O uso da “Razão” no mundo do futebol onde a “Emoção” domina - Novo Blog Geração Benfica
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


quarta-feira, 18 de abril de 2018

O uso da “Razão” no mundo do futebol onde a “Emoção” domina

Avatar
 ●  + 58 comentários  ● 

O difícil no futebol é conseguir ser-se racional num meio onde a emoção domina e não deixa ver mais nada.

No futebol a razão chama-se “ganhar ou perder”. Eu posso por exemplo fazer uma dissertação fantástica sobre as razões pelas quais gosto ou não de Rui Vitória como treinador do Benfica mas, no fundo, o acerto ou desacerto da minha leitura entronca sempre no facto de o Benfica ganhar... ou perder. Se eu disser mal e o Benfica perder o Redmoon é que sabe disto, se o Benfica ganhar o Redmoon devia dedicar-se ao tricot!

O mesmo se pode dizer de Luís Filipe Vieira... Inúmeros argumentos têm sido referidos ao longo do tempo para justificar os porquês de tantos estarem contra a política desportiva do Benfica nos últimos anos, onde tantos sentem que se iniciou há quatro/cinco anos um caminho que nos levará inevitavelmente a ganhar bem menos MAS...

O Benfica venceu nos últimos dois anos também, logo, esses resultados provam aos olhos de tantos que todos os argumentos dos que desacreditam deste projeto estão errados.

Como disse, a emoção oculta sempre a razão mas, a razão também nos deixa perceber que há alturas em que vencemos quando fizemos quase tudo mal ao nível do planeamento, mas também há outras em que perdemos e em que sentimos que no papel até fizemos quase tudo bem feito.

Em suma, o ganhar ou perder não pode ser tudo.

Um dos erros principais que se comete no futebol, mesmo ao nível de profissionais competentes, é aquela análise com a frase chavão de que para ganhar dependemos só de nós! É mentira! Dependemos de nós obviamente, mas, dependemos também daquilo que os nossos adversários forem capazes de fazer. Se o Benfica for fortíssimo mas tiver o azar de enfrentar nesse ano um adversário ainda mais fortíssimo, devemos destruir tudo no Benfica e começar de novo por causa de um mau resultado, ou devemos antes ter a capacidade de perceber que perdemos porque enfrentámos um adversário forte mas que estamos no bom caminho e que os resultados vão aparecer?

Essa é a questão emoção/razão que se coloca tantas vezes no futebol, quando o ganhar/perder é tudo!

Alguém disse por exemplo que o Benfica fez uma má época em 2004/2005 quando conseguimos ser campeões com a miséria de 65 pontos, record negativo em campeonatos com vitória a valer 3 pontos?! Alguém disse que ah e tal, ganhámos porque os adversários foram uma merda tal como nós também o fomos nesse ano, embora ligeiramente menos?!

Faço-vos uma pergunta: Em termos objetivos, se este ano fizermos 80 pontos e formos campeões, e no próximo ano fizermos 92 e acabarmos em segundo, teremos feito uma época melhor ou pior?

Para mim, em termos objetivos teremos feito melhor, mas para a maioria dos analistas e adeptos teremos feito pior porque, mesmo tendo feito melhor não chegou para ser campeão! E isso é que conta!
                      
O erro de se seguir apenas este tipo de análise vai ao encontro do que disse acima e do que escrevi aqui a semana passada sobre o ser-se forte com os pequenos e fracos com os grandes: Por muito que nos custe, para sermos campeões não dependemos só de nós. Dependemos de nós sim mas dependemos também e muito da força dos adversários e daquilo que eles são capazes ou não de fazer em jogos que não controlamos.

E é por isso que acho irrelevante usar esta semana negativa do Benfica para relembrar por exemplo todas as críticas que tantas vezes já fiz (nem sempre acertadas, e discutíveis evidentemente), das razões pelas quais discordo desta política desportiva de LFV e tantas vezes também do trabalho de Rui Vitória, porque para mim não é só o ganhar ou perder que valida as criticas. Para mim, as criticas serão sempre válidas (e discutíveis) independentemente do ganhar ou perder!

E àqueles que quiserem por exemplo desancar em Rui Vitória este ano se acabar em segundo ou em terceiro, quando o ano passado, sendo campeão era o maior, eu só quero lembrar o seguinte para reflexão:

Em 2015/2016 o Benfica foi campeão com Rui Vitória, fez 88 pontos e bateu o record de pontos do campeonato. Rui Vitória: Herói!

Em 2016/2017 o Benfica foi campeão com 82 pontos (menos seis que na época anterior!) mas ainda chegou para ser campeão. Na época anterior não teria chegado. O Porto somou 76 e foi segundo! Rui Vitória: Herói!

Este ano, num ano que para tantos será um descalabro se não formos campeões, temos neste momento 74 pontos. Se vencermos os 12 que faltam somaremos 86 (mais quatro que o ano passado!). O Porto se vencer os quatro jogos que faltam somará 88 (mais 12 que o ano passado!), igualando assim a melhor pontuação de sempre do Benfica, os 88 pontos! Rui Vitória: Flop e rua!

E a este dado junto ainda o seguinte:

Segundo o Transfermakt, neste momento o plantel do FCPorto é o mais valioso da Liga e está avaliado em 223.10 milhões de euros, o do Sporting é o segundo mais valioso e está avaliado em 202.5 milhões e o do Benfica é terceiro avaliado em 178.70 milhões!!

Sem ter esse dado comigo, diz-se também que a nível de massa salarial, o Porto lidera a tabela, o Sporting é segundo e o Benfica é terceiro!

O que nos diz esse dado?

Diz-nos que em termos objetivos, milagres no futebol existem mas não acontecem todos os dias, e muito menos para beneficiar sempre os mesmos!

O Porto tem o plantel mais valioso, o Porto paga melhores salários, e estas duas variáveis normalmente decidem os campeões, facto provado por diversos estudos feitos ao longo da história do futebol nos diversos campeonatos!

Se o Benfica acabar em terceiro este ano, em teoria seria sempre o nosso lugar em face do investimento feito (tal como o natural é que o Braga fique sempre em quarto), embora nós Benfiquistas queiramos sempre mais, vivamos de ilusões e sejamos capazes até de culpar Rui Vitória pelo possível desaire quando com este Benfica cada vez menos valioso até será capaz de somar mais pontos do que o ano passado!

Percebem agora dos porquês de para mim, e no atual contexto de desinvestimento, a Direção do Benfica ser sempre muito mais culpada de um desaire do que qualquer nome de treinador?!

O papel do Presidente é criar condições (e devia ter condições para o fazer porque segundo ele, nós é que respiramos saúde financeira) de dar ao Benfica o plantel mais valioso da Liga! E aí sim, tem legitimidade depois para responsabilizar treinador e jogadores pelos insucessos!

É isso que está a acontecer? Não, não é! E qual é a solução? Mandar embora Rui Vitória, fazer dele o culpado de tudo, manter tudo o resto na mesma, e no próximo ano esperar resultados diferentes?!

E atenção, que nada do que disse acima tem por objetivo defender a competência de Rui Vitória mas, crucificar treinadores? Claro que sim mas, num contexto justo e adequado, o que não me parece que seja o caso neste momento!


58 comentários blogger

  1. "E atenção, que nada do que disse acima tem por objetivo defender a competência de Rui Vitória mas, crucificar treinadores? Claro que sim mas, num contexto justo e adequado, o que não me parece que seja o caso neste momento!"

    Se o RV for só para treinar, então o contexto até poderá ser injusto. Mas temos que andar para trás e tentar perceber que se o 4-3-3 foi implementado, o porquê de não o ter sido na altura devida, pré-época. Perceber quem é que decide os reforços ou traça o perfil, porque o LFV diz que há jogadores que foram pedidos pelo treinador e deram em zero. Outra coisa a perceber é porque é que quando um jogador faz 2 assistências em 3 jogos, depois é sacado para fora da equipa. Há uma série de coisas que deviam ser claras, para se poder avaliar o trabalho de RV esta época. Mas o que é certo é que esteve péssimo no clássico e isso notou-se nas substituições e na letargia em acertar com o que a equipa devia fazer. Uma coisa é azar com as lesões do Jonas e do Krovinovic. Outra coisa é medo de encarar o Porto, se queria o empate tirava o Pizzi e metia o Samaris para dar "pau" e meter o pessoal em sentido. E se é para sacar o Cervi, olhe, mais valia ter arriscado no João Carvalho ou espetar lá o Eliseu e dar ordem para rematar à baliza. Enfim, somos todos treinadores de bancada, os gajos com cursos e experiência são eles, mas até um trolha consegue dizer a um engenheiro que para betão armado, faz lá falta ferro e não ter curso para isso.

    ResponderEliminar
  2. A conversa é muito bonita mas convém não esquecer o seguinte:

    - Na pré-época levámos 5 batatas do Young Boys e mais alguns resultados menos dignos
    - A Champions foi uma vergonha e levámos 5 de outro clube suiço
    - A taça da liga foi outra vergonha, conseguimos empatar em casa contra o portimonese b
    - A taça de Portugal outro embaraço
    - Exibições miseráveis desde o início da época
    - No total o rui vitória fez 13 clássicos e ganhou apenas 2 e sempre a jogar para o empate, com verdadeiros calvários em que os adversários vêm mandar na nossa casa

    Estava tudo a contar com o penta que nos foi oferecido numa bandeja, mas com aquela falta de ambição e de coragem do nosso treinador, e já agora incompetência técnico-tática, torna-se penoso ver o Benfica a jogar contra clubes da sua igualha.

    Um treinador medíocre que apenas consegue jogar contra clubes pequenos.

    ResponderEliminar
  3. O nosso povo tem um provérbio que diz "quem feio ama, bonito lhe parece".
    Por detrás de vitórias e derrotas, está imensa informação que vale a pena escrutinar.
    Por exemplo e ainda no tocante a Rui Vitória, a estatística respeitante aos jogos que ele fez contra Sporting e Porto, é muito, mas mesmo muito desfavorável ao Benfica.

    Rui Vitória é inegavelmente um tipo simpático, tem um discurso sem arestas, redondinho e que raramente fere alguém.

    Não o avalio como homem nem as suas qualidades humanas, seria despropositado, mas ouço o que diz e olho para o seu trabalho.
    Se apenas contasse o lado emocional, seria o treinador do Benfica para sempre, face ao sucesso que teve em termos nacionais.

    Não falo de provas internacionais, pois, quer queira, quer não, ficará para sempre ligado à pior e humilhante prestação do Benfica na Liga dos Campeões.

    Mas olhando bem e se analisarmos a forma como ganhou, ela não é de todo convincente.
    O tempo dirá quem é Rui Vitória como treinador. Quando sair do Benfica, facto incontornável e que acontecerá mais ano menos ano, veremos qual o seu percurso e quais os clubes que o contratarão.
    Certamente terá uma passagem pelo inevitável...Olimpyakos.

    A razão vs emoção, está mais presente em actos de gestão desportiva com repercussões financeiras e vive versa, que têm a ver com a necessidade de vender depressa e por muito dinheiro em detrimento do crescimento e rentabilidade desportiva dos atletas.

    O adepto/sócio, quer é a bola dentro da baliza, seja lá de que maneira for introduzida e chegar ao fim dos 90 minutos, olhar para o écran gigante e ver que o clube do seu coração ganhou. Como ganhou, pouco ou mesmo nada importa.

    Gestão moderna e sustentável é aquela que não faz depender da bola que bate na trave e não entra, no fora de jogo mal assinalado, a saúde financeira e desportiva de um clube.

    Mas isso é outra conversa. Para a qual muitos não estão interessados em contribuir.
    Num jogo de futebol todos falham : Jogadores, treinadores, árbitros. Porém, a emoção diz que o "malandro" do árbitro errou de propósito. E é o principal culpado da derrota do clube do nosso coração.

    Era bom que grande parte das pessoas que dizem gostar de futebol, tivesse em algum momento das suas vidas, dado um pontapé numa bola a sério. Falta-nos cultura desportiva.

    Falta-nos amar verdadeiramente o Futebol em vez de alimentarmos uma paixão cega pelos clubes.

    ResponderEliminar
  4. Será que é desta que o meu Porco finalmente ganha um título depois de ter sido levado ao colo durante a liga toda?

    Julio Loureiro (Fafe)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho a sensação que ainda não é desta.
      O efeito das drogas que tomam não dura sempre, a ressaca tarda mas não falha.

      Eliminar
  5. Redmoon,
    Penso muito assim. Sempre achei que Rui Vitoria nao deve ser o bode espiatorio. Enquanto, como sugeres no post, quem dirige nao lhe der melhores condicoes, terei sempre dificuldade em o avaliar de uma forma mais objetiva.
    E claro para mim que o material ao dispor de RV tem vindo gradualmente a baixar de qualidade. E este ano atingiu o limiar de stress. Foi curto como se verificou em todas as provas. A acrescentar a isto perdemos Krovinovick, e Jonas em jogo decisivo.
    Ha muito que deixei de acreditar em treinadores providenciais. Acredito que ha treinadores de bom nivel, como penso ser o caso de Rui Vitoria, sendo apenas diferentes nas suas caracteristicas.
    E claro que quando se sofre como com a derrota num jogo mais que decisivo, torna-se dificil ser racional.
    Hoje ja estou em melhores condicoes para o fazer. Acho que Rui Vitoria deve continuar. Excepto se ficarmos em terceiro lugar e se verificar que teria a maioria dos adeptos contra. Eu estou muito mais interessado em ter melhores jogadores do que em mudar de treinador.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que postei noutro blog

      Ainda em relação ao SLB 0 - 1 FCP, fui rever o jogo agora mais calmo e com especial atenção à exibição de ASD

      03:04 - Falta sobre Fejsa que deixava AA solto na ala direita (Otavio) Ataque prometedor
      05:18 - Falta sobre Ziv ala esquerda (árbitro marca ao contrário)
      06:39 - AA lança Rafa em profundidade que é placado (árbitro não marca)
      07:32 - Herrera vai deliberadamente com a mão à cara de Raul, (amarelo por mostrar)
      09:12 - Falta marcada a Ziv sobre Ricardo em cima da linha de fundo (não há nada, Ricardo lança-se para o chão quando sente a mão de Ziv, que leva menos intensidade do que o encosto anterior ao contrário)
      20:58 - Falta sobre Cervi, como o Fejsa recupera a bola o árbitro marca falta sobre Fejsa
      32:24 - Aparente obstrução sobre o Raul na lateral da grande área (sem outra imagem não tenho posição definitiva, árbitro não marca)
      33:00 - Bola no ombro do defesa do FCP dentro da área (eu nesta situação nunca marcava) Concordo com ASD
      38:11 - Placagem a Rafa a cortar o contra ataque (amarelo a Sergio Oliveira)
      40:56 - Uma má decisão a favor do Benfica, ASD marca pontapé de baliza quando AA é o último a tocar na bola
      44:30 - Falta sobre Cervi, árbitro não marca (FCP recupera a bola e na sequência há um remate perigoso de Marega)
      ASD Esquece-se de dar amarelo a Brahimi por entrada de pitons no tornozelo de Fejsa

      Já não tive estômago para rever a segunda parte, mas o Malheirinho mais novo que meta o processo onde o sol não brilha, porque só deu Benfica na primeira parte que tentou em profundidade, ataque combinativo como ele gosta muito de chamar, e um FCP que só se preocupou em cortar todos os avanços do SLB e sair em charutos para a frente, na pele dos jogadores do FCP, só fizeram o que tinham que fazer, é uma guerra e lutaram com todas as armas, restava ao árbitro fazer cumprir e ter uma avaliação correcta das leis do jogo. E não teve, a desculpa da arbitragem à inglesa seria se houvesse coerência na sua aplicação mas o que aconteceu foi um condicionamento por parte de ASD no jogo.

      Já ando a dizer à anos que não são penalties por marcar que decidem estes jogos, são estas arbitragens manhosas.

      O Benfica não tendo jogadores mais fortes fisicamente mesmo assim dominou toda a primeira parte, e todos nos lembramos de um passe a régua e esquadro do Raul que deixaria Grimaldo com a possibilidade de ficar de frente para Casillas, talvez os jogadores do porto chegassem primeiro, nunca saberemos, só sei que ficou um segundo amarelo por mostrar e consequente expulsão. Imaginem que era o Bas Dost e não o Ziv a receber aquele empurrão dentro da área.

      Com o desinvestimento na equipa, com Pizzis, Varelas, AA, Grimaldos, sem influência arbitral o SLB já era Pentacampeão, tudo isto com Rui "chouriço" ao leme.

      Eliminar
    2. Paulo, essa análise ao ASD devia ser feita aqui no blog para todos perceberem porque é que perdemos o jogo, se foi por medo do porco ou por outras razões...

      Eliminar
    3. correção ao minuto 20:58 ASD marca falta de Fejsa, não sobre Fejsa

      Eliminar
    4. Esta análise não é relevante para narrativa deste blog de atacar RV para culpar LFV e para moldar a opinião pública para a pré candidatura do "candidato".

      Também ainda não li nenhum ataque ao Pizzi por ter sido substituído e não estar a marcar o Herrera à entrada da área quando ele rematou, o malandro.

      Eliminar
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Da próxima vez que tiveres vontade de escrever de rajada, porque não vais à casa de banho?
      Alivias-te a alivias-nos.

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  7. Perguntas a certo ponto «o que é que isso nos diz".

    Olha, diz-nos que o Bruno Fernandes custou 7 milhões, joga que se farta e vai ser vendido por muitos milhões. Nós não o vimos e preferimos continuar com o Pizzi 12 milhões.

    Diz-nos que, pelos vistos, só temos olhos para malta em fim de contrato.Diz-nos que vendemos Mitroglu para ficar com um «custo zero» que, de facto, é um zero.

    Diz-nos que se é campeão quando se faz mais pontos que os adversários, logo se o A faz 90, nós temos de fazer 91; se B faz 50, nós temos de fazer 51.

    Diz-nos mais:
    - Liga dos Campeões: 0 pontos.
    - Taça da Liga: 0.
    - Taça de Portugal: 0.
    - Campeonato: claudicou-se quando se tinha tudo na mão para chegar ao 5. E, neste caso, amigo, a culpa é quase toda de Vitória: quis empatar, cagão como sempre e desta vez a vaca não deu leite. Perdeu o jogo contra um Porto mediano e corre o risco de cair para o terceiro lugar.

    Eu, pessoalmente, como dizem os redundantes, estou farto deste medo do Porto. Não há razão nenhuma para se ter medo, como acontece desde há 30 anos. Futebol tem muito de psicológico e os do norte entram sempre em «superioridade mental».

    Desta vez, Rui Vitória é o culpado. Não quis ganhar. Ou melhor, quis não perder. Estou farto destes treinadores cagões que temos: Vitórias, Jesuses... tudo cagões.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas,

      Não me leves a mal comentar. No fundo todo queremos o mesmo. Mas pergunto: Bom era o Koeman, que nos fazia jogar aberto em qualquer campo, que não tinhamos medo do Porto e ganhámos os 2 jogos do campeonato, incluindo um bis de Nuno Gomes no Dragão. Depois acabámos em 3º e perdemos jogos "parvos".

      Mas além desse jogo, tivemos noites memoráveis na Champions em Liverpool, na eliminatória que conseguimos disputar taco a taco com o Barcelona de Ronaldinho. Mas títulos zero. Queremos títulos ou emoções?

      Nestes 18 anos deste milénio, no meio de tanto treinador, de tanto mestre, tanto corajoso, fomos campeões com Trapattoni, Jesus e Vitória. Os cagões pragmáticos.

      Eliminar
    2. Koeman tinha equipa? Trapattoni tinha equipa?
      Jorge Jesus não tinha equipa? Não se deixou derrotar duas vezes, em cima da meta, com 4 e 5 pontos de avanço? Que m...@ foi aquela duas vezes?

      Ninguém está a falar em jogar com as pernas abertas como uma reles prostituta na beira da estrada, mas em o fazer olhos nos olhos, sem MEDO do papão corrupto. Esse é que é o ponto. Além disso, Rui Vitória joga sempre a medo com equipas acima do Tondela, passe a hipérbole.

      Não lhe perdoo o que fez no domingo.

      Eliminar
  8. Se a emoção não for temperada com uma boa dose de razão, os resultados jamais poderão ser bons.
    Pessoalmente acho que o Benfica tem abusado muito da sorte.
    Nos momentos cruciais, desde que me lembre e já cá ando há sensivelmente meio século (talvez 40 anos a acompanhar o Benfica) a equipa falha quase sempre.
    Há qualquer coisa que impede de darmos definitivamente um pontapé naquela maldição do Guttman.
    Veja-se por exemplo a antevisão do jogo com o Porto no último domingo que o Rui Vitória fez. Tudo o que ele disse não foi mais que o prenúncio da barracada que acabou por acontecer.
    Há todo um trabalho psicológico a fazer e que nos faça ir buscar às dificuldades uma força adicional que nos empurre para o sucesso. Sem medos nem tremeliques.
    Estamos sempre condenados ao fadinho costumeiro. E depois passamos semanas a carpir mágoas, culpando os árbitros, o sistema, o Pinto da Costa, o Bruno de carvalho, tudo e mais alguma coisa, quando afinal de contas, a incompetência é nossa.

    Sei bem que não podemos ganhar sempre. É naturalíssimo também perdermos.
    Mas estar à beira de grandes vitórias e deixá-las escapar por fragilidade mental, já começa a ser demais.

    ResponderEliminar
  9. Isto é uma boa análise. Muitos sportinguistas esperavam dominar este campeonato tendo em conta o desinvestimento dos rivais.

    Há que reconhecer que o benfica até teve um período em que foi a melhor equipa mas já se foi abaixo há bastante tempo, e ainda só está em segundo graças a um certo colinho: a estatística não mente e os campos agora com o VAR são inclinados ao nível do critério disciplinar, se bem que ainda haja um Godinho ou outro.

    E escusam de falar do paixão, porque 1) mesmo tendo sido mão do Ristovski contra o Belenenses não é claro que o VAR tenha que intervir porque a jogada não segui directamente para um ataque e 2) porque o mesmo paixão marcou dois pênaltis algo puxadotes (tipo o do Sálvio em Setúbal) contra o Sporting. Mostrem-me um pénalti desses contra o benfica...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Águia Preocupada18 abril, 2018 20:39

      Sempre o mesmo arrazoado! Em Setúbal, segundo a tua opinião, não foi penalty e o Benfica foi beneficiado... Então e contra o teu clube, em que vos foram perdoados 3 - TRÊS - o Benfica não foi prejudicado? E no domingo contra a corruptagem, a última jogada não foi penalty?
      Só falas dos benefícios... Mas a falta de honestidade é tal que ignoras os prejuízos! Assim, não dá, meu caro!

      Eliminar
    2. És tão inteligente, porque (1) o Paixão marcou dois, já chega, e (2) o Paixão, se já marcou dois, marca também três.

      Foi penalti e o Paixão não marcou. Se fosse o bosta a cair, priiiiiiiiiiiiiiiiii, penalti! De preferência, aos 96 ou 97 minutos.

      Mais um jogo em que a sapoiada leva dois pontos oferecidos para casa. Têm sido muitos esta época.

      Eliminar
    3. Passas aqui a vida, lagarto, e estão todos rotos e têm sido levados ao colo durante a liga toda! E a não expulsão do Acuna quando cometeu o penálti?

      Eliminar
    4. Dois penalties puxadotes...quando é a favor a conversa é outra. A hipocrisia devia matar.

      Eliminar
    5. Sporting é de longe a equipa mais favorecida pela abritragem, de longe... não ha comparação possível com qualquer outra equipan

      Eliminar
  10. Ricardo Fernandes18 abril, 2018 18:01

    Tudo muito bonito se o futebol fosse só dados estatísticos. Era giro. Nem precisavas de mais nada, treinadores, etc, etc.

    ResponderEliminar
  11. Temos por exemplo o caso da selecção nacional portuguesa de futebol que se sagrou campeã europeia em França 2016 com exibições miseráveis e apenas 1 vitória no tempo regulamentar (País de Gales) e que conduziu uma boa parte dos portugueses a um êxtase incrível.

    Que interessa jogar bom futebol ? Absolutamente nada, desde que os resultados sejam favoráveis às nossas cores.

    E é o pragmatismo resultadista que está a matar o futebol.
    Cada vez tenho mais saudades do Ajax Amesterdão (anos 70) e mais recentemente o grande Barça de Guardiola.

    Nada tenho contra as pessoas de Fernando Santos e Rui Vitória, duas das pessoas mais correctas que andam no futebol.
    Já quanto às suas "filosofias" de abordagem aos jogos...

    ResponderEliminar
  12. O problema é que no futebol se passa muito depressa de bestial a besta e vice versa.
    As vitórias no futebol mascaram e disfarçam muita coisa, nomeadamente incompetência.
    Nada destas questões estariam na ordem do dia, caso o Benfica tivesse vencido o Porto.

    Mas o que aconteceu domingo passado, não foi novidade. Bem pelo contrário, foi a continuidade daquilo que já começa a ser a imagem de marca do Benfica : o colapso e o apagão em momentos chave.

    Aconteceu desta vez com Rui Vitória, mas outros anteriormente também quebraram.

    Custa-me "bater" em Rui Vitória, até porque o considero mais vítima que réu.
    Chegou ao Benfica sem nome, embora com trabalhos meritórios em clubes de dimensão muito inferior e por isso mesmo, não tem nenhuma capacidade reivindicativa. É o sonho de Vieira. Um tipo que trabalha com o que lhe dão (se não lhe derem nada também não levanta ondas), aquilo a que hoje se designa de um treinador alinhado com os objectivos da SAD.

    Desiludam-se aqueles que pensam que para o lugar de RV, caso saia, virá um tipo com perfil diferente.

    A estratégia do Benfica e de Vieira passa precisamente por sacrificar o futebol em nome de uma maior saúde financeira e, nesta óptica, o treinador será sempre um banana, um fiel de armazém que papa tudo o que lhe derem.

    A actual situação, é boa para Vieira que tem um fiel escudeiro incapaz de lhe levantar ondas ou objecções (o oposto de Jesus).

    Também é óptima para Vitória, uma vez que em Portugal, não encontrará quem lhe pague o que o Benfica lhe paga.
    A alternativa ao Benfica, será sempre agarrar nas malas e zarpar para o estrangeiro, provavelmente para um Olimpyakos, um Málaga, um Levante, uma equipa cipriota ou quiçá, a China onde pelos vistos se ganha bom dinheiro.

    O pobre não sabe é se a solução de emigrar será do agrado da mulher.

    ResponderEliminar
  13. Bem sei que são conjecturas, mas por vezes penso em que lugar estaria o Benfica no campeonato se não fosse o Jonas.
    O Benfica tem sido Jonas e mais 10.
    O Benfica que não trate de ir buscar um avançado de créditos firmados e para o ano, nem nos 5 primeiros lugares fica.

    ResponderEliminar
  14. A decisão de atacar esta época com este plantel foi um risco. Que se corresse bem tinha sido uma jogada de mestre e se correr mal foi uma jogada de m*rda.

    É mesmo assim o futebol. Se o Herrera tivesse colocado um bocado mais de força e a bola fosse por cima, tínhamos feito um jogo pragmático e útil para continuarmos em primeiro. Como a bola acabou no fundo da baliza fizemos um jogo m*ricas. Um lance isolado pode definir toda a argumentação a favor ou contra presidência e equipa técnica.

    Isto torna-se ainda mais flagrante porque, nós podemos ganhar os jogos todos até ao fim, bater record de pontos, ficar em 2º e sermos uma m*rda. Ou podemos ganhar os jogos todos até ao fim, o Porto escorregar e sermos os maiores do mundo, os pentacampeões e principais candidatos ao título da próxima época. Ou seja, em dois cenários possíveis, a nossa performance até ao fim pode ser a mesma, mas os resultados de outros é que vão definir se somos os maiores ou os piores.

    Bem-vidos ao futebol.

    Ferguson não ganhou sempre, nem jogou sempre bem, nem tomou sempre as melhores decisões.

    Guardiola idem aspas.

    Temos de olhar para o todo. Aquilo que temos evoluido enquanto clube e aquilo que a nossa equipa técnica tem feito pelo Benfica. Há um mês ou dois eram os maiores e demonstraram ao Jasus que conseguiam mudar o esquema tático mesmo sem lá estar o tal cérebro. Lançamos jovens atrás de jovens com uma boa percentagem de sucesso, ou queriam que resultasse com todos?

    A Direção que continue a trabalhar a médio-longo prazo, com visão no futuro, de forma sustentada que, não vamos ganhar sempre, nenhuma equipa o conseguiu fazer, mas vamos ganhar mais vezes do que os outros. E vocês, leia-se qualquer um de nós, também comete erros quando toma decisões.

    Viva o Benfica. E ainda não acabou.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora aqui está um comentário que eu assino por baixo e que todos os benfiquistas deviam assinar por baixo. Dizer mais do que isto ou é má fé, desperdício ou ignorância!

      A direcção tem trabalhado muito bem e deverá continuar a trabalhar não para o curto prazo mas para o médio e longo prazo. Foi para isso que foi eleita.
      O futebol é o momento porque para os acéfalos só existe o momento.

      Os resultados irão ver-se no futuro.
      Hoje saiu a convocatória dos sub-17. O Benfica tem 14 jogadores, os outros juntos têm 9!
      Quem diz que a formação não é nada é mentiroso!!

      Eliminar
    2. Quantos jogadores da formação tens nos titulares habituais?
      Dois mas um muito fraquinho!

      Eliminar
    3. Quantos jogadores da formação tens nos titulares habituais?
      Dois mas um muito fraquinho!

      Eliminar
    4. Eu assino por baixo! Aliás, não se percebe porque é que andam aqui o ano todo a dizer mal dos porcos, que pressionam os árbitros e esquemas para aqui e para acolá, fontelas o caralho e cachecol do porto fdp e depois, num jogo em que tivemos a tal arbitragem ardilosa que todos anteviram e avisaram, a culpa foi de nos termos borrado com os outros.

      https://www.facebook.com/SLBenfica/videos/10160295241815716/?hc_ref=ARQbzSswDOZ2vEJTMOUDR9nsfT6EmhNn9vJHGZo76VtNYKeQ4ywRcW-jWNAgQU3Xm0k&fref=nf

      Eliminar
  15. Marco Silva está livre. O Rui Vitória já não tem condições para ser treinador do Benfica. Eu sei que não foi de propósito mas a sua cobardia tirou-nos o penta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não deve ser do agrado do Vieira.
      Prefere os mansos que não façam ondas!

      Eliminar
  16. ZERO PONTOS NA CHAMPIONS.

    Esse é um estigma que vamos ter de carregar para sempre. Ninguém conseguirá fazer pior.

    O Rui Vitória já devia ter saído nessa altura. Se isso tem acontecido talvez se safasse o penta.












    ResponderEliminar
  17. Volta o redmoon a basear o valor de planteis através do transfermarket, e vou a Belfast mata-lo!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Transfermarkt não presta. Quem decide o valor e o preço dos jogadores são os compradores, no momento, e não são estes valores que estão no Transfermakt. Falso, desatualizado e mentiroso!
      Qualquer pessoa que o usa está de má fé ou não tem outros argumentos para fazer valer as suas opiniões.

      Eliminar
  18. Vejam a cor da lingua do octavio do porto aos 18 minutos, é normal?

    Rui Silva

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amarela? Será da febre amarela? Chamem o Póvoas!!!

      Eliminar
  19. Gostei da análise mas discordo e muito em usar o valor teórico de mercado dos planteis e o custo em salários como factos relevantes.

    O plantel mais valioso é o que conquista mais e que mais rendimentos dá! O Benfica nas épocas anteriores tem tido os melhores planteis porque venceu e porque vendeu muito acima dos rivais. E nunca teve a carga salarial mais alta nem o valor do plantel teórico melhor. Mas no fim das épocas jogadores que valiam teoricamente X foram vendidos por 5X!

    Este ano logo se fará as contas. Mas quantos jogadores terá o Porto de vender para conseguir os necessários 100M? 5? Ou terão de ser mais? Eu não vejo muitos jogadores do Porto a serem vendidos por 20M ou mais...

    ResponderEliminar
  20. Balanço da década em troféus/títulos: SLB= 14 (4 campeonatos+2 Taças de Portugal+5 Taças da Liga+ 3 Super Taças)/FCP=8(3campeonatos+1 Taça de Portugal +0 Taça da Liga+4Super Taças) e SCP=3(0campeonatos+1Taça de Portugal+1Taça da Liga+1Super Taça)!!!

    ResponderEliminar
  21. Ainda não ha um post a fazer referência aos fantásticos negócios que foram jovic e Cristante do amigo Vieira?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fazias melhor? Não? Estão cala-te, se tiveres vergonha na cara!

      Eliminar
  22. Desde Julho de 2015 que digo que RV não é treinador à altura do Benfica, nem pouco mais ou menos. E nunca deixei de o dizer, mesmo com o tri e o tetra. Fiquei tão contente como o mais fiel defensor de RV com os dois campeonatos, mas não deixei de perceber como se obtiveram esses campeonatos. No ano do tri, bastava o bom do Bryan Ruiz ter conseguido empurrar a bola para uma baliza deserta meio metro à sua frente e não teríamos sido campeões. No ano do tetra, bastava o nosso João Carvalho não ter empatado pelo Setúbal no Dragão, na jornada anterior ao Clássico na Luz e eles teriam passado à nossa frente, para nunca mais voltarem para trás.

    Nunca vi treinador do Benfica com tanta sorte como o Mister Fezadas. Mas nem a sorte nem as fezadas têm sustentação consistente ou robusta, e como tal fatalmente acabam por nos abandonar...

    Nunca com RV tivemos qualidade futebolística à Benfica ou sequer um modelo de jogo de posse, dominador, de equipa grande. Nunca, não, minto - entre Janeiro e Abril deste ano sim, tivemos. Depois de termos dado meio campeonato de avanço porque a mudança de sistema táctico e de modelo de jogo foi feita, não na pré-época, para começar a carburar em Setembro/Outubro, mas em Setembro/Outubro, para começar a carburar em Dezembro/Janeiro...desde Janeiro para cá, vendo o Benfica jogar num modelo 'à Guardiola', mantinha a dúvida se essa grande melhoria do nosso futebol tinha mesmo dedo do treinador - ou seja, se eu tinha subestimado a sua competência técnico-táctica - ou se era, simplesmente, por finalmente incluir no onze os mais talentosos e inteligentes - Krovinovic, Rafa, Zivkovic (estes dois últimos depois de UM ANO E MEIO proscritos, limitados a uma passagem trimestral do cavalo).

    No Domingo, tirei todas as dúvidas...

    Se este meia leca, um resquício do futebol dos anos 90, continuar ao leme do tetracampeão, com toda a sua 'determinação', acho que pela primeira vez em mais de uma década não renovo o Red Pass.

    ResponderEliminar
  23. Já punham era os olhos nesta merda de sporting
    Quiseram vencer e ... venceram!!!
    Este Porto é uma merda!
    E vieram cá vencer-nos, Porque nos TIVEMOS MEDOOOOOOOO!!!
    Foram-se mais a essa merda de bloqueio mental!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    El Capo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Venceram porque estavam frescos da droga. Hoje a droga a partir dos 70 minutos perdeu a força porque não dura para sempre. O organismo ressente-se. Ficaram azuis!!
      Vamos é a ver se a ressaca dura até domingo.

      Eliminar
  24. Vitória, cagão, pede a demissão!

    Este Porto não joga um pau, é meia bola e força. No domingo, era para ter esmagado aqueles escaravelhos, só que o cagão do gordo acagaçou-se e conseguiu perder o jogo, o título e possivelmente o segundo lugar para uma equipa de meia tigela.

    Não jogam nada, como hoje se viu.

    Rui Vitória, o cagão, conseguiu perder para uns pé rapados.

    Vitória, cagão, pede a demissão!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais uma viúva do Jasus !

      Oh salafrário diz lá quantas defesas apertadas é que o Iker fez?
      Conta lá quantos remates direccionados à baliza dos corruptos é que Da Bosta fez?

      Enumera lá as bombas do Bruno ?

      Não fora aquele fora de jogo do jogador dos corruptos, e lá tinham ganho mais um jogo,sem saber ler nem escrever...

      Se um jogo de futebol fosse atletismo e circo, o Zbordem e os corruptos de Contumil ganhavam o campeonato exequo!

      Eliminar
  25. Ridículo como se perdeu o jogo no domingo... este porco do sc é um Bluff... pena termos um pino no banco! Imperdoável

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os porcos são um bluff mas quando bebem, a mistela dá-lhes asas. É muito difícil jogar contra porcos com asas!

      Eliminar
  26. Exacto, bem-vindos ao futebol... tanta conversa fiada. Sabe-se lá o que vai acontecer, ainda mais com prolongamentos nas pernas...

    Eu acredito no penta... é a única crença que tenho.

    Quanto ao texto eu concordo. A direcção fez um planeamento desastroso.

    ResponderEliminar
  27. Quem acha que RV deve continuar esta a cuspir no Benfica!!! Sâo os mesmo tipos que queriam a continuidade do Quique!!! Tenham vergonha!!!! Nâo se vê futebol há 3 anos crl!!!!! CHEGA!!!!


    Daniel M.

    ResponderEliminar
  28. O Benfica não conseguiu, numa época inteira, ganhar a uma equipa (qualquer ela que fosse) melhor que o Braga. Uma única vez.

    E vêm falar de racionalidade. Santa paciência. Para o ano com é o Buta e Yuri Ribeiro que vão esconder as fragilidades do treinador! Siga!

    ResponderEliminar
  29. tens de te decidir ou não jogamos sozinhos e os adversários contam, por isso o que conta é a classificação relativa, ou não contam e o que interessa é apenas o nosso desempenho, numero máximo de pontos, as duas coisas ao mesmo tempo é que não.

    mas o que tu não te podes esquecer é que mesmo tendo ganho os dois últimos campeonatos, as debilidades do rui eram evidentes.
    depois para a analise desta época não conta só o campeonato mas as outra competições, principalmente a vergonhosa e pior participação nas competições europeias de sempre.
    depois o rui mesmo com os seus defeitos serviu, e servirá em determinadas condições que de todo já não existem e que no próximo ano também não existiram quase de certeza.

    já agora fazer balanços quando faltavam cinco jogos para o fim e nada estava ainda decidido foi de génio.

    ResponderEliminar
  30. A amarelinha acabou e por isso o meu Porco foi de novo encavafo pelo Sporting!

    Julio Loureiro (Fafe)

    ResponderEliminar
  31. " queremos os nossos adversarios fortes " lfv . E o Benfica? Ele quer?

    ResponderEliminar
  32. Boa análise. O que devemos pensar é que porque nos últimos anos temos tido pontas finais quase irrepreensíveis, tendo falhado e muito, no início da temporada. O título não se perdeu agora contra o porto. Perdeu se contra Rio Ave e Boavista. E isso é q merece reflexão

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.
Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.
Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares