O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 25 de agosto de 2018

SL Benfica 1 - Sporting CP 1 : a miséria segundo Rui Vitória

Avatar
 ●  205 comentários  ● 

Começo pelo fim: o resultado. Empatar com um Sporting paupérrimo, que não joga um chavo, que perdeu jogadores titulares, que é treinado pelo Peseiro e que se limitou a fazer um jogo à defesa...é mau. Péssimo.

Mas o pior de tudo é verificar mais uma vez que temos um treinador sem dimensão para o SL Benfica.

Não dá mais que isto: meter sempre os mesmos a jogar na esperança que corra bem e depois só muda quando se vê apertado. Incapaz de mexer na equipa quando se vê que há coisas que não estão a funcionar. Como é possível o SLB não voltar já com mudanças ao intervalo?

Depois o desespero do costume quando se viu a perder.

Foi preciso um miúdo de 18 anos vir com a sua irreverência e fome de bola para conseguir salvar um ponto. 

Foi mais um jogo de dificuldade elevada em que as estrelas dos jogos com os Moreirenses da vida não jogaram nada. Pizzi ou Cervi são inexplicavelmente titulares. E por isso são 2 substituições queimadas.

Depois Rafa para 16 milhões precisa de demasiados jogos e minutos para aquecer. Teve o seu melhor período já demasiado tarde no jogo. Aflito, RV lá recorre a Zivkovic que não é ala mas sim médio interior. Mesmo assim RV não o coloca lá.

Gedson correu kms e deu tudo. De moral elevadíssima, precisa de alguém ao seu lado com qualidade para sustentar o seu crescimento e não de um Pizzi sem nível para o SLB.

João Félix entra muito bem e mostra como simplificando e não complicando se conseguem resultados. É porque quem tem classe simplifica! E que classe tem este puto.

Complicar é aquilo que os titulares do SL Benfica fazem: parece que só é permitido centrar encostados à linha e mesmo assim quase ninguém centra a procurar o ponta de lança.

Ferreyra batalhou mais, ganhou mais bolas mas é um corpo estranho na equipa. O SLB não joga para ele e ele não consegue entrosar com a equipa. 

Não ganhamos um jogo de maior dificuldade, RV vem sempre com um discurso que quem esteve no estádio não entende porque viu tudo o que se passava no relvado, e foram 2 pontos perdidos com um Sporting colado com cuspo.

Notas finais:

- Capitão de equipa: assinalei em devido tempo que o SLB precisa de um capitão efectivo em campo e não de suplentes de Luisão. Jardel só aos 80 minutos é que se lembrou que era capitão e que tinha de refrear os colegas e intervir junto do árbitro

- Arbitragem: em tempo útil avisamos para o que seria um Conselho de Arbitragem com Fontelas Gomes e Paulo Costa. Vieira apoiou.

Mesmo com 2 temporadas em que as arbitragens inclinaram em vários momentos para o Dragão...Vieira apoiou.

Mesmo com a vergonha que foi ter Soares Dias e Tiago Martins na Luz para o jogo com o FCP...Vieira apoiou.

Depois disso tudo e das perguntas de Varandas Fernandes...Vieira convida Fernando Gomes.

Por isso, quem tiver qualquer queixa a apresentar sobre arbitragens...mandem um mail ao presidente do SL Benfica. Ele apoia este Conselho de Arbitragem liderado por 2 adeptos do FCP: Fontelas Gomes e Paulo Costa.

(Viram como para beneficiar o FCP até se interrompem feeds de transmissão? Nem assim chegou...)

P.S.: Foi muito bom ver adeptos dos 2 clubes chegarem juntos à Luz, sem confusões ou insultos. Isto sim deveria ser o normal...

SL BENFICA - Sporting CP

Avatar
 ●  119 comentários  ● 

Onze do Benfica: Vlachodimos; André Alemida, Rúben Dias, Jardel e Grimaldo; Fejsa, Gedson e Pizzi; Cervi, Ferreyra e Rafa.

Vencer o Sporting é parte do nosso ADN.

Carreguem!!!

Exclusivo: O perigo do benfiquismo "pimba"

 ●  80 comentários  ● 

Não sei o que foi pior. Se a frustrante falta de capacidade de concretização do ataque do Benfica, se a inexplicável quebra da equipa por volta da hora de jogo quando parecia eminente o segundo golo, se a incapacidade de mexer na equipa quando a quebra se tornou evidente para todos, se a insegurança defensiva que fazia prever o golo dos gregos, se o discurso de vitória moral no final do jogo…

Na minha opinião, ainda que tudo o resto já seja suficientemente mau, o pior foi mesmo a pequenez de alma evidenciada no discurso dos responsáveis técnicos e atletas do Benfica no final do jogo. 

Este é o discurso de um clube pequeno e de quem não sente verdadeiramente o que é o Benfica. É o discurso daqueles que dizem que o Benfica é um clube de um país periférico e pequeno, que compete numa liga sem expressão internacional e que é sistematicamente forçado a alienar os seus principais ativos para garantir viabilidade económica. É o discurso daqueles que já se resignaram à mediocridade. 

De acordo com esses pseudobenfiquistas, ainda que o Benfica fique afastado da fase de grupos da Liga dos Campeões, teremos sempre grandes noites e tardes de futebol com os Feirenses e Moreirenses da nossa liga e dias das casas do Benfica para encher o estádio e podermos vibrar com os Lemas, Contis, Castillos e afins… e se tivermos sorte, poderemos ir festejar a conquista da altamente competitiva e prestigiante Liga Nós no Marquês de Pombal.

É o benfiquismo pimba e do folclore no seu melhor!

Esta estratégia para o futebol do Benfica é a ideal para quem não quer correr riscos que possam pôr em causa as suas posições e estatuto. Em última instância haverá sempre a desculpa da localização periférica do Benfica e da pequena dimensão do mercado português para não se fazer mais e melhor. Uma argumentação que encontra acolhimento no subconsciente coletivo do povo português, minado por muitas décadas de complexos de inferioridade e de autocomiseração.

Não é este o benfiquismo e o Benfica que advogo. Advogo um Benfica orgulhoso do seu passado, consciente das suas capacidades e que ousa projetar a grandeza de outros tempos num futuro glorioso. 

Este Benfica só é possível se os seus líderes e gestores saírem da sua zona de conforto e se tiverem a ousadia de investir no futebol profissional. O sucesso desportivo aumenta com o investimento no plantel (contratações e salários). Para esse investimento ser sustentável (sobretudo no contexto do financial fair play da UEFA), é necessário que o Benfica não apresente défice operacional (rendimentos não inferiores aos gastos). 

Isso apenas é possível por duas vias: (i) resultados positivos de transações de atletas, solução que afeta a capacidade competitiva e, portanto, não é a desejável; ou (ii) aumento das receitas, em particular das relacionadas com direitos de transmissão televisiva e das comerciais.

Entendo que, num cenário de globalização do futebol, este aumento de receitas é possível mesmo para um clube de um país periférico. A chave para o sucesso desta estratégia é a mediatização da equipa de futebol através da contratação de atletas com qualidade, em particular de uma estrela com elevada notoriedade no mundo do futebol, e de um treinador do top 10 mundial. 

Se olharmos para os clubes do top 20 da Football Money League da Deloitte, constatamos que as suas receitas comerciais dependem, essencialmente, da sua notoriedade medida pelo número de seguidores que têm nas redes sociais. Constata-se ainda que as receitas comerciais anuais aumentam mais de 120 milhões de euros para os clubes que têm no seu plantel algum dos 10 atletas com mais seguidores nas redes sociais. 

Note-se que o Benfica investiu mais de 300 milhões de euros no plantel de futebol nas últimas 6 épocas. Gastou-se nos últimos anos na contratação de atletas, muitos dos quais de qualidade mediana, como os grandes do futebol mundial. Metade deste montante seria suficiente para a contratação de um atleta mediático e para a retenção do mesmo durante, pelo menos, uma época. Com um atleta com estas caraterísticas no plantel, a notoriedade internacional do Benfica aumentaria substancialmente. 

Esse cenário iria atrair mais patrocínios e aumentar as receitas de merchandising (incluindo royalties da venda de camisolas). Se a esta medida adicionarmos um projeto ambicioso (assumir, sem medo, a intenção de conquistar a Liga dos Campeões), a vontade de reter os principais atletas com salários consentâneos com o que lhes é pago nos clubes de topo do futebol mundial e um dos mais conceituados treinadores do mundo, teremos certamente ganho a atenção dos adeptos de futebol por esse mundo fora.

A própria liga portuguesa iria igualmente beneficiar com esta estratégia para o futebol do Benfica. A notoriedade da liga iria aumentar substancialmente e os correspondentes direitos de transmissão televisiva iriam crescer consideravelmente. O próprio efeito de contágio desta estratégia não pode ser ignorado. 

Se o Benfica enveredar por esta abordagem, os seus rivais não vão querer ficar atrás e vão também investir na contratação de atletas e treinadores mediáticos. Trata-se de um ciclo virtuoso que irá resultar numa maior notoriedade da liga portuguesa, o que irá atrair mais e melhores patrocínios e um incremento nos direitos televisivos (neste particular, valerá a pena equacionar seriamente a mudança de paradigma da negociação destes direitos – centralização). Acredito que este é o caminho a seguir para colocar o Benfica no topo do futebol mundial.

Obviamente, não há certezas. Nem o Real Madrid, o Barcelona, o Bayern e afins podem ter a certeza da conquista da Liga dos Campeões. A única certeza que podemos ter é que nunca chegaremos a este patamar competitivo se mantivermos a atual estratégia de downsizing alicerçada num benfiquismo pimba que não se coaduna com a grandeza do clube. Prefiro um dia a viver o sonho deste projeto ambicioso, do que 20 anos de mediocridade envergonhada e de benfiquismo pimba que nos transforma naquilo que Fernando Pessoa apelidou de “cadáveres adiados que procriam”.

Chegou a altura de decidirmos se queremos ficar na periferia do futebol mundial e caminhar para o benfiquismo pimba ou se queremos lutar pelo sonho que todos os verdadeiros benfiquistas alimentam no seu íntimo: tornar o Benfica O MAIOR E O MELHOR CLUBE DO MUNDO.

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

A "magia" de rebentar com o plantel na ultima semana de Agosto?

Avatar
 ●  82 comentários  ● 

Não é a primeira vez que aconteceria... e escrevo "aconteceria" porque desejo que não passe disso mesmo, de uma hipótese que não se vai concretizar.

O SLBenfica é um clube vendedor de jogadores... PONTO! E se querem saber, eu acho que esse é o caminho certo, desde que seja a partir da valorização de um plantel constituido 60% para esse efeito: descobrir, formar, valorizar e vender. Os restantes 40% devem ser jogadores como Jonas, Salvio e outros que acrescentem experiência e qualidade.

Como há pouco tempo li, penso que o Jesualdo Ferreira, escrever a matriz de formação, valorização e venda deveria ser o foco de todos os clubes portugueses.

Agora... há um pormenor nesta história que não pode passar ao lado: a etapa da valorização! E isso não pode passar unicamente por valorização económica, mas também - como eu aqui escrevi há dias - por valorização desportiva, o que se consegue através de manutenção dos jogadores ao mais alto nível na equipa por dois anos de consolidação.



Olhando unicamente aos jornais que insistentemente dão conta do interesse do SLBenfica em Gabriel E Ramires... só me ocorre a saída do SLBenfica de dois de três jogadores: entre Salvio, Zivkovic e Pizzi. De outra forma... como escreve o Shadows, o que fazer com Krovi (titular seja em que equipa for logo que esteja bem), Pizzi e Gedson (atualmente os dois melhores jogadores do Benfica) e ainda Salvio e Ziv?

Estamos a falar de três lugares (ou apenas um se o Rui Vitoria decidir jogar entretanto com dois avançados com o regresso de Jonas) para... 5 + 2 (novos) jogadores! É verdade que o campeonato é longo, mas nao se paga 3M€/ano a um jogador para o ter no banco, nem se investe 8M€ num jogador (+ salários) para o sentar no banco a ver jogar os jogadores que já cá estavam...

Receio que até à próxima sexta-feira Salvio, Ziv e/ou Pizzi possam abandonar o SLBenfica a troco de grandes quantias de dinheiro, abrindo espaço para fazer entrar um jogador de 31 anos que já não vai sequer render o valor do brutal salário anual... e um jogador de 24 anos que nunca jogou em nenhum clube de relevo na Europa (apesar de ter entrado na Europa pela Juventus onde nunca jogou).

Nenhum destes jogadores se enquadra nos tais 60% de jogadores para valorizar, ao contrário de Gedson, Krovi e Zivkovic com uma qualidade muito acima de qualquer um dos dois que entrará e... com 19, 22 e 22 anos respetivamente.

Mesmo Pizzi e Salvio aos 28 anos podem ainda render facilmente 20/25M€, valores que nenhum dos dois jogadores a entrar poderão valorizar.

Dito isto:

- Se Ramires e/ou Gabriel entrarem para acrescentar aos que já temos, parece-me um exagero que acabará por retirar capacidade de evolução aos que estão. Preferia manter Samaris como alternativa ao Gedson a 8 (e nao a 6 como sempre foi posto e que tanto o tem penalizado!).

- Se Ramires e/ou Gabriel entrarem para colmatar a saida de dois entre Gedson, Pizzi, Salvio ou Zivkovic, acho um erro tremendo porque irá retirar qualidade à equipa e... em cima do fecho das transferências e depois de um plano feito com base nestes jogadores.

Por isso, a minha opção clara passa por ter Ziv como alternativa a Salvio; Pizzi como alternativa a Krovi (puxando o Pizzi para a direita e assim Ziv como alternativa a Cervi). Ao centro Samaris como alternativa válida (e para usar) a Gedson e Alfa como alternativa a Fejsa.

Ou seja: NÃO MEXE MAIS!

Gabriel e Ramires: duas probabilidades. Como desenhar o 11 com eles?

Avatar
 ●  92 comentários  ● 

Dizem que estes 2 jogadores estão perto de ingressar no SL Benfica.

Ora para entrarem, e com os vencimentos que esperam auferir, certamente não contam ficar no banco.
Daí que pergunto:

Que 11 apresentará um SL Benfica com Gabriel e Ramires?

Em que situação ficará Gedson? Pizzi encosta à direita? Krovinovic? Zivkovic?

O SL Benfica muda para um 4-4-2?

O que pensam destas contratações e do que poderá ser um SL Benfica com eles?

quinta-feira, 23 de agosto de 2018

Atualidade Benfica

Avatar
 ●  134 comentários  ● 

- "O atleta Corchia foi submetido esta tarde a uma artroscopia no joelho esquerdo, tendo sido efetuada meniscectomia parcial interna. A cirurgia decorreu sem complicações."
Não sei se é azar...mas isto era motivo suficiente para terminar já o empréstimo. Um mês parado mais outro mês para recuperar forma e entrar nos métodos da equipa...é mau demais.

- "Rúben Dias renovou contrato com o Sport Lisboa e Benfica. O novo vínculo, acertado com o Presidente Luís Filipe Vieira, é agora válido até 2023."


Ver um jovem com valor ficar no plantel com um contrato melhorado é uma medida positiva e que vai de encontro com o que temos defendidos nos últimos anos.

Espero que não seja uma renovação como outras no passado recente e que foram nada mais que uma preparação para a venda.

Os jovens com valor têm que ficar na Luz mais tempo.

- Afinal Luis Filipe Vieira já está no seu gabinete na Luz a trabalhar. Não foram necessárias semanas de recuperação em casa, como Varandas Fernandes tinha afirmado. Esperemos que possa ter saúde para responder a todas as convocatórias a que o exigente mundo SL Benfica vai ser chamado durante esta temporada. 

- Os bilhetes para o Derby já estão à venda para o público. Não deixa de ser um mau sinal que apenas os sócios não tenham esgotado os mesmos. Quando um jogo tão importante não motiva os sócios a encherem um estádio que terá cerca de um terço da lotação já com RedPass, é sinal de que a crença na equipa não está nos píncaros.

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Paulinho regressa ao Portimonense. Incrível

Avatar
 ●  59 comentários  ● 



"O Portimonense anunciou esta terça-feira a contratação de Paulinho. O médio brasileiro regressa assim ao Algarve, após seis meses ao serviço do FC Porto.

Inicialmente, os algarvios não especificaram os contornos do negócio. Mais tarde, o emblema de Portimão explicou que Paulinho assinou um contrato válido até 2022, ainda assim, sem referir mais pormenores acerca do negócio.

Lembre-se que o futebolista de 24 anos não podia ser cedido pelos dragões ao Portimonense. Isto porque clubes do mesmo campeonato só podem emprestar, no máximo, um jogador a cada emblema e os dragões já emprestaram Ewerton à formação orientada por António Folha.

Paulinho chegou ao Dragão em janeiro. Contudo, não se conseguiu afirmar no plantel às ordens de Sérgio Conceição e deixa o conjunto campeão nacional com apenas 127 minutos disputados.

Na mesma nota, refira-se ainda que o Portimonense agradece ao FC Porto «por ter dado prioridade ao nosso clube e fazer a nossa e a vontade do atleta»." - Maisfutebol.

--------------------------------

Tudo é possível fazer, segundo os responsáveis da FPF em Portugal. Estas situações continuam a acontecer sem que sejam aprovadas em AG medidas para que estas palhaçadas não sejam permitidas.

Por outro lado, as autoridades não podem deixar de investigar estas transferências pois penso não serem só meia dúzia de pessoas que têm dúvidas sobre o que realmente se passará.

Seja com o FCP, o SCP ou o SLB, o critério é igual para todos: sou contra empréstimos a clubes da mesma divisão. 

E muito menos sou a favor deste tipo de negócios em que não se entende qual foi a valia desportiva do primeiro movimento do jogador.

O que é certo é que o que se passou no Estoril na temporada passada, com as novidades que se aguardam para breve, não deixa que tudo continue na mesma e por isso as autoridades não deixam de investigar tudo.

Espero que o tempo dos chico-espertos e dos patos bravos no futebol português esteja mesmo para terminar.

P.S.: Estranho como não há notícias esta semana sobre investigações ou acções relacionadas com investigações no futebol português. De repente parece que não há equipas de reportagem nos tribunais ou na Gomes Freire. Estranho.

Um conselho:

Avatar
 ●  134 comentários  ● 

Quem se contenta com oportunidades falhadas, domínio ou posse de bola "enormes", e mais outras vitórias morais gigantes, aconselho a que atravessem a Segunda Circular onde vão encontrar a "maior potência desportiva mundial" que tem um museu cheio desse tipo de vitórias nos últimos 40 anos. 

O SL Benfica é imensamente superior ao PAOK em tudo. Ontem tinha que ter ganho por 2 ou mais golos de vantagem.

Como é costume no consulado de RV, não há nenhum jogo em que se possa estar confiante até ao fim. E geralmente corre mal.

Ver RV não mexer uma palha por si próprio sem pedir autorização ao adjunto, ver jogadores fora da posição em que mais rendem serem crucificados pela cobardia de RV em escalar uma equipa com os em melhor forma e na sua devida posição em campo é confrangedor.

Pior é ver que o SL Benfica não tem uma jogada estudada, não sabem marcar um canto, um livre para a área...nada.

Ganhar e perder (e empatar) são os resultados possíveis e temos que aceitar qualquer um deles. Mas não quando não se vê em campo o que seria normal numa equipa de topo como o SL Benfica. 

terça-feira, 21 de agosto de 2018

SL Benfica 1 - Paok 1

Avatar
 ●  130 comentários  ● 

Resumidamente :

Não se podem falhar tantas oportunidades a este nível.

Uma boa primeira parte deitada pela janela com uma segunda parte em que o treinador do SL Benfica achou que deveria defender o resultado.

Ora, os gregos não eram toscos. Era perigoso e prejudicial ao interesse de irmos à Grécia mais sossegados.
Infelizmente lá sofremos mais um golo inaceitável com uma dificuldade enorme em aliviar a bola à primeira.

Não se percebe a saída de Zivkovic nem de Pizzi, muito menos a permanência ou titularidade de Cervi. Enquanto isso Samaris está proscrito, Seferovic entrar mais vale jogar com 10 e temos a Champions em risco.

E de fora, por lesões crónicas ou reincidentes, ou por opção, estão mais de 20 milhões/ano em vencimentos brutos pagos pelo SL Benfica.

Não dava para pagar a dois jogadores de nível mundial? Dava mas isso não faz parte dos desígnios desta direcção.

Ficar fora da Champions será trágico. Vamos, e temos, de ir ganhar à Grécia para garantir o nosso devido lugar.

SL Benfica - PAOK

Avatar
 ●  79 comentários  ● 

ONZE DO BENFICA: Vlachodimos; André Almeida, Rúben Dias, Jardel e Grimaldo; Fejsa, Gedson e Pizzi; Zivkovic, Cervi e Ferreyra

Banco do Benfica: Svilar, Conti, Seferovic, Alfa Semedo, Samaris, Rafa Silva e João Félix

Exclusivo: Uma antevisão do Playoff de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões

 ●  87 comentários  ● 
A primeira já está! O Benfica ultrapassou o Fenerbahçe na primeira das duas eliminatórias de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões da UEFA que tinha pela frente. Passou a eliminatória com inteira justiça. Não só porque era melhor, mas e sobretudo porque mostrou ser melhor. Quase o dobro dos remates (28 para 15) e dos cantos (10 para 6) nas duas mãos são exemplos dessa superioridade.


Principais notas que retiro desta eliminatória:



·      Maior segurança na posição de guarda-redes.

·      Defesa sem alterações face à época passada e, portanto, curta para fazer face às necessidades da fase de grupos da Liga dos Campeões. Suficiente, contudo, para estes adversários. Continuam a faltar alternativas nas laterais e aumenta a dependência do Ruben Dias.

·      Gedson afirma-se como o principal reforço da época. Quando se está disposto a pagar umas dezenas de milhões de euros (entre salários, prémios de assinatura e valor do passe) na contratação de atletas que são incógnitas, parece ser muito mais sensato canalizar essas verbas para o esforço de retenção deste atleta e de outros que sejam importantes para a equipa.

·      Parece não haver ainda uma solução para a posição de ponta de lança, em resultado de lesões, de faltas de confiança e adaptações tardias, de confusões com renovações e, em última instância, do aparente desnorte da liderança na preparação do plantel para esta época.

·      Rui Vitória parece ter consciência da importância do acesso à fase de grupos da competição, atendendo à forma efusiva como celebrou no final do jogo de Istambul. É um sinal positivo.



O próximo adversário é o PAOK. O valor de mercado do plantel do PAOK, de acordo com o site Transfermarkt, ascende a 54,5 milhões de euros (quase cinco vezes inferior ao valor de mercado do plantel do Benfica). Foi campeão grego duas vezes (a última das quais há 33 anos) e conquistou a taça da Grécia por seis vezes. Em termos de historial é o equivalente a um Boavista ou a um Guimarães no contexto competitivo do futebol grego. O PAOK ocupava a 49ª posição no ranking da UEFA no final de maio de 2018. Trata-se de um clube que está muito distante dos colossos do futebol mundial. Consequentemente, espera-se que o Benfica ultrapasse também este adversário e, dessa forma, tenha acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões da UEFA.

Atendendo ao histórico de resultados na UEFA entre clubes com caraterísticas semelhantes, estimo a seguinte distribuição de resultados para os jogos entre o Benfica e o PAOK:




Se o desfecho da próxima eliminatória for o que se espera, o Benfica terá um aumento direto (e sem custos associados) nas suas receitas na ordem dos 31 milhões de euros. Não se antecipam aumentos significativos nos custos face aos valores atuais, pelo que este incremento nas receitas irá traduzir-se diretamente num excedente de tesouraria de montante equivalente. São 31 milhões de euros a mais!

Não espero outra coisa que não seja o investimento deste montante no reforço da capacidade competitiva do plantel. Já era inaceitável a alienação do passe de algum atleta fundamental para a equipa (por exemplo, Ruben Dias). Neste contexto será um ato de gestão danosa.

Alcançar o sucesso desportivo com honra e glória é o principal objetivo do Benfica. Fazer tudo para atingir este objetivo é o dever da liderança do Benfica. 

Os montantes adicionais que, conforme se espera, o Benfica irá receber pela participação na fase de grupos da Liga dos Campeões terão de ser prioritariamente canalizados para o esforço de concretização deste objetivo. Não para a redução obstinada de passivo, estratégia que, no curto prazo, inviabilizará o crescimento do clube. 

Também não deverão ser canalizados para projetos megalómanos de construção de infraestruturas cujo contributo para a concretização do referido objetivo é nulo ou bastante reduzido (embora possam ser muito interessantes para as entidades às quais tais projetos sejam adjudicados).

Espero sinceramente que esta oportunidade seja aproveitada para o Benfica dar um passo rumo ao seu desígnio de se tornar O MAIOR E O MELHOR CLUBE DO MUNDO.

Por favor, nunca acabem.

Avatar
 ●  30 comentários  ● 

"Hoje, numa manifestação de desespero de quem já não respeita nada nem ninguém, o ex-Presidente destituído pelos sócios deu uma nova prova da permanente irresponsabilidade com que intervém ilegal e abusivamente na vida do Sporting, lançando a confusão e semeando a divisão no clube. Invocando os mesmos documentos com que na passada sexta-feira ilegalmente pretendeu usurpar funções que comprovadamente não são suas, hoje permitiu-se enviar durante o dia cartas a bancos com os quais o SCP mantem relações comerciais, nas quais, na qualidade abusivamente invocada de Presidente do Conselho Directivo do SCP, se permitiu pressionar os referidos bancos para impedir que as contas bancárias do SCP continuem neles a ser movimentadas pelos órgãos do clube legitimamente em funções." Comissão de Gestão do Sporting.

------------------------------------------------

"Foram os membros da Direcção em exercício, surpreendidos por mais uma grotesca e solene minuta dos comissários de JMS, que falando em nome do Clube e como se fossem a sua direcção em exercício, vêm fazer novo exercício de despudorada desonestidade intelectual, invocando participações por crimes inexistentes. i.e., crimes que não existem na ordem jurídica (crime de "fraude" não existe) ou crimes cuja definição não poderia nunca abarcar como crime o que dispõe o artigo 381, nº3 do Código de Processo Civil ("CPC").

Insiste-se: não houve nenhuma tentativa de congelamento de qualquer conta bancária do Sporting C.P. ou da Sporting C.P.- Futebol, SAD.

20 de Agosto de 2018,
Bruno de Carvalho
Presidente do Conselho Directivo do Sporting Clube de Portugal"

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Exclusivo: Duas semanas decisivas para o SLBenfica 2018/2019

Avatar
 ●  63 comentários  ● 


Provavelmente ... haveremos de ter outros períodos decisivos, nesta época que agora está a começar!
Haveremos ... e será, até, muito bom que o tenhamos!
Dependerá do que formos fazendo, dos calendários, dos sorteios, das exibições, ... da sorte!

Mas nenhum será decisivo (a não ser para coisas menores) se, nestas duas semanas, não tivermos resultados condizentes com a nossa grandeza, com a nossa desejada dimensão europeia, com o principal objetivo que queremos alcançar!


DUAS SEMANAS DECISIVAS ...


1. NO CAMPEONATO


1.A. NO BESSA


O primeiro “obstáculo” desses 15 dias (que todos esperamos ... fantásticos e não fatídicos) foi ultrapassado, no Bessa, no sábado, com sucesso!

Sucesso no resultado (o que, verdadeiramente importa)! Mas sucesso, também, na exibição!
Partindo do sucesso de ter tido sorte nos momentos do jogo!

No falhanço do argentino deles, após um falhanço da nossa defesa, e no aproveitamento dos falhanços deles ... pelos nossos argentinos!

Mas - com ou sem falhanços - percebemos todos que a história do ano passado não se repetiria.
Quer pela atitude ... quer por alguns dos (não) intervenientes!

Ganhámos bem!


1.B. ESTREIA DE JOÃO FÉLIX


Com o adicional de alavancagem de alma de termos visto a estreia de João Félix, ... no Bessa, ... onde estreias de jovens nossos, mesmo que tratem de não lhes dar futuro, ... acabam sempre com o título de campeão (confiram lá essa coincidência ... que estou a escrever de memória)!!!

Só espero - esperamos todos - que o destino daqui a um ano ... não seja o Wolverhampton ... por 15 milhões ... por não ter lugar na equipa do Benfica (como João Cancelo, Bernardo Silva ... e outros)!


1.C. CLUBES “AMIGOS”???


Mas ... no que ao campeonato interessa, há um dado sobre que importa refletir!
O Benfica e o Boavista sempre mantiveram excelentes relações!

O momento culminante desse entendimento foi a ajuda que o Benfica deu aos axadrezados por altura da - agora sabemos todos - injusta penalização de descida de divisão!

Então - pergunto eu - porquê este ódio, traduzido em constantes insultos dos adeptos do Boavista ao Benfica?

Por causa de sermos o que somos?

É que começo a pensar que o facto de termos uma maioria de adeptos de alguns clubes que pensam assim tem de nos levar a repensar o que poderemos pensar de cada um dos clubes deles!


1.D. O PRÓXIMO ADVERSÁRIO 


Mas voltemos ... aos pontos!
Agora ... venham os novos “anjinhos papudos” do futebol luso!

De “pecadores” sem salvação possível (numa versão atualizada do ... diz-me quem é o teu ”chefe”, dir-te-ei quem és), o Sporting passou a ser o “ai Jesus” (... agora sem o próprio) de todo o comentário do futebol português.

Onde antes havia jogadores banais, ... agora há craques potenciais!

Será essa condescendência ... esse “laisser faire laisser passer”, que poderá fazer com que uma equipa normal seja levada ao colo, por arbitragens condescendentes e análises que tendam a elogiar cada jogada, fazendo da vulgaridade uma equipa com hipóteses!

Do que vi, nestas duas primeiras jornadas, ... sendo sempre difíceis - como qualquer adversário nosso - estão "muito macios"!

E só se os quiserem ajudar (o que, do que conheço, nem é tão impossível como isso) é que serão candidatos sérios ao título!

Por isso - e pese embora todas as justificações para essa “leveza - não teremos outra hipótese que não acabar de vez com essa condescendência e mostrar ao mundo o logro em que nos querem fazer cair!

Para isso teremos que ser humildes, teremos que dar o que temos, teremos que jogar à Benfica ... para ultrapassar o empenho deles em quererem ganhar a uma grande equipa!

Para, à 3.ª jornada, ... termos 9 pontos! Haverá contas mais simples?

Pena, pena ... é que as providências cautelares que por lá andam ... não resultem, porque ... “isso é que era”!


2. NA LIGA DOS CAMPEÕES


Duas semanas que se esperam fantásticas, também, na Liga dos Campeões!

Ultrapassado o Fenerbahce, o “monstro” desta caminhada para o nosso lugar europeu (que, afinal, só era monstro para quem não tem a certeza do que anda a fazer), segue-se o PAOK.

Acessível ... desde que não embarquemos em facilidades!

Ultrapassável ... se assumirmos, com muita humildade e determinação, a nossa superioridade!
Para ganhar!

Para estarmos (e ganharmos um dia destes) ... na Liga dos Campeões.
Depois, depois logo veremos as contas a fazer.

Mas estando ... na Liga dos Campeões!

3. NO MERCADO

Por último, duas semanas decisivas no mercado!

Ou menos que as “paixões” pelas vendas ...muito abundantes para os lados da Luz ... se terão que refrear a 31 de Agosto (já que a Rússia não é, hoje, ao que parece, destino de craques como o foi no passado).

Menos de 2 semanas ... 13 dias, de hoje a 31 de Agosto, para não vender (conforme o compromisso de alguém do Benfica, em nome da SAD, ... que nem às reuniões da SAD vai)!

Menos de 2 semanas ... 13 dias, de hoje a 31 de Agosto, para não comprar sem ser com critério!

Não comprar sem ser por necessidade objetiva, de acordo com uma estratégia de construção de uma equipa ... para ganhar tudo cá dentro e voltar a tentar conquistar a Europa!

Haverá justificação para vender Ruben Dias ... mesmo que por 40 milhões de euros?
Não, a não ser para recuperar de erros de gestão ... e não sendo esse o caso ...

E haverá justificação para comprar Ramirez por 3 milhões net, por ano, por 3 épocas?

Ou para o regresso de Renato Sanches, por 4,5 milhões até ao fim desta época?

O que me preocupa é a falta de critério, de tudo ser feito - ao que parece - sem estratégia, em muitas das compras e das vendas ... mas isso fica para outra análise!

Como me preocupa o facto de, depois de ter trabalhado com grandes empresários, os maiores do mundo, em cada momento, o Benfica estar, hoje, refém de pequenos empresários ... vá lá saber-se porquê (esperando eu que, num dos casos, a razão não seja a preparação do regresso de JJ)!

Ou será que alguém que participou na estratégia de destruição do Benfica, nos últimos 3 anos, poderá voltar a ser um dos nossos?

Essa é mais uma divergência fraturante, que conduziu a esta minha posição (mas um dia falaremos do que vai estar em jogo)!

Por agora, vamos lá ganhar ao PAOK, ao Sporting, ao PAOK... e ao Nacional ... para podermos ir para a interrupção do campeonato em 1.º lugar, na Liga dos Campeões, e ... sem jogadores para “arrumar” ... por jeitinhos dados de forma inexplicável!

Vamos a isso Benfica?
EM TEMPO:

a) As melhoras do nosso Presidente! Bem precisa de estar em forma para tudo para o que está “convocado” nos próximos tempos ... no máximo para acompanhar a equipa nestes jogos decisivos!

b) Passei parte da manhã de domingo a ver o Arouca-Benfica B. Um pênalti contra nós precedido de um claríssimo fora de jogo, um pênalti claríssimo não marcado contra eles ... e - mesmo ganhando - ainda querem que eu me cale quanto a arbitragens?

c) Corchia - defesa direito, de 27 anos e que “bate bem livres” ... se jogar ... foi apresentado! Estaremos assim tão mal que precisamos de jogadores emprestados pelo ... Sevilha, por 3,2 milhões de euros ... por uma época?

d) O Porto ganhou ao Belenenses com um golo oferecido e um pênalti de favor ... começa bem esta Liga!

domingo, 19 de agosto de 2018

A imagem da vergonha...

Avatar
 ●  137 comentários  ● 
...que é a verdade desportiva em Portugal, culminada com um penalti inacreditável.

Parabéns a todos os que apoiam os portistas da FPF.




Segurar os miudos dois anos não é impossível!

Avatar
 ●  73 comentários  ● 

Muito se tem lido sobre segurar os jovens valores nos clubes. Fala-se muito rapidamente de como os jovens não resistem a contratos muitas vezes 5 ou 6x superiores ao que ganham em Portugal, grandes prémios de assinatura e, aí sim, o privilégio de jogar nas melhores ligas da Europa e do Mundo.

Eu penso que a missão de segurar joves como o Ruben Dias e o Gedson Fernandes é essencialmente fácil. Vejamos o Gedson e a hipótese de aparecer agora uma proposta de 40M€ pelo jogador com um salário de 1,5M€/ano face aos seus atuais 100 ou 200.000€ e ainda com um prémio de assinatura de 2 ou 3M.

Irrecusável para o jogador?! Depende...

Quanto custava ao Gabriel que viria de Espanha? Ou o Ramires?
- 1, 2, 3M€ em salários?
- E a transferência? 7M? 10M?
... e o prémio de assinatura, comissões e afins? mais um 1M?

Ora, agarre-se em metade desse investimento e pague-se ao Gedson um contrato ao nível da classe que deixa em campo. No próximo ano valerá não 40M€ mas 60M€... ou como um jogador vale o que pagam por ele, se o jogador valer os mesmos 40M€ então será o mesmo valor depois de uma temporada de enorme proveito desportivo que valorizará a equipa, outros jogadores e o clube com títulos.

Quanto investe o Benfica em Lema, Conti e... Luisão? entre salários, prémios e transferências ali terão ficado talvez mais 10M. O Ruben Dias não precisa nem de 1/4 desse valor para cá ficar e esquecer o Lyon.

Temos sempre muitos pruridos em pagar salários condizentes à qualidade a jogadores que vêm da formação. Achamos sempre que é aceitável pagar-lhes menos...

Temos sempre muitas questões com recusar verbas abaixo das clausulas porque pode o jogador lesionar-se e não voltamos a ver os milhões.

Acabamos a não tirar o proveito desportivo nem financeiro possível. O Renato Sanches, por exemplo, por ter saído um ano mais cedo, nunca nos dará a oportunidade de obter dele o rendimento expectado acima dos 35M€ e só quem não viu o Renato há dois anos de camisola do Benfica vestida pode dizer que o jogador não iria dar mais...

O Gedson e o Ruben não podem sair esta época mas também não podem nem devem cá ficar "porque sim". O SLBenfica tem a obrigação de os remunerar ao nível da importância que têm para o clube, para a equipa e para os companheiros.

Deixemo-nos de vergonhas de pagar bem aos nossos, para depois ir buscar estrangeiros e pagar-lhes o que não queremos pagar aos nossos.

Ramires? Sou pelo lema do "não voltes onde já foste feliz" e mais ainda quando o Gedson aos 19 tem um potencial gigante para dar... e logo ali atrás dele está o David Tavares que, oxalá regresse ainda a tempo de este ano vermos algo dele... que diamante ali está.

O mesmo se passa com o João Felix. Possivelmente não será este o ano da sua afirmação ainda (a concorrência é muito forte e com o Gedson no meio campo a fazer jogar, Cervi, Salvio e Pizzi estão muito fortes...) por isso o caminho do João terá obrigatoriamente que ter este ano e mais dois consolidados na Luz, tal como Gedson e tal como se pede para o Ruben.

Isso custará ao SLBenfica quanto? 2M€ por cada um deles?... isso é menos do que pagámos por Lema e Conti e menos ainda do que queriamos pagar por Gabriel.

HAJA CORAGEM! Sim, os jogadores são muito aliciados pelas propostas financeiras, quem não seria? A resposta é simples... quem tem do seu clube o reconhecimento financeiro devido... e com isso ficar apenas com a certeza que mais um ano no clube permitirá ser ainda mais forte e com isso sair para uma liga europeia não apenas para sair... mas para ser titular indiscutivel de um grande clube.

VAMOS BENFICA!

Nunca o Caixa Futebol Campus teve tantos valores de tamanha qualidade... mas não podem ser um negocio financeiro (que o serão, obviamente) antes de serem um negócio de títulos, um negocio desportivo.

ranking