O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 26 de junho de 2010

Fábio e Rodriguez (o James). Possível?

 ●  6 comentários  ● 
Há dois jogadores que me estão a inquietar por motivos diferentes: Fábio Coentrão e James Rodriguez. São ambos excelentes jogadores, embora em momentos de maturidade diferentes e podem (ou não) ambos vir a jogar no Benfica na póxima época.

O jornal AS (de Espanha) diz que o Benfica e o Bayern já chegaram a acordo por Fábio Coentrão. Já o também espanhol Jornal Sport, diz que o Benfica é o destino mais provável de James Rodriguez. Já diz o povo "de Espanha nem bom vento, nem bom casamento...".

Quero dizer-vos que duvido (ou quero duvidar) bastante das duas notícias, por várias razões. No que diz respeito ao Fábio, num ano em que DiMaria, Cardozo, David Luiz e Ramires podem abandonar a Luz (e é preciso não esquecer a "birra" do Luisão), a venda prematura do Fábio Coentrão seria um tremendo erro e, possivelmente, algo que a SAD até se poderia (no quadro das demais vendas) evitar.

Por outro lado, quando é visto por muitos como o melhor lateral esquerdo a jogar no Mundial da Africa do Sul, vender Fábio Coentrão por valores na ordem dos 20M€ seria limitar absolutamente o potencial de retorno do jogador que, nas mãos de Jorge Jesus, evoluirá ainda mais e estará ainda em melhor plano no final do próximo ano.

A única variável que poderia justificar esta venda seria a permanência de Cardozo ou David Luiz, "obrigando" a SAD a uma receita choruda com outro elemento da equipa. Mas como acho que, mesmo apesar do fraco Mundial que fez Cardozo, ainda tem mercado e fará menos falta que Coentrão... penso que não se coloca o caso. Já Ramires não entrará talvez nesta "contabilidade", dado que o acordo com Kia e Bertolluci para os 50% terá "comprado" a permanência mais um ano, possivelmente.

No que diz respeito ao puto James Rodriguez, estou a ver muita conversa, muita tinta a correr, muito tempo a demorar o fecho do negócio - onde é que eu já vi este filme!!!!! O jogador, bem aconselhado, recusou o mercado russo, pelo que ficam Espanhol e Benfica na luta. E o interesse do SLBenfica é real que o GB sabe.

Posto isto, e dado que o jogador tem muitíssimo potencial e até já algo demonstrado, é fundamental não deixar arrastar o tema mais tempo e fechar já o negócio daquele que poderá ser efectivamente um excelente substituto de DiMaria, pois quer-me parecer que o Banfield está a ver se consegue que a publicidade em torno do processo chame a atenção de clubes dispostos a pagar mais.

Posto isto, amigos... veremos se teremos a possibilidade de ver estes jogadores de vermelho e branco na próxima temporada, sendo que é algo que se avizinha uma missão complicada se:

1. Não houver a preocupação de aconselhar Fábio Coentrão a ficar mais um ano, a troco de uma SIGNIFICATIVA melhoria contratual e, consequentemente, incremento da clausula para 45 a 50M€.

2. Não houver uma acção ao mais alto nível junto dos dirigentes do Banfield para garantir a conclusão do negócio, na hora, a troco de algumas cedência de parte a parte, mas que impeça a entrada de novos clubes - recordo que os argentinos são peritos, inclusivamente, a falsear interessados para aumentar os valores.

Neste momento e com as informações que me chegam, penso que é possível que este ano aconteça efectivamente uma debandada de jogadores do SLBenfica a troco da entrada de muitos milhões, com DiMaria, David Luiz e Cardozo entre os que tenho poucas dúvidas que saiam e Ramires, Luisão e Coentrão a deixar-me algumas dúvidas, ou melhor dizendo esperanças, que permaneçam.

Como dizia José Veiga," o mercado corre a nosso favor"... ou não! Pelo que só peço a quem deixe sair eventualmente estes (parte ou todos) os jogadores que tenha o cuidado de ANTES garantir que tem condições para garantir um substituto à altura.

PS- Esta ala esquerda do SLBenfica ainda vai dar muito que falar até ao fecho do mercado, com os nomes de Coentrão, Marcos Alonso, Simão, James Rodriguez e Sebastian Leto a mexer....

sexta-feira, 25 de junho de 2010

É preciso pensar muito bem nestes assuntos

 ●  15 comentários  ● 

Como sabem, os assuntos relacionados com a corrupção e o Sistema podre que manda no futebol nacional é algo que me capta particular atenção. Talvez por isso achei relevante hoje lançar o tópico O que as eleições da Liga uniram... poderá destruir-se sozinho precisamente sobre este tipo de temas que estão a ser cozinhados para a próxima época que vamos disputar. Contudo, houve três outras variáveis que despertaram a minha atenção:

Em primeiro lugar o comunicado à CMVM dando conta da transferência que levou a que Roberto Anunciado e... o GB cai de cu!

Depois foi formalmente apresentado o protocolo de colaboração do SLBenfica com o Fátima, anunciando Diamantino Miranda no clube da Liga Vitalis assim como seis jogadores da formação.

E por fim, a brilhante exibição de Fábio Coentrão ao serviço da Selecção Luso-Brasileira, não tendo logrado o prémio de melhor jogador em campo apenas porque a FIFA parece ter vergonha de não o atribuir ao Cristiano Ronaldo, dado que o fez em todos os jogos de Portugal e o CR7 não o foi... em nenhum deles.
*****
E é precisamente pelo enorme Fábio Coentrão que me proponho começar. QUE JOGO IMPRESSIONANTE fez o Fábio, simplesmente contra dois dos melhores jogadores do Mundo a jogar no corredor direito - Maicon e Dani Alves.

A "profecia" de Jesus que o advogava como melhor lateral esquerdo do Mundo em cerca de um ano e meio, arrisca-se a chegar já na próxima temporada... que com exibições destas começa a levantar muitas dúvidas de onde será que o Fábio a vai disputar. 30M€ parece ser claramente um valor "curto" para um jogador de elevadíssimo rendimento em qualquer das posições do lado esquerdo do ataque. Eu já tinha referido no tópico Contentar com o BOM ou só com o MELHOR? a necessidade de oferecer melhores condições ao jogador e rever a clausula.

*****
No que diz respeito ao protocolo com o Fátima... bom, a iniciativa é excelente, é verdade. Algo que peca por um atraso talvez de uns... 10 anos. Contudo, aparece com alguns defeitos substanciais de construção, pois perde-se uma excelente oportunidade para promover um treinador com futuro, ao invés de Diamantino Miranda - esta, ainda assim, é uma medida que aceito para o caso de não ser (ainda?) identificado na formação um treinador com esse perfil.

O que realmente me deixa desiludido é que de repente estes protocolos viraram uma oportunidade para os juniores continuarem a jogar juntos, mas noutra equipa e campeonato. Não é isso que se pretende... DE TODO! Foi exactamente por isso que no tópico FORMAR! Jogadores, equipas e Clubes! eu falei sobre a necessidade de ter várias parcerias. Nem todas teriam que ser protocolos e muito menos formais.

Para concluir, não se pode despejar no Fátima todo o tipo de jogadores... o Miguel Rosa, por exemplo, tal como foi proporcionado ao David Simão, necessitaria de um clube de Liga Sagres, sem qualquer dúvida. O Leandro Pimenta e o Ruben Lima também (esses não entram aqui, vamos aguardar). É fundamental que estes protocolos não sejam apenas uma forma de "despejar" jogadores, porque o princípio está muitíssimo correcto (até na escolha do Clube - perto).

*****
Por fim, chegamos ao tema do momento... Foi então anunciada a contratação do Guarda-Redes Roberto Jimenez por 8,5M€! Oito milhões e quinhentos mil euros - mais de um milhão e meio de contos.

Rapidamente apareceram as teorias várias: 1. "Teoria Javi Garcia" - Se aquele custou caro e valeu o dinheiro, este também pode valer; 2. "Teoria Salarios Ilegais" - O valor é alto porque inclui os salários, senão seria de 2M€; 3. "Teoria Acerto do Salário" - Paga-se menos por mês e a diferença para o salário real é paga pelo clube vendedor que recebe um extra na transferência; 4. "Teoria Contratações" - Inclui a transferência do Simão a custo zero; Enfim...

Honestamente, qualquer das teorias me parecem desajustadas, principalmente se eu recordar que o Roberto (sem colocar em causa o seu potencial e valor) era o terceiro guarda-redes no Altético de Madrid (9º Classificado da Liga Espanhola) no início de época. Depois de uns jogos e uma lesão, perdeu o lugar para De Gea, seguindo-se o empréstimo ao Saragoça, que já preparara um acordo com o Atlético por 2,5M€.

Ora, excluindo as teorias ilegais dos salários e excluindo mais negócios com o Atético (de Simão ainda esperamos dois jogadores e de preferência descontar os mais de 2M€ pagos por 25% do Reyes), estamos perante a contratação de um grande jogador, então? É isso? Deveremos esperar que o Roberto justifique AINDA MAIS que o Javi Garcia a sua contratação?

Não só, pela importância e entrega do Javi vejo isso como quase impossível, como ao mesmo tempo o historial do jogador não é sequer comparável com o Javi... como por fim estamos a falar de uma equipa que sofreu apenas 20 golos este ano com Quim. No próximo ano vamos sofrer menos de metade dos golos? Só isso justificaria (e mesmo assim não sei) tanto valor por um jogador que vem do 14º Classificado da Liga Espanhola e era 3º guarda-redes do 9º Classificado da mesma Liga... por 8,5M€.

Novamente, espero que o jogador tenha todo o sucesso do Mundo e rapidamente, muito rapidamente, confirme os créditos que lhe valham uma transferência tão valorizada. Mas que me custa (sem outro enquadramento além do conhecido) a aceitar o valor, porra... custa!

Roberto Anunciado e... o GB cai de cu!

 ●  26 comentários  ● 
Depois de o jornal O Jogo ter sido mais oficial que o comunicado à CMVM ao publicar uma entrevista com o jogador, reza assim o comunicado:

A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, em cumprimento do disposto no artigo 248.º do Código dos Valores Mobiliários, vem informar que chegou a acordo com o Club Atlético de Madrid para a transferência, a título definitivo, da totalidade dos direitos desportivos e económicos do atleta Roberto Jimenez Gago por um valor de 8.500.000 de euros.

Mais se informa que foi celebrado com o referido atleta um contrato válido por cinco épocas
desportivas, o qual inclui uma cláusula de rescisão no valor de 20.000.000 de euros
in CMVM

*******************
Estou em choque e não me venham com as tretas da comparação com o negócio do Javi Garcia... estamos a falar de um guarda-redes e só os mais desatentos não sabem que a coisa ia fazer-se para o Saragoça por próximo de 2M€...

E nem venham dizer que agora inventámos uma moda de o valor das transferências incluir os... ordenados. Com o Javi também era assim e viu-se que não foi - até porque era ILEGAL NA CMVM!!!! CRIME!!! Enfim... VIVA A CRIATIVIDADE para justificar estas coisas.

Porém, porque há "outras coisas no ar vindas do Atlético Madrid", vou esperar mais uns dias para... fechar a boca ou abri-la à séria.

Desde o famoso "negócio Simão", com a dita opção sobre dois jogadores, o SLBenfica já deixou mais de 10M€ em jogadores no Atlético de Madrid e apenas um deles jogará no Benfica.

PS- Segundo parece, André Carvalhas, Miguel Rosa, João Pereira, Lassana Camará, Rafael Costa, Ruben Lima vão jogar no Fátima em 2010/11. No caso de João Pereira, Miguel Rosa e Ruben Lima discordo em absoluto desta medida.

Entretanto... NÃO ESQUECER:
O que as eleições da Liga uniram... poderá destruir-se sozinho

Parabéns ao GB

 ●  5 comentários  ● 
Vale o que vale (nada!), mas de vez em quando também sabe bem um auto-elogio ao Blog GeraçãoBenfica. Pela primeira vez desde Maio de 2008, o GB está entre os 1000 sites mais lidos em Portugal (posição 968) e entre os 260.000 no ranking global Alexa.

Siga o que é realmente importante, então: O que as eleições da Liga uniram... poderá destruir-se sozinho

O que as eleições da Liga uniram... poderá destruir-se sozinho

 ●  3 comentários  ● 
A estratégia é velha, conhecida e já não impressiona ninguém: Todos os anos o FCPorto arranja um aliado ou dois para, juntamente com o SportingCP (aka SubmissosCP), serem brindados durante umas largas jornadas com umas ajudas dos amigos carenciados conselhos familiares e matrimoniais (aka árbitros).

O objectivo é simples: Os jogos que realmente têm audiência na TV são os de Benfica, Sporting e Porto. Os jogos que têm relato na rádio são os de Benfica, Sporting e Porto. Os jogos que têm mais que uma ou duas páginas de jornal são os de Benfica, Sporting e Porto... torna-se portanto facílimo que ocorram deslizes em jogos de equipas como Braga, Nacional, Guimarães, etc. sem que fale muito disso.

Falar, fala-se sempre... aliás, o Sistema agradece até para mostrar que o "edifício desportivo" tem alguma honestidade (NOT). Mas é absolutamente marginal e cai muito facilmente no esquecimento o que se passa com clubes de menor dimensão, que no caso português, devem ter uns 20 mil fieis, ou seja, NADA!

Contudo, estas ligações perigosas não podem ser sempre com o mesmo. Historicamente, têm mudado com frequência, não só para não criar vícios e hábitos fáceis de "apanhar", como igualmente porque os "ajudados" tendem a querer mais do que a conta... e são abandonados. Resultado? Vejam o que aconteceu ao BOAVISTA...

O objectivo destes "bobos da côrte" é simples: Intrometem-se nos lugares do topo da tabela, criam ruído e desestabilização com dois objectivos: 1. Servir de "tampão" para o FCPorto ganhar alguns pontos de vantagem; 2. Garantir a ocupação dos lugares de topo caso o FCPorto não lá esteja. Isto ao final do dia o que interessa é que o SLBenfica não seja campeão ou não possa discutir o título, pois eles sabem que em condições de igualdade, com a molde humana que temos... somos imparáveis.

Mas que história é essa de "servir de tampão", perguntam? É simplicíssimo. No início do campeonato, as arbitragens tentam por todos os meios que os nomeados para os jogos do Benfica sejam escolhidos com critério para.... fazer a sua missão: começar a cavar algum foço que permita ao FCPorto encarar todos os jogos com a máxima tranquilidade e confiança. Assim, enquanto uns jogam e disputam contra 14, outros passeiam com confiança tendo como principal adversário a sua, por vezes, incompetência para ganhar os próprios jogos.

Quando o FCPorto tem sucesso nesta missão inicial, o "papel de tampão" é para garantir de o SLBenfica adensa a pressão psicológica: Não só vê o FCPorto a ganhar-lhes pontos, como vê ainda outros. Rapidamente os sócios do SLBenfica desmobilizam e olham para o clube como estando em terceiro ou quarto lugar. Missão cumprida: O maior medo deles é a nossa mobilização.

Quanto o FCPorto não tem sucesso nessa missão inicial, o "papel de falso lider" tem o mesmo objectivo, evitar a mobilização dos benfiquistas. Sabem eles, e bem, que se o SLBenfica se apanha à terceira ou quarta jornada à frente e com dois ou três pontos de avanço, os estádios por esse Portugal fora enchem-se semanalmente, os jornais vendem-se em tiragens elevadas, os shares de audiência nas TV aumentam... e depois? Como é que se vai "roubar" o Benfica? Aos olhos de toda a gente? A quem é que interessa? Os jornaleiros alinham em perder as vendas que o Benfica está a alimentar? O Oliveira alinha em comentários depreciativos na Sporttv? Os clubes submissos alinham em "jogo carniceiro"?? Claro que não...

Então Giorgio há já alguns anos que descobriu esta medida que é inteligente, reconheça-se. Só que... tem um contra: Se algo corre mal a meio do percurso ou se essas equipas se tornam demasiado ambiciosas no ano seguinte... começa por rebentar a bomba na própria mão do Sr. das Bufas.

É o que se está a ver agora com a "guerra de galinheiro" dos dois protegidos para 2010/11, Giorgio lá percebeu que só com o Braga e Sporting não se safava. Os nortenhos, depois de terem colocado Domingos num patamar de competência que parecia até que ele era bom treinador... este ano dizem, e vejam lá agora se isto não faz tudo sentido, que o objectivo e "pelo menos o quarto lugar" (É fácil contar - com o Sporting se calhar a arrancar para uma época ainda pior que a anterior, se vender Moutinho, será Benfica - Porto - Nacional/Sporting e ... Braga).

Os de Lisboa, nem sabem muito bem porque alinham neste jogo... mas alinham "porque sim" - a inteligência também não abunda, por isso compreende-se.

Posto isto, aparece então na equação o outro "ás de trunfos", o tal que avançou-mas-não-avançou para a Presidência da Liga e que, tal como o GB aqui tinha anunciado, não era mais do que um "fait diver" para desviar as atenções e fazer acreditar que o Giorgio não estava alinhadíssimo com o Fernando Gomes para a Liga. Ora, tudo na vida tem um preço... e esse vai medir-se com o FCPorto a comprar jogadores ao Nacional e a emprestar jogadores também, enquanto lhes vai dando um empurrãozinho interessado na classificação.

E quanto é que surge o problema? Quando o Salvador vê que tem que deixar sair o Alan, o Rodriguez, o Eduardo, o João Pereira, o Hugo Viana... e que ou o Giorgio o ajuda a montar a equipa que Jesus construiu e treinou... e da qual Domingos se aproveitou para fingir que era bom treinador... ou está lixado com um F muito grande.

Só que o Nacional tem o mesmo problema, ou ainda maior, porque não só ficou sem treinador, como já não tinha grande equipa e precisa agora de António Araújo e Giorgio para "montar o puzzle".

E não é que os dois Clubes (Braga e Nacional) se vêem agora a disputar as mesmas vendas, contratações e até empréstimos do FCPorto? Ou Giorgio di Bufa mete um travão nisto, ou acaba por ver cair a estratégia antes de ela começar a ser utilizada. Sim, porque ter apenas Fernando Gomes e clubes como Olhanense, Setúbal e Académica não chega...

quinta-feira, 24 de junho de 2010

As contas que a SAD faz...

 ●  15 comentários  ● 
Além do tema Simão/Roberto, há negócios que estão a espera que seja 1 de Julho (ou mais próximo, pelo menos) para serem públicos... de modo a apenas afectarem (positiva ou negativamente) as contas da SAD só para o próximo ano?

Os imperativos financeiros a mandarem... oh yeah!

quarta-feira, 23 de junho de 2010

A postura "Sniper" que se exige

 ●  5 comentários  ● 
Já aqui falei vários tópicos sobre o enquadramento para a nossa estrutura de futebol em 2010/11, em especial no tópico Definições e Indefinições do SLBenfica 2010/11. Sempre que se fala em planeamento, logo aparecem o tema mais interessante: As contratações e as vendas de jogadores.

Neste vertente, como noutras há alguns factores muito significativos a ter em conta: o timming, a assertividade das escolhas, a capacidade de concluir rapidamente os negócios, a gestão da comunicação ao longo dos processos. Exige-se uma postura de "sniper": suficientemente calmo para ser preciso, suficientemente agressivo para ser... implacável.

A postura do "sniper" passa por uma atitude discreta, fria porém absolutamente precisa. Tem os alvos bem identificados e pauta-se por atingi-lo letalmente com apenas um tiro, deixando os seus "opositores" sem capacidade de contra-golpe ou evitarem, dado que o "sniper" dispõe também sempre de um estruturado plano de fuga.

Neste momento o SLBenfica atravessa um momento de concretização de um planeamento que, preferencialmente, em todas as modalidades já deverá ter alguns meses de sustentabilidade. É hora de "atirar a matar", sem contemplações e já com um plano de fuga caso não seja possível concretizar o objectivo.

Traduzindo isto para a linguagem desportiva, por esta altura os nossos alvos finais terão que estar bem identificados, já depois de termos percebido ao longo dos últimos meses acerca da fiabilidade das abordagens a efectuar. À margem disso, em sentido inverso, é fundamental rapidamente colocar os dispensados/vendidos/emprestados de forma criteriosa (especialmente os emprestados) que possa traduzir-se em retorno.

As políticas de comunicação associadas têm que garantir necessariamente a máxima discrição sobre estes temas e as negociações não podem ser conduzidas "à moda antiga", deixando-as arrastar e desgastar. É preciso saber-se o que se quer e pode querer, montar-se a estratégia e... atacar sem contemplações.

As alterações mais estruturantes deverão ser "preparadas" de forma prévia para garantir que não se incorrerá em erros de palmatória e momentos de divisão entre adeptos fruto dessas decisões quando forem comunicadas já em momento de fragilidade. Isso mesmo se passa com o tema do André Lima (a caminho da FPF) por consequência da entrada do Paulo Fernandes - mais uma antecipação do GB.

O arrastar do "tema DiMaria", a aceitação de condições não previstas no planeamento da temporada, etc. são factores de desgaste que implicam revisões extraordinárias dos planos de preparação da nova época, de forma desnecessária. A dispersão de esforços em torno de temas que não se encontram fechados quando poderiam/deveriam, resultam necessariamente em situações de menor qualidade de trabalho.

Este "aviso a navegação" não é uma critica nem uma vontade de ver os assuntos desde já todos resolvidos, pois como já disse, o mês de Julho será sim o de mais decisões.

O que pretendo com este tópico é o alerta para a necessidade de nos impormos negocialmente e de melhorarmos significativamente a forma como negociamos e comunicamos. Se for necessário numa primeira fase que se envolva o director de comunicação nas negociações para que seja possível transmitir normas e regras para os jogadores, agentes e mesmo clubes vendedores ou compradores.

É certo que precisamos de dinheiro, mas também temos em jogadores como DiMaria ou David Luiz, dos melhores e mais atractivos jogadores do Mundo... algo que não se substitui facilmente.

Olhar diariamente para a imprensa e ver negociações/conversações a arrastarem-se semanas sem definição objectiva, ou ver quase diariamente jogadores do Benfica ou alvos potenciais a falarem para a imprensa desportiva de Portugal, é algo que já não se coaduna com a dimensão e realidade do SLBenfica.

Há inúmeros valores de muita qualidade na formação que necessitam de ter uma colocação planeada e potenciadora dos seus valores. Isso não poderá ser efectuado quando os planteis já estejam definidos (ou perto) e os nossos jogadores aparecerem como "mais uns".

O mesmo se aplica às contratações de jogadores ou treinadores para as mais diversas modalidades - onde alguma indefinição fez-nos já perder alvos relevantes no futsal ou no basquetebol.

Há boas inciativas, há muito aqui faladas no GB a serem levadas a cabo, como é o caso da parceria com o Fátima. Novamente algo amplamente anunciado antes de ser efectivado e a pecar por pouco ambicioso.

Para terminar, também nas renegociações de contratos de jogadores ou dos direitos televisivos esta questão da "postura sniper" (procura do momento certo) é absolutamente vital para não voltar a tomar decisões que mais tarde se tornarão penalizadoras. Não há motivo para precipitações e "tiros em falso" que nos coloquem em posições de fragilidade, salvo se houverem outros interesses que não apenas os do SLBenfica para defender...

VIDEO - Apresentação Gaitan e Jara

 ●  Sem comentários  ● 
Parte1


Parte2

terça-feira, 22 de junho de 2010

Contentar com o BOM ou só com o MELHOR?

 ●  16 comentários  ● 
Quando ontem tive conhecimento desta capa sobre os direitos televisivos do SLBenfica, tive a tentação de a colocar disponível. Apenas não o fiz porque achei relevante manter o tópico Ele quer ser respeitado! E nós vamos respeitar!

Todos os que acompanham o GB de perto, sabem que a minha opinião está longe da propaganda sonhadora do Domingos Soares Oliveira (40 a 50M€) e longe do tal "triplo de 15M€" que Luis Filipe Vieira tinha falado em entrevista ao Miguel Sousa Tavares. Quem recorda os mais longínquos tópicos sobre o tema, sabe que sempre falei em valores entre os 15 e os 20M€, tal como recentemente o escrevi no tópico 3M/ano até 2021 - Agora sim a opinião do GB (É absolutamente vital que os direitos televisivos atinjam uma relevância de 50% do valor das receitas obtidas através da alienação de direitos. O "valor mágico realista" para mim são os 20M€).

O Jornal I apresenta hoje uma "caixa" de uma negociação que acho que qualquer pequenote de 10 anos era capaz de escrever. A notícia em si está cheia de "verdades lapalicianas" e sustenta-se em estudos da Omnicom Media para dizer que o mercado vale "apenas" 373M€ blá blá blá, esquecendo o "share" de topo dos jogos do SLBenfica, assim como a Olivedesportos passar grande parte dos jogos em canal fechado que os clientes pagam 24€/mês - 288€/ano por cliente (façam as contas a 100mil clientes - serão mais - e vêem quanto recebem).

Isso são tretas! Há muito que Joaquim Oliveira, o amigo, apresentou já números na ordem dos 15M€, recusados pelo SLBenfica que colocou a fasquia nos 25M€. O entendimento acabará por se fazer entre os 18 e os 22M€, sujeito talvez até a contratos de objectivos face às audiências/share.

Face ao posicionamento que o SLBenfica se "pôs a jeito" com o amigo Joaquim Oliveira - continua a fazer imensa confusão que essa pessoa seja apelidada de amigo e que continue ligado ao Sport Lisboa e Benfica, não era portanto de esperar um cenário mais ambicioso.

Na surdina, para a BenficaTV poder ter os resumos diferidos da Sporttv, já o contrato tinha sido estendido para 2014, o Benfica fazia juras de amor ao Joaquim Oliveira e declarava-se publicamente o direito de preferência, ignorando que o único que ficaria a perder com este negócio não se concretizar seria... Joaquim Oliveira - e de que maneira.

Posto isto, não vale aqui a pena recordar todos os tópicos mais recentes ou mais antigos sobre este tema onde o GB, entre outras coisas, propõe a saída de Joaquim Oliveira da Benfica Multimédia (e consequentemente da SAD), que o site oficial, callcenter e afins fiquem fora deste acordo passando para a gestão directa do Clube e SAD, até um concurso público para os direitos televisivos e publicidade estática nos jogos para os 15 jogos.

Por tudo isto, o número mágico vão ser 20M€... mas haveria justificação para um valor justo de mercado de 30M€ a 5 anos. Recordo a todos que o que está aqui em causa não são apenas os direitos televisivos dos 15 jogos, que o Oliveira revende para o estrangeiro e para Portugal e onde obtém elevadíssimos ganhos com publicidade na Sporttv. Está também em causa a primeira linha de publicidade estática em redor do relvado da Luz, que vale muito dinheiro.

Vamos contentar-nos com o BOM, mas é preciso ter coragem para assumir que poderia ser muito MELHOR, assim houvesse coragem de desafiar o "amigo" Joaquim Oliveira.


Quem parece não se contentar com o BOM e quer o MELHOR é Fábio Coentrão. De forma bastante inteligente, perante o interesse do Real Madrid, o Fábio afirmou algo muitíssimo inteligente: «Estou com a cabeça na selecção nacional. De resto, vou ser sincero, sou jogador do Benfica e gosto muito de lá estar. O Real Madrid é sempre o Real Madrid, mas este ano penso que é melhor continuar no Benfica. Tenho 22 anos, tenho tempo». Inteligentíssimo, pois este ano adicional pode ser a diferença entre sair já para ser um BOM lateral esquerdo no plano europeu ou... o MELHOR lateral esquerdo da Europa no próximo ano (o que nunca acontecerá, seguramente num clube como o Bayern, o Fábio tem capacidade para mais e melhor).

Face às mais que prováveis vendas de Cardozo, DiMaria e David Luiz (por Ramires garantiu-se o acordo para a permanência), seria bastante inteligente por parte da SAD, propor uma significativa melhoria do contrato do Fábio Coentrão (URGENTEMENTE), fazendo subir a clausula para os 45M€, para no próximo ano o vender por um valor na ordem dos 35 a 40M€. O Fábio está disponível para ficar e o Benfica não o pode perder.

Em sentido contrário, Luisão confirmou-se afinal que entre BOMBA ou INVENÇÃO? É aguardar... e foi BOMBA! Podemos falar delas como as faltas que são cometidas na área, ou seja, se têm ou não a "intensidade" das palavras transcritas, mas a realidade é que Luisão destruiu em dois minutos, o que demorou sete anos a construir:


Luisão aparece ainda com o argumento da família e do contrato que faria. Por amor de Deus, Luisão!!!! É importante recordar-te o salário que auferes na Luz, já revisto em alta por, salvo erro, três vezes?

Novamente, não coloco em causa o interesse com que Luisão - capitão de uma equipa cheia de ambições desportivas para os próximos dois/três anos - possa ter numa transferência para um clube mediano em Espanha. Cada um sabe de si, apesar de eu considerar pouco inteligente uma mudança dessas. Contudo, o que Luisão não pode esquecer (até pelo estatuto que tem no plantel) é que a rádio e tv não são o melhor caminho para comunicar com a Direcção e Administração do SLBenfica, por muito aborrecido que pudesse estar. Lamento por ti, Luisão.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Ele quer ser respeitado! E nós vamos respeitar!

 ●  19 comentários  ● 
"espero que o respeito pelo Clube (...) seja igual por mim no futuro, independentemente da opção que tomar" (opção tomada há mais de uma semana)

Recordar o GB (logo a seguir à UEFA Futsal Cup): FUTSAL: Oh Sport Lisboa e Benfica, o Campeão!

"Sem dinheiro, não há palhaços"

 ●  17 comentários  ● 
Os comunicados à CMVM dão conta de uma entrada de 12M€ fruto da alienação de 40% do passe de Airton (avaliado então em 7M€) e 50% do passe de Kardec (avaliado em 6M€) à Benfica Stars Fund, assim como 50% do passe de Ramires à Jazzy Limited (!!!!) por 6M€.
Fontes CMVM (link1; link2)

Todos sabem que eu associo os fundos de jogadores a antecipação de receitas e por consequência, a antecipação de receitas, representa falta de liquidez e necessidade de ir buscar dinheiro hipotecando os passes dos jogadores.

Ora, com mais estas alienações, arrisco dizer que não há jogador no SLBenfica, com potencial de valorização, que não tenha os seus passes no Benfica Stars Fund (já lá vamos ao "caso Ramires").

Esta estratégia só nos garante duas coisas: 1. Antecipação de uma parte do valor da venda do passe; 2. Redução do potencial de retorno financeiro com a transferência do jogador.

Podem dizer o que quiserem a título de redução do risco e blá blá blá... vençam lá campeonatos e digam-me quem é que sai a ganhar, o Benfica ou a ESAF...

O caso de Ramires, desde a sua chegada no verão do ano passado que o GB diz que 50% dos 7,5M€ foram "adiantados" por Kia e Bertolucci, com a expectativa de vender o jogador no final do ano para Itália ou, preferencialmente, Inglaterra (falava-se do City como hipótese mais forte). Esta recente "manobra" de alienação de 50% do passe do jogador a uma tal de Jazzy Limited que nem o Google conhece, antecipa que o Benfica está a retornar ao Bertolucci (em dobro) a parte do seu adiantamento, ao mesmo tempo que lhe garante 50% do valor da futura transferência.

Contas de merceeiro: Os empresários (como quem Vieira dizia que não negociava) emprestaram ao Benfica 3,25M€ para o Benfica adquirir a totalidade do passe de Ramires. Agora, recebem via Jazzy Limited, 6M€ (o dobro) e quando o jogador for transferido recebem mais 50% do valor da transferência (apontemos a 20M€... são mais 10 que vão direitinhos para os empresários). UM PÉSSIMO NEGÓCIO para um jogador que está no Mundial e conta com tantas utilizações como jogos que o Brasil já teve.

SIM... Nestas operações está muito por explicar ao nível do que se refere as contas do SLBenfica, ou seja, porque continuamos a precisar de antecipar receitas e comprometer o potencial retorno efectivo de uma transferência de jogadores; e também no que diz respeito ao Ramires, à identidade da Jazzy Limited e, acima de tudo, ao facto de um jogador que está em alta, está no Mundial, é utilizado e tem uma clausula de 30M€... ser avaliado em 12M€.

Tem a palavra o Sr. Presidente, para evitar mal entendidos e conclusões erradas. Ahhhh... e já que vai falar, explique, por favor, as palavras do Luisão: BOMBA ou INVENÇÃO? É aguardar

domingo, 20 de junho de 2010

BOMBA ou INVENÇÃO? É aguardar

 ●  17 comentários  ● 
“Como profissional em sete anos de Benfica soube do interesse do Atlético de Madrid e entendi que era uma porta que se abria, mas fiquei mesmo chateado pela maneira como o Benfica agiu (...)
Podiam ter feito um telefonema, mas não falaram comigo, não quiseram ouvir o meu lado.
(...)
S
abemos que o futebol é assim, fica o interesse e vamos ver o que acontece no futuro, até ao final do Mundial. Não durmo a pensar nisso, mas aos 29 anos era uma oportunidade que se abria para mim e para a minha família
(...)
Soube de tudo mas foi pelos jornais. Soube que o Benfica não me vende nem me negoceia, mas o que não vem nos jornais é que também não me dá segurança num contrato que salvaguarde o meu futuro e o da minha Benfica
(...)
Já não tenho 20 anos como o Di María e o David Luiz”

Segundo o Jornal Público, estas palavras acima alegadamente pertencem a Luisão, capitão do SLBenfica, após o jogo entre o Brasil e a Costa do Marfim, a propósito de recusa do SLBenfica a uma proposta de 6M€ do Atlético de Madrid.

Numa primeira análise, parecem-me palavras muito duvidosas de um jogador que sempre se tem primado pelo respeito e coerência. Vamos aguardar com serenidade pela confirmação (ou não) da falsidade das declarações.

Pelo respeito que o Luisão me tem merecido, aposto em INVENÇÃO! Até lá, siga o tópico Definições e Indefinições do SLBenfica 2010/11

Transmissão Futsal EM DIRECTO no GB

 ●  8 comentários  ● 
STREAM ENCERRADO

Sem esconder duas derrotas em dois jogos que o SLBenfica esteve a vencer por 3-1 e 2-0 (recordo que o SLBenfica é "apenas" o Campeão Europeu), gostaria de dar os meus parabéns pelo título conquistado este ano pelo Núcleo de Teatro de AlvaLIDL, muito bem secundados pela equipa de abritragem do quarto jogo. Além destes, apenas destacar a qualidade dos guarda-redes do SportingCP que foram claramente os heróis desta Final.

Ficou claro que o Paulo Fernandes não poderia ser despedido sem levar o campeonato que lhe abrisse as portas da selecção ou do estrangeiro.

Num jogo onde nem poderei sequer apontar o dedo a André Lima, pois foi evidente o envolvimento do técnico nestes últimos dois jogos. A nossa equipa tem obrigações que não cumpriu, sim... mas a maior obrigação por cumprir foi a da equipa de arbitragem de hoje... COM A VERDADE DESPORTIVA!

Definições e Indefinições do SLBenfica 2010/11

 ●  6 comentários  ● 
[Ponto Prévio] Como todos os tópicos do GB, aqui não há fontes nem amizades. O que aqui se escreve é unicamente a opinião do GB e a leitura dos factos conhecidos (ou menos conhecidos).

Num momento em que Rui Costa, e ele fala bem, diz que até ao fecho do mercado no final de Agosto muita coisa pode acontecer, ele sabe bem do que está a falar e onde o Benfica se estará a movimentar. A boa notícia é que o Benfica não está à espera de nada para se movimentar, está a fazê-lo há muito tempo, como atestam as contratações de Fábio Faria, Franco Jara e Gaitan (e Roberto).

Apesar da paixão dos adeptos que gostava de ver o plantel já fechado por esta altura, a verdade é que até dia 31 de Agosto isso será impossível. Poderá ficar muito próximo da definição final ao cabo do final de Junho, mas em ano de Mundial o mês de Julho será porventura o mês mais crítico neste processo.

Posto isto, as definições são, por hora, pequenas e até ainda sujeitas a modificações, mas os indicadores são positivos no que diz respeito ao planeamento da época. Não está a ser perfeito, nem poderia, mas está a ser muitíssimo melhor do que nos anos anteriores onde por esta altura estávamos longe sequer se saber se teríamos dinheiro.

Vamos começar pela espinhosa missão das dispensas. A lista é grande e divido-a em três segmentos: Os que não têm futuro (Patric, Shaffer, Luis Filipe, Jorge Ribeiro, Bynia, Filipe Bastos, Zoro, Adu, Balboa e Marcel) e estes deveremos ter como prioridade garantir o possível retorno sobre os investimentos efectuados ou, na pior das hipóteses, garantir que representam o mínimo possível em custos mensais com vencimentos onde poderíamos poupar mais de 2 a 3M€/ano (+ eventuais valores de transferências).

Seguem-se os que podem representar um encaixe efectivo (Urreta, Yebda, Makukula, Eder Luiz e Halliche) e estes acredito que entre as poupanças com vencimentos e encaixe financeiro (ou incorporação em transferências para o Benfica) poderemos obter mais de 10M€.

E por fim os jovens que deverão ter um acompanhamento de perto, estruturado e estar em clubes que pretendam potencia-los, retirar o retorno desportivo disso e ajudar na formação dos jogadores (Rúben Lima, David Simão, Roderick Miranda, Nelson Oliveira, Miguel Victor, Miguel Rosa, Ismahel Yartey, Leandro Pimenta, João Pereira, Lassana Camará, Mário Rui, Adul, Ruben Pinto e Danilo Pereira) estes jogadores não deverão representar qualquer encargo financeiro para os clubes onde evoluirem por empréstimo, pois uma parte destes terão, acredito, um dia lugar no SLBenfica, assim haja vontade e coragem. Haverá ainda outros jovens com André Soares, Abel Pereira, Ivanir Rodrigues, Evandro Brandão, Bakar, André Carvalhas, Romeu Ribeiro ou Coelho que terão que continuar a ser acompanhados, mas numa perspectiva de menor investimento.

Arrumada a casa é hora de olhar para as entradas e saídas de um plantel que se pretende que esteja com determinação nas quatro frentes no próximo ano.

As saídas
Por muito que custe a muitos, a minha opinião aponta para quatro saídas do "nucleo duro", além do Quim, ainda Cardozo, David Luiz, DiMaria e Ramires. Destes talvez apenas o último eu veja hípotese de ser negociada com o Kia e o Bertolucci a sua permanência. Os valores ligados a estas saídas já foram aqui mais que falados, pelo que não vamos voltar a esse tema neste tópico.

As Entradas
Olhando para as saídas acima como potenciais e enquadrando já Jara (excelente contratação); Fabio Faria, Gaitan e... Roberto. Na "calha" poderão estar ainda Simão ou Leto, Garay e Tardelli... e fica o meu desejo para que não chegue um camião de jogadores do Real Madrid.

O negócio Roberto com o Atlético de Madrid poderá trazer para a Luz também Simão Sabrosa, são essas as notícias que a imprensa de Espanha mais próxima do Atlético de Madrid diz. Também de Espanha chegam ecos que Quique Flores vê como excelente alternativa Yebda para o lugar de Tiago, cuja permanência poderá estar em causa com a Juventus. Assim, Simão iria suceder precisamente ao jogador que... o sucedeu, voltando o 20 ao anterior "dono".

No Brasil Tardelli assume-se como alternativa a Cardozo e um Campeonato do Mundo de bom nível do paraguaio poderá abrir a porta de saída ao paraguaio para o mercado de Leste, com o CSKA e Shaktar no pelotão da frente.

Caso se efective, como alguns indicadores apontam, que David Luiz possa avançar para Madrid para o lugar de Sérgio Ramos (que Mourinho deseja para fazer dupla com Pepe no centro) - se os espanhois não conseguirem resistir ao assédio do Chelsea (70M€) pelo espanhol, no que seria a maior transferência de um defesa central de sempre. Caso tal se verifique, o Real Madrid poderá incluir no negócio de David Luiz precisamente... Garay, um argentino de elevadíssima qualidade que tem as oportunidades tapadas pelos galácticos.

Caso seja possível manter Ramires no plantel, o que na minha perspectiva poderá ser talvez o jogador com maiores possibilidades de ficar dos quatro mais assediados, poderão não entrar jogadores para o corredor direito, dado que Gaitan poderá fazer esse corredor, tal como Jara ou a primeira alternativa para suceder a DiMaria... Simão Sabrosa.

Se falhar a permanência de Ramires, possivelmente será Urreta o grande beneficiado caso na pré-epoca consiga finalmente convencer Jorge Jesus, algo que até hoje nunca conseguiu. Isto porque, para a esquerda o pelotão da frente é liderado por Simão Sabrosa - de Espanha diz-se que será o que tem retardado o negócio de Roberto - mas não são de esquecer as hipóteses James Rodriguez (18 anos e muita qualidade) e Sebastian Leto (do Pana, Grécia).

Por fim, no negócio DiMaria poderão chegar (sim, fica bonito dizer que é à parte, mas não é) Rodrigo e Marcos Alonso, com Alípio e Sarabia a espreita mas com menos possibilidades. O brasileiro naturalizado espanhol é um avançado móvel ao estilo de Nelson Oliveira e que se posiciona ao nível de Saviola na posição em campo e Marcos Alonso é o "passaporte" para César Peixoto subir no terreno para a ala esquerda, como alternativa ao jogador que chegar.

Sem fontes (da telha) e com muita pena por este planeamento não incluir jovens da formação do SLBenfica, concordando ou discordando do planeamento e das escolhas - parece que virou regra contratar apenas Argentinos, Brasileiros ou Espanhóis - a realidade é que a preparação vai avançada e o SLBenfica não terá grandes variações deste quadro.

Obviamente que poderão sempre acontecer surpresas, negócios de ocasião/oportunidade como aconteceu com Saviola na época passada, ou poderão haver outras escolhas não aqui identificadas ainda.

ranking