O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


Qual vai ser o resultado do Derby?

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Avatar

As contas que nos preocupam.

 ●  + 30 comentários  ● 

Antes de mais, quero louvar o trabalho enorme que o Benfica Eagle teve a compilar e comparar os valores dos 3 grandes no post “Finanças: Os 3 Grandes (Época 2014/2015)”.

Numa blogoesfera muitas vezes pobre de conteúdos, os trabalhos apresentados pelo Benfica Eagle são um sinal claro de que há gente muito capaz que gasta do seu tempo para esclarecer os adeptos do futebol.

No campo do adversário, o trabalho de análise apresentado no “Artista do Dia” revela também tempo e vontade de esclarecer.

Claro que cada um, consoante a sua visão e cor clubística, apresentará uma interpretação dos resultados.

O que fica dos números apresentados é que os 3 grandes estão na miséria.

Por muitas voltas que se dê, os R&C são exercícios de representação pouco credíveis. São fruto de ginásticas contabilísticas que visam mascarar os passivos gigantescos, completamente desadequados à realidade financeira do país e dos próprios clubes.  

A realidade que me interessa, a do Benfica, é reveladora de que apesar dos muitos milhões de vendas tão pomposamente publicitados nos últimos anos, dos patrocínios e da BTV, a verdade é que o passivo continua bem acima dos 400M€.

A política de aquisição de atletas para o futebol continua errática e duvidosa e sem critério desportivo.

Basta olhar para as carências do plantel sucessivamente ignoradas e para jogadores contratados por valores claramente inflacionados como o caso de Jimenez(9M€ por 50%) ou Pizzi que tem um custo final de quase 15M€. São 2 de muitos outros exemplos.

A verdade é que o Benfica não tem as suas grandes obras pagas, não tem o seu passivo restruturado, paga uma enormidade em juros e a sua capacidade de investimento como demonstraram as duas últimas temporadas está reduzida ao universo dos favores a Jorge Mendes e ao universo Doyen.

Daí que não partilho o optimismo de alguns com as contas do Sport Lisboa e Benfica.

Pelo contrário, preocupa-me muito que o Benfica não tenha conseguido emagrecer substancialmente a sua dívida numa altura de vacas gordas.

Se não o fez com essas circunstâncias, como o fará agora em altura de vacas magras? Sacrificando o quê e quem?

30 comentários via blogger

  1. A mim preocupa-me especialmente o elevado valor registado em empréstimos obtidos correntes. Se é corrente, de acordo com as regras contabilísticas terá de ser regularizado nos próximos 12 meses. Regularizado não quer dizer pago pode ser sempre substituído por outros empréstimos até com prazos maiores e até eventualmente com taxas de juro mais atractivas. Não deixa é de ser apreensivo verificar tão elevado valor que terá de ser negociado num curto espaço de tempo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem pelo contrário, significa que o Benfica está atento aos mercados. Para quê teres um empréstimo a 5 ou 10 anos com juros altíssimos quando os podes ir renovando à medida que a conjuntura se torna mais favorável (algo que está a acontecer agora)?

      Isso é estratégia do Benfica, o Benfica Eagle já aqui falou disso nos comentários.

      Eliminar
    2. Concretizando melhor a minha ideia anterior, em 2013 os empréstimos correntes totalizavam 165.990 no espaço de 2 anos aumentou para 238.915, mais de 70M de euros, é um aumento preocupante pelo menos para quem apenas analisa números.

      Se analisarmos a evolução no conjunto de empréstimos correntes e não correntes entre 2013 e 2015 há um aumento de 30M, mas se recuarmos a 2011 então o aumento é de 80M, isto no período em como na minha opinião muito bem diz o posto, de vacas gordas, como será a evolução daqui para a frente ...

      Eliminar
    3. MARQUÊS DA PRAIA E MONFORT

      E se recuarmos a 1990 então a diferença é bem maior.Em 1990 ganhava-se quanto nos empregos normais em média?E quanto se ganha agora? Como sócios e accionistas do SLB devemos querer que as contas sejam tratadas com cuidado e sempre com a ideia de que o poço tem pouca água, tb é verdade que o poço está a encher de água.Só quem não entende nada de gestão é que só vê desgraças. Ainda bem que no SLB há quem vá fazendo tudo para que o Clube e a SAD continuem viáveis. As receitas sem vendas de jogadores têm estado acima dos 100 milhões e só se olha para as compras e vendas de jogadores.Depois reclama-se porque a Caixa Futebol Campus começa a produzir atletas de muita qualidade para abastecer a equipa principal e outros para serem negociados.E afinal os arautos da desgraça querem é que se comprem jogadores muito caros.Haja paciência senhora Inocência...

      Sabem que mais? BEU BEU BEU vindos directamente da Albania.

      Eliminar
    4. Grande argumento esse de 1990, deves viver em alguma realidade diferente, falei num aumento dos empréstimos nos últimos 4 anos de 80M. Eu pelo menos ganho praticamente o mesmo que ganhava em 2011.

      Os 100M das receitas, apôs deduzires a massa salarial e os serviços necessários, o saldo nem para os juros chega. O resultado operacional foi negativo como deves saber. Esse é o problema, se é grave ou não, depende da confiança na gestão e nos projectos. E isto meu amigo, já depende da analise critica de cada um, mediante os conhecimentos e a informação que receba, por isso, neste século, são tão mas tão importantes os espaços livres de discussão, como por exemplo este blog. Como disse Sócrates (o antigo, não o que temos :)) "A sabedoria começa na reflexão"

      Eliminar
    5. Anónimo, é importante referir que os juros com empréstimos diminuíram neste último ano, tal como o passivo.

      Eliminar
  2. Podes apostar que do Seixal vao continuar a sair muitos jogadores para essa europa fora,enfim um Benfica "Made in Seixal" nao vai ter a estabilidade necessaria para se ter sucesso desportivo regular.

    ResponderEliminar
  3. Será que se pode sacrificar o Vieira e a sua trupe?

    ResponderEliminar
  4. Já ouvi dois TOC com uns anos de experiência e um economista, por sinal benfiquistas, a falarem positivamente do R&C.
    Em quem devo acreditar?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No shadows. Qual é a dúvida? Não vês as contas dele...

      Eliminar
    2. Eu sou TOC, agora o mais correcto agora é dizer Contabilista Certificado (CC), e posso dizer-te que qualquer R&C de qualquer clube, de positivo pouco tem, se fossem empresas o mais provável seria submeterem-se à insolvência em relativamente pouco tempo. Agora também costumamos dizer, quando os particulares ou pequenas entidades começam a atrasar os pagamentos, estão com graves problemas, quando são as grandes empresas a atrasarem pagamentos então não são essas empresas que tem problemas mas sim os credores que estão com um grave problema.

      Eliminar
    3. Ó anonimo eu não sou nada disso e sei que o Benfica nunca falhou pagamentos... ou seja estas a falar sobre nada.

      Eliminar
    4. Ó Nuno Martins, Estou a falar sobre nada, embora estivesse a tentar responder a uma duvida do ALM e tu estas a falar sobre o que? É só vontade de escrever nem que seja para nada dizer, será que.... não quero acreditar!

      Eliminar
  5. Continua a não me preocupar o Benfica não ter as suas grandes obras pagas. Afinal são grande obras, não são obrecas. São obras de dezenas e centenas de milhões de euros que serão pagas. Preocupo-me no dia em que o Benfica não conseguir pagar uma prestação dessas obras.

    Estou optimista para um futuro em que conseguiremos baixar consideravelmente o passivo através de 6 pilares
    1. Patrocínios com valores mais altos (Emirates, etc)
    2. Prémios da Champions mais elevados (já atingimos o mesmo valor da época passada e tudo indica que ainda vamos conseguir mais 6/7m€ entre prémios e market pool)
    3. Gastos com ordenados (certamente a massa salarial irá diminuir consideravelmente)
    4. BTV (parece que finalmente está em pleno e vamos conseguir manter uma fonte estável de 30/35 milhões)
    5. Menos juros (é fácil ver no R&C que os custos dos juros já desceram e tudo indica que continuarão a descer)


    Por outro lado, como qualquer Benfiquista, estou preocupado com as negociatas feitas e com a falta de qualidade dos jogadores, que nos irão prejudicar bastante nas vendas da próxima época (tirando o Gaitán, quem mais temos para vender por valores altos?).


    Veremos mas o futuro não parece tão mau como pintas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A aposta na formação vai dar os seus frutos. Nelson Semedo e Gonçalo Guedes já tem meia Europa de olho neles. Se tudo correr bem estão ali mais dois grandes negócios no futuro. E outros se seguirão.

      Eliminar
    2. Jorge, como comentei mais acima, mais grave do que não ter as grandes obras pagas é verificar que os empréstimos (correntes e não correntes) nos últimos 4 anos aumentaram 80M e não me parece que tenham existidos grandes obras neste período. Admito (apenas estive a olhar para os Balanços) que posso estar a ter uma leitura enviesada, podem existir ou eu não estar a lembrar factos que justifiquem este aumento.

      Relativamente à massa salarial, não entendo porque consideras que vão diminuir consideravelmente. Não estou a visualizar a saída de jogadores com salários altos e a entrada de jogadores com salários mais baixos, na minha opinião pode estar a estabilizar e ou no máximo a reduzir muito lentamente com a entrada de jogadores da formação no plantel. Não esqueças que este ano entrou Carcela, Taarabt, Raul, Mitro, que convenhamos não devem ter salários baixos e saídas com altos salários não me parece ter acontecido muitas.

      Quanto aos restantes aspectos, de uma forma geral estamos de acordo.

      Eliminar
    3. alerta vermelho06/11/15, 00:57

      Tens o salvio.

      Eliminar
    4. Anónimo, só o Jorge Jesus já liberta um valor considerável em termos salariais. Saíram outros jogadores de topo que ganhavam como tal (Maxi, Enzo, etc). Sim, foram contratados alguns jogadores bem pagos MAS a direcção anunciou já há algum tempo o final das vacas gordas e que a massa salarial iria baixar a partir de agora.

      Eliminar
    5. Alerta, não sei até que ponto o Salvio continuará vendável por bom dinheiro. Um excelente jogador mas já vai na segunda cirurgia ao mesmo joelho. Eu não sei se arriscaria a contratação de um jogador com este historial por 20 ou 30 milhões.

      Espero estar enganado, claro.

      Eliminar
  6. Deixa lá isso e faz um post a gozar com o grémio aliado! 3 batatas albanesas? Ridículo.
    Ps: é aquele plantel que é melhor que o nosso?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Águia Preocupada05/11/15, 23:04

      Que nos interessam essas lagartixas? Um post? Mas eles merecem isso? Isso seria dar-lhes a importância que não tem!
      É mais que tempo de esquecerem aquela gente! Não merecem qualquer interesse da nossa parte! E até já escrevi demasiado...

      Eliminar
    2. Têm a importância de serem nossos rivais! Acho que chega para um post a gozar com a equipa que sofreu a primeira derrota aos pés de uma equipa albanesa. Se fosse o lfv que tivesse trocado um caracter numa sms já estarias aqui a pedir a demissão!

      Eliminar
  7. Eh pá eu fico estupefacto quando olham para um jogador do plantel e dizem com aquele vamos fazer bom dinheiro? Mas tá tudo doido? O Benfica tem de criar condições para manter os jogadores, como querem manter as contas equilibradas se o Benfica vende os melhores atletas e depois perde competitividade desportiva, quem vai pagar cotas, ver jogos e cenas similares??? Um mau produto afasta os clientes abram os olhos amigos!
    Eu adoro o Benfica vai para 40 anos, mas tenho lá paciência para ver jogos de merda, se for esse o caso, no ano do Quique Flores recusei-me a ver muitos jogos, alguma vez acompanharei a equipa se o futebol for miserável e perdermos regularmente, só os masoquistas!!! Quando vejo bola é para me divertir, para me chatear já tenho o quotidiano... e como eu a maioria é assim, o fanatismo é pertença de uma franja muito pequena...
    Que os dirigentes abram os olhos... sejam lúcidos, se querem continuar a ser uns senhores têm que fazer bons negócios em todas as vertentes das empresas, não ganhem juízo não...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa, reveijo-me neste pensamento.

      Eliminar
  8. Na mouche Shadows!!!!

    Se até agora,com todos os diamantes que vendemos, por valores elevadíssimos, não fomos capazes de diminuir o passivo…

    Como será a curto prazo, agora que vendemos todos os aneis (e alguns dedos (Lima por exemplo)) e só sobra um diamante (gaitan) (Slavio, veremos como está)…????

    Isto só demonstra a pouca ou nenhuma astúcia/capacidade desta direccção… Vende muito e por valores elevados, e depois não foi capaz de comprar qualidade! Vide o plantel actual! Quem neste plantel vale 20 ou 30 ou 45 milhoes???

    Gaitan (30?)… e? Não consigo vislumbrar vendas no total de 70 ou 90 milhões outra vez… Isto só diz uma coisa: Vendeu-se tudo muito bem, comprou-se muito mal!!!!!

    Sergey

    ResponderEliminar
  9. As contas não são perfeitas o passivo ainda é muito grande , mas os sinais de recuperação e de dinâmica de decréscimo estão lá. Quase de certeza que vamos apresentar dos melhores resultados operacionais sem transferências de sempre do futebol português no próximo exercício. Por favor Benfica Eagle mete um pouco de juízo no Sr. Shadows, é que não há paciência..

    ResponderEliminar
  10. Sinais de recuperação estão lá?
    WTF?
    Às vezes não sei se me ria se chore...

    ResponderEliminar
  11. Gonçalo Mano06/11/15, 09:30

    Haja alguém que faça uma análise decente...

    Parabéns Shadows.

    Saudações leoninas.

    ResponderEliminar
  12. O problema é que para reduzir o passivo é necessário reduzir a despesa. Reduzindo a despesa, como ficou bastante patente neste blog, reduz-se a receita (porque os resultados desportivos serão provavelmente piores). É uma pescadinha de rabo na boca que não tem solução fácil.
    Isto só se resolve paulatinamente, sem terramotos, seguindo uma politica de rigor na despesa sem que a isso corresponde um desinvestimento.

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.

Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.

artigos recentes