O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Fora de campo: Incêndios na Madeira.

Avatar
 ●  + 27 comentários  ● 

Apesar de estarmos no continente, não nos passa ao lado o que se está a passar na ilha da Madeira.

Colocamos o blogue à disposição de todos na ilha para veicularem informações que orientem ou ajudem a enfrentar esta calamidade.

Estou certo que o Benfica fará o mesmo bem como as Casas do Benfica.

27 comentários blogger

  1. Resume-se tudo a má despesa pública.

    ResponderEliminar
  2. Má despesa publica no incêndio da madeira ou um monstro que ateou o fogo? Que tal usar a cabecinha para pensar e deixar de dizer frases feitas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É má despesa sim senhor. No lugar de gastar dinheiro no combate aos incêndios, que tal gasta lo na prevenção?

      Eliminar
    2. Outro...e de que serve a prevenção no caso de ser ateado por um criminoso como é o caso?

      Eliminar
    3. Já vi que és um ignorante no tema.

      Eliminar
    4. Já vi que és um expert...

      Eliminar
    5. Oh ignorante, tens provas irrefutáveis para afirmar que foi fogo posto ou também fazes parte daqueles incendiários que fazem as delícias e enchem os bolsos dos madeireiros deste país?

      Eu se fosse a ti, não piava um minuto mais...não vá o Demo tece-las :-)

      Eliminar
    6. Grunho sabes ler? Acompanhas as notícias? Ou só sabes dizer disparates ao teclado?

      Eliminar
    7. Não sei ler, não acompanho as notícias, elas chegam-me através dos papagaios e pombos correios; não sei dizer disparates ao teclado, porque no curso de dactilografia e esteganografia que fiz há muitos anos atrás, ensinaram-me que os teclados servem para escrever...ignorante !

      Eliminar
    8. Apesar de não saberes nada não te preocupes, estatisticamente qualquer grunho encontra sempre alguém mais grunho que o vai admirar.

      Eliminar
    9. É só génios neste país. Ainda bem!

      1. Masterpiece, aconselho-te a deixar de depender dos papagaios e pombos correio. É que o incendiário que não sabes se existe está em prisão preventiva: http://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/fogo_desce_ate_a_cidade_do_funchal_e_gera_transito_caotico.html

      2. Não vejo que tem a despesa publica a ver com os devaneios mentais de um lunático. Se me disserem que deixá-lo apodrecer na prisão é má despesa publica, apenas discordo porque o gostava de ver numa praça cheia de populares.

      Eliminar
    10. " é que o incendiário que não sabes se existe está em prisão preventiva "

      Saber interpretar aquilo que se lê e o significado das palavras, é importante sobretudo quando estamos a falar de génios...
      Será que não reparaste no título a negrito do link:

      " Alegado incendiário em prisão preventiva "

      Sabes o significado da palavra ALEGADO... bem me parecia :-)

      Se existem devaneios eles partem sobretudo daqueles que falam de realidades que desconhecem, daí aconselhar-te a leitura destes artigos do Observador.

      http://observador.pt/2016/08/10/incendio-no-funchal-devemos-aprender-com-isto-e-praticar-o-ordenamento/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+obs-ultimas+%28Observador+-+Feed+%C3%9Altimas%29

      http://observador.pt/opiniao/porque-e-que-portugal-arde/

      Sobre os papagaios e os pombos correios, foi uma forma irónica, mordaz, sarcástica de dar a entender que aquilo que a nossa imprensa escreve, muitas vezes não corresponde à realidade e não retrata a verdade dos factos !

      Eliminar
    11. Pára tudo, chegou o geógrafo que esteve calado a vida toda à espera do incêndio para falar, mas calma que entra o historiador que opina sobre bombas atómicas e sobre cagalhões com propriedade, não o sabia expert também em incêndios.

      Agora mais a sério e não para grunhos, é evidente que nesta altura ninguém pode afirmar com total certeza que o fogo foi posto por um lunático, apesar do fulano que está preso já ter duas condenações pelos mesmos motivos. Claro que entretanto se cansou de atear fogos e está a ser vitima de perseguição pelo Jornal de Negócios.

      Eliminar
    12. Epá quem te disse que tinhas senso de humor é um ganda mentiroso!

      Eliminar
  3. Também não era mal pensado o cargo que ocupa o Sr. da Protecção Civil deixar de ser um cargo politico, ocupado por indivíduos que nada sabem, e sem nenhuma experiência de terreno. Não parecia mal também os nossos militares em vez de estarem a pensar o que vai ser o almoço e o jantar na messe, irem TODOS para o terreno, e especializarem-se na única "guerra" que o País tem.
    Saudações Benfiquistas

    ResponderEliminar
  4. Águia Preocupada10 agosto, 2016 12:48

    A minha solidariedade fraternal a todos os que estão a sofrer esta calamidade, esta tragédia nacional! Agora, mais que nunca, faz todo o sentido o grito de incentivo: FORÇA PORTUGAL!

    O problema não parte apenas dos políticos e da má ou inexistência prevenção... Tenho a convicção de que 99% dos fogos são actos criminosos provocados por mão humana! Com se explica que haja fogos a deflagrar às 4 da manhã? As leis tem que ser alteradas quer no que concerne à prevenção como no que diz respeito à penalização de quem comete estes actos. Cá para mim, era atar um ou dois a um pinheiro e deixá-los arder juntos, com transmissão directa em todos os canais e veríamos se os pirómanos diminuíam ou não!

    ResponderEliminar
  5. Isto dos incêndios tem muito que se lhe diga. Ainda no outro dia ouvi um cavalheiro da Protecção Civil, alto quadro a dizer que uma percentagem bastante elevada dos incêndios era de origem humana, seja por negligência, falta de civismo ou intencional.

    Curiosamente até ao momento não ouvi ninguém a alvitrar a hipótese de origem humana, e vejamos se no final disto tudo todos saem a perder ou há alguns que até saem a ganhar.

    Claro que posso estar enganado, e já ter aparecido alguém a colocar a hipótese de fogo(s) posto(s), mas quero ver se isto não é uma espécie de "Incêndio de Roma by Nero" versão portuguesa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existem vários estudos sobre o tema, a maioria dos incêndios tem causa humana. Ter como causa o homem não quer dizer que maioritariamente sejam fogos ateados com dolo. A maioria é devido a queimadas ilegais e negligentes. Grande partes dos casos são identificados, são elaborados autos e o Juiz absolve, normalmente são pessoas idosas e ignorantes, na realidade não o fazem com dolo mas se não sofrem castigo porque irão eles mudar?

      Eliminar
  6. Por agora o funchal está calmo. O que preocupa é a Calheta que está a arder casas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É? Menos mau para quem é do Funchal, mas coitadas das pessoas da Calheta e todos os degraçados que viram as suas casas a arder.

      Eliminar
  7. Sou Madeirense e nasci no Funchal, a verdade é inconveniente, é que não existe ordenamento do território, política ambiental e há má gestão de dinheiros. 2010, 2013, nada se aprende.A Madeira está carregada de betão, túneis, hotéis e negócios. Estou destroçado, mas amanhã haverá um novo sol. Viva ao slb, que tem muitos adeptos, nesta maravilhosa ilha. Aprendi a ser do Benfica na Madeira.

    ResponderEliminar
  8. Só porque o fogo da Madeira é o que mais aparece nas notícias, não significa que é o único ou o pior em Portugal. Em Águeda o incêndio está perto de chegar ao centro da cidade, há desalojados e já queimaram casas e armazéns. Por estes lados não é tão bonito nem há tantos turistas, é normal que não apareça na comunicação social.

    ResponderEliminar
  9. http://observador.pt/2016/08/09/por-que-arde-portugal/

    http://observador.pt/2016/08/10/incendio-no-funchal-devemos-aprender-com-isto-e-praticar-o-ordenamento/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+obs-ultimas+%28Observador+-+Feed+%C3%9Altimas%29

    http://observador.pt/opiniao/porque-e-que-portugal-arde/

    @incognitus 08:09
    " estatisticamente qualquer grunho encontra sempre alguém mais grunho que o vai admirar."

    Quem conhece a sua ignorância revela a mais profunda sapiência. Quem ignora a sua ignorância vive na mais profunda ilusão.
    Lao-Tsé

    Antes grunho distraído, que barrasco incompetente e ignorante !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Devias ler mais o filósofo que citas e menos o Observador, é um bom começo para deixares de ser grunho.

      Eliminar
  10. Etologista de serviço11 agosto, 2016 23:07

    Incognitus, em 25 comentários 8 são da tua autoria, conseguiste marrar com 3 comentadores e tiveste o tempo de antena que procuravas; mas tanta insistência faz-me recordar aquela velha história do caçador de ursos...

    " Um caçador foi ao Alasca caçar ursos. Depois de vários dias à procura, avistou um urso grande, apontou e abateu-o. Estava a pular de alegria, quando sentiu uma batida no ombro. Era um urso ainda maior, a sacudir a cabeça em sinal de desaprovação.
    - Não devias ter feito isso - disse-lhe o urso.
    – Mataste um dos meus semelhantes, e agora vais ter de pagar por isso. Preferes morrer ou ser violado?
    Diante das alternativas, o caçador escolheu a segundo. Baixou as calças e entregou-se ao imenso animal. Sobreviveu, mas jurou vingança.
    Um ano depois, voltou ao Alasca disposto a matar o urso que o violara. Avistou-o, apontou e abateu-o com um único tiro. Logo sentiu uma batida nas costas. Era outro urso, muito maior do que aquele que havia matado. O animal repetiu o discurso do ano anterior:
    -Mataste um dos meus semelhantes e vais ter de pagar por isso. Preferes morrer ou ser violado? O caçador nem queria acreditar naquilo. A cena repetia-se. Baixou as calças e, jurando vingança, entregou-se ao vigor daquele animal monstruoso.
    No ano seguinte, sedento de uma desforra, voltou ao Alasca. Depois de alguns dias de intensa procura, avistou o gigantesco urso que o violara. Apontou e abateu o animal com um tiro certeiro. E sentiu outra vez uma batida nas costas. Era um urso descomunal. O urso balançou a cabeça em sinal de desaprovação e disse-lhe:
    - Diz-me a verdade, não vens aqui para caçar, pois não?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não discutindo o tema é aterrando aqui de rompante contando os meus posts deves querer atenção, desculpa mas primeiro tens de enviar uma foto em biquíni

      Eliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.
Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.

recentes

ranking