O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


O Benfica deve vender em Janeiro?

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Avatar

O "Made in Benfica"... de Jesus é possível?

 ●  + 6 comentários  ● 

A ideia já foi aqui levantada por mim... já foi aqui retirada por mim... e agora volto a acreditar que talvez faça sentido, ou melhor que talvez seja a única coisa que faça sentido.

Ora, logo à partida pela indecisão já para perceber que se para quem não tem que decidir, como eu, é difícil ver este tema, então para quem tem que decidir isto, gerir e lidar com isto... e ser responsável pelos resultados, mais difícil ainda será. E estamos a falar de quê?

Da formação sair da responsabilidade de Armando Jorge Carneiro e Domingos Soares Oliveira (esta situação organizacional deveria ser um case study de como cometer 


um erro brutal) e passar para um modelo em que a gestão desportiva do departamento de formação passe para... Jorge Jesus, ou melhor, para alguém sob a sua liderança, ficando Jorge Jesus, portanto, responsável por todo o projecto desportivo de futebol do SLBenfica.

Sim, uma espécie de Alex Ferguson do SLBenfica...

Desta forma, o treinador poderia coordenar a liderança técnica desde os Iniciados até ao futebol sénior, definir quem são os principais elementos a acompanhar, que princípios de treino podem e devem ser explorados e a partir de quando e com quem...

Deixar-se-ia de colocar a questão de os jogadores não estarem preparados, de os jogadores não terem capacidade para integrar o nível de exigência ou de preparação que Jesus pretende para a equipa principal...

Nada disto, novamente reforço, implica que o SLBenfica passe a ter um 11 formado na Luz. NADA DISSO! Mas aumenta fortemente a preparação dos jogadores do CFC para serem aproveitados pela equipa principal, ao mesmo tempo que garante que só chegam para integrar a equipa principal ou mesmo a equipa B jogadores que forem realmente mais-valias e que, obviamente, existirão sempre vários. Contudo, esses jogadores são observados e qualificados pela equipa de prospecção e pela equipa técnica sob liderança de Jorge Jesus num óptica de visão sobre jogadores da formação também.

Atenção que não se trata de transformar Jorge Jesus no Administrador da SAD ou no Vice Presidente para a formação... O que aqui se refere é gestão técnica e desportiva. Ou seja, a supervisão e liderança técnica e nos aspectos operacionais, porém a gestão de topo tem obviamente que ser da Direcção da SAD, nomeadamente de Luis Filipe Vieira se ele quiser continuar a insistir nisso. Nada disto visa transformar Armando Jorge ou Rui Costa em "subalternos" de Jesus, pois hoje nenhum deles tem funções de liderança técnica ou se tem... não devia.

Como todos os modelos, este é apenas "mais um" e como todas as ideias, devem sempre ser afinadas, melhoradas ou mesmo descartadas em prol de outras que se construam melhores.

Fica o contributo para vossa opinião. O "Made in Benfica"... de Jesus é possível?

6 comentários via blogger

  1. Sim, o melhor para o Benfica é colocar um treinador sem absolutamente nenhuma (zero, nada, nothing, shengzen dung que é chinês para não pesca nada do assunto) qualificação ao nível do futebol de formação responsável por essa área vital do clube.

    Que mais sugere? Meter o Rui Costa a tratar do voleibol? O Carlos Lisboa a treinador da equipa B?

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu és burro ? Se o JJ for para manter por muitos anos é óbvio que ele deve ter palavra nos métodos de formação , se não tiver é para quê? Para eles chegarem à A e serem despachados pk o que aprenderam n se aplica na equipa A... vocês e o trauma da experiência, antes da experiência vem o critério. Tu antes de teres experiência no teu actual trabalho Tiveste de o aprender e por isso faz de ti mau no que fazes?

      Eliminar
  2. Lazar Markovic
    Jan Oblak
    André Gomes
    Matic
    Lorenzo Melgarejo
    Axel Witsel
    Javi García
    Fábio Coentrão
    Ángel di María
    David Luiz
    Ramires

    Basta terem qualidade para nas mãos do Jesus passarem a ser melhores e alguns os melhores do mundo a actuarem nas melhores equipas. E acredito que agora a formação poderá dar jogadores de real qualidade... e não daquelas promessas que nem no Benfica nem noutros lados passam para o estrelato.

    ResponderEliminar
  3. O "Made in Benfica"... de Jesus é possível? Sim, é ! Mas só se andarmos todos bêbados.

    A ideia parece ser de alguém que esteve fora nos últimos anos e voltou na semana passada. Pela primeira vez em muito tempo estou em desacordo total. Lamento, GB...

    Rui Pinheiro

    ResponderEliminar
  4. A ideia é boa. o problema é que JJ já disse uma vez que não tinha tempo sequer para estar a observar continuamente os jogadores da equipa B, quanto mais os juniores, juvenis,...
    A única solução seria ele ter alguém da sua PLENA confiança para o fazer. Ou uma equipa que fosse, como que, uma extensão do próprio JJ.
    Outra questão que levantas é a tática. E quanto a isso já ouvi, penso que também o JJ dizer que os jovens jogadores não devem joga sempre no mesmo sistema de jogo. É contraproducente. Devem, segundo essa teoria, aprender vários sistemas, para serem jogadores mais completos. O que até tem a sua lógica, não achas?

    ResponderEliminar
  5. Eugénio Queiroz, sim, escrevi bem, Eugénio Queiroz, texto de hoje.
    Leiam e divulguem por favor.
    "Corre por aí a tese de que o Benfica tem uma liderança relativamente folgada porque tem sido beneficiado pelas arbitragens.
    O argumento tem sido repetido nos painéis televisivos por paineleiros aparentemente tão independentes como a Madeira relativamente a Porto Santo.
    Trata-se de uma falácia que está a ser vendido com o sentido de ter um efeito: condicionar o trabalho dos árbitros.
    O chamado benefício do Benfica é igual ou quase igual ao benefício do FC Porto ou mesmo do Sporting.
    Referir que um jogo podia ter um resultado diferente porque não foi assinalado um penálti ou porque um jogador foi expulso é tratar o futebol como ele não merece. Um jogo decide-se sobretudo pela qualidade de uma equipa e muito pela sua capacidade para aproveitar os pontos fracos do adversário.
    O Benfica pode não ter uma equipa deslumbrante mas tem uma equipa. Tem um jogo bem estruturado, tem jogadas bem estudadas, tem automatismos e princípios que funcionam. No fundo, Jorge Jesus conseguiu pôr em prática a sua ideia de jogo, ao contrário de muitos idiotas que andam por aí a fazer do futebol uma ciência exata.
    Vamos ver se esta falácia tem resultados práticos ou se o Benfica consegue ser mais forte que esta campanha que está a ser desenvolvida em várias frentes e especialmente por comentadores que nem no canal dos respetivos clubes teriam lugar.
    Enquanto isso, mais uma vez se percebeu em Penafiel que só um clube em Portugal consegue encher estádios!"

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.

artigos recentes