O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 9 de novembro de 2013

Grande jogo, grandes jogadores e um treinador de cabeça perdida.

Avatar
 ●  32 comentários  ● 

Grande espectáculo. Fez justiça à história do grande jogo do futebol português que é este Benfica-Sporting.

Fora do estádio, comportamento correcto de todos e convivência salutar. Grande exemplo para os arruaceiros lá de cima aprenderem.

Do lado do Benfica, Enzo, Gaitan e Cardozo(grande eficácia!) foram determinantes, mas toda a equipa merece um louvor pelo seu empenho e capacidade de sofrimento depois de um jogo exigente durante a semana. Um abraço ao Ruben Amorim em particular.

Do lado do Sporting William Carvalho e Adrien em especial. Não entendo como Ruben Micael e outros inúteis sempre tiveram espaço na selecção e estes jogadores parece que não têm espaço e só lá vão quando já há garantia de comissão.

Quanto ao desenrolar dos eventos, o Benfica acaba por ser feliz no 4º golo mas fez por merecer essa felicidade. 

Em várias situações o resultado poderia ter virado mas o futebol é isto mesmo. Aproveitar os momentos. O Benfica penso que esteve melhor na globalidade do jogo e soube aproveitar muitos momentos decisivos.

Quanto à arbitragem, tenho que ver as imagens com mais atenção. Falam-me no golo do Capel, num dos golos do Cardozo, em penalties...prefiro ver as imagens e depois falar disso.

Quanto a Jorge Jesus, continua a certeza de que não tem nível nem capacidade para continuar a ser o treinador do Benfica.

O Jorge Jesus desestabiliza a equipa com o seu espectáculo deprimente de gritos, corridas e gestos. Qualquer jogador que esteja a jogar na linha perto dele baixa de produção. Palhaçada que apenas coloca os jogadores nervosos e inseguros.

As declarações de Jorge Jesus no final do jogo que apanhei no rádio e que confirmo agora ao ver já na TV a conferência de imprensa revelam o narcisismo do costume quando ganha. 
"Eu guardei a substituição do Lima e fiz bem pois isso foi o momento do jogo..."

Quando questionado sobre o hat-trick de Cardozo: "O Cardozo estava em dúvida e com dores mas eu tive um feeling de que deveria pô-lo a jogar e estava certo..."  

Quando perguntado sobres as bolas paradas, em que toda a gente já percebeu que as marcações à zona pedidas pelo treinador do Benfica são ridículas, ele insiste que o Benfica é um exemplo na defesa das bolas paradas e que ganhamos e quando marcamos mais do que sofremos isso não conta. JJ não erra. Era só o que faltava.

E quando é que Jorge Jesus ou quem manda nele, se é que alguém manda, aprende a não responder às provocações dos jornalistas sobre as arbitragens? Desde quando é que o Benfica pode dizer que está satisfeito com arbitragens? Então cale-se!

Estou muito satisfeito com esta passagem. Em especial vencendo o Sporting, o grande rival do Benfica.

Mas os problemas do Benfica, quanto ao treinador e à estrutura, continuam todos lá. E não adianta fingirem que eles desapareceram, porque eles continuam.

Olhem para a imagem do jogo do Olympiakos que publicamos aqui num post do jogo e quem viu na TV diga-me se não viu alguma imagem idêntica.


Nota final para o presidente do Benfica: as relações com o ponta-de-lança do FC Porto continuam em grande. Depois venham pedir união. Eu não contribuo para uniões com corruptos.

O 'Derby'. Um jogo mágico.

Avatar
 ●  10 comentários  ● 


Carregado de rivalidade, de adrenalina, de emoção, mas acima de tudo carregado de simbolismo.

Este é o embate que construiu o futebol português, bem secundado por outros clubes históricos da zona centro do país, do início do séc.XX.

Hoje teremos mais um episódio deste derby com quase 106 anos de história.

Espera-se um estádio cheio, em que cada um puxará pela sua equipa o mehor que sabe. 

Peço a todos que saibam respeitar-se mutuamente e que estejam à altura dos pergaminhos deste jogo.

Rivalidade só dentro das 4 linhas.
Cá fora, bocas mas sem nada mais que isso.

Sintam o jogo, sintam a história mas divirtam-se.

Bom jogo a todos e que o Sport Lisboa e Benfica vença!


sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Exclusivo NGB: Ideia 5. - Benfica Business Angels

 ●  1 comentário  ● 
Esta 5a ideia é mais uma daquelas que, se o SLBenfica quiser, pode investir parte do seus recursos financeiros em proveito próprio, numa ideia diferenciadora e dinamizadora num novo projecto empresarial:

Constituição de uma empresa do Grupo Benfica, com uma estrutura de capital de risco. Confuso? Vamos lá explicar isto...

Na prática passaria por criar uma encubadora de ideias e projectos que facilite os processos de financiamento de start-ups ligadas seja em segmentos de engenheria, medicina ou desporto. 

Ou seja, dedicar anualmente uma verba para investir no desenvolvimento e arranque de novos projectos inovadores de base técnica ou desportiva. 

Nos próximos capítulos iremos apresentar uma ideia e especialmente os motivos para requalificar o espaço agora ocupado pelo sintético da Luz. Integrado no que iremos apresentar como opção para esse espaço, nasceria o “Benfica Coporate Center”, uma espécie de ponto de encontro entre empreendedores que procuram capital e os investidores que procuram boas oportunidades de investimento.

À semelhança do que foi feito para o Benfica Stars Fund, o SLBenfica criaria um espaço empresarial para instalar a fase de arranque de projectos empresarias de cariz técnico ou desportivo. Além da disponibilização do espaço e condições de arranque, o SLBenfica posicionar-se-ia como investidor desses projectos, em regime de capital de risco.

Objectivos essenciais:
  • Apoio a Jovens empreendedores e a projectos de jovens universitários e/ou recém-licenciados empreendedores no lançamento de iniciativas inovadoras..
  • Potencial de Integração futura dos projectos no Grupo Benfica, como accionista/sócio do desenvolvimento dos projectos empresariais
  • Benefício de usufruto preferencial dos produtos/serviços integrados nos projectos apoiados pelo fundo Benfica Business Angels
  • Alojar os projectos empresariais de arranque, disponibilizando as infra-estruturas de escritórios ou espaços/recursos técnicos.
Ou seja, desta forma o SLBenfica posicionar-se-ia como dinamizador de projectos que visassem a inovação no desporto, a criação e desenvolvimento de novos processos de treino e gestão fisiológica dos atletas, criação de novos equipamentos/acessórios desportivos ou de treino para diferentes desportos ou até mesmo novos modelos empresariais de dinamização das receitas do Clube ou de empresas do grupo Benfica.

Seria, no Grupo Benfica criado um comité estratégico que integraria o projecto Benfica Business Angels que iria constituir-se como estrutura de decisão e análise dos projectos e candidatos, equipa essa que nem sequer teria necessariamente que ser parte da estrtura de recursos humanos da SAD ou da SGPS, podendo ser consultores externos (ou não!).

O conceito, necessariamente (ou talvez não) seria apoiado em parceiros financeiros deste projecto empresarial, de forma a permitir uma eficaz gestão dos capitais. Entidades nacionais (BES, CGD, etc) ou instituições financeiras internacionais.

Ao nível do desenvolvimento de projectos de inovação e Investigação, passaria por um conjunto de protocolos de colaboração e relação com entidades de ensino como a Faculdade de Motrocidade Humana, Faculdade de Medicina da Univ. Lisboa, Faculdade de Ciencias e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, etc. apenas para referir algumas de Lisboa, há ainda entidades privadas e publicas no Porto, Braga, Coimbra ou Aveiro com muito trabalho desenvolvido nesta área e com jovens ávidos de apoio às suas ideias e projectos.

Obviamente que um modelo destes, com impacto positivo não só para o SLBenfica, como também para o país poderia contar com apoios institucionais do Estado Português e União Europeia (Ferramentas/Processos de Apoio ao Investimento e Empreendedorismo)

Próximos capítulos sobre Formação: "Projecto Mística", Formar Formadores e Academia Sub13.

Os nossos... Na Luz

 ●  6 comentários  ● 
Mister, que tal Oblak na baliza, Ivan na frente com Lima (defesa lenta do Sporting), Bernardo e Cancelo lançados na segunda parte (o João na defesa ou para médio direito se, ao contrario do que prevemos, não estivermos a vencer por mais de dois golos a meio da segunda parte)?

Os favorecimentos no Porto.

Avatar
 ●  15 comentários  ● 

Recuperamos aqui um post de 2011 publicado pelo GB, mais actual que nunca:

"Em 2009 foi assunto a "denúncia" feita na blogsfera benfiquista do favorecimento do FCPorto na construção do Estádio do Dragão. Dizia-se na altura num blog benfiquista, entre outros assuntos, a propósito da contribuição do Metro do Porto:

"o custo inicial do Estádio do Dragão apontava para valores a rondar os 123,3 Milhões de euros, mas no final a obra acabou por custar 98 Milhões de euros ao Futebol Clube do Porto. Para esta diferença entre o valor orçamentado e o valor concluído (descida única no mundo das obras de construção portuguesas) existe quem assegure que tal se deveu ao facto de a Metro do Porto (Empresa de capitais públicos) ter assumido o pagamento das fundações do Estádio do Dragão pelo facto de ter construído nessa altura o Terminal do Dragão, ou seja, neste caso estamos a falar em cerca de 25 Milhões de euros de apoios indirectos, já que a Metro do Porto podia ter feito uma Estação normal na Zona, e além disso trata-se de investimento em Acessibilidades ao Estádio do Dragão."Hoje, conhece-se que o Metro do Porto tem que liquidar 200 milhões de dívida até Agosto, fruto de uma gestão na altura presidida por... Valentim Loureiro.Ora, volvidos pouco mais de cinco anos deste horror económico, afirma o jornal I e o JN que será "o governo vai pagar a dívida de 200 milhões de euros da Metro do Porto ao banco francês BNP-Paribas". in Jornal I

Depois da cedência pro valores irrisórios, praticamente zero, do Centro de Estágio Porto-Gaia para o FCPorto utilizar a seu bel-prazer com o dinheiro dos contribuintes...

... Depois do arquivamento em tribunal do processo de Nuno Cardoso pelos benefícios concedidos, enquanto presidente da autarquia do Porto, onde a justiça fez questão de permitir que fossem os contribuintes a pagar esses elevadíssimos (e ilegais?) benefícios directos e indirectos dados ao FCPorto para a construção do Estádio

... Agora mais um exemplo de pagamento pelos contribuintes dos excessos cometidos pelo Lobby do Norte em prol do Futebol Clube do Porto, cujo presidente ainda tem a lata de reclamar poder à Capital, ao Parlamento da República.

UMA VERGONHA!

... Como pergunta Pedro Santos Guerreiro, do Jornal de Negócios, e quem paga os meus 200 milhões? Questionando-se se é para este tipo de humilhações que vai servir o dinheiro da troika?"
Post original AQUI.

A Controlinveste ao ataque. Pena não saberem escrever.

Avatar
 ●  9 comentários  ● 


O DN, que já foi um jornal de referência, hoje é mais um veículo de propaganda ao serviço dos interesses de JO e do FC Porto.
Preocupados com a construção da Estátua de Cosme Damião, abriram um inquérito na sua página a perguntar aos leitores se concordam com essa obra.

Pena é que não tenham a mesma preocupação com os erros de português que na mesma página uma notícia sobre o novo 'Star Wars' apresenta. Esse rigor não chega à escrita.

Ou que não se preocupem em perguntar aos leitores do 'DN' se estão de acordo que os contribuintes paguem as instalações de treino do FC Porto.

Alguém já deu uma ajuda. Quem não está de acordo com esse financiamento ilegal ao clube condenado por corrupção, pode assinar a Petição Pública AQUI.

Nota: Parabéns à SPTV por ter adquirido os direitos do Brasileirão. Isso é que vão ser audiências agora...! lool 

Petição Pública para devolução do C.Estágio do Olival aos contribuintes.

Avatar
 ●  38 comentários  ● 


"O Centro de Treinos e Fomação Desportiva Olival/Crestuma foi construído com dinheiros públicos, tendo custado inicialmente cerca de 16 milhões de euros aos contribuintes. Foi cedido ao Futebol Clube do Porto por 500 euros por mês, sendo todos os custos por conta do erário público por iniciativa de Luis Filipe Menezes. 

E desta forma continuamos, todos nós, os que gostam de futebol e os que não gostam, os que são do Futebol Clube do Porto, e a esmagadora maioria dos portugueses que não são adeptos desse pequeno clube regional, a pagar os devaneios da classe política. 

Numa altura em que o país atravessa a mais grave crise das últimas décadas, em que se cortam salários e reformas baixíssimas, com o argumento que todos têm de contribuir para o esforço de recuperação das contas públicas, a Câmara Municipal de Gaia decide fazer-nos a todos, ainda que indirectamente, pagar a manutenção de um equipamento público cedido com prejuízo dos contribuintes portugueses. 

Em causa não está tratar-se deste ou daquele clube, em causa não está uma qualquer associação entre uma câmara, ou outra entidade pública, num projecto que crie emprego, crie valor, mas sim o luxo de se continuar a gastar tão mal o dinheiro de todos nós. 

Exigimos que as entidades competentes devolvam à população esse equipamento público ou que, em alternativa, exijam ao Futebol Clube do Porto o pagamento integral do CTFD O/C, desde o valor da sua construção bem como os milhões de euros gastos na sua manutenção."

Podem assinar esta petição AQUI.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Para desmoer...

Avatar
 ●  3 comentários  ● 

Quanto media o campo do Tsubasa?


«Qualquer criança que assistisse a desenhos animados no início dos anos 90 conhece Oliver Tsubasa, sobretudo se gostar de futebol.

Ora um dos grandes mistérios era físico: afinal quanto media aquele campo? Chegar de uma ponta à outra era missão para levar um episódio inteiro, se não mais.

O tema foi sempre alvo de brincadeiras por parte dos fãs, mas houve um que levou tudo mais a sério. Um estudante de física japonês calculou quando media aquele campo.

Utilizando como referência uma pessoa de 1m70cm e calculando a distância que se via até ao horizonte e, depois, o ângulo até ao centro da terra chegou à conclusão que o campo tinha 18 km!
Ainda acrescentou que os personagens corriam a uma velocidade média de 150 km/h. E ainda havia quem dissesse que era tudo muito lento por aqueles lados...» - lido no 'Fura-Redes'.

Jogos que duravam episódios...corridas vertiginosas...entradas a pés juntos...!! :)
Grandes memórias!!

O clube das prostitutas, da corrupção e do centro de estágio de 16M pago por nós todos reclama:

Avatar
 ●  36 comentários  ● 

Leia na integra o comunicado que o FC Porto intitulou de «A estátua de Sá Fernandes»:
"A Câmara Municipal de Lisboa aprovou, por proposta do vereador Sá Fernandes, a comparticipação na construção de uma estátua do fundador do Benfica. E desta forma continuamos, todos nós, os que gostam de futebol e os que não gostam, os que são do Benfica e os que não são, a pagar os devaneios da classe política.

Numa altura em que o país atravessa a mais grave crise das últimas décadas, em que se cortam salários e reformas baixíssimas, com o argumento que todos têm de contribuir para o esforço de recuperação das contas públicas, a Câmara Municipal de Lisboa decide fazer-nos a todos, ainda que indirectamente, pagar uma estátua do fundador de um clube.

Em causa não está tratar-se deste ou daquele clube, em causa não está uma qualquer associação entre uma câmara, ou outra entidade pública, num projecto que crie emprego, crie valor, mas sim o luxo de se continuar a gastar tão mal o dinheiro de todos nós.

E porque nestas coisas do futebol os políticos gostam sempre de sol na eira e chuva no nabal, certamente que Lisboa receberá em breve outros monumentos de homenagem aos fundadores de outros clubes, pagos pelos portugueses de Monção a Vila Real de Santo António." - A Bola.

O clube que utiliza a troco de uns míseros 500€/mês um centro de estágio pago por todos nós que custou 16M€ ao erário público, tem a lata de vir criticar a construção da Estátua de Cosme Damião na cidade de Lisboa.

Um clube governado por velhos putanheiros e corruptos, que falsea a sua data de fundação e mascara fotografias e a história do velho do alterne-mor que só 'descobre o amor' pagando, não tem qualquer moral para vir invocar seja o que fôr.

Os cidadão de Gaia, maioritariamente não-portistas, não têm nada que andar a subsidiar o FC Porto. 

A Estátua de Cosme Damião apenas diz respeito aos lisboetas e à CM Lisboa. Assim como se houvesse um projecto de votação para uma estátua ao fundador do Sporting continuaria a dizer respeito aos mesmos.
O Orçamento Participativo assim o dita.

Já pagar 16 MILHÕES DE EUROS+MANUTENÇÃO ANUAL  de um centro de estágio público que é cedido a custo residual a um clube que gasta milhões em comissões e em putas, diz respeito a todos nós.

Exigimos que o FC Porto seja expulso do Olival ou que seja obrigado a adquirir o Centro de Estágio pagando o valor justo aos contribuintes portugueses.

NÃO TEMOS QUE ANDAR A PAGAR O CENTRO DE ESTÁGIO DO FC PORTO.

   

Quando a cabeça não tem juizo...

 ●  40 comentários  ● 


Portugal, 7 de Novembro de 2013

São tantas as dificuldades que a equipa do Benfica tem de ultrapassar, muitas mais do que o SCP por exemplo, que poderemos bem dizer que subir ao Olimpo é capaz de ser mais fácil, do que subir ao 1º lugar do nosso campeonato.”
Recupero este parágrafo do último texto que aqui publiquei (com título “Subir ao Olimpo...”) para explicar o que quis dizer. A exibição do Benfica na Grécia confirmou esta minha previsão: subimos ao Olimpo à Benfica, ou seja, dominamos o adversário com a qualidade e competência de uma equipa com um modelo de jogo de avançado único, e ao contrário do campeonato português, fizemo-lo de forma inequívoca. O problema foi que perdemos.... mas isso é outra história.
Ao contrário de muitos adeptos que desde a 1ª jornada acrescentam criticas e mais criticas, como se a equipa tivesse de piorar todas as semanas fruto das grandes razões que eles se esfalfam em repetir até à exaustão (o treinador, a pastilha elástica, o projecto, o Vieira, a falta de confiança, etc.), eu penso o futebol de forma diferente. Após cada jogo, começa-se outro completamente diferente. Se a equipa tiver qualidade e competência, irá perceber o que fez de menos positivo, irá corrigir, e irá fazer melhor. Portanto, o jogo da Luz com os gregos não teria nada a ver com o jogo de lá. E a nossa exibição provou, uma vez mais, que esta é a forma acertada de ver o futebol e em particular, a nossa equipa.
O Olimpo esteve ali tão perto, mas infelizmente tinha um bom “guarda” à “porta”: um bom guarda-redes entenda-se, que para mim foi o melhor guarda-redes que passou no Benfica depois de Preud’homme. Um jogador que por acaso fomos forçados a esbanjar no final da 1ª época. Não houve lugar a novas oportunidades. A Direcção da demagogia, apoiando-se nas criticas dos analistas decidiu “empandeirar” Roberto na 1ª oportunidade. O negócio com o Artur Moraes estava feito, com base nas mesmas premissas dessa comunicação social: era um guarda-redes seguríssimo, carismático, fazia defesas enormes, ajudou a levar o Braga à final da Liga Europa... E vinha a “custo zero”. Essa mesma comunicação social que hoje releva todo e qualquer erro de Artur...
O “esquema” da comunicação social está bem montado há anos e resulta. Vejamos este exemplo que dei no texto “Em defesa de Roberto I” publicado em Julho de 2011: “em 18 de Janeiro de 2004, o Benfica recebeu e venceu o Boavista por 3-2. Na Rádio Renascença, o relato foi conduzido por João Fonseca, com comentários de João Rosado e Pedro Sousa, este em estúdio. No 1º golo do Boavista disse João Rosado “concordo com o João Fonseca de que o Moreira tem alguma responsabilidade no golo”. Acrescenta o Pedro Sousa: “realmente Moreira não está isento de culpas””.
Se foi por este motivo que Vieira “aproveitou” para ir contratar o Yannick ao Alverca, na semana anterior à final da Taça de Portugal ganha ao FCP, em Maio de 2004, não sei. O que sei é que a “fórmula” é a mesma e há sempre uns otários que caem. Alguns têm blogues até, como na altura tinham fóruns, etc.
Como caiu Roberto? Simples. 1º jogo na Suíça, defesa remendada devido ao Mundial de 2010, jogadores vendidos (Di Maria e Ramires), sol em contra e Roberto tem uma má saída quando a defesa do Benfica estava no meio campo adversário (!) Qual foi o erro? A defesa mal posicionada ou o Roberto? Adivinharam: o Roberto. Vejamos:
Frango à espanhola, título principal da 1ª página de RECORD, 11 de Julho
Roberto "oferece" vitória ao Sion – páginas interiores de RECORD, 11 de Julho 2010
O Benfica perdeu este domingo com a formação suíça do Sion por 1-2, e em ambos os golos sofridos as culpas recaem em Roberto. O guardião encarnado falhou duas saídas e os jogadores da equipa helvética aproveitaram o "presente" – idem.
Basta compararmos as capas deste mesmo RECORD e BOLA, com o “presente” de Rui Patrício no jogo Portugal – Israel, para percebermos que há guarda-redes e guarda-redes. Se trocarmos os clubes, apostaria que Roberto ainda hoje seria guarda-redes do SCP e que Patrício há muito que tinha sido despachado do Benfica...
Entretanto o Benfica continua a sofrer golos por ter a defesa mal posicionada, mas felizmente já não temos o Roberto para explicar...
Uma das críticas mais contundentes feitas na sequência desta derrota na Grécia foi: (Roberto) vingou-se do jogo na Luz, quando falhou no lance que deu o empate ao Benfica, mas vingou-se, sobretudo, de toda uma temporada de críticas por parte dos adeptos benfiquistas” – Nuno Peralta, BOLA online 05-11
Ora este Peralta foi exactamente o mesmo que escreveu em 13 de Julho de 2010 (2 dias depois do jogo com o Sion!) “E ao terceiro jogo, inesperadamente, a maior preocupação no Benfica é saber como vai reagir Roberto a uma exibição comprometedora. Contra o Aris, Jorge Jesus deve dar ao guarda-redes espanhol uma oportunidade para limpar a imagem. Roberto terá sempre sobre si o cutelo dos 8,5 milhões que custou a sua transferência. Jesus procurou aliviar a pressão, afirmando que jogam os melhores e que sabe quem eles são. Mas a verdade é que nasceu a dúvida sobre o real valor de Roberto.
Daqui podemos tirar outra conclusão: os jornalistas ou são parvos, ou sofrem de amnésia ou pior, são mal intencionados. Não lhes fica bem terem criado o problema “Roberto”, terem escrito sobre as aptidões de Roberto sempre pelos piores motivos, terem destacado em 1ªs páginas um erro ou outro de Roberto mas nunca as suas defesas impossíveis, e no final, perante uma exibição que pode custar muitos milhões na presente época ao Benfica, virem atirar com esse odioso para os adeptos do Benfica. É um truque muito baixo...
Termino recordando que na época 2010/2011, o melhor guarda-redes foi Helton com a inalcançável média de 0.36 golos sofridos por jogo, a seguir veio o “frangueiro” Roberto com 0.92, o “experiente” Artur Moraes com 0.94, o “seguríssimo” Patrício com 1.03 e o “talentoso Beto (titular em 6 jogos do FCP) com 1.17.
Há gajos que acreditam em tudo que lhe metem à frente e acham que não temos sorte nenhuma com os guarda-redes (e com os defesas esquerdos).

Exclusivo NGB: Ideia 4. Novo modelo de Comunicação nas bancadas

 ●  20 comentários  ● 
Tecnologia! A palavra-chave desta ideia é "Tecnologia". Obviamente que a tecnologia custa dinheiro, muito dinheiro em alguns casos e o desafio do que vou apresentar é obter um modelo de financiamento ou retorno que sustente o investimento num periodo de tempo aceitável para os custos envolvidos.

O que vamos focar hoje passa pela capacidade de exposição que é dada aos patrocinadores das bancadas Sagres, Meo, TMN e Coca-Cola. Ao dia de hoje é assim:


Esta imagem nem está actualizada, dado que a bancada TMN hoje em dia tem a designação estática de "BenficaTV".

Ora, tal como refiro acima, a exposição que damos aos nossos patrocinadores das bancadas é precisamente isto: ESTÁTICA! Ou seja, já começam até a ser "filtradas" pelos adeptos ao ponto de ninguém ligar nenhuma aquela imagem.

Contudo, especialmente nos Estados Unidos há muito o conceito da dinâmica deste tipo de exposição dos aneis de bancada, recorrendo à utilização de paineis LED, "transformando" esses paineis tradicionalmente estáticos em ambientes interactivos ao longo do jogo. Eis dois exemplos que nos EUA são usados em pavilhões da NBA ou em estádios de futebol americano.



Como podem ver, os aneis das bancadas ao invés de paineis estáticos têm paineis LED interactivos. Em Portugal, talvez pelo investimento ser elevado (estimo em cerca de 2/3M€ por anel) o FCPorto, por exemplo, já avançou para uma solução semelhante mas apenas num dos aneis numa (pelo menos) das bancadas centrais, não sei se tem nas duas, pois apenas reparei nisso no outro dia numa imagem de TV:

Na minha perspectiva, tendo em conta que o SLBenfica tem pelo menos três linhas de bancada "elegíveis" para esta solução, deveria ser seleccionado apenas um anel para esse efeito, sendo que a minha sugestão é o anel do piso 1 (cativos), até por ser o mais "avançado" fisicamente face ao relvado.

Objectivamente não faz muito sentido olhar para esta solução para todos os niveis de cada uma das bancadas, até porque ao nível de exposição não creio que ter mais niveis represente mais visibilidade.

Quanto à extensão dos paineis, ou seja, se apenas nas centrais ou se ao redor de todo o estádio, depende do conceito a explorar. Teoricamente vale a pena pensar numa solução em redor do estádio num dos aneis, mas na prática depende de se queremos criar interactividade em todo o estádio ou se queremos apenas "para aparecer na TV".

Se a ideia for montar isto para "saltar mais à vista" na TV... sinceramente eu não gastaria dinheiro nisto.

Agora se a ideia for desafiar os nossos patrocinadores a ter um "slot" de mais de duas horas (desde que abrem as portas até ao final do jogo) para comunicar com o publico do estádio e com os espectadores da TV, então aí é outra questão.

Abrir-se-iam assim novas formas de comunicação dos parceiros MEO, Sagres, TMN e Coca-Cola (ou outros) directamente com os adeptos no período pré-jogo, ao longo do jogo e mesmo depois. Onde se poderiam fazer passar promoções especiais, concursos directamente relacionados com o jogo (tipo: mande SMS para o numero X e aposte em quem marca o primeiro golo...).

Possibilitaria também soluções de interactividade em função das circunstâncias do jogo: nos golos, em momentos para puxar pela equipa, para estimular certos cânticos, resultados, informações, etc.) etc. etc. etc.

Obviamente que isto acabaria por dar maior visibilidade durante as transmissões de TV, fotos dos jogos, etc. Se calhar não durante a totalidade do jogo, essa é mais focada no relvado e nas primeiras e segunda linhas de publicidade onde o SLBenfica já tem este tipo de soluções em LED. Mas seguramente que teria bastante mais impacto que esta opção actual estática.

Outra abordagem possivel passaria pela integração de conteúdos do Clube em conjunto com a publicidade dos parceiros, aumentando a visibilidade e valor da imagem e marca dos parceiros, como sejam acções promocionais, ou produtos específicos.

Caso fosse o modelo acordado com os parceiros dos namings das bancadas, poderia passar também pela abertura destes espaços publicitários a outros/mais parceiros que pudessem partilhar o custo, pois a interactividade durante duas horas e meia ou mesmo que apenas durante 105 minutos (90 + intervalo) pode ser interessante ser partilhada para evitar mensagens demasiado repetidas.

Ora, o desafio estaria, então, em como pagar os 3 ou 4M€ que poderia custar uma solução destas (se calhar é menos, não interessa!)...

... bem, numa primeira analise simplista digamos que bastaria ter evitado o custo do Lisandro Lopez, que nem jogou pelo Benfica e que além dos 5M€ custa salários, para pagar todo o investimento. Se não quiserem esse há muitos outros como o Djaló, Funes Mori, Ola John, Rojas, Jardel, Mitrovic, etc.

Mas se não quiserem ir por aí, ou seja, por evitar investimentos sem retorno para o Clube, haveria outros formatos como desafiar os quatro (pelo menos) patrocinadores a investir nesta solução:

Se considerarmos 4M€, diria no máximo 1M€ a cada um (não anualmente, mas apenas uma vez!).

- Se não quisermos que represente um investimento destes, ou se não tiverem budget de marketing para tal, poderia ser abatido ao contrato de patrocínio futuro (ao invés de pagarem 3M€/ano durante 5 anos, pagam 2,8M€).

- Se efectivamente quisermos fazer um trabalho de aumento de visibilidade, de exposição, logo também do valor do patrocínio, poderia ser feita uma renovação antecipada do namming da bancada, considerando esta nova capacidade/potencial adicional de exposição, aumentando a receita anual do patrocínio para o SLBenfica e suportando assim os custos de investimento do Benfica nesta infra-estrutura.

- Depois há ainda a hipótese de "abrir", mediante negociação com os parceiros actuais, este espaço a novos parceiros.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

A Estátua a Cosme Damião em Lisboa vai ser uma realidade.

Avatar
 ●  4 comentários  ● 

A 29 de Outubro de 2013, publicitamos aqui no NGB no tópico "Apelo aos benfiquistas: vamos votar em Cosme Damião?" o projecto em votação no Orçamento Participativo da CM Lisboa que pretendia erigir uma estátua a Cosme Damião em Lisboa.

É com alegria que informamos:

Projetos Vencedores até 150 mil euros
1. Estátua de D. Nuno Álvares Pereira (Cultura)
2. Campanha para promoção da adoção de animais (Espaço público e verde)
3. Na volta, cá te espero (Turismo, comércio e promoção económica)
4. Reabilitação da Rua Eduardo Malta (Espaço público e verde)
5. Estátua de Cosme Damião (Cultura)
6. Implementação de Parque Infantil na Rua D. João Castro/Travessa dos Fornos (Espaço público e verde)
7. Implementação de Parque Infantil na Quinta das Camareiras (Espaço público e verde)
8. Escadas Amigas das Bicicletas (Infraestruturas novas, trânsito e mobilidade)
9. Banco de Manuais da Cidade (Educação, juventude e desporto)
10. Lata'65: workshop de arte urbana para a população idosa (Cultura)
11. WiFi de acesso público na cidade (Modernização administrativa)
12. Com Arte (Educação, juventude e desporto)
13. Páteo Ambulante (Urbanismo, reabilitação e requalificação urbana)
14. Juntos, vamos caminhar e correr pela cidade de Lisboa (Educação, juventude e desporto)

Projetos vencedores até 500 mil euros
1. Jardim Botânico de Lisboa (Espaço público e verde)
2. Mobilidade para Todos em Benfica (Infraestruturas, trânsito e mobilidade)

(Fonte: CM Lisboa)

Vejo com muita satisfação projectos valorosos aprovados neste orçamento, mas o da Estátua a Cosme Damião dá um gosto especial. 

Ser bom Benfiquista é quase mandar o Benfica às malvas e deixar de se importar com isto tudo

Avatar
 ●  27 comentários  ● 
No mês de Julho previ o desastre, quando comecei a ver aquilo que foi o defeso do Benfica, o processo de renovação de Jorge Jesus... O quer não quer que se arrastou durante meses...

...o dossier Cardozo muitíssimo mal resolvido...

...os reforços dos milhões a chegarem para as posições em que já éramos mais fortes, os reforços dos tostões a chegarem para os lugares em que éramos mais fracos...

...um Cortês que desde o primeiro minuto mostrou ser um autentico barrete, três defesas centrais contratados para nenhum sair... 

...Meio Pizzi contratado para emprestar em troca de um Roberto que aparentemente tinha sido vendido por 8.6 milhões mas que garantia que o seu contrato tinha sido sempre com o Benfica... 

...A primeira entrevista de Jorge Jesus à Benfica TV com a bazófia habitual, porque para ele, a época passada tinha sido um sucesso, e não o desastre que os burros dos adeptos consideravam... 

...os três longos meses de silêncio do Presidente, que depois fala finalmente à imprensa, para dizer que não marca golos, que o treinador tem o melhor plantel dos últimos 30 anos, que Rui Costa é responsável por todos os coxos e pelos diamantes que chegam, e ele Presidente, não pode ser responsabilizado por nada...

...um treinador a preparar um plantel para jogar sem Cardozo, para depois Cardozo ficar, e por consequência, ficar um Djuricic e um Rodrigo com papel secundário na equipa quando tinham tudo para serem importantes. (Nada, claro, contra a permanência de Cardoso, mas tudo contra os critérios de formação deste plantel, que tem quase 30 jogadores!!!)


...E um gaijo percebe que o trabalho de casa foi mal feito (uma vez mais), e que este era um cocktail explosivo que nunca nos poderia levar a bom porto...

 ...E percebe que algo vai mal no Reino da Dinamarca, que este é um Benfica sem rei nem roque, que este presidente não percebe (mas é que não pode mesmo perceber) nada de bola, e que o desfecho só podia ser este, uma época fraquita até ao momento, jogadores sem grande motivação, sem grande vontade de correr, sem grande vontade de estar ali, com um estádio quase vazio, e já com uma QUASE eliminação prematura da Liga dos Campeões, num grupo em que entrámos como cabeças de série!!


...Mas um gaijo, claro, se quer ser bom Benfiquista tem de continuar a apoiar... Se quer ser bom Benfiquista tem de continuar a dizer que tudo vai bem mesmo que ache que tudo vai mal, e mesmo quando é isso que os resultados sugerem ...

Ser bom benfiquista é pois continuar a dizer ámen a tudo e a puxar para cima quando aqueles que decidem só empurram para baixo e mais não fazem porque mais não sabem...


No meio disto tudo, há que dizer também: O Benfica é também um clube com muita azar!! Jorge Jesus tem um azar do camandro!! Perder no Dragão no último minuto do jogo, ver o Benfica perder com o Chelsea numa final da Liga Europa e quartos de final da Liga dos Campeões depois de lhes dar um banho de bola...

...Ver Roberto regressar à Luz para se vingar (estava escrito que era o que ia acontecer), e fazer muitos Benfiquistas pagar pelo comportamento vergonhoso que tiveram no regresso do espanhol à Luz, em que até filho da puta lhe chamaram na marcação dos pontapés de baliza, comportamento esse que como Benfiquista me repudia e envergonha...

...Ver Sálvio lesionar-se por 6 meses numa época que já se adivinhava difícil e em que era só o nosso jogador mais importante...

...Enfim, também há azar no meio disto tudo... A história podia de facto ter sido diferente... Se... Sempre o se...


E o presidente lá vai passando impune por entre os pingos da chuva, até porque como ele diz, ele não marca golos e a incompetência reinante e as vitrinas do museu vazias não são nada com ele...

...Mesmo que venda Witsel e Javi no último dia do mercado e não traga ninguém, e diga a Jesus: "Ah queres ganhar tudo? Então agora desemerda-te!"

...O passivo continua a aumentar...

...E os resultados continuam a ser negativos mesmo quando se vendem milhões...

...E os resultados desportivos (bandeira do mandato) não aparecem e hão-de ficar para um dos 5 (pelo menos) mandatos seguintes

...e os craques que valiam 50 ou 60 milhões por cabeça hoje valem metade...

...as receitas da Liga dos Campeões já eram...

...o estádio não enche e a malta não quer saber... A malta já nem sequer se importa...

... A Benfica TV que tinha (tem) tudo para dar certo mas ameaça sofrer também com isto tudo... 


Mas o que vale é que somos um clube rico... Muitíssimo bem gerido... Que só não ganha porque tem azar...

E o dinheiro há-de continuar a aparecer, mesmo que ninguém saiba bem de quê nem de onde, nem o dia em que se há-de fechar a torneira.


Ser bom Benfiquista é pois viver cada vez mais com mente acrítica...

Ser bom Benfiquista é pois comer e calar...

Ser bom Benfiquista é continuar a perder, mas ser feliz e conformado...

Ser bom Benfiquita é quase mandar o Benfica às malvas e deixar de se importar com isto tudo...

O Sport Lisboa e Benfica de JJ e LFV.

Avatar
 ●  9 comentários  ● 

Boas exibições não pagam vencimentos nem contas.

Avatar
 ●  19 comentários  ● 

A marcação à zona tem de adaptar-se à realidade
(Retirado do blogue "Em Defesa do Benfica")

O treinador do Benfica já teve inúmeras oportunidades de verificar que quando ajusta(não escrevi muda, escrevi ajusta) a táctica da equipa às características do adversário, os resultados são evidentes.

Quando por outro lado espartilha a equipa à sua ideia táctica, não permitindo qualquer ajuste ou adaptação, e achando que a sua ideia basta para vencer, os resultados invariavelmente têm sido negativos.

Os erros pagam-se caros quando não temos um Felgueiras pela frente. Basta um para deitar por terra as ambições de uma temporada.

Vimos esse erro táctico em não cortar todas as jogadas no Dragão com falta durante os últimos minutos e outro erro com o Chelsea não metendo uma torre a marcar o Ivanovic. 
2 erros que custaram todo o esforço de uma época inteira.

Ontem um erro cedo no jogo marcou a história do mesmo.

O Roberto defendeu? Não é para isso que lá está o guarda-redes? E que tal dizer antes que os jogadores falharam as oportunidades criadas?
  
Leio muitas opiniões demonstrando satisfação com a exibição da equipa e lamentando o facto de o Roberto ter feito aquilo para que é pago.

Exigirem que uma equipa muito cara, com um treinador pago como os melhores, conseguisse pelo menos o 2º lugar num grupo claramente acessível, já não aparece como prioridade, estranhamente.

Não passar aos oitavos, como parece ir ser o caso, num ano em que a final é na Luz, é fazer uma fraca figura perante o mundo do futebol.

"Fizemos uma grande exibição, pah!!" - dirão muitos, mas que depois do jogo saciaram a sua fome de vitórias como benfiquistas que são, com uma barriga...vazia. Mais uma vez.

Esquecem o impacto negativo que a saída prematura da Champions tem nas contas do clube.

Preferem ignorar os milhões de euros que o Benfica deixa de encaixar com vitórias e a passagem (pelo menos) aos oitavos de final.

As receitas de bilheteira que um clube de topo da Europa na Champions proporcionaria ao Benfica bem como toda a publicidade adicional e receitas paralelas.  

As boas exibições quando não são aliadas a RESULTADOS, não valem nada, meus caros.
Jogar bem mas perder não angaria receitas. 
Mesmo com receitas extraordinárias como nunca, a dívida continua a aumentar.

Um clube com o passivo do Benfica não se pode dar ao luxo de deixar de ganhar!

Enquanto houver benfiquistas que pensem que a fonte do financiamento do Benfica é inesgotável e que não importa o que gastemos sem originar receitas que compensem os gastos porque 'Somos o Benfica'...o caminho não mudará.

Deixem de olhar apenas para o dia de amanhã. Pensem a longo prazo. 
Não se limitem com a vossa satisfação egoísta de ver o Benfica "jogar bem". 
Entramos em campo para jogar bem ou para vencer?!

O Sport Lisboa e Benfica tem que jogar bem, mas acima de tudo tem que vencer. 

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Final da Liga dos Campeões na Luz? Mas há alguém que tenha realmente acreditado nisso?

Avatar
 ●  46 comentários  ● 
Há dias em que se ganha e só apetece dizer mal, outros há, em que se perde mas se cai de pé, em que se deixa no relvado o suor, o talento e a infelicidade que nos persegue.

Hoje foi um desses jogos, um daqueles que se chega ao fim, e em que, apesar de tudo, apetece (apetece-me) aplaudir a minha equipa pelo jogo que fez. Mas é tudo.

A eliminação mais que provável de MAIS um grupo de Liga dos Campeões, e MAIS um grupo em que éramos claramente mais fortes do que uma das equipas que passa (Celtic o ano passado), é totalmente merecida. Merecida, não pelo jogo de hoje, mas pela incapacidade confrangedora demonstrada frente à equipa mais forte do grupo no jogo de Paris, e pela exibição paupérrima frente ao Olimpiacos na Luz, salvos pela intempérie e pelo frangalhaço do Roberto.

A quase eliminação não acontece no jogo de hoje. Hoje foi o quarto de 6 jogos, é importante não esquecer isso.

Para nós chega portanto mais uma vez ao fim (haja um milagre que nos salve) mais um grupo de Liga dos Campeões, em que éramos mais fortes do que os Gregos mas incapazes de o provar em campo. E no ano passado mais fortes do que o Celtic, Celtic esse que foi capaz de derrotar o Barcelona e nós não, nem sequer a sua equipa B ou C, no jogo da Catalunha em que mais uma vez jogámos, rematámos, mas a bola não quis entrar.

O que fica é pois a primeira final da época perdida, que antecede mais uma final a disputar no próximo Sábado frente ao Sporting. Prognósticos? Só mesmo no final do jogo, mas desde já se sabe que a carga psicológica à volta desse jogo não joga em nada a nosso favor, e a história recente mostra-nos que para nós, quando as coisas começam mal raramente se endireitam.

Apesar de tudo, há que ter fé. A exibição de hoje obriga-me a ter fé... Que hoje tenha sido o jogo da recuperação da nossa auto-estima e o início de uma época brilhante a nível interno, onde julgo que, apesar de tudo, em termos qualitativos temos a melhor equipa e a obrigação de ganhar tudo! 

E na Europa? Venha pois mais uma oportunidade na Liga Europa, uma prova à nossa altura, e deixemos a Liga dos Campeões para equipas capazes de provar no campo os pergaminhos que atribuem a si próprios...

Final da Liga dos Campeões na Luz? Heheh, Mas há alguém que tenha realmente acreditado nisso?



P.S. Uma palavra para Roberto: Que grande exibição do espanhol. Mereceu-a, é tudo o que me apetece dizer. Mereceu-a, ele e muitos Benfiquistas que a ela assistiram. Deus não dorme!

A história não fala dos merecedores. Fala dos vencedores.

Avatar
 ●  61 comentários  ● 

Mais um jogo de dificuldade acrescida, mais um sem vencer.
É fácil falar em sonhos, quando não se tem noção da realidade que se vai comprovando jogo após jogo.

O Benfica teve oportunidades? Sim.
Merecia sair da Grécia com outro resultado? Sim.

Mas os gregos fizeram o seu jogo, muito por conta do golo cedo no jogo. Jogaram com o relógio e com a necessidade do Benfica de pontuar.

Contentam-se com vitórias morais e com 'merecíamos isto ou aquilo'?
Pelo visto, isso é que é bom. E dormimos descansados, porque...merecemos.

Num grupo como o do Benfica, os oitavos de final eram uma obrigação.

Nota: O Anderlecht empatou em Paris. Têm melhor equipa que o Benfica? 

Este é o 11 escolhido por Jorge Jesus. Chegará?

Avatar
 ●  13 comentários  ● 

Benfica: Artur, Maxi Pereira, Luisão, Garay, Sílvio, Matic, Rúben Amorim, Enzo Perez, Markovic, Gaitán e Cardozo.

Subir ao Olimpo ...

 ●  6 comentários  ● 


Portugal, 4 de Novembro de 2013

Na última jornada, conseguimos uma robusta vitória sem sofrer golos, sobre um adversário que se moralizara por ter ganho em Braga, mais uma vitoria com o selo de Jorge Jesus e Cardozo, mas para variar a comunicação social haveria de referir “um jogo que teve nota artística mínima” e “no segundo período, a qualidade do espetáculo piorou” BOLA online.
Já para o empate do FCP “foi um FC Porto sem chama, a viver essencialmente de os impulsos de alguns jogadores” mas “onde o relvado também não facilitou o trabalho da equipa de Paulo Fonseca”, BOLA online. Para a vitória do SCP reservaram “não foi fácil, nada fácil a vitória do Sporting” e “nem com mais um jogador o Sporting conseguiu ser mais tranquilo”, BOLA online.
Para o RECORD online, tivemos “uma exibição q.b. valeu ao Benfica para vencer a Académica, por 3-0”, tivemos “enorme surpresa no Restelo! Mangala acaba o jogo como protagonista, por boas e más razões” e ainda para o SCP “Três pontos importantes na luta pelo título”.
Numa interpretação livre, diria que nem BOLA nem RECORD conseguiram criticar a qualidade do jogo do FCP, apondo sempre um factor de distracção (o estado do campo, para um, o Mangala para outro). Diria que tanto BOLA como RECORD deram conta, quer da dificuldade do jogo do SCP, quer da importância dos 3 pontos conquistados. E diria também que o Benfica, por ter simplificado as dificuldades do seu jogo, devido à competência do treinador e qualidade do grupo, por ter ganho com clarividência e por margem confortável, foi o que dos 3 “grandes” o que saiu mais penalizado pelas apreciações sobre “notas artísticas” e “exibições qb”.
Esta é a matriz cultural dos “mídia” lisboetas, dominados por adeptos do SCP ou pelos que não sendo adeptos do SCP se encaixam bem na sua forma de ver e pensar o futebol. Por exemplo aqueles adeptos do Benfica que sonham com “jogos vibrantes”, “goleadas das antigas”, dos que facilmente embarcam na treta do “jogar bem”, da “nota artística”, da “pressão alta”, disto e daquilo, e quando perdemos jogando dessa maneira, dizem que Jorge Jesus devia deixar o romantismo de lado.
A idiotice pode-se apresentar sob a forma de muitos tipos de disfarces...
O que é certo é que os 3 pontos importantes para o SCP, mais importantes para eles do que para o Benfica segundo a comunicação social, permitiram recuperar 2 pontos de atraso nesta escalada difícil ao 1º lugar do campeonato. São tantas as dificuldades que a equipa do Benfica tem de ultrapassar, muitas mais do que o SCP por exemplo, que poderemos bem dizer que subir ao Olimpo é capaz de ser mais fácil, do que subir ao 1º lugar do nosso campeonato.
Ao contrário de qualquer outra equipa, o Benfica vê-se sucessivamente confrontado na comunicação social com debates sobre a táctica (o losango, o quadrado, os trincos, o 6, o 8, o meio, as alas, o 10, etc.), sobre o número de avançados, sobre a marca da pastilha elástica do treinador, sobre o defesa lateral esquerdo, sobre o número de meses que o Cardozo leva sem marcar um golo de livre directo, sobre o número de jogos que levamos a sofrer golos consecutivamente, sobre a falta de eficácia da equipa nas bolas paradas, sobre a marca de gasóleo do Benficão, sobre o excesso de confiança ou o discurso pouco mobilizador do treinador (conforme dá jeito), sobre a nota artística ou sobre a falta de brilhantismo num determinado jogo ganho, sobre o número de lesões (musculares ou traumáticas, tanto lhes dá), sobre os milhões que se gastaram em jogadores que não saem do banco, sobre o número de nacionalidades dos jogadores num determinado jogo, sobre as duas opções para cada posição, sobre o ordenado do treinador, etc, etc.
Nós no Benfica, não temos a “sorte” de, e ao contrário dos rivais, sermos presenteados com comentários da RTP, quando da vitória tangencial (golo de Tonel, de canto) de um rival contra o extinto Estrela da Amadora, “sem deslumbrar mas com a eficácia que se exige a um candidato ao título, assim como não temos a “sorte” de nos desculparem com “o estado do terreno”, como aconteceu recentemente no jogo da 1ª mão com o Olympiakos. Porque nestas alturas de mau tempo, a bola só não rola bem para o FCP. Para o Benfica isso já não é relevante...
Enquanto não se perceber a importância que este tipo de mensagem tem na moldagem do carácter do “12º jogador”, nuns casos para o bem, noutros para o mal, vamos continuar divididos sobre o valor, o respeito, o apoio que a nossa equipa, treinador e jogadores em particular, tem e merece que lhe demos...

Exclusivo NGB: Ideia 3. A BenficaTV

 ●  6 comentários  ● 
Como explicámos anteriormente, o conceito para a BenficaTV não é novo. Foi apresentado em Junho no tópico O Fim das dúvidas na BenficaTV? e passa por aquilo que é um pouco a forma de pensar do Presidente e que entendemos que seja o caminho certo para o SLBenfica: Ou se faz em grande ou não vai resultar.


Esta ideia assenta sobre três pilares de funcionamento, alguns deles com ideias que, felizmente, vimos serem implementados na BenficaTV desde o verão:



A Liderança

Sem desprimor para o Ricardo Palacin, a "nova BenficaTV" está muito mais próximo de um canal desportivo do que de um canal temático onde o Ricardo tem o seu percurso criado (e bem). Nesse sentido, preferencialmente sem desaproveitar o Ricardo Palacin, a sugestão passa por um liderança com experiência de canal generalista e/ou desportivo. Nesse contexto, o "Sr Televisão" tem uma vista experiência no conhecimento de recursos com capacidade para essa função e penso que seria um bom consultor que definisse um bom futuro Director Geral da plataforma de televisão do SLBenfica.

Em Junho tinhamos sugerido, e podem reler o tópico para perceber o fundamento da escolha, dois nomes: 1) Pedro Pinto (da TVI) que constituiria a escolha principal e 2) Carlos Daniel.

Não vou novamente reforçar todos os conceitos, pelo que recomendo a leitura novamente do tópico onde detalhámos todo o conceito para a BenficaTV em Junho, ainda antes do arranque em Premium, como sempre, tentamos antecipar os factos ao invés de falar dos factos consumados. Ou seja, agora é facil dizer que conceitos como o "Alta Fidelidade" é um programa que interessa os benfiquistas (apesar do nome infeliz de tão colado que é ao conceito do Daniel Oliveira)... dificil era em Junho estar a sugerir esse tipo de conteúdos, como nós fizemos no tópico O Fim das dúvidas na BenficaTV?

Este modelo de liderança passa pela reconversão de processos, pelo coaching dos recursos, pelo reposicionamento da informação, pela abertura a novos conceitos e programas de informação, etc. Só conseguimos isso com alguém com vasta experiência no panorama de televisão e jornalismo.

Aproveito para voltar a um tema que deveria ter sido âmbito na ideia anterior (Exclusivo NGB: Ideia 2. - A Comunicação) que passa pelo conceito de media training. Ou seja, é minha perspectiva que todos os elementos da SAD com exposição pública deveriam ser sujeitos a media trainings regulares. Basicamente trata-se de formação para executivos que são expostos a falar em público ou perante orgãos de comunicação social.

As Plataformas

A integração da TV com os o mundo web é um dado adquirido! Todas as plataformas de TV (Meo, ZON, etc) trabalham directamente no contexto desta integração e  na minha perspectiva está aqui o caminho para discriminar positivamente os sócios do SLBenfica na assinatura da BenficaTV.
Além da subscrição da BenficaTV nas plataformas de TV, deveriamos trabalhar na possibilidade de haver uma solução de subscrição da BenficaTV em PC e em tables/smartphones que permitisse assistir aos conteúdos online.

Esta perspectiva permitiria, por exemplo, acesso a alguns conteúdos gratuitos (não premium) e que relativos a programação já decorrida, ou então o acesso em regime de acesso integral que permitisse assistir à BenficaTV a qualquer hora e em qualquer local.

Esta subscrição deveria ser gratuita ou com um valor residual para sócios assinantes da BenficaTV e depois com valores diferenciados para assinantes da BenficaTV não sócios e sócios não assinantes da BenficaTV.

Mas não ficariamos por aqui, a implementação de uma rede WiFi de alta capacidade no Estádio da Luz, suportado no nosso parceiro de comunicações Portugal Telecom iria permitir a interacção dos benfiquistas e dos assinantes da BenficaTV com os jogos que assistem no Estádio da Luz.

Hoje em dia, muitos dos benfiquistas de Lisboa "desvalorizam" os jogos na Luz na BenficaTV porque simplesmente... vão ao Estádio. Ora, porque não dar a esses benfiquistas conteudos moveis para acederem no estádio, por exemplo, às repetições dos lances?

Basicamente passaria por ter uma rede com password disponibilizada nos ecrans do Estádio e que expiraria após as reportagens da zona mista pós-jogo e que permitiria aos utilizadores de tablets ou smartphones acederem à emissão online e, por exemplo, poderem assistir a repetições dos lances na bancada ao invés de ficarem "apenas" pendurados nos relatos da rádio.

Ir disponibilizando ao longo da emissão pequenos conteúdos (fotos ou videos) que possam ser partilhados nas redes sociais pelos benfiquistas no Estádio, por exemplo, ao intervalor e no final do jogo.

A existência desta rede WiFi permitiria toda esta interacção com os benfiquistas sem que isso representasse custos com trafegos de dados para os utilizadores.

Os conteudos

Por fim, relativamente aos conteudos, como já disse anteriormente já tivemos oportunidade de detalhar este tema anteriormente no tópico referido, contudo, onde recordo que já tinhamos (em Junho e por isso muito antes da noticia de anteontem do Record) levantado a hipótese da Rádio Benfica.

Não vale a pena agora detalhar mais uma vez o tema dos conteudos, como já referimos podem ler revisitar tudo no tópico O Fim das dúvidas na BenficaTV?

Gostaria apenas de destacar o projecto da Benfica que sugerimos que passasse por um projecto de parceira com o grupo lider do mercado no segmento de rádio e entertenimento: A MediaCapital Radios, onde o nosso grande benfiquista é Director da Rádio Comercial.

Isto permitiria desafiar o nosso Pedro Ribeiro a voltar aos tempos antigos em que fazia o acompanhamento de pista aos jogos de futebol, muitos no antigo Estádio da Luz, sem que isso tivesse que representar a sua saída de um projecto profissional de enorme escala que lidera com elevadíssima capacidade. O Pedro poderia ser o lider deste projecto Rádio, enquanto quadro e director da MCR, mantendo todo o seu projecto profissional, à semelhança do que ocorre com a sua participação no programa Maisfutebol da TVI24.

Cenas dos próximos capítulos: Conceito de Comunicação nas Bancadas do Estádio da Luz


Rui Cerqueira ao ataque no Restelo: foto.

Avatar
 ●  5 comentários  ● 


E como é próprio dos heróis, só o faz com as costas quentes, rodeado de jogadores do FC Porto, 'just in case'.
Quando deixar de trabalhar no FC Porto, quero ver para onde irá trabalhar. Provavelmente para o 'Jogo' ou para o 'JN'.

O fim da linha para Jorge Jesus.

Avatar
 ●  42 comentários  ● 


O jogo com o Olympiakos marca o fim da linha para o crédito ao trabalho de Jorge Jesus.
Não há margem para voltar a falhar.

A semana, aliás, é decisiva para uma parte importante das aspirações do SL Benfica para esta temporada.
Champions e Taça de Portugal estão em jogo.
O Benfica ainda não venceu um único jogo de grau de dificuldade mais elevado. 

Jorge Jesus tem nestes jogos a última oportunidade de demonstrar que está no lugar certo.

Pouco interessa se gosto ou não do JJ e se lhe reconheço ainda capacidades para liderar a equipa principal de futebol do Benfica.
Neste momento, para estes jogos, ele é o treinador do meu clube e por isso espero que faça o melhor possível, que não invente, e que consiga motivar os jogadores para que no final da semana possamos olhar para trás e vislumbrar 2 vitórias.

O futuro de Jorge Jesus confunde-se com o de Luis Filipe Vieira.
Estarão ligados ao sucesso ou insucesso desta semana. 
Saibam tirar as conclusões adequadas em caso de vitória, no sentido de reforçarem a estrutura que rodeia a equipa, mas saibam também tirar as devidas conclusões em caso de as coisas correrem mal.

O sucesso desta temporada joga-se esta semana. 

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Há uma linha que separa uma boa arbitragem de uma arbitragem frutada.

Avatar
 ●  12 comentários  ● 

Sem fruta ou café, vale zero. O habitual.

Avatar
 ●  5 comentários  ● 

Exclusivo NGB: Ideia 2. - A Comunicação

 ●  6 comentários  ● 
Eis um tema complicado! Todos dizemos que o SLBenfica é péssimo neste aspecto, porém não é menos verdade que todos nos esquecemos que o SLBenfica é noticia por si mesmo, ao contrário de todos os nossos adversários e rivais que só são notícia se fizerem algo por isso. No SLBenfica, somos notícia até se nada fizermos.

Contudo, ao contrário das teorias vigentes, discordo totalmente que me digam que a imprensa tem alguma coisa a ganhar em prejudicar ou incentivar algo que prejudique o SLBenfica. Eles vendem muito mais nos nossos bons momentos.

Volto a reforçar que estas ideias e conceitos decorrem de um processo totalmente amador e sem qualquer vínculo ou interesse que o sustente, além de abrir a discussão entre os benfiquistas.

Dito isto, o processo de comunicação numa organização da dimensão do SLBenfica deverá ter em conta os seguintes factores:

Muito do que aqui tem sido escrito sobre a Comunicação do SLBenfica, que mais uma vez não deve ser confundido com colocar em causa a competência das pessoas, vai no sentido da impreparação da estrutura para o contexto (futebol) onde estão inseridos, que é porventura totalmente diferente de outros contextos empresariais que fizeram parte do passado desses profissionais. Essa impreparação resulta, na generalidade das situações, numa imensa e gritante falta de capacidade de antecipação das situações.

Nesse sentido, resumiria a linha condutora do modelo de comunicação desejável para o SLBenfica em quatro elementos totalmente interligados e interdependentes:

Um factor, para implementação deste modelo, que se torna fundamental é a separação da Comunicação da SAD (futebol) face à Comunicação institucional (Clube).

Assim, uma medida fundamental seria a Autonomização da Comunicação da SAD face à Comunicação institucional do Clube, na medida em que são entidades totalmente distintas e com necessidades distintas. Contudo, operacionalmente a estrutura de suporte à Comunicação seria comum à SAD e ao Clube, por forma a assegurar um fio condutor e a partilha de informação e estratégias.
- Comunicação da SAD na directa responsabilidade do CEO da SAD e lider de todo o futebol, de acordo com o perfil anteriormente traçado.
- Comunicação do Clube na directa responsabilidade de um vice presidente eleito e com conhecimentos no sector
- Modelo de Comunicação coincidente, mas com responsabilização diferente dadas as diferentes necessidades de cada organização.

- Criação de Programa contínuo de Media Training para os principais interlocutores com meios de comunicação.

A Estrutura

Ao nivel de estrutura de base, vejo a Comunicação como uma fase invisivel exteriormente, mas altamente dotada de capacidade e competências de trabalho internas, tanto no Clube como na SAD, num fundamental apoio ao Presidente e à sua estratégia.

Analisemos então, na perspectiva da liderança do Presidente, um possível modelo estrutural (recursos) de comunicação do SLBenfica:

Atentem como considero, neste modelo que a face mais visivel do projecto desportivo, o Presidente, seja o "topo da cadeia alimentar", sendo que no caso da SAD, a estrutura de comunicação, não teria propriamente um director de comunicação, mas uma estrutura de apoio ao CEO, o verdadeiro responsável pela comunicação do core business do Clube.

Tentando definir uma matriz de competências destes três tipos de acessores, uma tarefa totalmente ingrata para quem não é da área e porventura não domina a amplitude das competências de alguém de um departamento de comunicação, prefiro antes apresentar uma visão externa para o "papel" de cada um na estrutura sugerida:

Cenas do próximos capítulos: BenficaTV e RadioBenfica, sim eu sei, a RadioBenfica foi noticia ontem, mas aqui no blog já tinhamos escrito sobre essa ideia no dia 22 de Junho no tópico O Fim das dúvidas na BenficaTV?

domingo, 3 de novembro de 2013

Um bandalho !

Avatar
 ●  13 comentários  ● 

Dos antigos colegas na RTP-Porto, não espero grande coisa. Na sua maioria, os jornalistas da RTP-Porto são uma cambada de vendidos, sem espinha vertebral. Já foram enxovalhados por este traste e mesmo assim não têm coragem para reagir.

Do resto da classe jornalística já espero outra coisa. É certo que não abundam os jornalistas sérios e com coragem de dizerem as coisas como elas são.
Mas espero que o Sindicato dos Jornalistas e outros jornalistas com autonomia editorial não tenham reservas em condenar publicamente este bandalho durante a próxima semana.

E não terei pena alguma se numa próxima deslocação a Lisboa, este senhor receba um gesto de apreço tipo 'Proença no Colombo'.

Chega de impunidade desta gente.

O Presidente no sitio certo

 ●  13 comentários  ● 

Ontem vimos o Presidente do SLBenfica onde deve estar e onde gostamo que esteja: Junto dos nossos jogadores, nos nossos jogos, a apoiar a suportar as nossas equipas.

Onde é que já tinhamos visto isto?


ranking