O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


O Benfica deve vender em Janeiro?

domingo, 12 de outubro de 2014

Avatar

Três ideias de Jesus ao encontro do que aqui defendo há anos

 ●  + 41 comentários  ● 
Bem, e pois aqui estamos a falar mais uma vez de Jorge Jesus, no rescaldo de mais uma brilhante entrevista. Aqueles que não gostam do homem encontrão sempre algo por que pegar. A fanfarronice está sempre lá (eu próprio reconheço isso), mas também não tanta como às vezes se quer fazer crer.

Por exemplo, os críticos de Jorge Jesus, leem a entrevista, mas não à procura de sabedoria. Quando chegam a uma parte em que Jorge Jesus diz por exemplo "Não há treinador do mundo que faça isso"param aí. Toma lá, sabia que ia encontrar fanfarronice e encontrei. O que eu não percebo (ou até percebo muito bem), é porque não há por exemplo destaque a uma frase como esta, e que também foi dita: “O que ensino não vem nos livros. Não estou a dizer que sou melhor do que os outros, ensino é à minha maneira. E sei que não é igual à dos outros.” Fanfarronice? Alguma, sim. Mas não tanta como se diz.

Mas em suma, eu gosto de entrevistas com Jorge Jesus, escritas ou faladas. Em primeiro lugar porque me estou nas tintas para a personalidade do homem, alguém que não conheço e não priva comigo. Gosto porque aprendo, e eu gosto de aprender com quem sabe. E Jorge Jesus sabe, inquestionavelmente, muito mais de futebol do que a maioria dos que trabalha na industria do futebol.

Pessoalmente, de cada vez que vejo uma entrevista com Jorge Jesus, percebo a importância que ele tem no Benfica. Percebo a razão pela qual não é fácil a LFV mandar embora um braço direito destes. Percebo o sentimento de orfandade que PODERÁ ficar na Luz após a saída de Jorge Jesus. Eu quero acreditar que o futebol do Benfica, com todas as suas virtudes e defeitos, é neste momento muito mais gerido por Jorge Jesus do que por Luís Filipe Vieira. E essa é uma excelente notícia para todos.

Eu, que aqui escrevo há uns bons aninhos, e que opino baseado naquilo que acredito  saber (mesmo que não saiba), e sempre com a independência que espero que me reconheçam (bem mais do que concordarem ou não com o que escrevo – do  meu lado nunca houve agendas nem ódios de estimação), fico feliz quando vejo alguém como Jorge Jesus falar e suportar algumas das ideias que defendo há anos.

     
     1. Uma delas, a ideia que Jorge Jesus defende, que para ser campeão europeu (ou lutar taco a taco por esse título) precisa de uma equipa em que possa construir 3 anos seguidos sem ter de vender ninguém.

Óbvio, claro, claríssimo, algo que só não entende quem não quer perceber. É bem mais fácil vir, na hora dos falhanços, com a conversa dos milhões que o homem ganha, como se o ordenado obrigue, não só fazer-se uma bom trabalho, como até, imagine-se, a fazer milagres! Ou seja, o Benfica tem de ser campeão europeu porque o treinador ganha ao nível de um campeão europeu, e não porque o clube seja capaz de gastar um quinto sequer do que gasta um clube campeão europeu!

     
     2. Outra ideia que há muito defendo: Quem compra por 20 milhões erra muito menos. Óbvio evidentemente. Tal como é óbvia a explicação de Jorge Jesus para os casos de jogadores que chegam à Luz e nunca vingam.

Como eu sempre aqui defendi, o mercado onde o Benfica joga é um mercado de muito erro e alguma lotaria. O treinador conhece o jogador tecnicamente, conhece-o fisicamente, mas não o conhece nem taticamente (já que vêm de campeonatos menos exigentes), e muito menos psicologicamente.

E então se é assim, o Benfica arrisca e compra porquê? Porque evidentemente, muitos deste lote nunca vão dar em nada, mas alguns vão chegar ao topo. E o Benfica se quer conseguir apanhar os poucos que vão chegar ao topo, tem de apanhá-los num estágio de evolução muito precoce, porque assim que eles deem sinais mais sólidos, não mais o Benfica tem oportunidade de contratá-los. Como é que se distingue um David Luís de um Sidnei aos 18 anos? Existe alguma forma de ver logo aquele que vai dar jogador e o que não vai?!

     
     3.  Outra ideia de Jorge Jesus, e que há muito defendo, e que tem originado algumas discussões com quem pensa de maneira diferente:

O Benfica e os clubes portugueses conseguem competir internacionalmente e ter boas equipas a nível europeu, porque vivem num campeonato muito particular em que não há cotas de estrangeiros e se permite aos clubes portugueses chegar primeiro a alguns futuros craques do futebol mundial.

No dia em que passar a haver cotas de estrangeiros, e os portugueses passarem a jogar, não por serem melhores que os outros mas porque as leis assim obriguem, o futebol português perderá toda a sua competitividade! E perderá porquê? Porque os bons jogadores portugueses continuarão a sair muito novos lá para fora, e o que ficará em Portugal a fazer carreira serão aqueles sem qualidade para jogarem a um nível mais alto.

O GB, alguém com quem já troquei dezenas de posts acerca deste assunto, assume (e legitimamente), que se está marimbando para os rankings europeus, já que de uma forma ou de outra, os clubes portugueses nunca poderão discutir os títulos.

Legítima a sua ideia, mas mais uma vez discordo totalmente. Os clubes portugueses têm de existir a nível europeu, e no dia em que os clubes portugueses deixarem de competir a nível europeu, não mais o futebol português será atrativo para alguns bons jogadores estrangeiros que ainda vamos conseguindo pescar, e cujas competições europeias é a única montra que têm.

Repito mais uma vez algo que muitas vezes aqui escrevi: os jogadores do campeonato português são conhecidos na Europa apenas pelos observadores. O público em geral não os conhece, e se conhece é de um ou outro jogo de competições europeias ou internacional que tenham visto na TV. E sei do que falo, e sei como onde moro os jogadores do Benfica são quase todos perfeitos desconhecidos para as pessoas com quem discuto futebol.

No dia em que o futebol português tiver cotas de estrangeiros e perder toda a sua competitividade, continuaremos a não ter os Andrés Gomes muito tempo, mas também deixaremos de ter os Sálvios. Os Andrés continuarão a sair ao fim de meia dúzia de bons jogos; e os Sálvios nunca quererão participar num campeonato fechado em si próprio, só que para alguns putos da formação sem grande qualidade possam encontrar o seu espaço.


Em suma, três ideias chave da entrevista de Jorge Jesus, e que me deixam feliz por irem ao encontro daquilo que vou escrevendo e que defendo há anos.

41 comentários via blogger

  1. O problema é que há pessoas que são consomidas pelo ódio de tal maneira que não conseguem distinguir entre a fanfarronice,o acreditar nas suas convicções.
    Até acredito que falam em fanfarronice e nem sabem o que a palavra quer dizer.
    Para os mais desatentos não se esqueçam que a inveja e o ódio também matam.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ser fanfarrao, no mundo da bola nem é defeito, desde que... Se ganhe!

      A Mourinho tudo é permitido... E elogiado... Pq ganha...

      JJ ja ganha umas coosas, mas precisa de mais vitorias para lhe ser permitido ser o fanfarrao que ele quer ser. :)))

      Eliminar
    2. Tivesse JJ a eloquência que sobeja a Mourinho toda a gente lhe batia palmas, como não tem tanta eloquência ....chamam-lhe fanfarrão LOL

      Redmoon sabes bem que é verdade, se o JJ conseguisse ter noção e conseguisse trabalhar o seu vocabulário metade das palavras que sai da sua boca se calhar não eram entendidas muitas das vezes como ofensas......como foi aquela história do Manel que até hoje metade do pessoal não percebeu que o que ele queria dizer é que não é fácil encontrar um jogador que reune todas as condições táticas técnicas e fisicas para a posição de médio defensivo que o Matic reunia...LOL

      Eliminar
    3. O JJ tem três títulos relevantes na sua carreira inteira. Três! É que nem queiram comparar.

      Eliminar
  2. Redmoon: Gosto dos teus posts porque raramente criticas o Benfica ou a sua
    direcção, isso é onésto vê-se que não tens ódio nem ao Benfica nem às pessoas
    que trabalham para o Benfica.
    Quanto a se houver cotas para estrangeiros em Portugal a liga portuguesa perder
    a competividade eu não estou de acordo, porque se reparares antes de haver as
    equipas B em Portugal os sub 20 sempre tiveram boas prestações nas selecções
    mas os sub 21 era uma miséria, repara que é terceiro ano de equipas B e o que
    está os sub 21 esta campanha para 2015.
    com as condições que o Benfica, porto e o sporting tem para a formação se for
    aproveitada podemos ter entre 50 e 80 jogadores em Portugal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha que nao é verdade: ja aqui muitas vezes critiquei a direccao. As vezes defendo, outras critico, vai depender sempre do tema:))

      Quanto ao resto, a minha opiniao é a mesma. Falas nos sub 21. Se amanha portugal tiver uma excelente fornada jovem, os 7 ou 8 melhores desses sub 20 estavam nos melhores clubes europeus ao fim de um ano, e os 7 piores ficariam em Pprtugal a fazer carreira para fazer respeitar leis de cotas de estrangeiros.

      Teres muitos ou poucos bons jovens portugueses nao altera nada. Os melhores sairao sempre.

      Mas se houver assim tantos bons jovems como dizes, entao deviam tb ser aposta nos clubes portugueses independentemrnte de haver ou nao limite de estrangeiros.

      Eliminar
    2. "Gosto dos teus posts porque raramente criticas o Benfica ou a sua
      direcção"

      Amen!

      Eliminar
    3. Mas os melhores sairão sempre porquê? Porque é que vender o A. Gomes por 15M é uma grande venda, quando logo depois se vai comprar um grego de 26 anos por 10M? Onde é que está a lógica nisto? Porque é que tu achas que conseguimos segurar os estrangeiros que compramos mas depois achas que qualquer puto português de 18 anos que dê uns toques é logo impossível de segurar?
      Não faz qualquer sentido, é uma linha argumentativa completamente falaciosa.

      Eliminar
  3. Por pontos,1- claro que para fazer muito na europa deve se ter um projeto de médio longo prazo se tivessemos os craques que já vendemos e alguns que ainda temos por 2 ou 3 anos,possivelmente estariamos a lutar para ganhar algo,mas como sabemos temos de vender não há hipótese todos sabemos,e ainda por cima com passivos e todas as dificuldades económicas que temos.2- por 20 milhões podiamos errar menos também significava conhecimento absoluto do jogador para um lugar específico,a tal conversa do produto acabado.depois seria apenas uma questão de formar uma equipa para objectivos grandes.3- as cotas de jogadores seria bom apenas para a seleção e continuidade de ter sempre mais soluções,sinceramente o que me interessa mais é o benfica mas o jogador português tem de aparecer.mas lá está os melhores bazavam e o campeonato ficava mais fraco.nós temos uma seleção de sub 21 maravilha com bons valores quem merecer deve ter oportunidades nas equipas principais e dar lugar para outros aparecerem.não matem é a galinha dos ovos d ouro.basicamente concordo com tudo redmoon.sei dá importância que o jesus tem e quero que fique mais tempo e com condições para ganhar títulos,isto das cotas sei que a fpf tá a trabalhar nesse sentido veremos.eu amo o benfica.miguel gomes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os bons jogadores portugueses devem ser aproveitados em Portugal, independentemente de haver ou nao limite de estrangeiros.

      Os bons devem jogar sempre, os maus é que nao devem TER de passar a jogar so ppr causa de leis que lhes permitem encontrar o seu espaco.

      Esse é que é o problema

      Eliminar
    2. Os bons jogadores portugueses não dão dinheiro a ganhar a meio mundo. Não há dinheiro a circular, porque não há uma transferência para ele entrar.

      Eliminar
    3. Curioso também falares dos "maus portugueses", quando as equipas nacionais estão CHEIAS de estrangeiros sem o mínimo de qualidade. Diz-me lá onde é que está a qualidade dos Emersons, dos Melgarejos, dos Artures, dos Robertos, dos Felipes Menezes, dos Luises Felipes, dos Jaras, dos Djavans, etc etc etc etc. Onde é que está a qualidade desses?

      Eliminar
  4. Certo meu caro. Concordo com tudo o que referes...
    Alias até concordo com a tua opinião sobre a quotas de jogadores, so discordo quando referes que eu digo que não me importo que os portugueses "não existam" no futebol europeu. Eu quero que existam... mas sem a pressão e ambição de ganhar! Apenas jogando jogo a jogo e sabendo que a época nunca pode nem deve ser preparada com isso como objectivo. Deve servir para ganhar visibilidade e dinheiro.

    quanto ao resto... de acordo.

    Sobre a fanfarronice digo-te apenas, e porque ao contrario de ti conheço quem prive (muito perto) com o Jesus: Se não fosse assim tão pretencioso, aconteceriam duas coisas:

    1. todos lhe dariam mais valor (e tanto que ele tem para lhe reconhecerem)
    2. teria muito mais sucesso pois é muitas vezez traído pelo seu ego (cada vez menos, é certo)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas eu tb n digo que jj nao é fanfarrao. Nao faco é disso agenda nem se torna para mim o mais importante. Sou apologista de outro tipo de discurso, mas é o dele, e quanto a isso nada posso fazer.

      Nesta coisa da fanfarronice, eu por exemplo tambem acho ridiculo Jj dizer que formou o Oblak.

      O meu reparo é apenas sobre aqueles prontos a apontar o dedo qd JJ é fanfarrao, e qd JJ profere uma frase como aquela que salientei no meu post, nem uma palavra.

      Eliminar
    2. Redmoon ela não afirma que forma o Oblak, mas sim "forma-mos" ele ai reforça a posição da tal estrutura, que muita gente tenta desvalorizar, que existe no Benfica e depois só afirma que ele é que apostou no Oblak e aqui ele tem razão ele é que aposta.....mal dele se não tivesse apostado LOL

      Eliminar
    3. Sim, "apostou" no Oblak. Então não....Não se tivesse o Artur lesionado, e logo víamos a "aposta".

      Eliminar
  5. Um post cheio de oportunidade e com o qual concordo a 100%.
    Uma lufada de ar fresco no NGB. Tudo explicado como se fosse para miúdos de 4 anos.
    Não percebo porque é que ainda há gente que não vê isto!
    Que o JJ se mantenha por muitos anos no nosso Benfica.
    Saudações Benfiquistas,

    ResponderEliminar
  6. "No dia em que passar a haver cotas de estrangeiros, e os portugueses passarem a jogar, não por serem melhores que os outros mas porque as leis assim obriguem, o futebol português perderá toda a sua competitividade!"

    Meu caro, as selecção de sub-21 ganhou 2-0 à Holanda que tinha no banco o Ola John, jogador que ficou no plantel do Benfica e vai acumulando minutos. Na equipa portuguesa, os únicos jogadores do Benfica que jogaram foram jogadores que não contam para o JJ.
    Não estou a questionar o valor do Ola John (acho um excelente jogador) só não percebo como é possível defender que a implementação de quotas de jogadores da formação iria afectar a qualidade do futebol português.

    Na Alemanha fizeram isso e este ano foram campeões do mundo e têm 2 das melhores equipas da Europa.

    Volto a dizer o que sempre disse, o JJ é um excelente treinador, percebe de futebol como ninguém mas apostar em portugueses não é com ele.

    Cumprimentos,
    L.O.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A alemanha nao vive com o problema dos andres gomes ou os williams estarem a pedir para sair ao fim de meia duzia de bons jogos.

      Os bons alemaes jogam quase todos na alemanha. Eles semeiam e colhem os frutos. Em portugal semeia-se para os de la de fora colherem os frutos e nos termos de voltar a plantar.

      Quando aos sub-21 ja respondi acima, nao vale a pena fazer copy paste

      Eliminar
    2. E qual é o problema de saírem para outros países? Mais espaço para outros crescerem, mais competitividade para as selecções. Se com jovens portugueses nas equipas nacionais conseguirmos fazer metade do que as equipas alemãs têm feito nos últimos anos, teremos um campeonato nacional bem mais competitivo. Relembro que o campeão nacional (Benfica) perdeu redondamente com a última equipa alemã com que jogou (Bayer Leverkusen), o 4a classificado da última Bundesliga.

      Ai e tal não têm talento, ai e tal depois querem sair, ai e tal não têm maturidade. Chega de arranjar desculpas, os números falam por si, o JJ não aposta nos jovens tugas.
      Enquanto continuar a ganhar títulos tudo bem mas é preciso lembrar que o dinheiro de outros tempo não há, JJ terá que aprender a fazer planteis com o que tem em casa e nestes anos não o tem feito.

      Cumprimentos,
      L.O.

      Eliminar
    3. acho que o L.O. não percebe as diferenças entre um país como a Alemanha e Portugal. Basta um simples exemplo, o Bayern Munique é provavelmente o único grande clube europeu a conseguir ter lucro. LUCRO! Ninguém os vê a fazer vendas milionárias. Isto dá-se por dois motivos.

      1. país com incrível poder de compra, em que os estádios estão SEMPRE cheios e as receitas são brutais (basta ver quem patrocina os clubes alemães e a capacidade financeira desses monstros).

      2. país grande e com uma mentalidade nos jogadores de não querer sair. Aliás, dá-me ideia que na Europa há dois países em que os jogadores não têm interesse em arriscar sair do seu país, que é Inglaterra e Alemanha.

      Em Portugal é claro que os jogadores querem sair. Um típico jogador de primeira divisão raramente ganha mais de 5.000€ com excepção a 4 ou 5 equipas. Um jogador na 2ª divisão inglesa ganha várias vezes mais (conheço um exemplo em que os jogadores do Leeds United (na altura na 3ª divisão) andavam de Range Rover, Jaguar, etc.) do que um da primeira divisão em Portugal.
      Se hoje já temos vários jogadores a dizer que procuram um país com maior projecção, o que acha que vai acontecer quando a projecção do nosso futebol (que actualmente é o 5º melhor na Europa) cair ainda mais? Não há hipótese, os melhores vão querer continuar a sair e os medianos vão ficando.

      Vejo que possa ser muito benéfico para a selecção, já para o futebol nacional parece-me que será a morte.

      Eliminar
    4. Jorge Vieira, tentarei responder por tópicos de maneira a esclarecer as suas falácias.

      1 - B. Munique o único clube com lucro? Vá ao site da EUFA e faça uma procura sobre os relatórios de contas de clubes como o R.Madrid, Barcelona, Chelsea, entre outros, e depois falamos

      2- Meu caro, o nosso Benfica, graças ao esforço dos melhores adeptos do mundo, consegue mesmo com a crise que vivemos, ser o clube com a melhor assistência de Portugal. Quanto ao poder de compra, relembro que gastámos o mesmo que o FCP e, a meu ver, não temos um plantel superior.

      3 - Somos um país impulsionador, onde fazemos de pedras diamantes. Qual é o problema de os jovens quererem sair? Desde que saiam depois de terem dado provas, os clubes só têm a ganhar. Só ganham 5000 euros? Por favor, informe-se. Somos um país pequeno, é verdade. mas temos muito talento. Temos que aproveitar e é preciso incutir em treinadores como o JJ, esta filosofia. Chega de investir 30 milhões por época em jogadores de valor questionável, não temos dinheiro para isso.

      Cumprimentos,
      L.O.

      Eliminar
  7. no ponto 2 a afirmação genericamente tem lógica, no entanto por 20M continuas a não saber o que vale o jogador psicologicamente, mas ela foi dada em resposta a três caos muito específicos que lhe foram perguntados e no caso do luis filipe a resposta tem toda a lógica no caso do djavan e do candeias não tem nenhuma.
    nos dois casos tacticamente já se sabia o que valiam porque estavam no nosso campeonato fica só a parte psicológica a do djavan pouco terá sido avaliada já que nem uma semana chegou a treinar a do candeias já era sobejamente conhecida do helder era só lhe perguntar, poupava-se os milhões do prémio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo com a logica que defendo na sua globalidade. Obviamente ha casos, que fogem a toda a logica e nao entendo!

      Cortes por exemplo, alguem entende?!

      Eliminar
    2. Esses casos não fogem à lógica; fogem é à lógica que tu achas que é seguida. Para quem acha que a lógica é outra (o vulgo 'entreposto'), esses casos assentam como uma luva.

      Eliminar
  8. Com a imposição de quotas de jogadores portugueses a qualidade do campeonato baixava não só porque não teria tantos e tão bons jogadores estrangeiros, como os portugueses por não treinarem com os melhores não seriam tão bons.

    Para mim a promoção dos jogadores jovens portugueses passa na maioria dos casos pelas equipas B e por eles terem o seu espaço nos clubes de média dimensão (sem empréstimos mas com venda com direito de recompra) porque assim os clubes teriam a vantagem de os ter a jogar e serem recompensados pela formação nas transferências (pelo sistema de solidariedade).

    ResponderEliminar
  9. 1- Mas é só JJ que perde jogadores todas as épocas? O fcp farta-se de vender jogadores e isso não impediu os tris e os tetras nem as conquistas europeias. É uma falsa questão.

    2- Outra falsa questão. Os jogadores que os outros clubes compram por 20 milhões são os jogadores que nós compramos por 8 milhões. É mais fácil acertar num jogador de 8 milhões do que num de 2 milhões. Etc etc. É importante é saber escolher, saber decidir. Obviamente que irão sempre existir falhanços mas temos sempre que ir reduzindo esses casos e, acima de tudo, fazer uma gestão racional do dinheiro existente.

    3- De acordo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Isso não impediu os tris e os tetras nem as conquistas europeias".

      Pareces um andrade a falar. Provavelmente até deves ser, branqueias como eles branqueiam ou dá-te jeito esquecer as verdadeiras razões dessas conquistas. A má memória dá jeito a muita gente.
      As escutas, as putas, as tavernas do Reinaldo, o café com leite é tudo fruto (fruta) da imaginação dos benfiquistas? Nada disso aconteceu e não teve consequência nas competições?

      É mais fácil acertar num jogador de 8M do que num de 20M? Até estatisticamente se prova que estás errado e mostra a tua ignorância. Há um número muito maior de jogadores de 8M do que jogadores de 20M por isso é muito mais fácil, como diz JJ, falhar quando se contrata um jogador mais barato. A matemática para ti é um conceito desconhecido.

      Eliminar
    2. O Porto, quando foi campeao europeu com mourinho, um ano antes podia ter vendido a equipa toda depois de conquistar a liga europa.

      Nao vendeu quase ninguem quando podia ter vendido, reforcou-a ainda, e no ano seguinte levantou o caneco maior.

      Achas que o Mourinho teria ficado no Porto mais um ano, se o Pinto da costa lhe tivesse vendido logo o Deco e os outros?

      Duvido

      Eliminar
    3. Pedro os tempos são outros na altura de Mourinho haviam 4 ou 5 equipas com poder económico e com equipa tipo "FM glorious moments", de resto eram equipas fáceis, lembra-te que um Benfica pobre triste e amargurado derrota sem apelo nem agravo o Man United e o Liverpool e cai aos pés de um Barcelona que era forte mas que não era nenhum bicho papão...
      Hoje olhas para um Real para um City para um Chelsea e até para um Bayern Munique e diz-me aonde achas que o Benfica os pode atingir?

      Eles querendo chegam à luz e por 30 bisgas levam qualquer jogador, e o Benfica tem obrigatoriamente de baixar a calça....

      O Benfica está ainda em crescimento, o JJ fala bem e o que ele diz não deve ser entendido como um desvalorizar do Benfica mas sim como tentar não elevar em demasia a espectativa dos adeptos, porque se vires o Benfica na época passada tentou fazer brilharete na Champions, a coisa falhou por que epah falhou e depois foi uma ano de corda no pescoço.
      Mas uma coisa é certa se JJ tiver as condições de trabalho asseguradas de uma época para a outra e se acrescentarem valores e não deixarem a "qualidade" fugir, o Benfica pode se bater com qualquer equipa na europa, mas a vitória essa será sempre muito dificil de atingir.

      Eliminar
    4. "Falhou porque epah, falhou". Brilhante.

      Eliminar
  10. Dizes que se Portugal tiver 7ou 8 bons jogadores v[ao para os melhóres clubes europeus,mas com os estrangeiros é a mesma coisa, se os clubes forem obrigados
    a apostár em portugueses vão vir muitos menos estrangeiros sem qualidade, porque
    à parte dos três grandes quantos jogadores é que os outros clubes võ buscár que
    conseguem depois tranferir para grandes clubes europeus?

    E se ouver cotas para jogadores estrangeiros não vão vender os portugueses pelo
    mesmo preço que os estrangeiros.

    Portugál pode formár tanto como a Holanda, que entre os clubes todos dà uma
    média de 7 jogadores por ano de alto nivél.

    Depois o Benfica tem que continuár a crescer financeiramente para dentro de
    5 ou 6 anos conseguir se aproximár mais dos grandes europeus.

    Criticár a direcção do Benfica é normál, se for uma critica onde depois haja uma
    sulução, eu sou contra às pessoas que criticam por criticár, são contra tudo e
    contra todos mas náo tem ideias nem suluções.

    Eu critico o JJ porque perdeu 3 campionatos por pura teimosia dele, levou 4 anos
    para aprender, e este ano já está a cometer os mesmos erros, só por isso que ele
    me inerva e eu o critico.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já que falas da Holanda diz-me qual foi a ultima equipa holandesa a conseguir ganhar uma competição Europeia nos ultimos 5 anos (que foi quando o peso dos Donos dos clubes passou se a sentir mais) e dizme qual foi a ultima a conseguir atingir os 4ºs da champions..

      Eliminar
  11. Caro Reedmon, percebo o teu ponto de vista, mas o Benfica pode construir uma equipa durante 3 ou 5 anos sem vender ninguém que nunca, mas nunca, será candidato a título europeu (refiro-me à champions obviamente). A diferença de potencial para as grandes equipas será sempre avassaladora. Não me venham com o exemplo do porto, este foi noutro tempo, bem diferente deste em que temos equipas que parecem cadernetas de cromos. Ouvir o Jesus a falar em títulos europeus (refiro-me à champions) não é fanfarronice é pura estupidez, pois vem de alguém que tem por hábito não passar a 1 ª fase da champions. Que legitimidade tem este homem para falar em champions???
    Quanto à questão dos jogadores portugueses e as cotas ( o número podia e devia ser discutido) acredito que seria benéfica para o futebol português. Trazia mais soluções para a selecção e dava sentido à formação e às equipas B. Aquilo que vemos no Benfica e porto, só para citar as equipas mais categorizadas, não faz sentido nenhum: jogar com 1 ou nenhum português no 11. Aliás, acho engraçado o Jesus não afirmar que os melhores negócios do Benfica no último ano foram feitos com portugueses que ele pouco ou nada apostou: Gomes, cancelo, Bernardo e Ivan.
    Por fim, fiquei esclarecido quanto à forma se contratar no estrangeiro: um pouco à sorte, a ver o que dá. Trazemos um jogador, muito bem pago, e logo vemos se fizemos ou não um bom negócio e nos antecipamos à concorrência internacional. Isto faz algum sentido??? Se houvesse cotas, provavelmente, teríamos de ser mais criteriosos. O passivo agradecia.
    Cumprimentos,
    Pedro

    ResponderEliminar
  12. Não estou de acordo contigo Pedro, porque já vejo futebol à muitos anos e vi muita
    equipa ser campeã europeia sem ter grandes planteis.

    O ultimo caso foi o Chelcia que elominou o Benfica com muita sorte e gainhou ao
    Bayern com muita sorte, isto são os isemplos mais recentes, mas na historia da
    champions há muitos mais para infelecidade do Benfica.

    Agora é preciso lutár para ter sorte, o problema do JJ é não saber gerir a equipa.
    É como a mim se me dérem um A 380 para pilotár nunca vai sair do chão porque
    eu não percevo nada daquilo, JJ é bom para equipas que lutem pela Europa não
    para um clube como o Benfica.

    Porque é que ele não foi treinár o AC Milão que pagava 10 vezes mais segundo
    ele?

    Comprimentos J N.

    ResponderEliminar
  13. O passivo agradecia!!!
    E os activos também!!
    J´´a agora qual é a diferença percentual entre o passivo e o activo do Benfica?
    Responde lá Pedro!!!!!
    Isto partindo do principio que sabes "ler" um R&C.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Benfica encontra-se em falência técnica.
      Isto partindo do principio que sabes "ler" um R&C.

      Eliminar
  14. Grande comentário redmoon

    Tiago Ermidas

    ResponderEliminar
  15. Ficámos a saber que o JJ lê este blog, Olha a basófia.

    ResponderEliminar
  16. Parabens caro Redmoon, conseguiu ler ou ouvir a entrevista toda e nao so a parte q lhe interessa pra reafirmar as suas opinioes e bater no peito com sentimento de ter sempre razao........muito teria a ensinar a outros parceiros deste blog.

    Concordo com quase tudo q escreveu, JJ tem valor, a estrutura do Benfica tem valor, desde olheiros a toda equipa tecnica e direccao. Certo q o JJ no seu portugues limitado da aso a muita interpretaçao "conveniente", mas eu partilho a opiniao do Ricardo Araujo Pereira........o Camões nao percebia nada de bola........pra bom entendedor meia palavra basta.

    Parabens pelo seu trabalho, é um dos poucos q me faz vir aqui perder algum do meu tempo.

    Nelson.

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.

artigos recentes