O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


Qual vai ser o resultado do Derby?

domingo, 11 de maio de 2014

Avatar

A dificuldade dos jovens é a mesma do Cardozo

 ●  + 19 comentários  ● 
Gosto tanto de trazer o Cardozo à baila... Vocês vêm logo de armas em punho!

Bom, vamos lá falar serio: Na verdade à excepção do Ivan Cavaleiro, Jorge Jesus não lançou nenhum jogador da formação do Benfica, ou terá lançado Andre Gomes se, com muito esforço, o quisermos considerar da formação.

Mas isto não acontece por acaso, acontece pelo mesmo motivo que neste momento o Cardozo na equipa do Benfica não joga um chouriço... Ou seja, porque depois de cinco anos de Jorge Jesus e dois/três com o núcleo duro que sustenta a equipa desta temporada, os processos estão tão consolidados e joga-se a um ritmo e dinâmica tão elevados, que não há tempo nem espaço para quebras com jovens que não têm a mesma dinâmica e que irão demorar a adquirir porque ainda estão na ultima etapa da formação.

Está é a realidade! Se concordo com ela? Não... Acho que em tudo na vida há um meio termo e entendo que o SLBenfica deveria ter um plano para os seus principais jovens com maior potencial. Com base nesse plano deveria haver trabalho específico dentro e fora de campo para "atenuar" as dificuldades.

Para isso acontecer, o Jesus tem que continuar a evoluir e tranformar-se num pedagogo e não num pedante como é - não sendo isto uma critica, mas sim um apontar de uma característica de personalidade.

Deveríamos começar de baixo para cima a partir dos juvenis a seleccionar o top 5 todos os anos de jogadores com maior potencial e estabelecer uma equipa de acompanhamento multi-disciplinar para esses miúdos. Já aqui disse que a liderança dessa equipa poderia perfeitamente ser de um homem que os viu a quase todos de fraldas quando chegaram ao Benfica, chamado Prof. Antonio Fonte Santa - foi ele "o pai" da primeira treinadora de uma equipa profissional masculina no Mundo, a Helena Costa.

Esses miúdos deveriam ao longo do ano ser integrados em planos específicos de acompanhamento físico, em treinos específicos de desenvolvimento de características de jogo, em trabalho psicológico de acompanhamento, em planos de trabalho com referências do Benfica (ex jogadores), em treinos regulares com o escalão acima e convocatórias para alguns jogos, etc.

Isto fará com que o processo de entrada nos escalões acima e depois mais tarde no futebol profissional seja mais suave mas, acima de tudo, mais produtivo e com resultados melhores.

Não podem ser aos 4 e 5 por ano a chegar à equipa A... Vai ter que ser um processo menos impactante porque, como disse acima, não há espaço nem possibilidade de o fazer com três ou quatro de cada vez.

Dito isto e porque entendo que não há neste momento nem táctica nem capacidade para integrar muitos dos valores da B e dos juniores, a minha opinião é que Cancelo, Bernardo, Lindelof e Ruben Pinto deveriam ser emprestados a clubes da primeira divisão onde possam jogar com regularidade... POR VITÓRIAS. Nao servirá de nada empresta-los ao Belenenses ou ao Setúbal. Estes jogadores terão que jogar em equipas como o Marítimo, Guimarães, Braga....

Na próxima equipa apostaria na integração, sim, do Nelson Oliveira e tentaria fazer dele um avançado de nível europeu.

Os restantes jogadores da B, entre os que mais se destacam como o João Teixeira, o Hélder Costa, etc dariam continuidade ao percurso na B mais um ano e, se "derem o salto" poderem também ser emprestados na primeira liga na época seguinte.

Este princípio deveria ser adoptado também aos juniores onde, os melhores valores devem obviamente ser integrados na B, tal como deverão vir a integrar gradualmente o plantel (treinando com regularidade na B e jogando nos juniores) aqueles que ainda terão mais um ano de júnior - como o Gonçalo Guedes, por exemplo.

19 comentários via blogger

  1. jesus lança todos aqueles que forem necessários e mostrem valor para ser chamados. cancelo estaria melhor que silvio e almeida como lateral direito? nao. bernardo poderia ter sido muito util no nosso 442? nao. helder costa nao seria mais que nenhum dos 5 extremos do plantel. ruben pinto nao faria mais que os andres a partir do banco. etc, etc.

    ResponderEliminar
  2. Até estou admirado por já deixarem de falar no Miguel Rosa: agora já não é aquela 7ª maravilha do mundo?

    ResponderEliminar
  3. mau gosto comparar o cardozo depois de tudo o que ja fez, membro da equipa ha 7 temporadas, com miudos da b.

    ResponderEliminar
  4. Mas o Cardozo não demonstrou já durante 6 épocas que é um bom jogador e que várias vezes até faz grandes exibições que vão para além de encostar bolas para golo?

    E a época passada o Rodrigo não andou aos papéis?

    Será que jovens da equipa B ou de juniores têm as mesmas credenciais que jogadores como o Cardozo ou o Rodrigo, que permitem a aposta continuada, mesmo quando estes estão em menor forma?

    Por exemplo, o Sálvio. Veio de uma leão prolongada e complicada e os primeiros jogos que fez foi uma desgraça. Mas o Sálvio que conhecemos, está de volta.

    A verdade é que nós, adeptos e sócios só vemos os jogos.
    Não vemos o que se passa nos treinos quer se queira quer não.

    Este ano, tirando o Artur/Oblak, que escolhas do Jesus é que os adeptos se podem queixar?
    De não alinhar sempre com o Rodrigo e o Lima, estourando os dois?
    E claro isso é esquecer que a novela do início da época era "Quando é que o Jesus volta a por o Cardozo porque o Lima e o Rodrigo não chegam?" E o Cardozo voltou e marcou golos importantes.


    ResponderEliminar
  5. Espero sinceramente que o Nelson Oliveira tenha todas as oportunidades na próxima temporada. Pode ser que assim te "cales" com o assunto. Apre.
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero bem que não pois não vale grande coisa. Despachar ou ir para os B.

      Eliminar
    2. Mas é só assim que o GB acaba com esta novela.

      Eliminar
  6. Na verdade a dificuldade dos jovens imporem-se na equipa principal no Benfica não é de hoje e nem de ontem, tem pelo menos um espaço temporal de 30 e poucos anos. A excepção á regra aconteceu precisamente com a geração de ouro, no Benfica e não só; tudo devido aos títulos mundiais e europeus entretanto ganhos e claro está pela superior qualidade média dessa geração. Mesmo assim jogadores como P. Sousa e R. Costa que vieram a ser dos melhores do mundo nas suas posições, se não os melhores; tiveram que penar com treinos atrás da baliza durante uma época com Erikson como treinador, e foi decisão dele, dispensar R. Costa ao Fafe da 2 divisão, para rodar e ganhar calo para voos mais exigente. Fora este dois e de memória lembro-me de Abel e P. Madeira a jogarem com regularidade; já o Valido e Amaral, vindo do SCP também ele campeão do Mundo pouco tocaram na chincha. Isto tudo numa altura que o Benfica teve como treinadores o já falado, afamado e categorizado Erickson e o Toni. Nessa altura também eles queriam os melhores a jogar e assim foi, vieram os Thern, Shwartz, Valdo, Elzo, Ricardo, Mozer, Iuran, Kolkohv, Mostovoi etc... sempre em prejuízo dos jovens portugueses vindos da formação e de outras paragens. Mas claro para alguns a culpa é do JJ.

    Antes disso lembro-me assim de memória do Samuel, Chalana e do Cavungi por exemplo.

    A ultima grande fornada de jogadores vindos dos juniores e que fizeram carreira de êxitos do Benfica e até no estrangeiro, foi a fornada de Alves, H. Coelho, Shéu, Zé Luis, Jordão, Artur por exemplo.

    Também não podemos esquecer que entretanto houve um iato de quase 10 anos na formação do SLB, iniciada com V. Azevedo como presidente e que entretanto teve que ser iniciada e reconstruída e que só agora começa a dar os primeiros frutos. Roma e Pavia não se fizeram num dia.

    Portanto quem quer discutir este assunto não pode esquecer esta realidade histórica.

    Juca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ze Luis é da fornada do Chalana

      Eliminar
    2. O problema de muitos que mandam bitaites é, por um lado terem falhas de memória muito frequentes, e por outro terem uma visão enviezada da história do Benfica nos últimos 30 anos. Revoluções no futebol benfiquista transportam-me de imediato aos tempos do "avant-garde " Artur Jorge, bem falante, muito bem encadernado, amante das artes e das letras, que na época de 94/95 destruiu uma equipa de artistas. Arrumou jogadores como Isaias,Vitor Paneira para meter os Nelos, os Kings, os Tavares. Cometeu o " SACRILÉGIO " de conspurcar a camisola 10 que anteriormente tinha pertencido ao RUI COSTA para a entregar ao Nelo ! ! !
      Fiquei farto de doutores a treinadores do Glorioso...

      Eliminar
  7. Fazer do Nelson Oliveira um avançado de nível europeu? Isso, nem o Jesus nem ninguém, apesar que dizerem que o outro do mesmo nome fazia milagres.
    Quanto ao Gonçalo Guedes, não posso estar mais de acordo. Sei que ainda é muito novo (17 anos) e que ainda se pode deitar a perder, mas é sem dúvida alguma o jogador mais promissor de todos os da formação. Revela uma maturidade, velocidade e técnica, muito acima dos restantes Juniores A e maioria da equipa B. Digo isto porque jogadores tecnicamente evoluídos existem outros (Bernardo Silva, Helder Costa, ect.) mas não a inteligência de jogo do Gonçalo Guedes, que apesar de ser sobre dotado tecnicamente, joga simples sempre que o jogo lho exige e sabe movimentar-se sempre para fugir da marcação. Já é um grande jogador, mas tem tudo para ser um jogador excepcional. Daqueles que surgem de 10 em 10 anos.
    Joaquim Moura

    ResponderEliminar
  8. E que tal as pessoas verem os comentários do JJ pelo que valem? Não é por jogarem este jogo que têm lugar na equipa... têm de continuar a trabalhar porque aqui não há nada oferecido nem garantido... e é assim que deve ser.

    ResponderEliminar
  9. So para inicio de conversa.o Andre Gomes do Porto ou do Boavista nao jogava nem no Olhanense.

    ResponderEliminar
  10. Fala-se muito que aposta-se em miúdos estrangeiros (leia-se, jogadores não formados no clube), tipo Markovic, e não em miúdos portugueses. Esquece-se é que Markovic jogou dois anos na primeira equipa do Partizan antes de vir para o SLB. Tal como os argentinos, tipo Di Maria, que chegam ás principais equipas da Argentina com 16/17 anos ou até com menos (Aimar e Saviola chegaram com 15).
    Quero dizer é que a mentalidade portuguesa é que os miúdos portugueses, para jogarem nas equipas A, têm de ser fora-de-série-hiper-mega-estrela e não têm tempo para errarem. Têm de ser perfeitos. Como os estrangeiros (não formação) tiveram investimento, à que dar o seu tempo. Não concordo com esta mentalidade. Markovic, Di Maria e outros tiveram esse tempo para evoluir nos seus clubes de formação. Temos de ser pacientes. Não lançar logo aos tubarões. Entrando aos poucos, tal como os Andrés. Temos valores, que com uma/duas épocas numa equipa da 1ª liga, podem vingar. Lembrem-se do Oblak. O Miguel Rosa foi um exemplo da não paciência.

    Obrigado e Saudações!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpa...mas o Miguel Rosa é o exemplo perfeito daquilo que é ou não um jogador para o Benfica....Miguel Rosa é um bom jogador..tal como o Nelson Oliveira....mas ser bom não chega para se jogar no Benfica. no Benfica tem que ser jogador de Top.

      Eliminar
    2. Se fossemos pensar assim, então o André Almeida, Sulejmani, Ivan, Jardel, Djuricic, etc, nunca poderiam jogar no SLB. Tem de haver bons e jogadores de top num plantel. Só havendo de top, por vezes, e quase sempre caso Real Madrid, não funciona.
      O Miguel Rosa merecia estar no plantel principal, é bom jogador, com Jesus poderia ser melhor, tem alguma experiência, e de certeza que renderia mais que o Djuricic ou até mesmo o Ivan.

      Obrigado e Saudações!

      Eliminar
  11. Aproveitem e desfrutem do momento histórico que estamos a viver no nosso clube e deixem-se de levantar problemas, os quais muitos ou a totalidade mesmo de nós não tem conhecimentos nem formação suficiente para poder opinar sobre a maioria dos temas aqui debatidos. Acreditem que no futuro (espero que longínquo) muitos dos que hoje criticam irão dizer..."Naquele tempo é que era"

    FORÇA SLB

    ResponderEliminar
  12. Scalabitano12/05/14, 00:37

    Acho que o Benfica, se quer fazer realmente uma aposta séria e concreta na formação, deve aprender e conhecer o processo de integração de jovens da formação do Southampton na sua equipa principal. Este clube inglês ultimamente tem apostado na formação com grandes resultados! Gareth Bale, Theo Walcott, Chamberlain e mais recentemente, Luke Shaw, Ward-Prowse, Callum Chambers e Gallagher. A exigência no Southampton é igual ao do Benfica? Claro que não, mas a exigência da Premier League é bastante superior à da Liga Portuguesa!

    ResponderEliminar
  13. No Benfica só jogam os melhores..sejam da formação ou não..Portugueses ou Chineses...

    António Simões, José Augusto, Bento, Carlos Manuel...etc etc etc...não foram formados no Benfica..e no entanto foram jogadores de Top no nosso clube.

    Mas a verdade também tem que ser dita, por muito que custe muita gente ouvir, os tempos eram outros, muitos dos jogadores que foram grandes campeões nas décadas de 60, 70 ou 80..se calhar nesta equipa do Benfica nem calçavam.

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.

artigos recentes