O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 11 de dezembro de 2010

É Tuga? O Mendes não deixa

 ●  9 comentários  ● 
Depois de ter contratado o Quaresma, que já é o ídolo dos adeptos, o Besiktas está interessado numa armada lusa: Manuel Fernandes, Simão Sabrosa e Hugo Almeida.

Se eu comparar:
> Gastaram 7milhões no cigano que é dos melhores da equipa;
> Nós gastamos 6milhões num espanhol que nem está no plantel;

> Querem portugueses com qualidade;
> Nós compramos sul americanos de qualidade muito duvidosa;

> Simão e Hugo Almeida estão em final de contrato, se pagarmos prémios gastamos uns 5M;
> Nós vamos dar tanto ou mais pelos sul americanos que trazem metade do rendimento;

Há dias, acho que foi o GB, falou aqui em vender o Airton. Eu não desgosto do puto, mas tal como reclamou o Vermelhusco: Estão à espera de quê para ir buscar o Manuel Fernandes em saldos? que é muito melhor que ele.

Depois de ter lido o excerto que o GB publicou hoje do livro sobre a máfia russa e as ligações ao Jorge Mendes, Kia Joorabchian e outros abutres que andam a sugar o futuro ao Benfica, já percebi porque jogadores destes não vêem para o Benfica.

PS- Por isto tudo e porque para os adeptos estes nunca servem para o Benfica. Bom bom é o tal do Fujimori que ninguém conhece, o Fernandez que muito menos ainda e outros sul americanos que virão para todos terem muitas esperanças. Já o Hugo Almeida é um matraquilho (que marca que se farta na Bundesliga), o Manuel Fernandes um ingrato (melhor que qualquer alternativa ao Javi) e o Simão está velho (mas carrega o Atlético às costas).

Entrevista do Nosso Querido Líder.

 ●  22 comentários  ● 
Depois de ler os excertos da entrevista de Luís Filipe Vieira apenas posso dizer que acho que esteve muito bem no controlo de danos causados por notícias difamatórias de certos jornais da nossa praça.

Bem como esteve bem em pedir igualdade nos critérios de arbitragem e continuar a apontar a escandaleira que acontece todos os fins-de-semana no futebol nacional, que de acontecer tantas vezes até já parece normal.
Além disso, advertiu os adeptos para não se distanciarem da equipa o que é louvável.

Contudo houve declarações do nosso Presidente das quais discordo profundamente pois deixam transparecer uma falta de ambição chocante e irreconciliável com um clube de matriz ganhadora como o Benfica:

«A revolução no Benfica não pode ser apreciada num jogo de futebol. Temos a noção exacta que o caminho que trilhámos é o caminho do sucesso. Se vamos reagir ao sabor do vento, com mais derrota ou menos derrota, mais quatro ou seis pontos, não vale a pena continuar a trabalhar. Compreendo que haja frustração, também ando triste, mas tenho a noção exacta que o caminho está traçado e é este o caminho que o Benfica tem de percorrer para continuar a ganhar. Não reajo a pressões. Tenho os pés assentes no chão, tenho preservado as origens do Benfica», disse Luís Filipe Vieira em entrevista à Benfica TV, onde sublinhou que a única «revolução» que existiu no Benfica «começou há oito ou nove anos».

«A revolução começou na construção do estádio, do centro de estágio, em ter ordenados em dia, em ser transparente, de tentar vencer a hipocrisia que havia no clube. Houve e continua a haver revolução no Benfica», atirou.

Seguido no jornal escrito com: "A nossa revolução começou á oito ou nove anos e não pode ser apreciada em função de meses, em função de um jogo de futebol."

Caro Presidente, o que fez nos seus mandatos anteriores (e foram dois por isso a SUA revolução começou á 7 anos) já foi sufragado e aplaudido nas duas eleições anteriores com resultados nas urnas que falam por si, os resultados alcançados neste mandato é que deverão ser julgados nas urnas nas próximas eleições se se candidatar. Este mandato é o Mandato do Sucesso Desportivo.
Como tal é inadmissível que menorize a importância dos resultados desportivos. A grandeza do Benfica mede-se pelas suas conquistas nos relvados e se o clube é ENORME é porque, com muito suor, sangue e lágrimas de atletas, dirigentes e adeptos se conseguiram conquistar inúmeros títulos dentro dos relvados contra tudo e todos!

A revolução no clube não passou por ter construído o centro de estágio e o estádio mas sim pelas vitórias alcançadas nos relvados. Se não quer que os benfiquistas tenham memória curta então deve querer que nos lembremos das Direcções que mandaram no clube na época do Estado Novo com um Regime hostil ao nosso clube e quando Porto e Sporting eram apadrinhados pelo Regime, nos conturbados anos 70 em que no meio das convulsões políticas e sociais o Benfica ganhador foi uma constante e nos anos 80 em que a matriz do clube não foi desvirtuada e a luta contra a corrupção teve sucesso como demonstra o facto de ter conquistado 5 campeonatos em 10 possíveis.

Ou será que só quer que a memória se estenda até aos mandatos de Manuel Damásio e vale e Azevedo porque fica bem em termos de comparação com esses dois?

Fico agradecido pelo património físico que deixou ao clube. Mas esse património é para durar os próximos 40/50 anos e para servir de palco a inúmeras vitórias desportivas. Se não tem ambição para querer sempre vencer então faça o favor de dar o lugar a quem queira. Agora andar a minimizar os resultados desportivos é que não!


Esta entrevista apenas pareceu servir para servir de resposta aos benfiquistas que criticam a Direcção. Ninguém aqui quer um Benfica ao "sabor do vento" mas queremos sim um Benfica com um sólido projecto desportivo que garanta vitórias consistentes em vez de "Planos Quinquenais" que resultam num campeonato a cada cinco anos o que é manifestamente pouco.
Ao sabor do vento parece estar esta Direcção com os tiros nos pés constantes dados desde o apoio a Fernando Gomes para Presidente da Liga, como pela péssima contrução dplantel desta temporada sem se assegurar substitutos de qualidade para Ramires e Di Maria e desbaratando dinheiro em negócios incompreensíveis.

P.S.- depois destes 3 artigos de rajada lá me passou a "comichão" que tive durante esta semana em que não pude contribuir quase nada no blogue. :)

Arrufo de namorados

 ●  1 comentário  ● 
É o que parece esta zanga entre os treinadores dos Corruptos e dos Submissos!

Villas Boas mandou a boca a dizer que o Sporting tinha sido beneficiado contra Lille, Olhanense e Guimarães (não sabia que o jogo contra o Lille contava para o campeonato!) em resposta a uma declaração de Costinha. Paulo Sérgio não demorou muito e calou o bêbado descendente de bifes.

Será que os lagartos estão cansados de serem sodomizados pelos répteis maiores? Será que estão cansados de serem rebaixados e gozados pelo parceiro maior?

Será que já se aperceberam que o seu comportamento apenas os afasta mais da matriz que deve corresponder ao comportamento de um grande que é a sede de vitórias e não mal do vizinho?

Aguardam-se por cenas dos próximos episódios desta novela.

Presidência da FPF: o cão que morde o dono

 ●  2 comentários  ● 
Devido ao péssimo momento por que passa o clube no relvado, fruto de uma patética preparação da pré-época da parte do nosso Presidente que não assegurou os reforços necessários e de JJ que não soube adaptar o esquema táctico ao plantel actual (além das já habituais arbitragens manhosas e de lesões infelizes) a eleição dos novos Orgãos Sociais da FPF tem passado despercebida.

Convém lembrar que com o novo Regime Jurídico, passa a haver apenas um único orgão que controla a Arbitragem bem como a Disciplina, e a Liga perde essas funções sendo para isso essencial que o Benfica trabalhe para garantir a eleição de alguém que não seja hostil ao clube.

Efectivamente, algum trabalho de casa tem sido feito com o movimento de fundo de praticamente todos os clubes da Associação de Futebol de Lisboa a apoiarem a candidatura de Fernando Seara á FPF apoiado por Luís FIlipe Vieira.

Ora quem parece ter sido apanhado de surpresa com este apoio esmagador a Fernando Seara foi o invertebrado Presidente da Associação de Futebol de Lisboa que dá pelo nome de Carlos Ribeiro. Este Judas em vez de defender os clubes da sua Associação de Futebol preferiu lamber as botas ao Peidoso para garantir o apoio deste numa possível candidatura ao cargo máximo da FPF tendo estado presente na fatídica homenagem da AFPorto a Olegário Benquerença antes do roubo de catedral contra o Guimarães além de atacar o Benfica sempre que tem opor!

Como é óbvio, os clubes de Lisboa retiraram todo e qualquer apoio a esta minhoca rastejante que não tem qualquer espécie de espinha dorsal e que se tenta pôr em bicos de pés para chegar mais alto do que o que pode.
Numa clara manifestação de repúdio e numa mensagem muito clara para este idiota do universo de 500 clubes da AFLisboa apenas 5 estiveram presentes na Assembleia-Geral para aprovação do orçamento. O orçamento foi aprovado por esses cinco clubes (que devem ser o apoio actual deste idiota) mas o inacreditável aconteceu e foi aprovada uma moção de confiança de apoio a esta Direcção por esses cinco clubes!! No entanto, isso não foi o inacreditável... Mas sim que o clube proponente dessa moção de confiança, o União 1º de Dezembro já veio afirmar que não apresentou nenhuma moção de confiança!

Este cão (com todo o respeito que tenho pelos nossos companheiros de quatro patas, não os queria comparar a este espécime) morde a mão do seu dono, os clubes de Lisboa, na tentativa de agradar aos Capos do Norte passando a rebolar-se ao gosto do Capo-mor, o Bufoso.

Na minha opinião os clubes de Lisboa não deviam ter boicotado esta AG, pois na minha opinião os boicotes a Assembleias apenas servem para permitir que gente sem-vergonha faça o que quer a seu bel-prazer mas deviam sim ter comparecido em massa e votado maciçamente contra esta Direcção e colocar assim este idiota no seu lugar.

Espero que os clubes de Lisboa, e o Benfica acima de todos lutem para conseguir pôr Fernando Seara na FPF. Na minha opinião existem várias Associações de Futebol que foram prejudicadas pelos Corruptos do Norte, por isso acredito que uma candidatura viável apoiada pelos clubes de Lisboa que vá buscar apoios de Associações prejudicadas pelo status-quo actual é viável.
Esta candidatura é essencial para dar uma machadada no sistema corrupto!

Leitura Obrigatória - Enviem ao Presidente

 ●  15 comentários  ● 
O SouBenfica que me desculpe, mas (em bom português) estou-me a cagar para o que diz o Presidente! No que me diz respeito ele perdeu toda a credibilidade e competência para continuar a gerir os destinos do Clube, pelo que até novas eleições deve lá continuar mas eu não engulo mais dessas tretas com que ele tenta intimidar os benfiquistas.

O que gostaria de partilhar convosco, foi um artigo que li na Gloriosafera (um excerto de um livro) e que vos poderá ajudar a perceber muitas movimentações no SLBenfica. Desde a saída do "incómodo José Veiga" e agora do Rui Costa, até aos motivos para não apostar em Portugueses, passando pela proximidade com Mendes, à qual se seguiu a do Kia e agora mais recentemente a decisão da UEFA para o Mundial de 2018. O texto é extenso, mas merece ser lido com atenção!

[ACTUALIZAÇÃO] - A crítica é aos abutres que gravitam em torno do SLBenfica! Os que procuram criticar por criticar, tentem esforçar um bocadinho o que acreditam ser a sua inteligência e não comecem a interpretar as coisas ao contrário!


Entrar no jogo – Oligarcas, permutas de jogadores e aquisições

Ao longo dos últimos anos, o envolvimento da Rússia no futebol mundial tem evoluído, de modo cauteloso e dissimulado, numa nova direcção. Isto inclui um maior número de tentativas de aquisição de clubes ocidentais em dificuldades financeiras, desde o Feyenoord da Holanda ao espanhol Deportivo la Coruña e ao Corinthians do Brasil. A Media Sport Investment (a empresa proprietária do Corinthians e, alegadamente, uma organização de fachada do magnata Berezovsky) tem estado envolvida em negociações — até ao momento sem êxito — com vista à aquisição do West Ham, um clube londrino da
1.ª Liga inglesa.

Mais bem sucedida foi a aquisição, por 6 milhões de euros, do clube escocês Heart of Midlothian por Vladimir Romanov, o dono do banco Ukio, sediado em Vilna, a capital da Lituânia. O seu modo caprichoso de promover (tornou o seu filho inexperiente, Roman, presidente) e de demitir tem provocado grande alarme no clube. Porém, Romanov alcançou o seu objectivo confesso de transferir o seu banco para um importante centro financeiro europeu (Edimburgo) de modo a melhorar a sua credibilidade.

Esta nova tendência inclui também, de modo mais sinistro, a compra e venda de acções dos valores de transferência dos jogadores, uma espécie de especulação bolsista sobre os «futuros dos jogadores». À semelhança de muitos negócios duvidosos em todo o mundo, é difícil identificar e expor as forças em actividade por detrás das empresas e agentes de fachada. Dispomos apenas de algumas peças avulsas de um puzzle que parece formar, de modo evidente, os vagos traços fisionómicos de Abramovich e Berezovsky.
Em Janeiro de 2004, Jorien van den Herik (Herik, 2004), presidente do holandês Feyenoord, anunciou publicamente que rejeitara uma proposta russa para a compra de uma quota maioritária das acções do clube. «Podíamos ter recebido uma importante injecção de dinheiro», declarou van den Herik, «mas, enquanto for eu a mandar, não venderemos o nome, a cultura e a identidade deste clube a nenhum magnata russo».

Alguns dias mais tarde, Augusto Lendoiro (Lendoiro, 2004), presidente do clube espanhol Deportivo la Coruña, revelou a existência de interesse russo pela compra de acções do clube: «Recebemos telefonemas da Rússia
e da Inglaterra […] Não sei se é Abramovich, mas é possível que se trate de alguém próximo dele.»

Em Novembro do mesmo ano, um dos mais importantes clubes de futebol brasileiros, o Corinthians, foi comprado por um homem de negócios misterioso, Kia Joorabchian, em nome de uma empresa chamada Media
Sport Investment. A MSI liquidou as dívidas do clube com um cheque de 20 milhões de dólares e assinou um «acordo de parceria» que deu como garantia um mínimo de 35 milhões de dólares contra 51% dos lucros.

Seguidamente, o clube comprou o «jogador do ano» sul-americano, Carlos Tevez, ao clube argentino Boca Juniores por cerca de 22 milhões de dólares — uma quantia quatro vezes superior à de qualquer taxa de transferência jamais paga por um jogador de futebol no Brasil. Subsequentemente, o Corinthians comprou Carlos Alberto, um jogador do FC Porto.

O que era a MSI e quem era Kia Joorabchian? Pouco depois transpirou para a imprensa que a MSI tinha sido formada havia apenas três meses, em Agosto desse ano, e que não possuía capital próprio, mas estava autorizada a movimentar fundos de empresas registadas nas Ilhas Virgens britânicas.

Quanto a Joorabchian, os jornalistas de Buenos Aires e de São Paulo não tardaram a descobrir a sua ligação aos russos. Em 1999, Joorabchian fizera as vezes de procurador de Boris Berezovsky na compra de um influente jornal comercial russo, o Kommersant. O Partido Popular Socialista, que governa o Conselho Municipal de São Paulo, pôs em marcha um inquérito que chegaria à seguinte conclusão:

Há provas suficientes de que a parceria Corinthians-MSI está a ser utilizada com propósitos de branqueamento de dinheiro.

Ivestigadores identificaram Boris Berezovski como uma provável fonte de fundos e indicaram como outra das fontes o magnata georgiano Patarkatsishvili. Este último tinha sido parceiro de negócios de Berezovsky
antes de ser forçado a abandonar Moscovo e a regressar à sua cidade natal de Tbilisi, na Geórgia, onde as suas actividades cobrem uma série de áreas, desde o petróleo aos casinos. Patarkatsishvili financiou os atletas da Geórgia enviados às Olimpíadas de Atenas, pagou 100 000 dólares a cada um dos seus dois medalhistas de ouro e é o dono do Dínamo de Tbilisi. Significativamente, após a aquisição do Corinthians ocorreu uma permuta de jogadores: três brasileiros rumaram à Geórgia e quatro jovens jogadores georgianos a São Paulo.

Se bem que, em Fevereiro de 2005, Joorabchian tenha sido expulso do Brasil e proibido de exercer qualquer actividade de negócios no país, o presidente do Corinthians, Alberto Dualib, admitiu ter tido diversos contactos com Berezovsky e Patarkatsishvili, anunciando também que Berezovsky integrava um plano de 50 milhões de dólares para a reconstrução do estádio do Corinthians.

A estratégia da MSI parece incluir a compra de contratos dos jogadores, ou de uma parte dos contratos, e a venda dos mesmos a quem oferecer mais dinheiro. As duas estrelas argentinas compradas pela MSI, Tevez e
Mascherano, estavam na iminência de serem compradas por um grande clube europeu — provavelmente, o Chelsea, o Real Madrid ou a Juventus. Dos outros jogadores argentinos que terão sido comprados pela MSI, um deles encontra-se actualmente a jogar no Barcelona e o outro está a caminho do FC Porto.

O caso que melhor ilustra a estratégia da MSI é o de Nuno Assis. Um dos médios mais talentosos de Portugal, Assis, foi transferido do Vitória de Guimarães para o Benfica em Janeiro de 2005 — aparentemente, tratava-se
de uma transferência normal entre dois clubes portugueses. Contudo, a taxa de transferência de 600 000 euros foi paga pela MSI, que seguidamente transferiu o seu registo para o Dínamo de Moscovo; por seu turno, o Dínamo emprestou Assis ao Benfica. O agente por detrás do negócio foi Jorge Mendes, director executivo da Gestifute, a empresa envolvida em quase todas as mais importantes transferências de futebolistas portugueses nos últimos anos (incluindo a do treinador Mourinho para o Chelsea). Além
de receber a percentagem normal pelas transferências dos jogadores (Ronaldo, Postiga, Viana, etc.), a Gestifute faz dinheiro ao comprar e vender percentagens dos valores de transferência dos jogadores.

Embora a Gestifute e a MSI sejam entidades separadas, a sua forte ligação comercial sugere que este poderá muito bem ser o modo de operação da MSI, através da qual os magnatas russos investem na especulação em
torno dos «futuros dos jogadores». Este mecanismo, no sentido em que representa a entrada no mercado de forças radicalmente novas, poderá implicar uma mudança dramática no mercado de transferências tradicional.

De acordo com David Shonfield (Shonfield, 2005): Não há dúvidas de que a MSI conta com financiadores russos/georgianos — quatro ou cinco, além de um inglês e de um espanhol, de acordo com Andres Sanches, vice-presidente do Corinthians — e é já uma força no mercado de transferências. A Gestifute tem feito negócios com a MSI e goza de uma relação de confiança com o Chelsea e o Dínamo de Moscovo. É também inconcebível que Abramovich e os seus conselheiros não estejam a monitorizar atentamente os investimentos
futebolísticos de outros homens de negócios russos.

Os oligarcas russos são homens de uma imensa fortuna pessoal e peritos na especulação sobre futuros. Neste caso particular trata-se do valor futuro de jogadores de futebol talentosos. A origem do capital que financia o futebol russo e o alcance tentacular dos oligarcas russos no futebol mundial continua a ser um segredo bem guardado. Os clubes russos e os seus investidores não se têm mostrado dispostos a revelarem as suas contas e a lei não os obriga a fazê-lo. Para os investidores e branqueadores de dinheiro, a atracção deste negócio reside também no facto de ter uma carga fiscal mais leve do que outras áreas económicas e de estar menos sujeita ao controlo governamental. Mas ninguém admite abertamente que possui ligações com a mafia e o branqueamento de dinheiro através das transferências.

Na Rússia os oligarcas são alvo de desprezo geral. Como escreveu Nikon Alexeyevich (Alexeiyevich, 2005), director da Polity Foundation de Moscovo:

«A vasta maioria dos russos acredita que os oligarcas roubaram esses bens. Há um enorme ressentimento contra eles e contra a sociedade terrivelmente desigual que hoje temos em consequência disso.» O que atrai os oligarcas à Grã-Bretanha é sobretudo a variedade de vantagens que o país lhes oferece. Segundo Hunt, essas vantagens incluem: Uma caldeirada onde se misturam os benefícios fiscais, o sector de serviços financeiros e uma ampla oferta de firmas de advocacia especializadas em direito empresarial para os infindáveis litígios que os perseguem. Agrada-lhes também a história e a herança cultural da Grã
-Bretanha, bem como a atitude da alta sociedade, que aceita «sem fazer perguntas» estes fabulosos novos-ricos.

Assim, por que razão o governo britânico, a Football Association e os adeptos proporcionam um tal paraíso offshore ao dinheiro sujo dos homens que pilharam as riquezas da Rússia? Bruce Buck (Buck, 2005), advogado de Abramovich e presidente do Chelsea, admite com franqueza: «É difícil comprar clubes europeus, já que muitos deles pertencem às comunidades. Mas aqui dispomos de uma verdadeira estrutura empresarial.» Ou seja, os clubes de futebol britânicos não são cooperativas ou sociedades mútuas, mas companhias limitadas e sociedades anónimas, muitas das quais em grandes dificuldades financeiras.

No seu artigo incluído no presente volume, Stephen Wagg (Wagg, 2006) explica do seguinte modo a atitude ambivalente dos adeptos do Chelsea para com Abramovich:
[…] o discurso convencional das reportagens […] despolitiza Abramovich […] na história do Chelsea, Mourinho é visto como o produtor e Abramovich apresentado sobretudo como consumidor […] Abramovich é
exactamente igual a nós: um adepto, um homem comum que tem a paixão do futebol, que apoia a sua equipa e gosta de celebrar os seus sucessos.

Contudo, Adam Brown, no artigo que publica neste volume (Brown, 2006), conta-nos uma história diferente relativamente à aquisição do Manchester United pelo milionário norte-americano Malcolm Glazer: «Os
adeptos viram-se forçados por lei a vender as suas acções, entregando o Manchester United nas mãos de um homem de negócios que não tivera até ao momento qualquer interesse pelo clube ou ligação ao mesmo.» Enquanto o russo Abramovich é geralmente aceite pelos adeptos do Chelsea, o americano Glazer não goza de similar aprovação.

Esta compra do sucesso de um só clube não é uma prática universal. Nos Estados Unidos, a NFL (American Football League) procura alcançar o «equilíbrio competitivo», que é vital ao sucesso do desporto; assim, a NFL reparte as receitas por entre todos os clubes. Na Grã-Bretanha, pelo contrário, Roman Abramovich pode gastar todo o dinheiro que lhe apetecer para concentrar no Chelsea os melhores jogadores do mundo. E ninguém na FA ou no próprio Chelsea põe em questão o direito de o fazer.

Contudo, como em todos os negócios, a situação é precária e pode mudar a qualquer momento, com os oligarcas a abandonarem os clubes que presentemente patrocinam, deixando atrás de si o caos e dívidas descomunais. Porque, no fim de contas, o futebol não é exactamente o jogo deles.

Excerto do livro: "Entrar no jogo: pela Rússia, pelo dinheiro e pelo poder"
Jim Riordan – Análise Social, vol. XIL (179), 2006, 477-498
Tradução de Rui Cabra

Mais balelas do Presidente! Já ninguém o ouve

 ●  9 comentários  ● 
Entrevista do Presidente neste link. Foi mais do mesmo e desta vez já nem tentou tirar coelhos da cartola, limitou-se a apelar ao habitual:

"é bom que os sócios não tenham memória curta"
"estamos a inovar"
"queremos vencer a hipocrisia"
"temos que estar unidos nas horas más"
"temos um projecto para o Benfica"
"os sócios têm que estar presentes" (ele não...)

A mentira e a incompetência juntas dá nisto.

Já não tenho paciência para estas balelas e para mandarem areia para os olhos dos benfiquistas. Obviamente que a entrevista foi na BenficaTV, com perguntas bem escolhidas pelo entrevistado.


sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

O ELO MAIS FRACO

 ●  13 comentários  ● 
Saltava de blogue em blogue quando me deparei com um post publicado no eternoBenfica, intitulado: "Expliquem-me lá isto". Fiz um comentário e a acabei por não o enviar. Apeteceu-me escrever algo sobre o que li mas de forma mais profunda! Não quero criticar ninguém em particular e só refiro o Blogue  e o post em questão, porque foi ao lê-lo que se despoletou em mim algo de incomensurável! Fiquei a pensar que  anda tudo louco ou sou eu que estou fora da realidade e com alguma doença mental! 

É de loucos, alguém acreditar ou imaginar, que antes de um jogo fundamental para o futuro próximo do Benfica, LFV encomende notícias que só servem para desestabilizar e virem a gerar - com o despedimento do treinador e a contratação doutro -, enormes prejuízos para o clube, quer desportivos quer financeiros!
Serei louco ao achar que LFV e todos os Benfiquistas (ou quase, porque afinal há grupos) querem  ver o Benfica a eliminar o Braga e a fazer uma boa temporada, a jogar bom futebol e com JJ a treinador!

Tudo isto a propósito da capa e do artigo (que só li agora, porque me recuso a comprar a "bola") de José Manuel Delgado. Ao que parece, há quem veja nisto tudo uma encenação de LFV, que visa despedir o treinador! Confesso que isto ultrapassa a minha compreensão! Num jogo que pode valer muito, nesta época desportiva, imaginar que LFV anda a encomendar este tipo de notícias é algo que não consigo qualificar! Por muito mau presidente que ele seja, ou por muito que se sirva do Benfica (como muitos defendem), tal possibilidade raia o absurdo. Confere ao homem o rótulo de estúpido, pois é dar um tiro nos dois pés. Mesmo que queira despedir o treinador, não precisa de criar ondas, pelo menos para já e não acredito que para conseguir isso, lhe dei-a jeito que o Benfica seja eliminado da taça, porque nesse caso, eu pergunto, se não lhe vão cobrar também, agora ou no futuro próximo, a perda de mais um título!

Depois da eliminação da Liga dos Campeões o presidente do Benfica querer a eliminação do clube da taça de Portugal é surreal!!! Surpreende-me que haja quem consegue ver isso nas notícias dos jornais!  

Talvez eu viva num mundo de fantasia e veja as coisas pelo seu lado mais cor-de-rosa, mas antes isso que ver em todo lado conspirações ou segundas intenções! Não tenho dúvidas que todos os que trabalham no Benfica querem ganhar e de preferência com JJ! O contrário é que será muito mau para todos! 

Alguns conhecerão a minha opinião sobre Jorge Jesus, no entanto desejo que ele cumpra o contrato até ao fim porque isso serve os interesses do Benfica, e isso é o que mais me importa. Apesar disso, não tenho dúvidas que ele, assim como todos os treinadores, são o elo mais fraco e o primeiro a quebrar! É assim em todo o lado! Se ele tiver que sair, que isso seja sinónimo de decisão acertada da direcção, pouco me importa se vai a favor ou contra o meu entendimento!

Estou fora, como todos nós, e a nossa parte é apoiar o clube e confiar em quem o dirige. Se não confiamos, devemos-lhe o respeito pelo clube e pela maioria que representa. Já os jogadores, infelizmente, estão de passagem assim como o treinador, e a sua continuidade no clube tem de ser vista pelo o que produzem no presente e não pelo que fizeram no passado, pois isso está reservado a muito poucos!   

É óbvio que LFV também é escrutinado pelo que o clube ganha e pode ser mandado embora pelos sócios, mas se a maioria não quer, a minoria tem de saber respeitar isso. E esse respeito não impede a critica a ninguém, apenas devia moldar a postura e evitar, com isso, machucar o clube!!!

Espero bem que no Domingo se inicie um ciclo positivo e com ele alguma paz! Se acontecer o contrário, o futuro de JJ no Benfica será bem difícil, mas bem pior que isso é o que sofrerá o Sport Lisboa e Benfica, e com ele, todos nós!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Presidente quer mais exigência? Também eu...

 ●  17 comentários  ● 
"Vieira esteve reunido com o técnico Jorge Jesus, a quem pediu "mais exigência" por parte dos jogadores. O presidente encarnado considera que os atletas "têm de sentir mais a camisola do clube". O presidente, que na terça-feira não assistiu ao jogo na Luz, voltou a mostrar total confiança no treinador encarnado, mesmo depois dos muitos assobios que se ouviram e lenços brancos que se viram no estádio.
(...)
Luís Filipe Vieira esteve ontem na apresentação do livro ‘Aprender a Jogar Futebol – Um Caminho Para o Sucesso’, de Rodrigo Magalhães e Luís Nascimento, com o prefácio de Rui Costa, director desportivo. À chegada ao Seixal, o presidente das águias revelou-se tranquilo, mas não quis falar aos jornalistas que se encontravam à porta do centro de estágio."
Em momentos de grande importância para o Clube - ops! para a SAD que não tem vantagem nenhuma - o Presidente continua a ausentar-se para as suas viagens ao Brasil e Angola para tratar da sua vida pessoal.

Obviamente que o homem tem direito à sua vida pessoal, mas se esta tem impacto negativo na vida do SLBenfica, então tem que admitir que ou é a pessoa errada no lugar errado... ou tem que passar a dedicar-se apenas ao SLBenfica - já o afirmei antes: admito um Presidente remunerado, dedicado em exclusivo... mas que possa ser responsabilizado directamente pelos resultados desportivos obtidos.

Fala-se tanto no universo empresarial e nas receitas do SLBenfica... já viram alguma empresa dessa dimensão ter um gestor em "part time"?

Quando chegou, pediu mais exigência aos jogadores - os tais que lhe exigem a ele que compreenda o que é um jogador de futebol, como funciona, quais as suas motivações... e já agora que lhes paguem o que lhes prometem.

É fácil pedir responsabilidades aos outros e baldar-se em momentos que é preciso dar a cara! Difícil é estar cá e assumir ele as responsabilidades quando as coisas correm mal ao invés de, nessa altura, recordar o Rui Costa que AFINAL ele é que é o Responsável pelo Futebol.

Da parte dele, aos sócios... nem uma palavra! E fala-se assim de exigência...?

Eu era para o por o link do Blog ChamaGloriosa, mas apesar da extensão do BRUTALMENTE FANTÁSTICO texto do PapoilaCalmante, decidi colocá-lo aqui na íntegra. Leiam, com calma:

"O "efeito Jesus"
Diz quem sabe, ou melhor eu ouvi dizer que, as segundas épocas do Jorge Jesus nos clubes por onde passou são sempre péssimas. Se for assim, o que se vai vendo está explicado.
Mas se assim é, o ano passado foi diametralmente oposto, e, razão para isso ter acontecido foi uma causa já determinada: o "efeito Jesus".

Foi sem dúvida com o peito feito e com aquele ar mariola de puto de rua, que se apresentou e desenvolveu Jorge Jesus no Benfica um trabalho que culminou com a vitória no nosso Campeonato (desculpem lá mas embirro com a palavra Liga!). Foi uma época de bom futebol mas que foi ombro a ombro com o Braga até ao fim. Somada que foi a expressiva vitória na Taça da Liga, má taça de Portugal ... e uma "Euroliga" que se finou com um jogo em Anfield em que o nosso timoneiro, se trocou todo - dizia ele que tinha de ser-, caso contrário se teria perdido o campeonato.

E eu não duvido.

Rentabilizou jogadores, contratou outros menos bons, mas no meio de tudo aquilo que se passou, houve a invariável colagem de Vieira ao sucesso, apagando Rui Costa, ou sacudindo-o para planos secundários, num desdém típico desta personagem assim ao jeito «nabo, foste buscar o Quique, eu é que sei disto!» registando a patente do resgate do JJ à torre das Antas.

Bom e isto pegou, a tribo Benfiquista impressionada pelo rolo compressor, pelo "all in financeiro" ... "acraditou".

O Vieira tinha dito que este era o mandato para a estabilidade financeira, e acima de tudo para as vitórias no campo desportivo. Vencido o campeonato, a tribo Benfiquista a confiar no trabalhinho de casa bem feito em relação à época seguinte - porque efectivamente eles diziam que estava tudo a ser pensado!-, objectivos enormes até além fronteiras, e entrámos numa pré-época que nos fez gelar o sangue nas veias.
Um homem andou a reinar com o Villas Boas, e o puto pá, espeta com um monumental banho de bola na final da supertaça.

E pronto, o capital de confiança foi-se precoce.

Ainda se falou que tinha sido por causa do mundial, os substitutos dos que se foram, não chegaram, pese embora o empenho que Luís Vieira colocou no resgate do soldado Wesley no Brasil e o Rui Costa com o «xau» dado pelo Hleb, dois falhanços muito ao jeito do que nos habituaram.

E foi assim, a tribo Benfiquista andava com o coração nas mãos por causa do Roberto, quando o campeonato começou e pum, pum, pum ... azares atrás de azares, e lá voltou o discurso poético do nosso Colaço & Guerra sobre os apitos dourados e afins.
A coisa até pegou porque o Porto tinha ganho com uns jeitinhos, a malta tinha sido gamada nuns penaltys, mas verdade seja dita, assim que apareceu o Nazaré a ler o comunicado do «boicote», que deu para ver que o amadorismo tinha voltado novamente ao Benfica. Voltado se calhar não é a forma mais correcta de dizer, o tal "efeito Jesus", é que nos fez esquecer a incompetência de Luís Vieira e Rui Costa à frente do futebol profissional do Benfica.

Tinha sido de tal forma o rolo compressor a época passada, que a tribo Benfiquista até se esqueceu desta dupla maravilha: O mentor e o aprendiz de Presidente.

E retomando o fio à meada, comunicado ... boicote e Champions a correr mesmo mal, o Estádio da Luz a meio gás... jogo no Dragão, a tribo com a adrenalina a 200% e pum, pum, pum, pum (deixa cá contar...bem me parecia) pum!
Levámos com 5 batatas dos andrades que foi épico.

Aliás, mais um feito com a chancela do Luís "90%" Vieira... nada que uma boa moamba com os amigos em Luanda não ajudasse a esquecer!

Eu fiquei em estado comatoso, aliás terei sido eu e uma boa parte da tribo porque até ficámos com o orgulho a hibernar que ainda hoje não sei se saio, ou se volto a fazer como os ursos.

Mas não, mas qual ursos, qual carapuça.

Os ursos foram aqueles que ficaram na BTV a falar de apitos, o resto do pessoal até encaixou bem, e lá partimos nós para a Champions, apoiados naquela memorável época do Koeman em que o all in na Champions até foi épica.

Mas isto falhou!

Epá o Jesus já não deve ter mão naquilo, fez umas borradas aqui outras ali, o Luís Vieira convidou os «opinadores e canetas de aluguer» para irem pregar para a Terra Santa, meteu-os todos no Airbus um dia antes do previsto, visita guiada a Jerusalém com direito a muro das lamentações e tudo, e os Hapoelenses espetam-nos com mais 3 batatas…

Foi do caraças, um gajo começou logo a ver mal o filme.

Estava a ser demais, como a vida do Rui está num virote, o nosso Luís arregaçou as mangas, e lá foi o nosso negociador buscar o que era para ter vindo mas não veio, para o lugar do Ramires em Agosto. Elias, internacional Brasileiro, bom ... 3ª, 4ª, 5ª feira de intensas negociações, para tudo acabar na 6ª feira com o enviado do amigo Cerezo a chegar a S. Paulo e dar um bigode no nosso emérito Presidente. É mais do mesmo!

Safou isto tudo do Elias, os gajos da Tertúlia que refinaram a arte de bajulação a um nível estratosférico , mas graças a Deus que há quem tenha aberto a pestana, e tenha batido com a porta, abençoado sejas Pedro que decidiste ir para as bancadas apoiar, mas não deve ter sido fácil ilustre Benfiquista(deves ter ficado regelado), quando te viste numa triste noite em que saímos da Champions, sem orgulho, sem mérito e com muitos aplaudir o efeito Lacazette.

E lá apareceu o amigo Rui, com aquele discurso profiláctico, que até é normal, pelo que a equipa não quis jogar, pelos menos de 20.000 benfiquistas que foram ao estádio e sentiram-se abafados por uns 4.000 bárbaros ... e porque convém dar a cara de vez em quando, aparece a moralizar cabisbaixo o perspectivar de quatro frentes boliçosas para vencer.

Resumindo, o "Efeito Jesus" não tem resultado nesta 2ª época, o negociador continua com as mesmas capacidades, o apresentador vê-se na contingência de não ter ninguém para apresentar craques a sério.

Se isto tudo voltou à normalidade, bom será que caso pensem como é hábito correr com o Jorge Jesus, que arranjem outro que pelo menos faça boas primeiras épocas.

Este tipo de gestão, assim querem, 90% daqueles que aplaudem a mediocridade no Sport Lisboa e Benfica.

Vamos lá levar isto com seriedade, a vossa figurinha esta época tem sido triste e pobre, não me afectaria muito se não se tivesse a passar no Benfica, mas afecta-me a perda de património, afecta-me 400 milhões de passivo e receio profundamente o futuro do Benfica, visto estar nas mãos de quem está, e do mesmo já ter estoirado com um Alverca.
Passaram-se 10 anos mas ainda me lembro!

Abraço do Papoila Calmante"

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Sondagem: «Quem será a próxima vítima?»

 ●  3 comentários  ● 
Antes de mais quero dar os meus parabéns aos jogadores de basket o Benfica, No Benfica há quem dê o exemplo, como diz o Jonas Thern.

Depois do tópico do GB já deu para perceber a mensagem que ele quis passar. Mais tarde ou mais cedo vão rolar cabeças no estádio da Luz. Infelizmente, as cabeças que o GB propõs no tópico Adeus Champions: Eis os reforços não me parecem possíveis de rolarem porque são demasiado boas. Isso ainda colocava o Benfica no caminho certo e podia ser uma chatice para algumas «agendas». Se ele tocou nestas cabeças que sabe que são impossíveis é porque ele sabe bem que vão rolar as piores cabeças.

Por isso resolvi lançar uma sondagem sobre quem é que será a vitima desta temporada? Desde que está no Benfica, o Vieira tem queimado, em média, um treinador por época e quando isso não chega arrasta com eles os responsáveis pelo futebol como já aconteceu com Toni, Jesualdo, ele prório e Veiga.

Treinadores despedidos desde 2001: José Mourinho : 2000/01; Toni : 2000/01-2001/02; Jesualdo Ferreira : 2001/02-2002/03; Jose Antonio Camacho : 2002/03-2003/04; Giovanni Trapattoni : 2004/2005; Ronald Koeman : 2005/2006; Fernando Santos : 2006/07-2007; Jose Antonio Camacho : 2007-2008; Fernando Chalana: 2008; Quique Flores: 2008 e agora Jorge Jesus, num total de 11 treinadores, um curriculum notável do Vieira!

Se os treinadores rodam a um ritmo de um por ano, já os responsáveis pelo futebol habitualmente têm durado dois/três anos. Quando não teve melhor alternativa, o Vieira até chegou a usar «queimar o Vieira Director Desportivo» destacando o «Vieira Presidente» é que era bom.

Nesta fogueira criou no Estádio da Luz, o único que parece passar ao lado de todas as humilhações e maus desempenhos desportivos é mesmo o Vieira. Espectáculo.

Por isso eu pergunto: «Quem será a próxima vítima do Vieira para bode espiatório desta temporada?»

» Jorge Jesus - despedido no decorrer da temporada
» Jorge Jesus - dispensado no final da temporada por mútuo acordo
» Rui Costa - desgastado pelas "encomendadas" notícias da sua vida pessoal
» Rui Costa - responsabilizado directamente pelo presidente perante os sócios
» Jogadores - Vendidos jogadores influentes como desculpa de falta de empenho

Por achar totalmente sonhador, não coloco a hipótese de o Vieira responsabilizar a tropa de incompetentes (a maioria deles nem do Benfica são), nem mesmo se vai responsabilizar a si. E também não acho que vá aproveitar para «limpar» a casa como sugeria o GB.

No Benfica há quem dê o exemplo

 ●  5 comentários  ● 

Nada melhor que na ressaca do jogo da Champions ver uma equipa de Basket do Benfica que da raça e do profissionalismo não abdica um segundo. Infelizmente sei que as modalidades poucas vezes merecem comentários no blogue por parte dos benfiquistas, mas como sou daqueles que considera o Benfica um clube eclético (porque o é!!) cá estarei para vos dar conta do que se passa nas modalidades…

E a realidade é que a equipa treinada pelo Henrique Vieira volta a fazer história. O objectivo do nosso treinador passava por tentar vencer os três jogos em casa. O objectivo não só foi conseguido, como estamos neste momento em excelente posição para confirmar a passagem á próxima fase, o que seria verdadeiramente fantástico para a uma equipa que regressa ás competições europeias após uma verdadeira travessia no deserto.

Como tinha dito (e mantenho), esta equipa do Lukoil é sem sombra de dúvidas a mais forte do grupo, mas hoje encontrou um super Benfica.
A nossa equipa esteve sempre na frente e a dada altura tivemos uma vantagem de dezasseis pontos no terceiro período. No quarto período os búlgaros recuperaram e chegaram mesmo a estar na frente.

O factor psicológico que estar atrás no derradeiro período poderia ser meio caminho andado para a derrota mas…nada mais errado!

Novo momento de superação pessoal dos nossos basquetebolistas e o jogo foi para o prolongamento, com o Benfica a vencer por 86-79.
FANTÁSTICO!!

No próximo dia 14 vamos á Suiça defrontar o Lugano e em caso de vitória apuramo-nos para a próxima fase.
Vamos acreditar que esta equipa vai fazer história!


Classificação:
1º Lukoil – 7 Pontos
2º Benfica – 7 Pontos
3º Lugano – 5 Pontos
4º Tartu Rock – 5 Pontos

Tragédia grega…Esteve quase para acontecer!

 ●  10 comentários  ● 
Confesso que não tinha grandes esperanças no jogo de ontem. Nem um pouco de ansiedade, nada! Só queria ver o Benfica jogar! É um pouco estranho sentir isso, não sei aonde pára a motivação. Estou entorpecido!

Com o início do jogo vejo o Schalke fazer, com simplicidade, aquilo que ainda não vi o Benfica fazer, equipa compacta, um pouco subida e a fechar os espaços sem grandes correrias e sem pressão sobre o homem da bola.  Bastou uma boa organização para manietar completamente o Benfica! Tirando duas possibilidades que permitiram a Cardozo, marcaram um golo e poderiam ter marcado mais. Era confrangedor a forma como apareciam dentro da nossa área sem marcação e com muito espaço!

Sendo um jogo em que o pior que nos poderia acontecer era sermos eliminados da Liga Europa, probabilidade muita remota (estava eu convencido!!!), poderia mais racionalmente tentar perceber o jogo e as equipas em confronto pondo um pouco de lado a emoção! Foi o que procurei fazer e a conclusão que tirei é assustadora. O Benfica está muito mal. Sem aquele carrossel do ano passado que permitia face ao jogo tão atacante, esconder as lacunas que a equipa sempre teve nos aspectos de equilíbrio táctico defensivo e que poderiam ter permitido fazer ao Liverpool e aos corruptos aquilo que o Schalke nos fez a nós (embora necessitássemos de mais intensidade), defender bem, com uma equipa consistente a meio campo, e atacar pouco mas com qualidade e perigo!

Só nos vinte minutos finais se viu o Benfica (aceitável) que se deveria ter visto durante o jogo todo. Fica sempre a sensação que os jogadores não correm, não têm garra nem motivação. Vi uma boa equipa (sem precisar de fazer um grande jogo) a ganhar-nos em casa com imensa facilidade! Tentar perceber as razões para além das que nos entram pelos olhos dentro é bem mais complicado. E achar que é tudo uma questão de garra e carácter, é não ver tudo. A equipa pura e simplesmente não funciona em termos tácticos. Os jogadores têm as sua posições e as indicações para o que devem fazer dentro de campo mas o que se vê é todos eles a jogaram sozinhos, ficam à espera de ver o que faz o colega para decidirem a sua acção, o resultado é parecerem estar longe do jogo e nem sequer correrem!

Chegado aqui, é fácil acharem que estou a tentar criticar JJ, mas não é isso que pretendo! Há muitas mais condicionantes envolvidas e é a Direcção do nosso clube que tem de lhes dar resposta. É um facto que a equipa tem funcionado mal, independentemente da qualidade do plantel, a não ser assim só equipas com muito bom plantel é que poderiam ter grandes épocas e todos sabemos que as coisas não se passam bem assim!!! Há mínimos que o Benfica não está a cumprir, mesmo que só tenha menos três pontos que a época passada. Aliás, isso até demonstra que o plantel é bom (para nível interno) pois descontando o jogo com os corruptos, houve roubalheira nas outras três derrotas e favorecimento, claro, ao primeiro classificado.

O que me assusta é a incapacidade que a nossa equipa tem para lutar contra a adversidade! Ao primeiro sinal de desgraça, ela acontece mesmo! Vemos uma equipa vulgar a tentar vencê-la mas sem acreditar que o consegue! Ao contrário dos que assobiam e falam mal dos jogadores, acusando-os injustamente de não serem os mesmos do ano passado, não acho que sejam eles o problema! É a equipa, no seu todo, que não está bem!

O final do jogo fez-me reviver tantas tragédias gregas, acontecidas no Benfica, no passado mais recente! Era catastrófico e arrepiante o que os Deuses se preparavam para fazer ao Benfica: perder o jogo e ver-se arredado, em Dezembro, das competições europeias por uma equipa do país dos filhos de Deus e que tinham ido ganhar a casa de um dos semifinalistas da Liga do Campeões do ano passado!!!!!!!

Que pecado tinha o clube feito para merecer tal coisa? Um negro de nome Lacazzette, abençoado pelos verdadeiros Deuses, resolveu devolver-nos a esperança de ainda podermos sonhar com uma época que nos orgulhe. Quem sabe se este momento não ficará gravado para sempre na nossa memória?!!!  
  
Salvos da catástrofe, por agora, urge arrumar a casa. Eu admito tudo, venda de jogadores, mudança de treinador, o que for. Que as coisas não podem continuar assim, disso não tenho dúvidas! Alguns perguntarão: e os dirigentes? A isso respondo que será o pior caminho e sem qualquer racionalidade que o justifique. Não acredito que se tivéssemos outra direcção tudo ia ser diferente. Mudanças desse tipo, a ter de acontecer, só no fim das épocas! 

O Benfica somos todos nós e é angustiante o comportamento de alguns. Os assobios a César Peixoto são indignos de alguém que ama o clube, mas aqueles que só vão ao Estádio quando o Benfica está a ganhar ainda são piores!

É na adversidade e nas derrotas que os que têm um mesmo ideal se unem e as enfrentam! Não é porem-se de fora achando que o problema não é com eles ou que por o caminho seguido não ser o que eles preconizam isso lhes dá o direito à critica. Há alturas na vida que é preciso cerrar fileiras independentemente de quem está ao leme das nossas aspirações!

PS: Embora não precisasse de o fazer, dado não existir qualquer tipo de condicionante nas minhas opiniões, gostava de fazer uma ressalva aos meus colegas de blogue para lhes dizer que não escrevo pensando neles, nem em ninguém, apenas exponho um sentimento genuíno pelo Benfica!

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Adeus Champions: Eis os reforços

 ●  10 comentários  ● 
O SLBenfica despediu-se hoje da Champions League de forma no mínimo humilhante para estes senhores da foto aqui ao lado. Em seis jogos e doze pontos possíveis, apenas 6 conquistados e três deles com um resultado de 4-3 quando se esteve a vencer por 4-0.

Posto isto, é hora de fechar a porta aos verdadeiros abutres que andam a gravitar em torno do SLBenfica... e não estou a falar do Presidente, mas sim dessa corja de profissionais da treta que não sabem o que é o SLBenfica e que não sentem o SLBenfica. Se a SAD não tem qualquer vantagem, e quem o diz é o Presidente, então trate-se o SLBenfica como um Clube onde os benfiquistas cuidam do Clube e do seu futuro.

Alguns desses a esta hora estão a jantar, alguns juntos, em restaurantes de Lisboa, a comentar a "chatice", o "aborrecido" que foi a derrota... quando os verdadeiros benfiquistas nem fome têm e dormir vai ser um castigo!

Da SAD e do Clube é hora de correr com essa gentinha que já lá está... e dos que enriquecem às nossas custas: Os empresários de jogadores como Jorge Mendes, Kia, Bertolucci, etc. Não temos qualquer interesse em tê-los como parceiros, pois eu bem me lembro de ter ouvido (só tenho pena que ele não tenha tido capacidade para o confirmar) o Presidente dizer que se tinham acabado as comissões chorudas a empresários e emissários, sendo chegada a hora de ser o SLBenfica a liderar os contactos directamente com os Clubes, restando aos empresários apenas tratar do processo do jogador.

E por falar em jogadores, é chegada a hora de apostar... nos Portugueses! Não são portugueses do Brasil, nem da Argentina... não são futuros portugueses! São portugueses de Portugal, que sabem o que é o SLBenfica - benfiquistas ou não - sabem o que vale para os adeptos um Benfica x ou um Benfica x FCPorto e não vêem dizer que é só mais um jogo...

Já que falamos em portugueses, os primeiros reforços já recebem ordenado do SLBenfica há muito tempo e, em tempo de vacas magras (pior isto não pode ficar) é hora de apostar nos jogadores que já mostraram ter qualidade para ser alternativas efectivas no plantel do SLBenfica para o Campeonato e Taça de Portugal (pelo menos) - sim, foi de propósito que não referenciei a Taça da Liga, dado que não tolero a participação nessa competição face ao que se passa na Liga de Clubes.

Não estou a dramatizar! Estou certo que todos se recordam que o SLBenfica este ano investiu cerca de 40M€ sem qualquer retorno desportivo - é bom voltar a recordar a falta de vantagem em ter uma SAD mas sim o Clube, onde não há corebusiness mas sim Paixão e Títulos Desportivos para conquistar. Se juntarmos os investimentos feitos nos últimos três ou quatro anos, seguramente que já investimos mais de 100M€ e o retorno desportivo limitou-se a um título de campeão nesses quatro ou cinco anos.

Sem com investimento "normal", num clube como o SLBenfica já era mau ter apenas um título de cinco em cinco anos... com 100M€ gastos (AKA Desbaratados), pior ainda.

Para concluir... Devolva-se lá a responsabilidade do Futebol (não apenas o Profissional, mas também a Formação) a quem foi contratado e recebe vencimento para tratar disso! Se for preciso marca-se uma AG para impedir legalmente qualquer sócio do FCPorto (ops! do SLBenfica) que tenha capacidade de decisão no futebol Profissional.

SIM! Não advogo o despedimento do Jorge Jesus... como sabem há muito que defendo que o nem os problemas, nem os sucessos estão no treinador (seja ele quem for), ainda que tenho que concordar que este é mais problema que os anteriores (F.Santos e Quique, especialmente), devido ao seu feito, métodos (que "secam" e saturam os jogadores).

Aproveite-se Janeiro para arrumar a casa! Garanta-se a guia de marcha definitiva a quem não tem qualidade para servir o SLBenfica: Jorge Ribeiro, Luis Filipe, Shaffer, Patric, Adu, Balboa, Zoro, Menezes, Weldon, Airton, Peixoto, Eder Luis, Mantorras, Marcel, Julio César e Sidnei. Se tivermos que GASTAR dinheiro ou perder dinheiro... que seja em "limpar" estes do SLBenfica.

De regresso: Nuno Gomes (e a falta que ele faz em campo em alguns momentos), Yebda, Miguel Victor, Oblak, Nelson Oliveira, Ishmael Yartey e Miguel Rosa. Empréstimos EM PORTUGAL de Franco Jara, Fábio Faria, Roderick e Rodrigo (neste caso parece-me uma opção impossível, o mal está feito).

Podem até dizer que perdemos qualidade com estas alterações! Eu pessoalmente não acho! Mas ainda que tal fosse verdade, reparem o retorno:
» Reduzimos brutalmente custos financeiros
» Recuperamos a mística e a entrega "à Benfica"
» Limpamos o SLBenfica das "ervas daninhas"
... » Continuaríamos sem ganhar é certo, diriam alguns! Mas ainda que tal fosse verdade (que não é) a possibilidade de voltar a ganhar seria muito maior, na minha opinião.
A todos os actuais dirigentes, administradores, jogadores e treinador recordo novamente:
» Ganharam o 32º título do Sport Lisboa e Benfica...
...não ganharam os 32 títulos!

PS- E já que estou a pedir... acabe-se de vez com as "asneiradas" de Marketing. O SLBenfica é vermelho e branco no equipamento principal e branco e vermelho no equipamento alternativo! E tão bonito que foi ver hoje a equipa... pena que "à Benfica" tenha sido apenas o aspecto!

SONHO: Futebol português, um espectáculo para todos

 ●  1 comentário  ● 
Ontem numa roda de amigos falavamos sobre corrupção no desporto e nos motivos que levaram à degradação do futebol português conforme nos habituámos a conhecer e que nos foi passado pelos nossos pais. Por outras palavras, discutia-se o sexo dos anjos, dado que em Portugal a sociedade jamais daria força a um modelo de gestão da Liga Portuguesa que pusesse fim a este estado das coisas.

Se olharmos para algo tão simples quanto um tema já muito falado no (novo) Blog GeraçãoBenfica, o novo Regime Jurídico das Federações Desportivas (RJFD), percebemos que em Portugal nem a justiça se impõe perante os interesses instalados de Joaquim Oliveira, Pinto da Costa, Lourenço Pinto e... Jorge Mendes.

Demos por nós a olhar para modelos de sucesso, onde os "jogos de bastidores" existem mas são controlados... onde o espectáculo é o factor principal a ter em conta. Demos, portanto, por nós a olhar para o modelo americano onde tanto os desportos mais espectaculares (Basketball e Hoquei no Gelo), como os desportos mais secantes (Baseball) e os desportos que se prolongam durante horas (Futebol Americano, Nascar, Indy) se tornam autênticos espectáculos que arrastam multidões. Mesmo o futebol (Soccer), com baixíssimos níveis de qualidade face ao futebol europeu, tem muita gente nos estádios e cada vez mais seguidores.

O denominador comum que permite explorar todos estes desportos, criando riqueza para clubes e levando a cada adepto um factor "Espectáculo" como pouco se consegue no mundo chama-se: Centralização Independente - NBA, MSL, NFL, NASCAR, AAIPB, etc. todos controlam a totalidade dos factores extra-desporto como transmissões televisivas, transferências, tectos salariais, comunicação, etc.

Antes de começarem já a pensar que o SLBenfica ficava a perder, olhem à vossa volta, nomeadamente para os exemplos que dei. Algum dos grandes clubes destas ligas deixou de ganhar, de formar bons jogadores ou de contratar vedetas? Nenhum...

À margem disso, é tudo uma questão de modelo e de premiar o mérito. Dou-vos apenas o exemplo das Transmissões Televisivas, negociadas sempre pelo Benfica com muita... amizade. Se o "bolo" do retorno pudesse ser negociado de forma centralizada e distribuido em função de critérios objectivos e quantitativos, era simples:

Quem melhor se classifica... mais ganha!
Quem mais audiências proporciona... mais ganha!

Deixavam de se contentar, os pequenos, com os favores aos corruptos para se manterem "ao cimo de água" e passariam a ter objectivos claros de vencer jogos para, com isso, ganharem muito mais dinheiro.

O mesmo se poderia passar com os tectos salariais (em Portugal) e o número para a contratação de estrangeiros. Maior flexibilidade e benefícios para quem melhores classificações consegue obter no ano anterior.

Enfim... isto daria para 1001 ideias que não vou ousar descrever porque num país onde não há vontade política e há incentivo à falsidade desportiva pelo poder político e judícial... matam-se logo estas ideias de país desenvolvido e com potencial de criação de justiça, verdade, espectáculo e de riqueza. Quem quiser saber mais tem os sites institucionais da NBA, NFL, NHL e até NASCAR, por exemplo.


Mas vamos cair no ridículo que em Portugal alguém dizia, então vamos lá avançar para um modelo assim... Olhem que não é uma ideia descabida, pois ao que sei o Fernando Gomes traz essa na manga para o próximo mandato.

O que aconteceria???

SIMPLES! Gajos inteligentes, porém corruptos e mafiosos, iriam trabalhar durante três ou quatro anos para "organizar" tudo na surdina e posicionarem "os seus capos" nas diferentes áreas estratégicas desse projecto que seria apenas justo e honesto na teoria, porque na prática iria servir para encobrir, agora de foram legítima, todas as práticas de corrupção existentes em Portugal.

Lembrem-se deste tópico quando no próximo mandato o Fernando Gomes aparecer rodeado de ex isto e ex-aquilo para a Liga de Clubes e com um projecto do género... mas independente... só para um lado!

Convido-vos ainda assim a lerem mais sobre este tipo de organizações, que não são perfeitas - longe disso, mas pelo menos valorizam o espetáculo, os intervenientes, os espectadores e a verdade desportiva: About the NBA; NBA Wikipedia; NFL na Wikipedia; NFL.com; e têm muitos outros para procurar como o site oficial da Nascar, etc.

A confirmar-se, boa jogada da direcção

 ●  12 comentários  ● 
O processo Kléber colocou o Marítimo como um dos clubes que esta longe da rota do Dragão, e já foi dito aqui no blog que isto podia ser aproveitado pelo Benfica para uma aproximação, levando tanto a trocas de jogadores como a principalmente, um esforço mútuo contra o reino corrupto.

Sendo o Kléber o jogador em questão na cisão de relações insulares com os corruptos é um "matar dois coelhos com uma cajadada" sem estar a colocar em questão os atributos do jogador.

Sendo avançado só se poderá deduzir uma coisa, se vier alguém sairá na linha da frente.

Os dirigentes do Benfica têm aqui um campo fértil onde "treinar" uma das tácticas que pode ter mais êxito a combater o sistema, que é afastar os clubes satélites do corrupto mor e acertar medidas de entreajuda entre esses clubes e o nosso. Seria uma maneira de acabar com equipas que comem a relva contra o Benfica e que prestam vassalagem aos andrades, sem tentar fazer o mesmo em relação a nós, acabar com equipas que então atulhadas de restolho das Antas para depois jogarem desfalcadas contra eles, terminar com a superioridade de votação do Porto nas assembleias da Liga e dificultar-lhe a vida também a nível da Federação, acabando entre outras coisas com o benefício de equipas dos arredores do antro equilibrando as hipóteses de tanto equipas do norte como do sul terem êxito se trabalharem para isso. Nós benfiquistas só queremos simplesmente isenção.

A parte desta boa medida, espero que a direcção tome outra, e contrate um box-to-box para fortalecer o meio campo e lutar pelo lugar com o Rúben Amorim, e quanto ao lateral direito para ser 2º linha do Maxi, que tal ir buscar o Patric?

O teste ao carácter

 ●  4 comentários  ● 
Entrar hoje em campo, ouvir o Hino da Champions e saber que já não é possível passar á segunda fase como desejado e como tinha sido estabelecido como meta, deve provocar um misto de sentimentos.

Hoje quem entrar em campo sabe que se não está a disputar a passagem á próxima fase, é porque não foi suficientemente competente para tal. Tem que saber lidar com esse facto e comprovar que afinal até tinha capacidade, vontade e classe para isso.

O jogo de hoje trata-se essencialmente de um teste de carácter a uma equipa que continua a navegar num mar de instabilidade emocional e exibicional. É tempo de reagir. A Liga Europa ainda pode ser um objectivo, mas mais importante que isso, é a camilsola...um manto sagrado que apenas os mais especiais poderiam vestir.

Representar o Benfica na Champions deveria fazer sentir um frio na espinha, dar forças onde elas não existem e fazer um jogador superar-se a cada minuto, a cada lance....

É isso que eu exigo para hoje!!!

p.s A foto do David Luiz não foi escolhida ao acaso...

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Ainda alimentavam esperanças? O pintinho serviu-vos o "jantar"

 ●  23 comentários  ● 
Video Removido por notificação do autor.

Goste-se ou não, os números não mentem

 ●  6 comentários  ● 

Óscar Cardozo conseguiu frente á Olhanense facturar o seu 84º golo oficial pelo Benfica e igualou o sueco Matts Magnusson como melhor marcador estranjeiro do nosso clube.

A história faz-se é disto, números, factos...golos! E goste-se ou não do estilo de Óscar Cardozo, o que é facto é que como diz Aimar “ele parece que tem qualquer coisa especial para marcar e sempre que ele marca primeiro, tudo fica mais fácil”.

Eu acredito que o Tacuara vai continuar a marcar muito até ao final da temporada. Como alguns sabem, não sou apreciador do seu futebol, gosto de um ponta de lança habilidoso, que saiba triangular com outra mobilidade, que falhe menos, mas se há coisa que não mentem são os números.

Carrega Tacuara!

Remodelação Governo: Novo Sec. Geral Desporto

 ●  4 comentários  ● 
Oiçam até ao fim a lição que a deputada Cidinha Campos dá... BRUTAL
Esta é que devia substituir o Laurentino Dias...


domingo, 5 de dezembro de 2010

Um clube à deriva, mas culpa morre solteira

 ●  16 comentários  ● 
O nosso clube anda à deriva. Ou melhor, se eu recordar o tópico do GB sobre o Vieira dizer que afinal é contra as SAD ao fim de 10 anos de empobrecer o clube a favor da SAD, o que está à deriva é a SAD.

Ontem vi o Miguel Rosa e o Nélson Oliveira a mostrar que têm mais qualidade do que os Menezes, Jaras, Weldons, Ederes, Airtons, Juracis ou Jucileis ou lá como se chama o próximo craque. Mas em vez de apostarmos neles a tal SAD que não faz sentido compra camiões de jogadores de qualidade muitíssimo duvidosa e que servem apenas para empobrecer a SAD e esta continuar a empobrecer o clube.

Hoje acordei com a brilhante noticia de que o Vieira fez mais um grande negócio com o Atlético de Madrid. Ao abrigo das negociatas que levaram Hugo Leal e o Dani à revelia do Benfica, o Simão em saldos para Madrid e trouxeram o Roberto, Reyes e Salvio por milhões desbaratados, parece que o Vieira foi negociar o Elias para o «dispensar» ao amigo Cerezzo. Qualquer dia o Oliveira começa a ficar com ciúmes desta amizade, pois costumava ser ele a enriquecer à conta da amizade com o Vieira, agora já tem concorrência.

De Inglaterra li que continuam as notícias do interesse do City no Maxi e no David Luiz - que só não está lá porque não quis, já que o Benfica até o tinha ido lá levar. Mas ainda mais importante é ver a notícia do interesse do United no Coentrão. Digo que é mais importante porque mostra o que é perceber de futebol. O Fergusson sabe que o Evra já esteve para sair e que vai acabar por realizar esse desejo e por isso, antes de isso acontecer, já tem planeada a substituição do jogador. É à Vieira!

Mas está tudo fino porque no final do ano lá vamos todos sorridentes para Angola outra vez e no próximo ano aparecem mais uns camiões de jogadores para ajudar ao endividamento da SAD e empobrecimento do clube.

PS- O GB agora é que vem falar da campanha contra o Rui Costa? lolada ter deixado de escrever enferrujou-o. É dificil perceber quem é que beneficia com o achincalho da imagem de um benfiquista como o Rui Costa.

O Wikileaks Vs Apito Dourado

 ●  9 comentários  ● 
Nestas últimas semanas temos vivido uma revolução no que concerne ao acesso a informações normalmente tidas como ultra-secretas e que em muito têm embaraçado muitos países, em especial os Estados Unidos a quem pertencem os documentos. Nesses ditos documentos pode-se mais uma vez confirmar o que já se sabia e quem diz que não sabia é porque não queria ver, a "diplomacia" entre Estados é só uma fachada muito bonita de jogadas de bastidores onde os mais fortes vergam os mais fracos a seu bel-prazer. Onde se rompem acordos e leis internacionais são jogadas pelo ralo.

Sendo assim, se realmente estamos perante jogos de poder que não temem em nada violar os direitos humanos, iremos crucificar quem nos deu essa informação? Só porque a lei define como crime contra a "Segurança Nacional" estas fugas de informação? Quer dizer, nem sei se define, mas o que é facto é que muitos chefes de estado e poderosas figuras dos governos desses países têm condenado este acontecimento. Normal, já que só confirma o seu envolvimento... E aqui não estamos a falar de teorias da conspiração nem de textos produzidos de forma a apanhar com a boca na botija os infractores...estamos perante documentos OFICIAIS feitos por instituições OFICIAIS.

O que se mete agora em questão é a posição dos cidadãos comuns...irão achar que foi feito um serviço público com a divulgação destes documentos ou condenarão a sua divulgação como sendo contra a lei a divulgação de documentos secretos e que era algo que ninguém devia saber? Acho que era curioso saber a opinião de dois notáveis portistas, Rui Moreira e Miguel Sousa Tavares de seus nomes. Será que eles condenam este acontecimento por ter sido realizado por meios "ilegais", ou por contrário que foi realizado um acto de bravura, de divulgação da verdade e de crimes contra os direitos humanos?

Seria engraçado ouvir estes senhores defender os inimputáveis chefes de estado e de agências secretas com expressões como "não pactuo com autos de fé", "estamos perante conversas privadas e como privadas que são nunca deviam ter sido divulgadas"... Porque verdade seja dita honoráveis senhores, as escutas do Apito Dourado são OFICIAIS e foram executadas por entidades OFICIAIS, não foram feitas por um rufía qualquer que a meio da noite entrou pela casa da Madalena e colocou um microfone sem que o pintinho tivesse dado conta (pulha), foram agentes da Polícia Judiciária a mando dos tribunais!

Mas já que se preocupam tanto com "autos de fé" é normal que também não se tenham preocupado com o facto de os juízes escolhidos para julgar este caso sejam aqueles que sempre estiveram altamente comprometidos com os corruptos e que lhes salvaram a pele, a troco de umas viagens ao Brasil, uma frutinha, ou tão simplesmente uns bilhetes para ver um jogo no Dragoum.

Ps: dedico este post a um blogger que comenta assiduamente no nosso blog, o Manuel, para quem a divulgação seja do que for é sempre de condenar, porque ele não quer saber de nada (e como ele não quer mais ninguém tem de querer) e as entidades não devem divulgar seja o que for porque estão no seu direito, seja lá qual seja a medida maquiavélica que estão a tomar encobertas pela tão importante "Segurança Nacional". Ou será mais "Interesses do Poder Instituído"?

E não deixem de ler o post do Vermelhusco onde o nosso clube ficou uma vez mais a "ganhar" com os "nossos amigos" do Atlético de Madrid. Uma novela Espano-Brasileira

ranking