O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


quinta-feira, 29 de junho de 2017

A estatística a favor de LFV: Vender assim que cheira a dinheiro grosso

Avatar
 ●  + 42 comentários  ● 
Numa altura em que surgem rumores de que Gonçalo Guedes estará de saída do PSG para um possível empréstimo, rumor que se junta a um outro de que Renato Sanches estará de saída do Bayern, possivelmente até de forma definitiva, duas leituras são possíveis:

1. A primeira é a de acreditarmos que nem Gonçalo nem Renato serão alguma vez esses jogadores extraordinários que um dia se imaginou que pudessem vir a ser, e nesse caso o Benfica foi inteligente, vendendo-os possivelmente no pico do seu valor comercial.

2. A segunda vai um pouco ao encontro daquilo que sempre defendi, de que jogadores jovens como o Renato e o Guedes precisavam de mais tempo de Benfica para saírem da Luz mais jogadores e com mais maturidade, beneficiando com isso o Benfica (tendo-os mais tempo) mas também os jogadores ao saírem mais preparados para enfrentar exigências maiores.

O caso do Guedes é um caso flagrante, que a mim só surpreenderia era se ele tivesse chegado a Paris e se tivesse imposto imediatamente.

O Guedes da época 2015/2016 foi um Guedes que começou com alguma moral e algum espaço na equipa, mas a quem raramente as coisas saíram bem, e rapidamente se percebeu que jogava sem confiança e muitas vezes com os olhos permanentemente no chão.

O Guedes de 2016/2017 começou também sem espaço nenhum na equipa mas, beneficiando das lesões dos “três titulares” da frente, foi chamado ao onze, continuando a ser um jogador irregular mas revelando aqui e ali fogachos do grande jogador que poderia vir a ser.

Mas quando Guedes estava em período ascendente e até como grande figura do Benfica do momento, foi novamente relegado para o banco de suplentes em detrimento de Jonas, Mitroglou e Jimenez, entretanto recuperados...

Ora, a lógica diz que quem no Benfica ainda está longe de ser um jogador maduro, e que quando está bem no Benfica perde o seu lugar para Mitroglou, Jonas e Jimenez, não vai certamente chegar a Paris e a um clube milionário como o PSG e impor-se a Cavanis, Di Marias, Draxlers e outros, para mais quando se percebe que psicologicamente o Guedes não era ainda um jogador forte.

E de Renato, pois, dá pena ver como um jogador tão promissor há um ano atrás, até agora nos SUB-21 foi um jogador em sub-rendimento. Está sem confiança, o que não surpreende diga-se, tal como é importante não esquecer que continua a ter apenas 19 anos e lidar com estas coisas da pressão da bola e do valor que se pagou por ele não deve ser fácil, juntando ao facto de ter saído da Luz com apenas 24 jogos de equipa A, muito pouco na minha opinião para um jogador que quer chegar a um colosso como o Bayern e impor-se.

A minha dúvida aqui persiste:

Fez o Benfica dois excelentes negócios porque os jogadores nunca mais valerão o que o Benfica recebeu por eles, ou fez o Benfica o negócio possível movido pela necessidade de encaixe financeiro imediato, prejudicando ainda assim a equipa que perdeu dois jogadores que poderiam ter ficado mais um ano ou dois colhendo com isso o Benfica benefícios desportivos e mais tarde os financeiros, e prejudicando também os jogadores que, percebe-se hoje, no plano de carreira saíram do Benfica cedo demais?

Fica a dúvida para discussão, tal como fica a minha dúvida sobre o que pensarão os jogadores nesta altura: Preferiam ter ficado mais um ano na Luz e saído com outra bagagem para enfrentar o resto da carreira, ou estão felizes ainda assim por terem saído quando saíram, porque os benefícios financeiros que colheram se sobrepõe a qualquer oscilação na carreira que possam ter?

E a este tópico gostaria de juntar um outro, a título de curiosidade:

Das vendas milionárias do Benfica dos últimos anos, e já excluindo Renato e Guedes, quer Rodrigo, quer Enzo Peres, quer Gaitan, quer Markovic foram de certa forma “flops” para os clubes que os contrataram.

Salvaram-se Oblak, embora este tenha saído “apenas” por 16 milhões de euros e na situação em que foi, e André Gomes que também “só” saiu por 15 milhões, que conseguiu dar um salto milionário para o Barcelona, e ainda assim deixar muita gente a questionar-se como é que um “cepo” daqueles (para alguns) consegue chegar ao Barcelona e ser titular da seleção nacional.

A última grande venda do Benfica que chegou ao clube destino e se impôs como grande jogador que era foi... Matic, e já lá vão uns anos...

Há ainda, claro, Bernardo e Cancelo, mas estes são casos diferentes, o Bernardo por exemplo foi para o local perfeito e para o treinador perfeito para poder crescer, mas é engraçado constatar que se calhar os jogadores mais promissores a sair do Benfica nos últimos anos, nunca tiveram espaço no Benfica A.


Bem, mas pode-se continuar:
As duas vendas milionárias do Sporting, João Mário e Slimani, também estão bem longe de se terem afirmado como jogadores de topo tendo em conta o que se pagou por eles.

E se falarmos do Porto e de Jackson Martinez, Danilo, Magala e Fernando, estamos a falar de outros “flops”, tendo do Porto afirmado-se a um nível mais alto Alex Sandro e Ottamendi.


Em suma, em Portugal vende-se de facto muito bem, quase sempre por muito dinheiro, e são muito poucos os jogadores a sair de Portugal por verbas astronómicas e que voltem a valer mais tarde aquilo que em Portugal se recebeu por eles...


Eventualmente, a estatística joga de facto a favor daquilo que Luís Filipe Vieira tem feito quase sempre: Vender assim que cheira a dinheiro grosso... 

A não venda de Nélson Oliveira quando tanto prometia foi uma lição.



42 comentários blogger

  1. É complicado, por um lado é bom fazer grandes negócios, por outro é mau ficarmos com fama de vendedores de banha-da-cobra.

    Mas isto somos nós que andamos há não assim tanto tempo a viver de e para as vendas, imaginemos o quadro daquelas equipas argentinas e brasileiras que todos os anos vendem vários jogadores, sendo que uns vão render mas outros serão flops, faz parte do negócio, como dizia salvo erro o Toni: os jogadores são como os melões, só se sabe se são bons depois de abertos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Benfica compra promessas entre os 5-10 milhoes de euros, num país onde os diretos televisivos fornecem tanto dinheiro aos clubes grandes como em Inglaterra a clubes de meio da tabela.

      O Benfica transforma essas promessas em promessas comprovadas, e vende-os por 20-30 milhoes de euros para clubes que tem orçamentos muito superiores.

      Tal como o Benfica compra 5 promessas e apenas 2 delas passam a promessas comprovadas, os outros compram 5 promessas comprovadas e apenas 2 deles passam a jogadores de topo.

      Tanto o Gonçalo Guedes como o Renato são muito jovens e tem uma longa carreira pela frente, não vale a pena colocar o carro à frente dos bois.

      Eliminar
  2. Segundo as ultimas informações do Porco Canal, esses dois jogadores estavam a jogar muito no SLB devido ao doping emocional injetado pelo Bruxo da Guiné.

    O Grande Potenciador de jogadores não era o J.J., mas sim o Bruno da Guiné.

    Este foi o grande segredo revelado.

    Bruno da Guiné a caminho do PSG.

    Kkkkkk

    ResponderEliminar
  3. Ronaldo, que exemplo de capitão. Foi dispensado para ir ver os filhos. Então se a Selecção fosse à final também seria dispensado? Não esquecer que o jogo da final acaba mais tarde que o jogo para 3.º e 4º lugares. O assunto importante é o Bruxo da Guiné?

    Sérgio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso para aqui não interessa nada!!!

      Eliminar
  4. Boa analise Redmoon,é sempre uma decisão dificil quando se vê tanto dinheiro à frente,mas também tem que ver com politica desportiva.
    Durante os ultimos anos foi-nos vendida a ideia de que estas vendas seriam necessárias para criar uma estabilidade financeira que no num futuro próximo nos permitiram conservar estes jovens "craques"...
    Já ouvimos algumas vezes o Domingos Soares de Oliveira dizer que o Benfica não depende desta ou daquela venda!!!
    A verdade é que passado um periodo maravilhoso (ultimos 4 anos) com titulos no futebol e várias modalidades e vendas sem paralelo na nossa historia,continuamos a não resistir a nenhuma proposta acima dos 30M,o que me leva a acreditar não estamos à procura de estabilizar financeiramente,simplesmente é esta a estratégia...PONTO!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos lá ver, não resistimos a vendas acima de 30M, porque o valor é baixote!! É isso?
      Não estamos estabilizados financieramente porque não resistimos a vendas superiores a 30M.

      Mas quando se lê o R&C não é isso que dizem os números. Não me digas que andas a confundir os relatórios dos dragartos e pensas que estás a ler os do Benfica.
      Também, há outra possibilidade, a de seres ignorante!

      Eliminar
  5. Temos também o caso do gabriel de jesus que no inter foi uma nulidade,Martial no Manchester entre outros casos.Saem muito jovens(muiyos deles)e com um endeusamento,que se calhar não corresponde a realidade.Quando confrontados com outras realidades recentem-se.Eu continuo a dizer,que hoje em dia a comunicação social é que fabrica estrelas a granel. Grandes estrelas havia nos anos 80 e 90 e não tinham a publicidade que as estrelas de papel têm hoje em dia,com excepção de messi e ronaldo.

    ResponderEliminar
  6. Tema interessante, que na minha perspectiva, interessa a todas as cores.

    Redmoon, este tema da pano para mangas: regionalização, questões sociais, políticas, económicos, interesses de agentes desportivos e não desportivos etc

    Não indo pela análise individual, porque isso, vai da interpretação de cada um, julgo que uma parte do problema reside em dois factores intrínsecos:

    Os jogadores saiem de Portugal sem a preparação necessária, para singrar no top 5 europeu, levando por isso uma série de anos a ganhar esse espaço, temos vários exemplos de saídas precoces que originam depois empréstimos a clubes do país de onde saíram .

    Essa mesma razão, faz com que jogadores que venham desse mesmo top 5, cheguem a Portugal e consigam sobressair, exemplos: Bas Dost, Jonas e Casillas

    Os nossos modelos competitivos, desde a base, são desajustados a realidade do nosso País.

    Com o surgimento das academias e da própria opção de jovens jogadores optarem por clubes que nao os 3 grandes, e da reformulação do quadro competitivo dos escalões de juvenis e juniores, acredito que se possa inverter este ciclo.

    Muito ainda teria para escrever, mas também não quero ser monótono. Bom tema de facto é que a todos nós devia preocupar .

    Cumprimentos desportivos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Análise sóbria.
      Creio apenas que falta uma referência que é a escolha dos clubes de destino.
      Os jogadores mais novos deveriam escolher clubes e treinadores que os potenciem porque muitos ainda estão em fase de desenvolvimento.

      Eliminar
  7. renato sem ofertas

    gg rumo ao emprestimo

    com esses dois clubes duvido que façam mais negocios!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porquê? Os clubes foram obrigados a comprar?

      O GG chegou em Janeiro e só tem 20 anos.
      RS tem 19 anos e de acordo com o presidente do clube, um tipo que não deve ter noção do que é o futebol, RS irá continuar no clube porque, diz o alemão, não jogou o suficiente para ganhar confiança num clube novo, num país novo com uma língua nova.
      O gajo não deve ter noção do que diz!!

      Eliminar
    2. Quando te enganam, voltas lá para comprar mais?

      Eliminar
  8. Falta o James no Porto

    ResponderEliminar
  9. Concordo que Markovic ou até o Rodrigo possa ser considerado de flop para o clube que o comprou. Agora o Gaitan e o Enzo... Di Maria, David Luiz são exemplos de jogadores que se afirmaram após as vendas. Bem como Witsel e Javi Garcia, que apesar de ser um campeonato menos competitivo, também foram grandes vendas e se impuseram.

    ResponderEliminar
  10. benfiquista de gaia29 junho, 2017 11:56

    se as vendas posso dar alguma tolerancia..embora nao aceite que se venda jogadores sempre fora do estadio da luz..e por valores esquesitos tipo...OBLAK 16.000..entram 9.500...EDERSON 40.000..entram 20.000..mais as GRANDIOSAS comissoes pagas ao AMIGUISSIMO do porto jm....ai junta-se as compras..ai o caso e bem mais grave...jiminez 22.000..rafa 20.000..pizi 15.000..isto para um club que presisa de conter a divida e vende ao desbarato nao condis a bota com a perdigota...NOTA..isto dos emles veio cair que nem mel para continuarem a fazer-se negocios deste genero..ate parece que foi premeditado por .....TODOS.......

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 16 000? 9500? Não faltam aí uns zeros?

      Mais um que rasga o cartão de sócio porque recebe uma sms a informar que o prazo para a compra do Red Pass foi prolongada...
      O que é que os "emles" têm a ver com venda de jogadores e comissões?
      O Vieira é tramado, engendrou um cambalacho com o Pinto e o Carvalho para tentar sujar o próprio Benfica... Ai o malandro do Vieira.

      Já que és de Gaia procura o Conde Ferreira ou a casa amarela de Barcelos., só lá é que te podem responder a isso.

      Águia Despreocupada

      Eliminar
  11. Red: tanto palavreado para chegares a concluir o óbvio: na generalidade boas transacções para o Benfica. Faltou-te ainda uma responsabilização e esta a meu ver mais grave: a dos clubes compradores... Pois se não compram jogadores completamente formados,dada a idade, tentando a aquisição por valores mais baixos dado o potencial futuro e não os colocam a jogar e a competir, A CULPA só pode ser DO BENFICA...

    ResponderEliminar
  12. Boas vendas foram as do Hélder Costa e do Ivan Cavaleiro por 15 milhões cada.

    ResponderEliminar
  13. Não há tempo para reter estes jogadores no clube por muito tempo e por isso as várias viagens do presidente pela Europa e Ásia.
    Depois há o acordo com Jorge Mendes que determina quando e para onde irão os jogadores agenciados pela Gestifute( que cobra no mínimo 10% de comissão e ainda detém parte do passe). Há sempre milhões "frescos" mas está sempre refém(também não sei se importa muito com isso...).
    Por último há um passivo sempre a crescer e 3 empréstimos obrigacionistas a vencer(1 por ano de 50 milhões cada), com juros enormes.
    Bem vendido foi Enzo Peres que agora regressa a Argentina por 3 milhões...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Por último há um passivo sempre a crescer". Sempre. Onde?
      "Com juros enormes". Os custos financeiros tem decrescido nos últimos 3 exercícios.
      Vê a tendência que mostram os últimos 3 R&C antes de escreveres asneiras.
      Ou então data este teu comentário em 2013, sff

      Eliminar
    2. O passivo aumentou em 15 milhões no último exercício.
      Os juros a que me refiro são dos empréstimos...
      Para responder com nada mais vale estar quieto...

      Eliminar
    3. As contas como já devia saber não devem ser lidas dessa forma mas antes na relação entre activo e passivo! e os exercícios dos últimos ano têm sido positivos com o correspondente aumento de capitais próprios, fruto do ACTIVO ser maior do que o PASSIVO... tem havido tb uma diminuição dos juros pagos, em termos de taxa e espera-se em valor absoluto!

      Eliminar
  14. Excelente análise.

    Pessoalmente, e como naturalmente olho primeiro para o plano desportivo do que financeiro, preferia que os jogadores tivessem ficado, pelo menos mais um ano (referindo-me a Renato e Gonçalo). No caso do Renato, não creio que corresse o risco de desvalorizar, pois era titular indiscutível no Benfica e estava a ganhar cada vez mais espaço na seleção A.

    Já o Gonçalo... tenho de admitir que nunca vi nele o "prodígio" que alguns quiseram fazer ver. É um bom jogador, não me parece um grande jogador.

    ResponderEliminar
  15. Com tantos "flops", a imagem do Benfica não ficará afectada? Conseguirá o Benfica continuar a vender por valores elevados?

    Ricardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existe sempre o carrocel Mendes. O problema é converter os mendilhoes em euros!

      Eliminar
    2. Claro que sim! Tanto assim que o maior flop do ano passado foi João Mário, que custou 40M, por um gajo já com 24 anos que não tem lugar no 7º classificado de Itália, mas que não vale nem metade!
      Não terão sido mendilhões, mas foram sem dúvida carvalhões. Ou teriam sido nalgalhões?

      Eliminar
    3. RS 25jogos 905 minutos 0 golos

      JM 32 jogos 2260 minutos 3 golos

      Quem não tem lugar onde?

      Fala quem sabe:

      Joao mario
      http://www.record.pt/internacional/paises/italia/detalhe/italianos-rendidos-a-influencia-de-joao-mario-no-jogo-do-inter-milao.html

      https://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=667146

      Renato Sanchez

      http://www.dn.pt/desporto/interior/renato-sanches-criticado-pela-imprensa-alema-5776759.html

      http://www.record.pt/internacional/paises/alemanha/detalhe/antiga-gloria-do-bayern-critica-renato-sanches.html

      Eliminar
  16. e acrescento uma outra coisa: a vender assim miudos sem cabeça para aguentar as cifras que pagaram por eles e a pressão que têm, qualquer dia o Benfica vai perder credibilidade nas vendas que pretende fazer... aliás, não me admira que isso já esteja a acontecer com a tentativa de colocar o Nelson Semedo por 50 M no Barcelona e Man Utd.

    ResponderEliminar
  17. di maria, david luiz, witsel, ramires.

    do outro lado adiciona ivan cavaleiro e javi

    ResponderEliminar
  18. Agora é pegar na regra que são estes casos e mostrar aos que só têm olhos para as excepções, como o Bernardo.

    ResponderEliminar
  19. Quando se olha para todos os jovens, no deve e haver acho que o Benfica não ficou a perder e na média vendeu bem. O único que poderia valer mais era o Bernardo mas de olharmos para os cavaleiros, Heriberto, etc na média vendeu muito bem.

    ResponderEliminar
  20. Não querendo ser chato, mas Paulo Sousa só pegou de estaca no Glorioso aos 20 anos, Rui Costa idem, JVP chegou a um grande aos 21 anos, e Figo só apareceu aos 19 anos. 4 exemplos de jogadores espantosos que ou andaram a rodar em clubes mais pequenos ou andaram sentados nos bancos 1 ou 2 épocas mas a treinarem em seniores de clubes grandes EM Portugal.

    Sousa, Figo e Rui Costa só saíram de Portugal com 3 a 4 épocas a titular de clubes grandes, e NUNCA antes dos 22 anos. E todos saíram antes da lei Bosman.

    Renato tem 19 anos, revelou-se um pouco mais cedo a alto nível a titular, mas será que tem a rodagem necessária para andar pelos Bayerns Muniques com a sua idade? Temperaturas e línguas completamente diferentes que tinha em Portugal tão cedo? Não é o mesmo que o mundo inglês, que estamos habituados a ouvir desde cedo. Ganho económico a curto prazo, mas desportivamente não terá sido bem pensado para o jogador.

    ResponderEliminar
  21. Concordo finalmente com alguém na ideia de que nunca é uma decisão fácil. Faltou apenas o "pormenor" da vontade do jogador. Será que não foi também financeiramente muito vantajoso para eles saírem e ganharem 4 ou 5 anos com vencimentos muito superiores aos que auferiam no Benfica?

    ResponderEliminar
  22. O nosso presidente bem que levou a caderneta de cromos do Glorioso em Janeiro para ver se vendia os nossos jogadores, onde obviamente os da formação potenciam mais lucro. Tenho pena, como adepto, que alguns não tenham ficado mais uma época pelo menos onde o amadurecimento emocional, aliado a capacidade desportiva daria para formar um jogador top. Saudações!

    ResponderEliminar
  23. Não há tempo para reter estes jogadores no clube por muito tempo e por isso as várias viagens do presidente pela Europa e Ásia.
    Depois há o acordo com Jorge Mendes que determina quando e para onde irão os jogadores agenciados pela Gestifute( que cobra no mínimo 10% de comissão e ainda detém parte do passe). Há sempre milhões "frescos" mas está sempre refém(também não sei se importa muito com isso...).
    Por último há um passivo sempre a crescer e 3 empréstimos obrigacionistas a vencer(1 por ano de 50 milhões cada), com juros enormes.
    Bem vendido foi Enzo Peres que agora regressa a Argentina por 3 milhões...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cobra no mínimo 10%? Já disseste a mesma mentira lá em cima! Não é no mínimo, é no máximo 10%!
      Por vezes é menos.

      Continuas a mentir, infiltrado, o passivo tem descido, assim como os juros.
      Quem tem aumentado 60M nos últimos 9 meses foi o passivo dos lagartos assim como os juros e nos corruptos do norte o passivo subiu 150M nos últimos 4 anos! Duplicou!! Deves ter lido mal!
      Ou querias ter lido mal! Temos pena!!

      Eliminar
  24. Vistas as coisas com objectividade foram vendas fantásticas. Olhando o Benfica de novo Monstro Europeu, convém vender 2 ou 3 por ano e contratar outros tantos e só.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As vendas de facto são tremendas, o dinheiro real que (e quando) entra tem deixado dúvidas...
      O Benfica Monstro Europeu, é uma miragem com a política atual, a vontade parece deixar de ser apenas Entreposto.. e passar a Maternidade/Entreposto...

      Se todos os anos vendermos os 3 melhores da Equipa e esperar que a formação colmate, irremediavelmente a qualidade irá oscilar.

      Pensar que se pode "produzir" um Nélson, Lindelof e Renato, mesmo de 3 em 3 anos, é utópico e já o devíamos ter percebido com o exemplo de Alcochete.

      Eliminar
    2. Karadas, explica assim para nós pobres ignorantes, o que é dinheiro real? Também comes a propaganda lagarta dos mendilhões? Deves, deves.
      No Benfica ninguém aprende com o exemplo de Alcochete, porque aquilo não é exemplo para ninguém.

      Eliminar
  25. Quando "os iluminados" perceberem que o "made in benfica" nao permite ter jogadores suficientemente bons para a grandeza do bendica, acho que nesse dia voltaremos a lutar pela nossa taca: a liga dos campeoes europeus. Ate la, vamos ganhando campeonaTos na ultima jornada so e vamos perder mais do que ganhar. Fica o aviso. Digam me 5 jogadorws que tenham sido formados pelo benfica nos ultimos 20 anos e que tenham feito carreira consolidada la fora...

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.
Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.

recentes

ranking

Em Defesa do Benfica