Queres arriscar, Jesus?
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


segunda-feira, 8 de julho de 2013

Queres arriscar, Jesus?

 ●  + 34 comentários  ● 

Se eu tivesse oportunidade de decidir a integração de jogadores emprestados do SLBenfica, optaria pelos seguintes, e já passarei a explicar em que condições e objectivos:

- Jan Oblak, João Cancelo, Miguel Rosa, Ruben Amorim e Nélson Oliveira.

Todos, sem excepção, contam como jogadores formados no clube, algo que para a UEFA é fundamental na inscrição da Champions, obrigando a 4 jogadores com esta condição. Aqui teriamos cinco, aos quais juntaria mais o Andre Gomes, o André Almeida e o Steven Vitoria, como jogadores formados em Portugal, condição para a qual temos que ter oito jogadores e assim ficaria com o quadro completo.

Jan Oblak, como já aqui escrevi há dias, depois de um brilhante ultimo terço de campeonato no Rio Ave, onde foi titular praticamente toda a época, fará todo o sentido ter uma temporada de "preparação" para ser lançado ao mais alto nível. E o que é isso?

Será integrar Oblak no plantel, a treinar com os melhores e a apontar ao jovem brilhante guarda-redes as Taças nacionais (Taça de Portugal e Taça da Liga). Paulo Lopes, aos 35 anos - e também ele jogador que entra nas contas da UEFA como formado em Portugal - passaria a 3º guarda-redes e importantíssimo pilar de suporte à formação do Jan. Seguramente que não iria jogar menos do que já jogou este ano que passou...

João Cancelo é um diamante por lapidar e estes têm que ser lapidados em competição! Silvio é bem vindo, mais um que conta como formado no Clube (aí vão oito, com este!) e será uma boa opção para o lado esquerdo da defesa. Eu não iria pelo caminho que outros foram ao apostar nele para o lado direito. Para essa ala apostaria em João Cancelo como rotação do Maxi Pereira e do André Almeida, a treinar integrado na equipa A (sempre!) e a jogar na equipa B, excepto nos jogos da Taça de Portugal e Taça da Liga, como indicado no caso acima para o Jan Oblak.

Lapidar o David Luiz, o Ramires ou o Witsel... ok, é importante mas é significativamente menos difícil do que trabalhar e fazer evoluir diariamente um jogador "em bruto" como o Cancelo - um talento!

Miguel Rosa! Pronto... já estraguei o dia ao Jesus e a algumas pessoas da estrutura do SLBenfica! O melhor jogador da 2a Liga há duas época seguidas tem que integrar o nosso plantel e ser a alterantiva válida, para qualquer jogo, aos titulares. Tem qualidade para ser titular do SLBenfica? Possivelmente não tem... precisa de mais desenvolvimento e mais capacidade? Então para que pagamos ao Jesus como treinador de topo e potenciador de jogadores? Não é para isso mesmo??? Miguel Rosa pode facilmente ser uma alternativa muitíssimo válida para a posição 10 (o Jesus parece que não tem nenhum dado que diz que o Djuricic é um 9,5 lol) e para as alas (não tanto como a 10, mas...).

Ruben Amorim seria um jogador para fazer rotação activa com o Enzo Perez. O que entendo por rotação activa é que nenhum tem que ser necessariamente o titular absoluto. Ambos têm qualidade, talvez o argentino um pouco mais, mas o Ruben tem todas as condições para discutir o lugar com o Enzo jogo a jogo. E no tempo... poderá ainda ser a referência que precisamos no plantel - jogador português, formado no clube e com longa presença no clube e no futebol nacional.

Nelson Oliveira é outro caso bicudo, como o de Miguel Rosa. Fácil, fácil é entregar ao jogador a responsabilidade de corrigir os erros mentais do passado, empresta-lo novamente e quem quiser que faça dele um jogador. Vimos o que isso deu com o Coentrão: ZERO! Rio Ave, Nacional e Saragoça... nunca resultou!

A minha sugestão, já a disse antes aqui no blog. É hora de "agarrar" o Nelson Oliveira e "trabalhar" aquela cabeça. Dar-lhe a oportunidade de substituir Cardozo ou... substituir o avançado da equipa B. Ou seja, dar ao Nelson a oportunidade de agarrar um lugar na Luz, no espaço deixado por Cardozo, mas se não corresponder rapidamente e já na pretemporada, não será emprestado a nenhum clube, terá o destino que merece: A 2a Liga, na equipa B do Benfica, para um jogador que não tem cabeça e humildade para ser mais que isso.

Dar ao Nelson todo o apoio e oportunidade de mostrar que realmente merece ser visto como uma confirmação, como a alternativa a Lima e Rodrigo ou como o substituto de Cardozo. Como jovem que é, e depois de tanta asneira, tem a obrigação de se quer ser alguém no futebol, começar a mostra-lo já imediatamente no estágio de pretemporada. Ou então... o caminho dele é a equipa B até querer ter outra atitude ou até esta o levar a passar ao lado de um grande carreira.

André Almeida, como disse acima, é um excelente jogador para rotação activa com o Maxi no campeonato e Champions. Steven Vitoria é claramente o 3º central para mim e tem qualidade para "aparecer" na equipa e crescer, especialmente nas Taças. E André Gomes talvez deva, esse sim, ser este ano emprestado. Depois do que vi no Mundial, tal como o Nelson Oliveira, tem que "repensar" a atitude e definir o que quer, pois nesta fase não é um 6 para substituir o Matic (que nos falta) e não cumpre a 8 (para onde o Ruben Amorim com facilidade o supera, neste momento).

Esta é a minha leitura, mas também facilitada pelo facto de eu entender que deveriamos sempre apostar 10x mais em tempo, dedicação e trabalho com os "nossos" do que com os que vêm de fora.

34 comentários blogger

  1. o ruben não é formado no clube apenas conta como formado localmente.
    o cancelo pode ser inscrito na lista b tal como o andre gomes.

    ResponderEliminar
  2. So apontar uma coisa:

    O Coentrao so se comecou a fazer jogador quando o emprestamos ao rio ave. Até pode vir ai o pai natal a dizer o contrario mas foi nessa epoca que ele fez o click.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O clic do Coentras foi quando ele pelo Nacional fez abanar duas vezes a rede de pesca de Contumil e tanto num lado como no outro jogou solto na frente.

      Quem é bom joga em qualquer lado.

      Eliminar
  3. JJ não vai apostar. Ele não tem qualquer incentivo em apostar na formação de jogadores da "prata da casa". A culpa é de quem não lhe introduziu, em sede de condições contratuais, os incentivos.

    ResponderEliminar
  4. O Ruben Amorim por acaso encaixa naquilo que o Benfica precisa: médio polivalente, português por causa da UEFA, experiente e conhecedor dos métodos do treinador e do nosso campeonato. Por isto tudo é bom a sua inclusão mas, por outro lado, às vezes penso que este gajo devia ser posto a treinar à parte até ao fim do contrato ou nem devia por mais os pés no Benfica. Porquê? Vão ser as declarações que ele teve após ter sido emprestado ao Braga.

    ResponderEliminar
  5. O Oblak não conta como formado no clube

    ResponderEliminar
  6. O Oblak é formado em PT e não no clube.

    O Rúben Amorim não é formado no clube, mas sim em PT.

    Santa ignorância

    ResponderEliminar
  7. Formados no clube: Cancelo, Silvio, P.Lopes, N.Oliveira e A.Gomes se não estou em erro.

    Formados em Portugal: Alem dos acima citados, R.Amorim, A.Almeida, S.Vitória e C.Martins e Oblak.

    Penso que destes dez, ficam 8. Aposto na cedência do Nelson e do Oblak.

    ResponderEliminar
  8. Portanto tu que nao és ignorante sabes que um jogador para ser formado localmente (no clube) tem que ter três inscrições na FPF entre os 15 e os 21.

    Ora se Oblak fez o seu primeir contrato com o Benfica em 2010 com 17 anos... É como diz o outro, é só fazer as contas. Já cumpriu três s inscrições.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não zézinho, precisa de ter jogado 3 épocas no mesmo clube, entre os 15 e os 21 anos. Vai lá ver se o Oblak jogou 3 épocas seguidas no teu clube.

      Eliminar
    2. Pedro estás errado. Tem de ter jogador 3 épocas no mesmo clube ou noutro clube da mesma Federação, ou seja, o Oblak é um jogador formado localmente.

      Eliminar
    3. Zezinho é coisinha da prima!
      Nao diz q tem que jogar. O contrato tem q estar registado em nome do clube detentor do passe: Benfica

      Totó

      Eliminar
    4. LOL mas formado localmente não é o mesmo que ser formado no clube! O Oblak não esteve 3 anos seguidos inscrito no Benfica logo não conta como formado no clube apenas no país!

      Eliminar
    5. Vou repetir: formado localmente = formado no clube. Nao tem que jogar ou estar no clube (pode ser emprestado).

      Formado em Portugal, o mesmo mas aplicável a vários joclubes. Ou seja, o contrato de direitos desportivos pode ser de diferentes clubes como acontece com o Amorim: para o Benfica é formado em Portugal, para o Belém é formado localmente

      Eliminar
    6. Errado. Formado localmente= formado no país. Formado no clube é outra coisa. Implica 3 inscrições no clube formador no tal prazo.
      Oblak é formado localmente e não formado no clube. Há 4 vagas para cada um desse itens a preencher para se poder inscrever o máximo de 17 não formados no país, mas com a equipa B essa taxa é facilmente preenchida pq depois há varios da equipa A que podem ser inscritos pela lista B.

      Eliminar
  9. Oblak - Não conta como formado no clube, mas sim formado localmente. Gostaria que fizesse parte do plantel.

    Cancelo - O Jesus já disse que ele vai fazer parte do plantel.

    Miguel Rosa - Não vejo nele as maravilhas que muitos parecem ver, e como não conta mesmo para Jesus nem vale a pena perder tempo.

    Amorim - Não tenho a certeza, mas acho que não conta como formado no clube, mas como formado localmente e se assim for, caso fique Oblak fica sem espaço (Steven Vitória, André Almeida, André Gomes e Amorim)

    Oliveira - Epá sinceramente acho que nunca vai ser o que pensam que ele já é. Pode ser que fique...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Explica-me lá pq o Oblak n é considerado formado no clube se teve ja três inscrições na FPF entre os 15 e os 21??

      Eliminar
    2. Porque não foi inscrito pelo Benfica na FPF em parte desses anos, foi inscrito pelos clubes onde foi emprestado.

      Eliminar
    3. Os regulamentos da UEFA dizem:

      "A “club-trained player” is a player who, between the age of 15 (or the start of
      the season during which he turns 15) and 21 (or the end of the season during
      which he turns 21), and irrespective of his nationality and age, has been
      registered with his current club for a period, continuous or not, of three entire
      seasons (i.e. a period starting with the first official match of the relevant
      national championship and ending with the last official match of that relevant
      national championship) or of 36 months."

      A questão é que, o Oblak durante esses 3 anos o registo dos contratos creio que é o clube onde joga efectivamente. Não tenho a certeza, mas penso ser assim, pelo que o Oblak não é formado no clube.

      Eliminar
    4. Fonix, es teimoso porra!

      O JOGADOR É DO SLBENFICA! É INSCRITO NA FPF COMO TAL... mas emprestado ao clube X! O tal "association-trained player".

      ARRE! Teimosos, porra!

      Eliminar
  10. Oblak, Cancelo e Nélson Oliveira devem ser apostas mas não considero que tenham de fazer parte do plantel.

    Os empréstimos podem ser úteis, e o Coentrão jogou muito excepto em Saragoça. O que não faz sentido é emprestar o Nélson a um clube em que o melhor jogador do clube jogue na mesma posição como aconteceu com o Corunha. Mas nestes casos a vontade dos jogadores e respectivos empresários é mais importante que a do clube.

    O Oblak tem jogado como emprestado é isso será o mais importante nesta sua fase. Mas como o Paulo Lopes não será uma opção para fazer meia temporada em caso de lesão do Artur, acho que apostava na sua integração nem que jogasse algumas vezes na B.

    O Cancelo na sua primeira temporada de sénior jogaria maioritariamente na B e alguns jogos nas taças.

    O Nélson depende da saída do Cardozo pois como quarta opção não teria uma vida fácil. E também tem de querer jogar pela B.

    Miguel Rosa duvido que possa vir a ser uma mais valia. Todos os jogadores de um plantel devem ser potenciais titulares ou isso será prejudicial para o próprio jogador.

    O Rúben Amorim quer pela birra que levou a sua saída, quer pelas declarações enquanto jogador do Braga, quer pela recorrência de lesões não devia voltar ao clube.

    ResponderEliminar
  11. Concordo a 100% e no futuro outros terao de ter uma oportunidade tambem ( Bernardo Silva vai ser craque nao?). Nao podera o Ruben ser alternativa oa Matic e o Andre Gomes ao Enzo? Oblak para ser formado no clube tem de estar no clube e como nao tem estado so conta como formado no Pais ( e muito FM lol).

    ResponderEliminar
  12. GB, estás errado. 1º, "formado localmente" não é, como tu dizes, formado no clube; é formado em Portugal. 2º, para se ser formado em PT ("localmente"), é preciso, como tu dizes, ser-se inscrito na FPF em 3 anos entre os 15 e os 21; mas para se ser formado no clube essas 3 inscrições têm de ser feitas, lá está, no clube; 3º, o Oblak é formado em Portugal e não no clube. As contas que fazes estão erradas, porque sim, ele foi inscrito em 2010 pelo Benfica, mas nos anos seguintes não o foi; foi inscrito por outros clubes portugueses. O Oblak é formado em PT, isso é certo.
    Tal como o é o R. Amorim. Já o P. Lopes é formado no clube.

    Posto isto, concordo em absoluto com o post.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Totalmente errado! Nao tem q jogar no clube para ser considerado seja I que for

      Eliminar
  13. GB, estás errado. Estás a confundir formado localmente (as tais 3 inscrições na FPF entre os 15 e os 21 anos) com formado no clube (3 inscrições NO CLUBE entre os 15 e os 21 anos). Ora o Oblak só foi inscrito pelo Benfica uma vez, sendo nas outras duas épocas inscrito por outros clubes portugueses. Daí ser formado em PT e não no Benfica.

    ResponderEliminar
  14. Vejo aqui muitas dúvidas acerca dos jogadores formados localmente e decidi ir pesquisar.
    Jogador formado localmente: "aquele que tenha sido inscrito na Federação Portuguesa de Futebol, pelo período correspondente a três épocas desportivas, entre os 15 e os 21 anos de idade, inclusive". Por exemplo, o Oblak cumpre este requisito.
    Mas parece que jogador formado localmente e jogador formado no clube são coisas distintas pois, segundo li numa notícia no maisfutebol que encontrei: "os regulamentos apenas permitem um plantel de 25, dos quais oito devem ser formados no país, sendo ou não portugueses, e desses outros quatro têm de ser formados no clube." Neste caso o Oblak já não cumpre estes requisitos. O que eu não sei é quantas épocas ou com que idades é preciso estar no clube para ser considerado "jogador formado no clube".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ja nao cumpre porquê!?

      Eliminar
    2. Nao diz que tem q ser português!

      Eliminar
    3. Porque jogador formado localmente é diferente de jogador formado no clube. São 2 coisas distintas. Não interessa a nacionalidade. Como disse no meu comentário não sei quantas épocas é preciso cumprir para ser considerado formado no clube, mas como já foi dito em comentários anteriores, deve ser 3 anos. Ora, o Oblak tem sido sempre emprestado e não esteve inscrito no Benfica 3 épocas pelo menos, logo não é um jogador formado no clube. No entanto é um jogador formado localmente.
      Pelos critérios da UEFA pelo menos 4 têm de ser formados no clube e ele não entra nessas contas.

      Eliminar
    4. Conditions for registration: List A

      No club may have more than 25 players on List A during the season, two of
      whom must be goalkeepers. As a minimum, eight places are reserved
      exclusively for “locally trained players” and no club may have more than four
      “association-trained players” listed on these eight places on List A. List A must
      specify the players who qualify as being “locally trained”, as well as whether
      they are “club-trained” or “association-trained”. The possible combinations that
      enable clubs to comply with the List A requirements are set out in Annex VIII.

      A “locally trained player” is either a “club-trained player” or an “associationtrained player”.

      A “club-trained player” is a player who, between the age of 15 (or the start of
      the season during which he turns 15) and 21 (or the end of the season during
      which he turns 21), and irrespective of his nationality and age, has been
      registered with his current club for a period, continuous or not, of three entire
      seasons (i.e. a period starting with the first official match of the relevant
      national championship and ending with the last official match of that relevant
      national championship) or of 36 months.

      An “association-trained player” is a player who, between the age of 15 (or the
      start of the season during which the player turns 15) and 21 (or the end of the
      season during which the player turns 21), and irrespective of his nationality
      and age, has been registered with a club or with other clubs affiliated to the
      same association as that of his current club for a period, continuous or not, of
      three entire seasons or of 36 months.

      Eliminar
    5. Acho que não precisas de mais esclarecimento nenhum para perceber que o Oblak é formado localmente, certo? Ou seja, conta para os 4 que temos que ter.

      Eliminar
    6. Pegando nos regulamentos que o Gandaia aqui disponibilizou, o Oblak é um "association-trained player" e destes cada equipa poderá inscrever no máximo 4. O Oblak não conta para os 4 que temos de ter ("club-trained player") mas sim para os 4 que, no máximo, poderemos ter ("association-trained player").

      Eliminar
  15. eu metia o Nelson Oliveira a dar saltos para a piscina no Splash a ver se acorda para a vidinha...

    ResponderEliminar

  16. Oblak-Formado aqui ou ali devia ser to titular no próximo ano pois por muito que custe a alguns ((Roberto estás perdoado))este rei que segue nu entrou tudo este ano. Sim foi ele um dos principais obreiros e por muitos anos que dure teve este ano 4 ou cinco lances para os quais não encontro explicação (( e quando não acho explicação há gato))pois nem um juvenil faria tão mal.

    Cancelo-Para algumas coisas é credibilidade, para o cancelo e outros é maturidade. Pois que o emprestem 3 ou 4 anos a ele e outros e depois vamos ver a maturidade.Vejam quantos dos emprestados, com esta gente, e que regressaram.

    Já era a minha opinião mas hoje veio a talhe de foice um recado na Bola da mão de um jorna lis que só foi profissional de futebol, ate no nosso Clube e que nem me parece anti-Benfiquista ((O Delgado)) que se diz adnirado po JJ descartar Oblak e que Cancelo é o grande jogador da formação pôs Rui costa, diz ele, embora não me esqueça do Manuel Fernandes embora tenha a cabeça. pequenina.

    Também diz Delgado e aqui até reforço que se JJ dispensar Caroso terá que ir buscar outro matador e para ter o nivel dele diz que o Benfica vai yer que abrir bem os cordões à bolsa e se o encontrar...

    Penso que muito Benfiquista ainda vai chorara pelo CARDAS.

    Nelson-Se for inteligente sera este o ano da sua afirmação porque tem tudo mas para isso é preciso que aquela cabecinha pare para pensar.

    Rubem-Nem quero ouvir falar nele.

    André Almeida tem que se afirmar ou latera ou trinco porque se for para lateral lá vai o Cancelo. Ainda para mais o Andrézinho é o ""menino"" de JJ porque queira ou não o Grande Maxi será o LD e por justiça e raça.

    CARDAS...Não vás embora que não temos mais ninguém como como para abanar a rede.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares