O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


Qual vai ser o resultado do Derby?

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Avatar

A vergonha não passa por Ramos Lopes.

 ●  + 20 comentários  ● 

"Ramos Lopes, antigo presidente do Belenenses, opõe-se determinantemente à atual política de cedências de jogadores. Em vésperas de mais um dérbi lisboeta, e depois de na 1.ª volta os azuis terem poupado Miguel Rosa e Deyverson no duelo com os encarnados, o antigo líder criticou este tipo de acordos.

“É uma vergonha que os jogadores que têm um pré-acordo com o Benfica não participem neste jogo. O caso do Dálcio, por exemplo, não faz sentido pois foi criado no Restelo e nunca teve qualquer ligação ao Benfica. Não se justifica, de maneira nenhuma, esta situação”, afirmou, criticando mesmo a posição do adversário: “Os benfiquistas deviam ter vergonha desta situação. Comigo a presidente, isto nunca aconteceria pois não permitiria que alguém colocasse em causa a dignidade do Belenenses.” 

In Record.

A vergonha é inexistente em algumas almas que penam no limbo do futebol português.

Ramos Lopes foi um dos coveiros do Belenenses e alguém que transformou o clube do Restelo numa agremiação submissa aos interesses do FC Porto, na linha de Sequeira Nunes,  o sucessor.

Era alguém que defendia a demolição do Restelo para um qualquer projecto imobiliário, ferramenta dos patos bravos que não descansam enquanto não delapidam um património imobiliário que demorou décadas a construir.

Ramos Lopes representa um passado que insiste em não desaparecer. E não desaparecerá enquanto houver quer não queira romper com esse passado.

Não chegam palavras de circunstância de um qualquer púlpito.

São precisas acções.

20 comentários via blogger

  1. Águia Preocupada13/04/15, 22:11

    "Era alguém que defendia a demolição do Restelo para um qualquer projecto imobiliário, ferramenta dos patos bravos que não descansam enquanto não delapidam um património imobiliário que demorou décadas a construir."

    Pois! A diferença é que no caso do Belenenses, não foram precisas décadas para construir o estádio! Logo, não há amor, não há apêgo, não há ligação umbilical no acompanhamento da construção e do crescimento de algo muito nosso.
    Para os que não sabem, o estádio era municipal e foi doado, oferecido ao Belenenses pelo então Estado Novo. O Belenenses, em agradecimento, baptizou-o de Estádio Almirante Américo Tomás, nome que perdurou até ao 25 de Abril de 1974.
    Aliás, esta doação foi impulsionada pelo já falecido Raul Solnado que num programa em que era cooprotagonista com o também já falecido Fialho Gouveia e Carlos Cruz, exaltou e incitou a essa doação. O programa emitido na RTP durante o ano de 1969 e que foi uma pedrada no charco, chamou-se: "ZIP ZIP"
    Boas memórias nos deram esses programas! Hoje, precisamos de um igual se não no conteúdo, pelo menos na consequência!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por vontade de patos bravos como este, o Belém já estava a jogar na Reboleira e o estádio seria para urbanizar. Como os terrenos da piscina ou os da parte de cima.
      Andam ali todos com uma fome...

      Eliminar
  2. Luis Santana13/04/15, 22:28

    Quer dizer que essa justificação (?!) neutraliza por completo o peso de consciência dos benfiquistas? Uma vez que estas acções foram de "mau fundo" por parte do maior clube português. O que um dia se queixaram tanto e reivindicaram agora simplesmente, troca-se as tintas? Em de dizerem algo como, "sim senhor está mal", o que fazem é "o outro fez igual ou pior" e automaticamente passam-se a sentir bem com o que se têm passado. Realmente passa-se algo de muito mal nesta sociedade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O dragão de ouro que decide no belenenses é que sabe o que deve fazer para poder continuar a brigar a mão do papa...

      O belenenses serve de desculpa para o que o porto faz não com uma equipa mas com todas as que tem jogadores emprestados

      O Benfica nada decidiu... Não é por acaso que todos os outros emprestados jogam menos os do belenenses... E por decisão repito de um dragão de ouro

      Eliminar
    2. Luis Santana14/04/15, 03:37

      Não se focou no que eu disse. Essencialmente a sua resposta vem completamente ao encontro daquilo que eu disse. Só prova mais uma vez, de facto, que eu tenho razão e que algo de preocupante se passa na nossa sociedade conforme mencionei antes. Se calhar era melhor sermos todos uns "Ricardos Salgados, uns Sócrates ou mesmo uns Duartes Limas", assim passaria a não haver nada de errado, porque simplesmente "eles fizeram igual ou pior".

      Eliminar
    3. Luis Santana, está escrito neste blogue como eu critiquei a não utilização dos jogadores na primeira volta. E critiquei a forma como o Benfica não se demarcou dessa situação.

      Isso não faz como que não conheça de gingeira as intenções de gente como Ramos Lopes. Naquele tempo, eram conhecidos os jantares a meio da semana com Pinto da Costa na Varanda Azul, para conspirarem contra o Benfica.

      Eliminar
    4. Luis Santana14/04/15, 10:49

      É bom que se critique seja que clube for, nós apenas estamos cá para assistir. Gosto do blog e continuarei cá a passar, apesar de ser Sportinguista, gosto de vir cá dar uma olhada e se achar oportuno, enriquecer o debate. Nunca me senti mal-recebido.

      Continuação de um bom trabalho (tendencioso ou não). Todos nós temos que "puxar a brasa à nossa sardinha".

      SL.

      Eliminar
    5. E nós agradecemos a tua visita e vontade de debater. Fossem todos assim.
      É claro que as nossas cores são sempre as mais bonitas, não é? É o mais natural. Mas isso não invalida que saibamos ver além do fumo da CS e da contra-informação que circula por aí.

      Eliminar
  3. O importante é lugares na Liga... Emprestar quer dizer vender e impedir que façam jogos contra o verdadeiro clube a que pertencem!
    Os indignados com os emprestados não jogarem, inovam impedindo jogadores que são doutra equipa de jogarem contra eles!
    Miguel Rosa, Deyverson, Dálcio e Pélé!
    Mas agora está tudo bem...é como a campanha colinho...vale tudo!
    Pena que internacionalmente o percurso há 5 anos, seja sempre como o algodão ...não passam dos grupos! Mesmo como o proclamado génio guru Jesus!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pena é que os indignados de hoje tenham andado cegos nas últimas décadas.

      Eliminar
  4. não, não neutraliza a consciência. mas quanto a questões de igualdade relativamente a quem disputa connosco o primeiro lugar, a coisa está equilibrada. e já estou a ser benevolente.

    é que quinones, kleber, tiago rodrigues... nao jogaram. andre simoes, tengarrinha, andre andre, marinho forçaram amarelos para nao defrontar o porto. e nao têm contrato com o porto.
    depois temos o premios de jogo a triplicar, assumidos publicamente, pelos presidentes dos adversarios do benfica. nao sei quem os paga. sei que contra o porto nao ha premios triplicados.

    em arouca houve ordem para nao cortar a relva durante 3 semanas e encher o relvado de areia, para o tronar mais pesado. coisas assim.

    o rio ave vence o benfica faz um jogao... contra o porto 5 dos titulares desse jogo ficam de fora, embora so houvesse 1 lesionado e 1 castigado. giro.

    e ainda estao a tentar meter o olegario no classico.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não acredito que seja o Olegário. Não tem ritmo nem forma, como se viu.

      Eliminar
  5. A vergonha não passa por Ramos Lopes nem pela direcção do Benfica. Falamos tanto dos outros e também andamos metidos nestas merdas. Porque é que os jogadores não jogam contra nós? Não desviem as atenções. O mal não está sempre na casa dos outros...

    Essa é a grande dificuldade do benfiquista actual: não saber ser auto-critico e meter sempre a culpa nos outros. Ora, assim até é mais fácil desculpar derrotas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até parece que terceiros não manipulam a opinião pública desde há mais de trinta anos!

      Eliminar
    2. JP, como sei que lês o NGB, deves lembrar-te do que escrevi sobre o tema aquando do jogo da primeira volta.
      Portanto essa carapuça a mim não me enfias.

      Eliminar
  6. Este é o melhor exemplo de como não há grande diferença no pensamento de benfiquistas e portistas actualmente.

    Segundo o cronistas, Ramos Lopes transformou o clube do Restelo numa agremiação submissa aos interesses do FC Porto.

    Ora pergunto, depois de dois jogos consecutivos em que o Belenenses se submete à vontade do clube da Luz desvirtuando a verdade desportiva em ambas as partidas, em que é que diferem os dois clubes na mentalidade e processos para dominar o futebol a qualquer custo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Queres exemplos? Pergunta ao Rodolfo Reis.

      Eliminar
  7. Podes ter muita razão no que dizes, mas ele também tem, neste ponto. Não podemos criticar o que os outros fazem e fazer igual.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como já disse, eu critiquei na altura o silêncio comprometedor do Benfica, bem como a não utilização dos jogadores frente ao nosso clube.
      E por mim empréstimos a clubes da mesma divisão eram proibidos.

      Mas conheço o papel de Ramos Lopes e sei que veio a terreiro a pedido.

      Eliminar
  8. Águia Preocupada14/04/15, 14:11

    Esta história dos emprestados já fede! Quem iniciou essa moda incomoda-se agora muito que os outros tenham aprendido as maningâncias e não podendo resolver a questão, as utilize como outros vem fazendo há mais de 30 anos.
    Por mim, não gosto destas espertices, venham elas de que clube for. Mas como diz o povo: "Na terra do bem viver, faz como vês fazer"... Ou: "Se não consegues vencer os teus inimigos junta-te a eles"... Não o fazendo, estamos a deixar que nos comam por parvos, tótós, patetinhas, estúpidos...

    Esta questão tem apenas uma solução: Proibição de empréstimos a clubes que jogam no mesmo escalão.

    Porque essa falácia do não jogar contra o clube emprestador, seria mais uma pedrada na já débil verdade desportiva.
    Se não vejamos: Um jogador emprestado pelo Benfica não jogaria os jogos com o clube o que equivaleria certamente ao enfraquecimento da sua equipa. Mas iria enriquecer e fortalecer o plantel nos jogos com os outros... E quando falo do Benfica, falo do Sporting ou dos corruptos.
    E onde ficaria a verdade desportiva, quando jogassem com os clubes do seu potencial, que não tenham jogadores emprestados?
    Por outro lado, ao serem autorizados a jogar, já conhecemos as artimanhas:

    - Provocar amarelo, quando à dica, para não jogarem...
    - Inventar uma diarreia em vésperas de jogo...
    - Dar a bola ao adversário provocando jogada perigosa...
    - Não dar tudo em campo no sentido da luta pela vitória...
    - Não jogarem pura e simplesmente porque assim determinam os dirigentes...

    Portanto e para se acabarem com as jogadas astuciosas e com as suspeições, urge que se corte o mal pela raíz, impedindo empréstimos no mesmo escalão.
    É que nós por cá, temos a malandrice no sangue. Somos latinos e tudo tentamos contornar... O que por exemplo não acontece com os ingleses!

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.

Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.

artigos recentes