O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


O Benfica deve vender em Janeiro?

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Maldição? Uma ova (parte I)!

 ●  + 28 comentários  ● 


Portugal 15 de Maio de 2014

Não é fácil assistir à 5ª derrota consecutiva de uma final europeia, das 8 que o Benfica leva de “enfiada”. Não é fácil de digerir este tipo de derrotas nas grandes penalidades, sabendo que é tão difícil chegar à final. Não é fácil perceber que dominamos a maior parte do jogo com uma equipa diminuída (por castigos e lesões) na sua valia global e não conseguimos marcar um único golo das várias oportunidades que se criaram. Não é fácil entender como foi possível existirem tantos erros de avaliação dos “não-sei-quantos-árbitros” e todos em desfavor do Benfica, algumas com possível implicação directa no resultado. Não é fácil...
Noite mal dormida mas ainda assim deu para por algumas ideias em ordem. E a primeira é que não existe qualquer maldição. A única maldição que me parece que não nos libertamos, é alguma arrogância e desconhecimento das leis do futebol. O resto é circunstancial e sem implicação nas 8 derrotas consecutivas.
Como já referi, vi 5 delas, ou melhor não vi a de ontem para não dar “azar” (gravei e vejo depois). E vi sempre asneiradas em quase todas essas finais, à excepção da derrota com o AC Milan por 1-0 (mesmo assim com um roubo de bola e um contra ataque rápido), uma das suas melhores equipas de sempre.
Nos jogos com o Anderlecht, fizemos uma exibição sóbria e inteligente na Bélgica mas o Diamantino falhou 1 golo de baliza aberta, dos que como se diz na gíria, “era impossível falhar”. No 2º jogo (a final da Taça UEFA era a duas mãos) jogamos à “Benfica”: empurramos os belgas para trás, estes agradeceram e marcaram um golo (por Lozano depois transferido para o Real Madrid) num contra ataque (o nosso meio campo era constituído por Shéu, Carlos Manuel, Stromberg, Chalana e Diamantino, dos quais só Shéu e Stromberg sabiam defender). Na final com o PSV perdida nas grandes penalidades por 6-5, os nossos jogadores Elzo e Pacheco andaram o jogo todo a perder as chuteiras porque se lembraram de estrear umas meias novas. Anedótico e embaraçoso. O PSV tinha eliminado o Real nas meias finais, era claramente favorito, e na final o Toni ensinou ao Mourinho com se deve defender, pois foi quase só isso que o Benfica fez, embora se aceite a opção dada a diferença de potencial das duas equipas. No ano passado com o Chelsea jogamos com dois avançados, Cardozo e Lima e não corrigimos o modelo quando conseguimos empatar 1-1. Este ano jogamos novamente com dois avançados desta vez Lima e Rodrigo, mesmo sabendo que a nossa equipa estava desfalcada. Os adversários jogam com um só e ganham-nos. Maldição? Uma ova...
Desde o episódio das chuteiras voadoras à ambição desmedida de ganhar por esmagamento dos adversários, o Benfica falha porque não tem organização (chuteiras voadoras) e porque sofre de arrogância crónica irresponsável (jogar com 2 avançados). Não há aqui qualquer maldição. Há sim falta de competência e respeito pelos adversários e pelo futebol!
É preciso contudo abrir um parêntesis para salientar que a presença em duas finais da Liga Europa consecutivas, é algo que nos deve deixar orgulhosos e com a certeza que contribuíram para afirmar o Benfica no panorama internacional. Mesmo não ganhando, o Benfica ganhou a estima e consideração de muitos clubes e agentes desportivos, quer no ano passado, quer este ano. E isso nunca poderá ser ignorado destes debates acerca dos pormenores que faltam para ganharmos as finais europeias! Porque se não o fizermos, pode dar-se o caso que para o ano em vez de estarmos a falar da Final, estejamos a falar da fase de grupos da Champions ou dos dezasseis avos de final da Liga Europa. Eu prefiro continuar a falar de finais perdidas do que falar das opções do treinador que nos deixou pelo caminho.
Não posso deixar de referir que, a somar às lacunas internas já mencionadas, é pouco inteligente não contextualizar a derrota com os 2 penaltys perdoados ao Sevilha, um no final da 1ª parte sobre Gaitan, com expulsão associada, e outro na 2ª parte, sobre Lima com 2º cartão amarelo e expulsão associada. Sugerir, como já ouvi, que esses erros não podem servir para desculpabilizar erros próprios, é uma forma ínvia de branquear o que se passou, pelos mesmos que não têm igual critério quando ouvem Mourinho ou Bruno de Carvalho escudarem-se nas arbitragens para esconderem os seus fracassos. Se para estes os erros podem ser utilizados na retórica pós jogo, para o Benfica têm de poder também!
Ora esta problemática da arbitragem enquadra noutro problema que já referi diversas vezes e que também pode ser associado ao número de derrotas nas finais europeias: o Benfica não tem, nem agora nem no passado, estratégia de comunicação social para condicionar “positivamente” os árbitros, cá e lá fora. Quando foi anunciado que tinha sido escolhido o tal árbitro que validou um golo fantasma no campeonato alemão, teria sido inteligente comentar a nomeação em tons suaves mas assertivos, “fazendo votos para que o árbitro não validasse nenhum golo que não entrasse na baliza”. Isto teria bastado para que o árbitro e sua equipa percebessem que estavam a ser fiscalizados. Seria suficiente para ele assinalar os dois penaltys referidos? Não sei, mas seria sem dúvida uma ajuda e posso comprovar com os resultados do campeonato português, que o discurso de Bruno de Carvalho surtiu efeitos no campo dos penaltys assinalados a favor do SCP.

28 comentários via blogger

  1. o ano passado os avançados foram cardozo e rodrigo.
    e de quem é a decisão de jogar estes jogos decisivos com dois avançados? o teu tão querido treinador o mesmo que disse que o arbitro fez uma boa arbitragem e apenas errou ao não marcar um penalty.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O "meu" querido treinador foi quem nos levou à final por duas vezes consecutivas. Os teus queridos treinadores forma o que se viu nos vinte e tal anos anteriores.

      O Benfica que empatou com o PSV tinha na avançada Magnusson e Rui Águas.. 2 avançados. Porquê? Isto não tem que ver com o actual treiandor do Benfica mas sim com a tradição do Benfica.

      Os mentores dos 2 avançados, em 4-4-2 mais ou menos losango, como Gaspar Ramos e José Augusto publicamente já defenderam, são parte de uma parte do problema: o que passa de uns para os outros e que condiciona quem treina o Benfica...

      Quanto à arbitragem de facto Jesus deixou a playstation em Braga.. acho que ele, tal como Fernando Santos e Jesualdo antes, têm ordens para não falar de árbitros, porque Fernando Santos e Jesualdo no FCP e SCP falavam e não era pouco...

      Eliminar
    2. pois o teu querido também quebrou mais um record perdeu duas finais seguidas. alguns foram meus queridos, não todos, mas olha que todos sofreram do mesmo mal deste foram roubados este levou-nos a um novo patamar que os anteriores não conseguiram mas este também é incapaz de nos levar ao patamar seguinte, atingiu o principio de peter.
      aí estas errado o rui aguas só jogou contra o psv porque o diamantino se lesionou mas porque não falas na final de noventa em que um treinador adepto confesso do 442 com tese de doutoramento e tudo sobre essa tactica só jogou com um avançado.
      depois já te disse que essa tradição resulta mais dos treinadores que escolhes do que propriamente duma tradição do clube, depois também já te dei vários exemplos onde isso não aconteceu, também já te perguntei qual foi o treinador que antes de vir para o nosso clube jogava só com um avançado e passou a jogar com dois, continua à espera da resposta, ainda assim nem sequer estou a dizer que deveríamos sempre jogar só com uma avançado por vezes, conforme o adversário, poderíamos jogar só com um como aconteceu duas vezes esta época, mas estranhamente ou não, acabou por não se repetir mais.

      Eliminar
  2. On fire, mais uma vez.

    Post extremamente lúcido assim como os do "Benfica by GB", a chamar os bois pelos nomes.
    Criticar o que há a criticar, de forma construtiva.

    Espero que quem de direito melhore a que há (muito) a melhorar.

    "É inconcebível que o JJ tenha dito que foi uma boa arbitragem tirando alguns pormenores"
    Era tão fácil "vocês viram o mesmo jogo que eu, façam o vosso trabalho"


    Um grande abraço
    João

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado. MAs a questão d eninguém falar de arbitragens para mim centra-se na estratégia do BES que é quem de facto manda no Benfica. A sua KPMG é quem inventa todas as campanhas comerciais que vemos, mas depois o empreiteiro é que aparece no meio como mentor das mesmas...

      Para este "sistema" que tomou conta do Benfica, não dá lucro falar de arbitragens... lucro dá, comprar e vender jogadores: o BES empresta, Vieira e Mendes tratam do assunto e assim alguns fazem fortuna a partir do zero...

      Eliminar
  3. De acordo com quase tudo... menos a cena dos dois avançados... pois é fácil agora lembrar que perdemos assim mas desde a vitória sobre o Porto e com esta dupla que isso era um não-assunto... não será agora certamente quando jogámos bem, apesar de tudo (árbitro, lesões, suspensões manhosas, etc etc e tal)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens de conocrdar que jogar com o FCP não é o mesmo que jogar quem espetou 4 ao FCP com menos 1 jogador.. a nossa falta de respeito vê-se nestes pormenores...

      Até o Real Madrid joga só com um ponta de lança já para não falar do Barça que joga sem nenhum... O Benfica não pode abordar as finais com 2 pontas de lança e ver o adversário ganhar supremacia no meio campo porque nos falta lá alguém...

      Mas obrigado na mesma...

      Eliminar
  4. Os espanhós têm Villar na UEFA e nós temos o Fernando Gomes do FCP que não pinta nada... Até os espanhóis conseguem ser mais imparciais do que os portugueses invejosos do costume em relação a um clube nacional... Os espanhóis têm o Villar na UEFA e Portugal tem o Fernando Gomes do FCP... https://www.youtube.com/watch?v=RXSkLyHxc94

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Correcção: nós temos o Fernando Gomes apoiado INEQUIVOCAMENTE pelo Sr.º empreiteiro... obrigado pela tua achega...

      Eliminar
  5. Na final da Champions devíamos receber o Villar e o Platini como eles merecem... https://www.youtube.com/watch?v=RXSkLyHxc94

    ResponderEliminar
  6. O BETO AINDA VAI À SELECÇÃO DEPOIS DA BATOTICE, E, SOBRETUDO, DAS BOCAS AO JESUS - COMO O JESUS SAIR DA ÁREA DELE TIVESSE ALGUM EFEITO NO JOGO... NÓS, OS BENFIQUISTAS SOMOS MESMO MANSOS...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Somos mansos e temos de ser... está tudo feito para transformar o Benfica num clube que paga para todos, mas desportivamente é o que calhar.. alguém já viu o Presidente do Benfica dizer alguma coisa?

      Eliminar
  7. aahhaahahhaahahahahahahah nao poem meus comentrarios haahahahahahaah tao bem feita sao 53 anos sem ganhar na europa record mundial negativo nem os cubs hahahaahahahahaahahahhahaahahhaahahahahah tao bem feita malditos e malditas de merda haahahahahahahahahahahahahahahhah helder botelho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ó Hélder, não é um qualquer bardamerda que me incomoda, como tu... estou muito orgulhoso de ser adepto de um clube que tem 10 finais, 8 perdidas... um dia haveremos de jogar com Mónacos, Celtics e Bragas e sairemos vencedores, acredita...

      Eliminar
  8. Derrotados pela arbitragens. Querem por escrita ou por desenho?
    Eficacia ou falta de jogadores para o efeito?
    Alternativas para o Suleimani? Depois das amaralegens (inocentes) com a Juventus. Inocentes como os penaltis omitidos.
    Omitidos como os penaltis que o Betinho defendeu, irregularmente.

    Parabens ao carriço dos beijinhos que tiveram mais publicitação que o penalti que lhe foi perdoado.

    ResponderEliminar
  9. o Benfica não tem, nem agora nem no passado, estratégia de comunicação social para condicionar “positivamente” os árbitros, cá e lá fora..
    ----------------------------

    Seria bom que o novo assesssor de LVF se encarregasse (com eficacia) dessa tarefa, em vez de andar a elogiar o Qualesma cigano.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, mas o assessor existe para criar mais um dependente de Vieira e assim reforçar mais a sua centralidade neste universo Benfica... o resto é para ir a missas e velórios porque ele de futebol pouco percebe, dos bastidores ainda menos e mesmo que percebesse não acredito que Vieira o deixasse falar. Vieira ou quem manda no Vieira...

      Eliminar
  10. Ó pá,
    Vai para o caralho com esta tua conversa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se quiseres vir dizer-me isso pessoalmente, posso dar-te a minha morada...

      Acho que os tipos que não assinam os comentários não costumavam ser publicados. Estou certo ou errado, administradores do blogue?

      Eliminar
  11. Concordo contigo em relaçao aos dois avançados, mas só em parte.

    Foi com dois avançados que temos andado sempre nas decisoes. É com dois avancados que completamos a liga europa sem uma unica derrota.

    É com dois a avancados que o liverpool esteve pertissimo de ser campeao este ano. E foi com dois avancados que o Man city foi campeao este ano.

    Ha outros modelos? Claro que sim! Mais ganhadores? Está por provar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado. Mas não queres comparar o plantel do City e do Liverpool com o nosso. Ainda por cima desfalcado...

      Acho que estás errado nalguns aspectos. Com o Tottenham jogaram Cardozo e Rodrigo, nos dois jogos. Podes dizer: aqui está, eram 2 pontas de lança. Não necessáriamente. Cardozo fixo, jogando à frente e segurando os centrais, Rodrigo atrás jogando como 2º avançado ou como médio ala, etc... e resultou...

      Na Grécia jogou apenas o Lima e ganhamos 1-0.. com golo de Lima ... na Luz já jogou Cardozo e Rodrigo...

      Não fiz uma análise, mas acho que a dupla Lima + Rodrigo apenas jogou junta contra a Juve, fora. Mas aí o que precisavamos era de não sofrer golos... hei-de voltar ao tema...

      Eliminar
  12. Tanta tolice (e ainda só vamos na parte I... medo).

    «Não existe qualquer maldição.»
    Obrigado, génio, por nos vires mostrar a luz. Se não me tivesses garantido, eu ficaria a acreditar que existia mesmo uma maldição.

    «Arrogância crónica irresponsável (jogar com 2 avançados).»
    A equipa faz um prova limpa jogando dessa maneira, é até a primeira, na história da competição, a chegar à final sem derrotas, e este iluminado queria que nos apresentássemos no jogo decisivo jogando de uma maneira diferente?
    Se não ganhássemos na mesma, estaria a perguntar porque é que Jesus tinha mudado de modelo de jogo justamente na partida mais importante, se nunca tinha jogado assim antes.
    Ainda por cima, não defrontávamos nenhum papão. A equipa construiu oportunidades de sobra para ganhar o jogo, 3 delas foram negadas pelo árbitro, não foi pelo modelo de jogo que não trouxemos o caneco.

    «O Benfica não tem, nem agora nem no passado, estratégia de comunicação social para condicionar “positivamente” os árbitros, cá e lá fora.»
    Para mim, é um orgulho que o Benfica não condicione arbitragens. Nem da maneira lírica que propões («comentar a nomeação em tons suaves mas assertivos, “fazendo votos para que o árbitro não validasse nenhum golo que não entrasse na baliza”. Isto teria bastado para que o árbitro e sua equipa percebessem que estavam a ser fiscalizados»), nem da maneira porca como se faz no Porto, nem da maneira insidiosa como faz a Juventus.
    Os sevilhanos não fizeram qualquer comentário suave mas assertivo sobre a arbitragem para beneficiarem de tantos erros.
    E se o árbitro fosse realmente honesto e se sentisse incomodado pela desconfiança dos teus comentários e, por causa disso, passasse a nutrir uma pequena antipatia pelas tuas cores e não se importasse de te prejudicar? Estarias satisfeito com a tua inteligente actuação?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É pá, até gostava de responder com a extensão que me dedicaste, mas como começas por afirmar peremptóriamente que Jesus jogou sempre assim nas eliminatórias, não vale a pena pensar em responder-te porque não estamos no mesmo comprimento de onda...

      Cardozo jogou a titular mais vezes do que Lima, isso sim, é um facto. Trocar Cardozo por Lima no jogo decisivo não é alterar o sistema de jogo? É pá, mas onde andaste a estudar futebol?

      Quanto ao resto, se achas que existe uma maldição, olha vai por uma velinha à estátua do Bella Gutman...

      Eliminar
    2. Escusavas de ter confirmado ao OP que és tolo, nem percebeste o que ele te disse.

      Eliminar
  13. Esta derrota resume-se a 2 coisas na minha opinião, um plantel sem menos 3 jogadores importantes e os erros escandolosos que houve no jogo! Simples.
    Não percebo é como é possivel alguém não mencionar a vergonhosa arbitragem e o afastamento de Markovic, como é possivel haver no Benfica gente se colhoes para defender o Benfica e chamar o nome pelos bois na comunicação social! FDX

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Clap, clap, clap... também concordo com esta perspectiva. Mas apenas falo do modelo de jogo admitindo que não podemos fazer nada na arbitragem...

      Eliminar
  14. "o Benfica não tem, nem agora nem no passado, estratégia de comunicação social para condicionar “positivamente” os árbitros"

    a sério? e eu a pensar que o Jorge Sousa pediu para não apitar mais jogos do Benfica depois do roubo da Madeira na 1ª jornada porque o Benfica fez o que lhe competia e obrigou a uma re-avaliação correcta do seu trabalho... ahh pois como foi feito como devia e sem ser nos jornais já não interessa?

    e eu a pensar que perante outro roubo descarado em casa contra o Belenenses que o LFV tinha dado um murro na mesa e chamado os bois pelos nomes e a partir dessa altura o árbitro desse jogo nunca mais apitou um jogo que contasse para o título?

    e será que foi por acaso que o Sporting só queria internacionais nos jogos do Benfica e que felizmente eles só apareceram no fim qd já estava quase decidido o campeonato... mas como tudo foi feito sem ser necessário recorrer aos meios de comunicação social, e como se não tivesse acontecido LOL

    realmente sempre achei estranho e continuo a achar que há mais benfiquistas a elogiar as direcções do Porto e Sporting (imaginem que até o Godinho Lopes foi sobejamente elogiado) do que há benfiquistas a reconhecer o trabalho desta direcção... até deve haver mais benfiquistas a continuar a defender o vale tudo LOL

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.

artigos recentes