O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


O Benfica deve vender em Janeiro?

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Avatar

Um dos problemas da centralização é a repartição dos valores.

 ●  + 30 comentários  ● 

Fala.se na centralização dos direitos televisivos com o mesmo facilitismo com que se falou das SAD's quando foram apresentadas como a grande solução para os problemas financeiros dos clubes.

Uma das questões mais importantes deste tema será a repartição dos valores pelos clubes.
Por muito que seja incómodo e se calhar até politicamente incorrecto, é-me difícil aceitar que se subam os valores para clubes que nem 3000 pessoas metem regularmente num estádio.
Que em termos de audiências televisivas valem quase zero.

Tenho dificuldade em aceitar que o Benfica reparta o seu valor com o FC Porto, cujas audiências não se comparam, e com clubes cujo comportamento ao longo dos anos tem sido de lacaios do sistema.

Será a centralização dos direitos televisivos que vai libertar os clubes das garras do sistema? Não acredito. 
A FPF está na mão de Fernando Gomes e Tiago Craveiro, os árbitros continuam em guerra entre eles próprios pelo protagonismo, e os principais actores dos últimos anos do nosso futebol comprovadamente corrupto continuam todos cá.

O que mudou para que se acredite que serão esses agora que vão promover a justiça no futebol se nunca o fizeram enquanto tiveram hipótese para isso?

Também a comparação com os modelos de Inglaterra, Alemanha ou qualquer outro país evoluido que tenha a centralização dos direitos televisivos em prática é tão valiosa como a comparação com os valores de impostos entre cidadãos de diferentes países.
Tem mercados muito maiores, bem como a mobilidade entre eles facilita muito campanhas conjuntas de investimento e publicidade. Nada têm a ver com a nossa realidade.

Embora tenhamos a mania vinda dos descobrimentos que somos os maiores, no futebol português vive-se muito acima das possibilidades. Os contratos assinados pela Olivedesportos com os clubes, especialmente o do FC Porto e os de alguns clubes intermédios, pagam muito acima do que eles realmente valem em termos de audiências.

Daí que para manter esses valores, em especial ao FC Porto, essa fatia tera de vir de algum lado. 
Qual é a marca que acrescenta valor para onde quer que vá? Benfica! 
Portanto será sempre sacrificando os valores a pagar ao Benfica que se partirá para uma centralização de direitos televisivos.

Nada do que tem sido dito ou apresentado me convence de que uma centralização irá beneficiar os interesses do Benfica.

30 comentários via blogger

  1. De ti não se podia esperar uma visão que não seja centralizada no teu umbigo, neste caso umbigo clubista. A verdade é que por muito que seja evidente o maior peso de mercado do Benfica, e que o mercado dos três grandes em conjunto, seja esmagadoramente maior do que todos os outros juntos, o campeonato não se joga a três e, na minha opinião, os pequenos fazem muito bem em fazerem sentir a sua força, isto é, se tiverem o atrevimento e se libertaram da mordaça da Olivedesportos para reclamarem para si uma maior parte do bolo.

    A centralização tem sempre como propósito maior favorecer um maior equilíbrio entre os diversos participantes numa competição, aumentando receitas para os players com menor influência, e procurando tornar a competiação mais equilibrada, também por via da diminuição da diferença entre grandes e pequenos (ou entre os maiores e os mais pequenos).

    A centralização não é feita para favorecer os grandes, pelo contrário, é feita para favorecer os pequenos. É por isso que o Benfica tem de procurar defender os seus interesses, que podem não ser meramente económicos - se a proposta de centralização for positiva em termos financeiros, mas resultar na venda dos direitos à Olivedesportos, isso é positivo ou negativo para o Benfica? O problema é que, desde que a proposta seja financeiramente mais vantajosa do que a realidade que a anteceder, para cada um dos participantes, não há grandes obstáculos legais à sua concretização. É precisamente por isso que quanto maior for a influência que o Benfica puder ter na forma como a centralização nascer, melhor será.

    Sobre o sistema, clubes com mais receitas são mais independentes. Clubes que não têm que negociar individualmente com "o banqueiro do sistema", são mais livres para poderem tomar decisões. Desse ponto de vista, a centralização pode favorecer uma competição também ela mais independente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Rui, não podia estar mais de acordo. É um post muito bom e toca no âmago da questão. Aliás,se olharmos para argumentação do Shadows - que é aliás é cara a muitos adeptos dos 3 grandes do nosso futebol - percebemos que estão, de forma totalmente inconsciente, contra a forma, por exemplo, de distribuição dos prémios da Champions. Se não vejamos: o Benfica, o Sporting e o porto recebem o mesmo que o Real Madrid pela entrada na fase de grupos. Acredito que estes 3 em conjunto não têm o share de um jogo do Real Madrid....a não ser que joguem contra o próprio Real Madrid. A competição é apetecível, todos lucram, todos a desejam e é solidária na distribuição dos prémios. Alguém do Benfica é contra esta fórmula adoptada pela UEFA???
      Este é apenas um exemplo, não pretende ser mais do que isso.
      Cumprimentos,
      Pedro

      Eliminar
    2. Pedro,

      O teu exemplo da Champions é muito bom e eu estava precisamente para o referir. É que na Champions os médios (desportivamente) e pequenos (em termos de mercado publicitário e população), somos nós. Que se consigam 30 milhões (mais coisa menos coisa), por participação de três clubes na Champions, descontando possíveis avanços na fase de groups, é absolutamente notável e é um bom exemplo de como a centralização de direitos pode resultar para clubes de menor dimensão (neste caso a nível europeu).

      Cumprimentos.

      Eliminar
    3. Meus caros Rui e Pedro,

      O exemplo da Champions tem que ser analisado ao nível da própria grandeza dessa competição. Os direitos da Champions são vendidos para todo o mundo. O Real Madrid, por exemplo, apostou nos últimos anos no mercado asiático e como tal grande parte dos milhões que realiza em venda de merchandising vem de lá.
      Tem como é óbvio muito mais peso e atrai muito mais audiência que o Benfica, como tal deve ser remunerado por tal.

      No caso português, recuso qualquer financiamento aos pequenos clubes enquanto as caras, em especial as ligadas ao FC Porto, forem as mesmas.
      Nem um cêntimo do valor da marca Benfica para esses.

      A marca Benfica cresceu à sua custa e dos seus adeptos. Não pode ser nenhuma espécie de subsídio para clubes que têm passado todos estes anos, de livre vontade, a serem capachos do sistema.

      É impossível encarar a actual composição do futebol português como uma organização profissional que tem como principal interesse promover o espectáculo futebol e dar melhores condições aos clubes.
      Estes protagonistas não o farão.

      Eliminar
  2. finalmente, um post esclarecido , realista, serio, sem ódios de estimação e no cerne da questão.

    ResponderEliminar
  3. BENFIQUISTA DE GAIA18/11/14, 13:10

    DURANTE muitos e muitos anos a sportv fez o que quis ...destruiu quem se opos ( mandando-os para a prisao com prisao perpetua) reinou como quis...enxovalhou o BENFICA...roubou o BENFICA...meteu um presidente no BENFICA...por fim quando ja era de mais e quando BENFIQUISTAS tipo RUI G .DA SILVA começaram a levantar e a desmacarar.......tiveram de mudar de tatica...fundar a BTV. para a seguir..fazer a uniao...SAO muitos anos de amizade....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei se é isso tudo mas Joaquim Oliveira pensa em tudo menos no interesse dos clubes.

      Eliminar
  4. Só te resta ficares convencido que o Vieira tem sabido gerir os interesses do Benfica, em matéria
    de direitos televisivos... e não sÓ. O resto são tretas para tótós.

    Carlinhos dos jornais

    ResponderEliminar
  5. "The greatest ability in business is to get along with others and influence their actions". John Hancock

    ResponderEliminar
  6. entre nos e lagartos deviam estar 90% dos direitos televisivos. essa é que é essa.
    nos somos 6 milhões e a lagartagem 3 milhões (dizem eles, duvido, mas Ok).

    como é que o porko que tem 500 mil adeptos recebe tanto? e querem que assim continue?

    lmc podence

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em Portugal somos 10,6 milhões, dos quais residenets, somos 10,4 milhões.

      O SLB tem 4,2 milhões de adeptos em Portugal, dos quais, quase 1/3 já tem mais de 70 anos..

      O FCP tem quase 3 milhões de adeptos em Portugal, dos quais 1/3 tem menos de 25 anos...

      Para bom entendedor meia palavra basta.

      A nível de assistências no Estádio, ao vivo, o SLB tem uma média de 42.000 e o FCP tem 38.000

      A nível de sócios verdadeiros, a pagar quotas... o SLB tem cerca de 90.000 e o FCP tem 75.000

      os Sósias de Kit (compre um leve dois) não contam.

      A nível de Títulos o FCP tem 74 e o SLB tem 73.

      Nos últimos 11 anos, depois do AD, o FCP só ganhou 8 Campeonatos contra 3 do SLB...

      ASSIM, que, por favor deixem-se de lérias... e de tretas!!!

      É que nem todos comemos ou ruminamos palha!!

      E, quantas vezes será preciso dizer que a Controlinvest só tem 27% da Sportv?!
      Que quem manda agora são os angolanos, os tais que pagaram o Samaris ao SLB...

      MPV Pinto - Coimbra



      Eliminar
    2. Paulo Marques18/11/14, 18:40

      Voce vai-me desculpar,pois escrevi uma ou outra mentira,mas tenho de pegar nesta sinceramente: O Porto que???????????????3 milhoes de que?...

      Eliminar
    3. O Porto tem 2 milhões de ruminantes e 1 milhão de adeptos. No caso do Porto em Contumil onde vivem não se nota a diferença.

      Eliminar
    4. "O FCP tem quase 3 milhões de adeptos em Portugal, dos quais 1/3 tem menos de 25 anos..."

      AHAHAHAHAHAH....AHAHAHAHAH

      Fodasse deixa-me rir oh parolo!! Nem tu acreditas nisso, que cromo...

      Eliminar
    5. MPV Pinto, peço-te que penses na tua família e largues a droga.

      Eliminar
    6. .

      Quando não se tem argumentos nem factos para se poder rebater, responder, contraditar... faz-se ironia, ou então insulta-se.

      A mim, a ironia e os insultos não me afectam, pois sei que a maioria, coitados, nem ler sabem.

      A verdade é que já não estamos em 1960.. já passaram mais de 50 anos. Mas, muitos, continuam a viver como se estivéssemos
      nos anos sessenta.

      Eh pá, acordem. Hoje há dados, há factos, há o INE, há a Net, há Sites, há Blogues...

      O SLB foi fundado a 13 de Setembro de 1908. Por isso não pode ter 110 anos!!!!

      Sócios a pagar quotas, com direito a votar nas AGs nem 95.000 !!!

      E, sim, em Portugal somos 10,6 milhões, a residir, somos 10,4 milhões e desses:
      homens, mulheres, jovens, crianças, idosos... cerca de 4,2 milhões são adeptos do Benfica.
      Quase 3 milhões são do FCP e 2,6 milhões são do Sporting.

      Qual é a dúvida?!

      Factos, Shadows, argumentos...

      Nos últimos 11 anos, depois do AD, o FCP só ganhou 8 Campeonatos 8.
      O SLB ganhou 3!!!!

      Isto são factos.

      Cumpts

      MPV Pinto











      Eliminar
    7. nao. vcs sao mesmo 6m. isso sim é verdade. ta visto quem sao os ruminantes. o que mvp pinto disse sao factos estatisticos feitos atraves de sondagens por entidades competentes e oficiais na area. tentem usam 2 neuronios simultaneamente e saiam de casa. ja nao estamos nos anos 60. motivo de risota sao frases digno de um alucinado toxicodependente como esta: "entre nos e lagartos deviam estar 90% dos direitos televisivos. essa é que é essa.
      nos somos 6 milhões e a lagartagem 3 milhões (dizem eles, duvido, mas Ok).

      como é que o porto que tem 500 mil adeptos...".

      é isso ou idiotices como "so o benfica vende" ou "la fora somos 14m". curem-se! saiam do estado vegetativo, acordem pra vida. vcs vivem mesmo da mentira.

      Eliminar
    8. Este anónimo é o mesmo MVP, que se diz de Coimbra mas vive em Vila da Feira e tem uma desgraçada a trabalhas nas noites do Reinaldo. Um grunho e anti-Benfiquista fanático!

      Eliminar
  7. a centralização beneficia a Sportv! PONTO!, isto porque a BTV mantendo só o figurino atual chegará a 350 mil espectadores de média é a minha ideia, e se para melhorar os resultados finais se passar para onze euros... ou 12, creio que percebem o alcance daminha ideia... abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já escreves aqui há muito tempo mas nunca ninguém percebeu a tua ideia porque não dizes coisa com coisa. Tenho pena.

      Eliminar
    2. Moleculas, a BTV só poderá aumentar a mensalidade se acrescentar mais conteudos de valor. Mas não recomento pois isso será contraproducente. É preferível apostar na expansão do alcance do canal e não ser gulosos como foi a SPTV.

      Eliminar
  8. Shadows no caso da centralização dos direitos de TV, estou quase 100% de acordo contigo; não é impossível, mas pelo menos directamente, uma centralização em nada iria beneficiar o Benfica, pois está provado pelos mais variados estudos de mercado que é a marca Benfica a grande locomotiva económico-financeira ao que diz respeito ao mercado futebol em Portugal. Indirectamente poderia vir a ganhar muita coisa; desde que o processo seja muito bem planeado e gerido; e se isso,alguma vez acontecer nos tempos mais próximos; vais ter o prazer de ver o velho peidoso senil e o JO a fazer uma destas duas: saem pela porta pequena do futebol português, ou continuam, mas todos os dias vão ter a humilhação pública de andarem a beijar os pés ao Benfica.
    Voltando a uma possível centralização; também concordo contigo ver clubes da treta com um número insignificante de adeptos a enriquecer á conta do Benfica; logo o Benfica teria que impor a seguinte condição incondicional, para alguma vez se avançar para a dita centralização; restruturação dos quadros competitivos no futebol profissional de forma a criar condições de sustentabilidade económica-financeira dos seus participantes, independentemente dos proveitos de TV; logo para isso ser possível teria que haver uma redução significativa de número de participantes nas Ligas Profissionais por exemplo. Mas pelo o que sei e não por aquilo que alguns querem fazer passar, como o Antonio Oliveira; o Benfica está como nunca esteve a defender e bem os seus superiores interesses. Eu sei que tu pensas o contrário e estás no teu direito; mas estou em condições de te afirmar que quando o Velho Peidoso Senil apareceu no fim da reunião da Liga a falar do dito consenso, não foi porque quis; desta vez foi, porque a isso foi "obrigado"... e humilhado perante a força do,Benfica, lá apareceu ele a dar a cara por uma solução que não era aquela que ele realmente desejava; pelos visto passou o tempo em que ele se dava ao luxo de fazer do Damasio um mero papagaio daquilo que ele dizia... o papagaio desta vez foi ele. (Olha que esta informação não me chegou por ninguém ligado ao Benfica, bem pelo contrário... e o tom era de revolta e estupefação)

    Analista de Sistemas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Analista, com essa vertente de uma restruturação profunda dos quadros competitivos, a coisa poderia ser diferente e ser encarada por mim de outra forma. Muito bem observado.

      A informação que tenho aponta o JO como a peça central. É ele que estará a manobrar a parte desportiva via Duque e a política via 3 nomes que prefiro não mencionar.
      O PC já mesmo dentro do FCP não tem o mesmo peso por força dos poderes de que foi abdicando.

      Eliminar
  9. entao faz um campeonato em que o benfica jogue sozinho
    ou entao faz um em que o benfica tenha as receitas todas e os restantes paguem para ter o direito de jogar com o benfica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora aí está uma bela ideia! E acabou-se o sistema!

      Eliminar
    2. Volta pra pocilga porco!

      Eliminar
  10. Jorge Vieira18/11/14, 16:59

    sombrinhas, há aqui algumas coisas com que concordo contigo. A centralização dos direitos não vai beneficiar o Benfica financeiramente. Acho mesmo que a BTV é a melhor plataforma do mundo para o Benfica aumentar as suas receitas e espero que assim continue durante muitos anos.

    Por outro lado isto não é uma questão de "se" ou de se achar bem ou mal. É uma questão de tempo até haver centralização e se calhar a criação da BTV até veio aumentar a urgência nesta medida. Isto porque essa pode ser a salvação do Oliveira, forçar através de legislação a acabar com a concorrência e ter ele todo o poder de novo.

    Agora, o facto de (eventualmente) haver centralização não significa que o Benfica tenha de dividir seja o que for com os Porcos! O Benfica sabe quanto vale a sua marca, não só a nível teórico através de estudos da treta mas a nível prático. E se vier a acontecer essa centralização o Benfica tem armas para conseguir os valores que considera justos. Não se trata de repartir nada com os Porcos, esses provavelmente ganharão o mesmo ou até menos porque aí os players do mercado vão ter de dividir melhor os valores. Concordo com o Rui quando diz que isso irá beneficiar principalmente os pequenos clubes e poderá tornar o nosso campeonato mais interessante e competitivo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jorge,

      A centralização nunca pode prejudicar o Benfica financeiramente, porque isso seria motivo suficiente para a impugnar em termos de violação das leis da concorrência, matéria que é até relevante a nível europeu. Importa não esquecer que o argumento a favor da centralização é que todos saem a ganhar e, do ponto de vista da concorrência, isso significa não só os clubes, mas também os consumidores (pagantes) do produto televisivo.

      Se ganham todos, quem sai a perder? Obviamente que sai a perder quem até agora ganhava mais - no nosso caso o detentor dos direitos - a Olivedesportos ou quem quer que seja a empresa do Oliveira que tem os direitos cedidos pelos clubes. Por alguma razão a centralização nunca se fez até agora e por alguma razão a centralização foi o maior argumento de Mário Figueiredo contra a Olivedesportos. Quem ficar com os direitos vai pagar mais por eles e, admitindo que o mercado de televisão paga tem limites em Portugal (até pela situação económica do país), vai ter menos lucro.

      Portanto, seria bom que as pessoas pensassem um bocadinho em vez de argumentarem que a centralização favorece a Olivedesportos. Vai seguramente diminuir os lucros que têm com os direitos desportivos e, por via disso, mas também pela maior independência dos clubes mais pequenos, que deixam de ter de negociar em posições de maior fraqueza, vai diminuir a força do sistema, de uma forma nunca sentida desde que a Olivedesportos se tornou no financiador desse sistema.

      Eliminar
    2. Jorge, se a contralização avançasse de uma forma parecida com aquela que o Analista de Sistemas sugeria acima, a coisa até poderá resultar e ser justa para todos. De qualquer outra forma, irá apenas defender os interesses de Joaquim Oliveira.

      Eliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.

artigos recentes