aos chefes.

Figuras que ... normalmente ... chegam quando se encontram já quase esgotados esses períodos de poder!

Que avaliam mal e que se prestam a tudo porque não valem nada.

E que, no fim do dia, só são prejudiciais a quem querem servir!

Acham sempre que estão a prestar um bom serviço ao senhor ... não percebendo o mal que fazem a quem se dispõem a ser meros capachos ...

Por isso não passam de figurantes menores , ... de que a História nunca se lembrará, a não ser por más razões!!!

O que ... podendo ser o caso ... esperemos que não seja o caso!

Bem aventurados os pobres de espírito ... 

E NA EUROPA? DESPACHAR O EINTRACHT, VINGAR O CHELSEA E GANHAR AO VILARREAL ... NA FINAL

Na Europa ... temos, agora, que despachar o Eintracht, vingar as derrotas com o Chelsea de há uns anos (na Liga dos Campeões e na Final da Liga Europa, de Amsterdão) ...e ganhar ao Vilarreal!!!

Ganhando e vingando quem perdeu com eles!

Por mim ... chega!

Por este ano!

Apesar de uma sensação algo estranha ... de quem pode temer o que aí vem ...

Mas como a vida é o que temos para viver e não o que vivemos ..

Tal como no futebol ... o jogo seguinte é o mais importante ... como saberemos!

VOLEIBOL

Parabéns ao voleibol pela vitória categórica na Taça de Portugal! 

Um motivo de grande alegria para todos pois as modalidades são também parte fundamental do que é "sentir o clube". 

domingo, 17 de março de 2019

Vitória importante sob a batuta do capitão e do maestro!

Avatar
 ●  90 comentários  ● 

O capitão Samaris e o maestro Gabriel dão tanto a esta equipa... A diferença de ter um treinador que perceba de bola!

Destaque também para Rafa e João Félix. Essenciais.

Toda a equipa está de parabéns.

Ganhar ali era muito importante!

Rumo ao 37!

Sem vergonha ou pudor

Avatar
 ●  40 comentários  ● 

O árbitro (no activo), o comentador que recusou comentar ou discutir na televisão o Apito Dourado e o cantor azeiteiro e autor dos comentários mais tendenciosos da TV portuguesa.

Se fosse com alguém ligado ao SL Benfica, o que se diria hoje...

Não têm qualquer vergonha ou pudor.

ranking